Randolfe trata com urbanitários sobre ameaça de demissões e crise na rede de energia do AP

A ameaça de demissões, em plena pandemia, e os problemas para manutenção da rede de energia elétrica em Macapá e Santana foram temas de reunião do senador Randolfe Rodrigues (REDE) com representantes do Sindicato dos Urbanitários do Amapá.

O parlamentar recebeu na quinta-feira (23) os representantes da categoria que alertaram sobre o quadro. Segundo os sindicalistas, até setembro o governo federal pretende demitir mais de 300 funcionários da Eletronorte. Somente no Amapá a previsão é que 35 urbanitários sejam desligados, o que equivale a cerca de 25% do quadro funcional da empresa no estado.

O senador foi informado também que está sendo transferido para a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), sem que haja qualquer condição, o trabalho de manutenção das subestações operadoras do sistema em Macapá e Santana.

A recente onda de interrupções do fornecimento do serviço, nas duas cidades, estaria relacionada a dificuldades encontradas para desenvolver a atividade pela companhia amapaense, que deixou de ser distribuidora e passou a ser uma prestadora de serviços.

“O grau de crueldade dessas demissões é que ocorrem no meio da pandemia, quando os trabalhadores têm menos expectativas. Num momento como esse, não há que se falar em demissão. Precisamos da Eletronorte fortalecida e principalmente apoiando a CEA”, disse o senador.

Como encaminhamento, Randolfe se comprometeu a levar a mobilização dos funcionários contra as demissões para os deputados e senadores da bancada federal, além das demais autoridades.

“Essa é uma questão que necessita do envolvimento de todas as autoridades amapaenses. Estamos tratando da situação empregatícia desses trabalhadores, mas também de uma possível ameaça de colapso da nossa rede de energia elétrica”, finalizou.

Júlio Miragaia
ASCOM/Senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP)
96 98103-7170 (Wahtsapp) e 96 99116-9665


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *