Reconhecimento: MP-AP celebra 24 anos do primeiro concurso para servidores da instituição

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) celebrou nesta sexta-feira (28), na Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco, os 24 anos do primeiro concurso para servidores efetivos do órgão ministerial. Os pioneiros do quadro efetivo da instituição foram homenageados em uma solenidade com a participação de membros e servidores.

Ao todo, foram mais de seis mil inscritos no certame, com 106 pessoas aprovadas no pleito. Os efetivos foram empossados em cinco etapas. Em 31 de janeiro de 1996, 55 pessoas, entre auxiliares, técnicos e analistas ministeriais, foram empossados no MP-AP, ingressando na carreira da instituição. Nos anos de 1997, 1998, 2000 e 2004, os demais aprovados no certame foram sendo chamados, de acordo com a necessidade da instituição.

A decana, procuradora de Justiça Clara Banha, que coordenou a realização do primeiro concurso do MP-AP, ressaltou a seriedade e lisura do processo seletivo. Já a corregedora-geral do órgão ministerial, procuradora de Justiça Estela Sá, destacou o desafio da administração nos primeiros anos e o papel primordial dos servidores na formação do órgão ministerial, como ele é hoje em dia, e lembrou dos serventuários que também contribuíram e já estão aposentados ou não se encontram mais nesta vida, citando o servidor Fernando Cézar, in memorian.

O procurador de Justiça Jair Quintas declarou-se feliz por ter acompanhado o ingresso de cada turma na instituição e elogiou o empenho de cada um dos homenageados. Por sua vez, o secretário-geral, promotor de Justiça Paulo Celso Ramos, destacou as dificuldades e vitórias dos homenageados. “Esses servidores foram desbravadores, pois ajudaram a construir nossa instituição. Somos gratos por auxiliarem nos avanços alcançados pelo MP-AP”, salientou.

Um servidor de cada ciclo de nomeação representou na homenagem os efetivos do primeiro do concurso: Malena de Souza (1996); Dinalice Alves (1997); Raimundo Cristino dos Santos (1998); e Eliana Pinho (2000). Também homenageado, em nome dos que tomaram posse em 2004, o servidor Marcos Ravel, que não pôde estar presente.

Os servidores Marinete Rocha e Gilberto Almeida enalteceram o reconhecimento da administração para com os pioneiros do quadro efetivo do MP-AP.

“Este reconhecimento é merecido para nós que vestimos a camisa do Ministério Público do Amapá e ajudamos esta instituição a trabalhar em prol da população amapaense”, comentou Gilberto Almeida.

“Encontrar esses colegas e amigos faz com que eu viva uma retrospectiva. É uma honra para todos nós fazermos parte da história desta instituição, pois tenho muito orgulho de trabalhar e fazer parte da trajetória do MP-AP”, frisou Marinete Rocha.

A procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, ressaltou a importância da data e a importância destes servidores para o órgão ministerial.

“Hoje comemoramos e homenageamos cada um destes efetivos do primeiro concurso. Não existe nenhuma entidade sem memória e estes servidores ajudaram a construir a história do Ministério Público. Não foi fácil, mas com a ajuda destes pioneiros, conseguimos consolidar o MP-AP como uma instituição de excelência no serviço público amapaense e também nacionalmente. Parabenizo a todos pela passagem da data. A eles, meu agradecimento pelos relevantes serviços em favor da sociedade amapaense”, pontuou a PGJ.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Elton Tavares
Coordenação: Gilvana Santos
Contato: (96) 3198-1616


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *