Regidos por maestro amapaense, orquestra e plateia unem-se pela democracia em Brasília

Augusto Guerra, violoncelista da Sinfônica do Teatro Nacional, e o maestro Joaquim França. Foto: Músicos pela Democracia

Na última quinta-feira (25), o amapaense Joaquim França, que mora e é professor da Escola de Música na capital federal, onde foi maestro titular durante 14 anos da Orquestra Filarmônica de Brasília, regeu uma apresentação dos Músicos pela Democracia, no auditório da Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnB).

Alguns integram a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, mais conhecido como Teatro Nacional de Brasília. Outros são professores ou alunos Escola de Música de Brasília. Fazem parte também alunos e alguns professores de Música da UnB.

Como parte de uma programação em defesa da democracia, nós pretendíamos fazer um concerto com as músicas do Clube da Esquina. Aí, tive a ideia de fazer um arranjo da canção Bella Ciao, cuja letra foi adaptada para o português e ficou com o título de Ele, não”, explicou o maestro.

Queria gravar um vídeo com apenas uma cantora interpretando a música, sendo acompanhada pela orquestra, para postar nas redes sociais. Acontece que na hora da gravação resolvi chamar para o palco, para cantar junto com a gente, a plateia que foi assistir à nossa apresentação.Aí, se formou um grande coro, ensaiamos rapidinho e fizemos a gravação”, finalizou Joaquim França.

Assista ao vídeo:

Fonte: Viamundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *