Randolfe propõe projeto para suspender reajuste de planos de saúde e pede convocação de diretor da ANS

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou um Projeto de Lei e um Projeto de Decreto Legislativo para a suspensão de reajustes nos preços de medicamentos e planos de saúde durante o ano de 2022. Além disso, o parlamentar também requereu à presidência do Senado a convocação do diretor-presidente da ANS (Agência Nacional de Saúde), Paulo Rebello, para a prestação de contas e a apresentação de esclarecimentos em relação a autorização do aumento de 15,5% nos planos de saúde individuais e familiares.

Esse foi o maior percentual de reajuste anual autorizado pela ANS desde 2000. Para Randolfe, o aumento representa um descaso com a situação financeira do brasileiro, que enfrenta um alto índice inflacionário e desemprego em meio a crise econômica do país. Além disso, segundo o parlamentar, o reajuste também ignora a pandemia de covid-19, que levou milhares de pessoas à necessidade de atendimento médico especializado em razão das sequelas do vírus.

“Estão impondo um aumento sem que haja qualquer perspectiva de melhora na economia. Pelo contrário, o cenário só está se agravando. Não há contexto que justifique essas altas, que vão dificultar ainda mais o acesso a serviços hospitalares”, frisou. “Precisamos de esclarecimentos e transparência. O povo carece de mais assistência e não de prejuízos”, completa.

Assessoria de comunicação do senador Randolfe Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.