Randolfe reúne com Instituto Gamaleya e Fundo Soberano Russo para trazer a Sputnik V ao Brasil

O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) reuniu na manhã desta quarta-feira (5) com representantes do Fundo Soberano Russo e Instituto Gamaleya com o objetivo de discutir alternativas para incorporação da Sputnik V ao Plano Nacional de Imunização contra o novo coronavírus. Também estiveram presentes os senadores Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Pandemia, e Humberto Costa (PT-PE), membro titular da comissão. O governador do Piauí, Wellington Dias, completou o time de políticos brasileiros no encontro.

De acordo com análises laboratoriais, a Sputnik V atingiu 91,6% de eficácia contra o novo coronavírus e o seu uso no mundo real revelou que a proteção pode chegar a incríveis 96,6% de eficácia. Segundo Kirill Dmitriev, presidente do Fundo Soberano Russo, os resultados da Sputnik V foram auditados pela revista médica Lancet, uma das mais conceitualizadas da área, sendo uma das três vacinas disponíveis atualmente com taxa de eficácia que supera os 90%. Os demais imunizantes em uso apresentam uma taxa que oscila entre 60% e 80%, evidenciando o potencial da vacina russa.

Para o senador Randolfe Rodrigues, quaisquer vacinas que se mostrem seguras contra o novo coronavírus devem ser incorporadas ao PNI. “Isso vale para a Sputnik V, a Covaxin e demais imunizantes que ultrapassaram todas as fases de testes e se mostraram eficazes contra a covid-19”, defendeu o parlamentar.

Ainda sobre este tema, Randolfe disse ser importante que a CPI da Pandemia e a Comissão Temporária da Covid-19 troquem informações sobre as ações de enfrentamento ao coronavírus. “O acúmulo de dados reunidos em ambas comissões serão de grande valia para entendermos as causas que nos levaram a esta crise humanitária”, salientou.

Durante a reunião, os representantes da Sputnik V reiteraram que toda a documentação solicitada pela Anvisa foi enviada dentro do prazo estipulado. “Acredito que as negociações para aquisição de vacinas são um dos temas centrais da CPI e, neste sentido, seria salutar convocar representantes dos laboratórios farmacêuticos para prestarem alguns esclarecimentos na CPI da Pandemia“, adiantou Randolfe.

Vacina contra a Covid-19 Sputnik V foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, da Rússia – Foto: Shutterstock

Sputnik V para os municípios amapaenses

O senador Randolfe Rodrigues tem procurado garantir as condições para que os municípios do Amapá possam adquirir a vacina Sputinick V, assim que houver liberação para uso do imunizante russo no Brasil.

O parlamentar recentemente destinou, através de emenda parlamentar, R$ 8,1 milhões para que as prefeituras amapaenses usem na compra de vacinas junto ao Fundo Soberano Russo.

Júlio Miragaia – Ascom senador Randolfe Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *