Repúdio ao fato de Chico Buarque fazer campanha para Dilma

Recebi por e-mail e, apesar de ser fã do velho Chico Buarque, adorei. Não sei de quem é o texto, mas é muito bom, o autor detonou o apoio do compositor a “Dama de Ferro”, usando títulos de algumas obras do artista. Leiam:

Meu querido Chico, como sempre, Te escrevo Com Açúcar e Com Afeto. O carinho fraternal persiste, mas a admiração por uma das vozes mais contundentes, afiadas e críticas do Brasil se foi. Essa tua obsessão cega pelo PT, que a cada dia afronta mais e mais a cidadania, cansou. Teu apoio à Dilma e os disparates ditos por você (e outros colegas intelectuais) nesse evento espúrio no Rio de Janeiro, foi a Gota D’água. Parece que só você não percebe que Essa Moça Tá Diferente por questões circunstanciais. O Paulo Betti, o Gil e até o Niemeyer caírem nessa, dá para entender. Agora, você Chico!!!


Vamos lá. Há alguns anos, era até compreensível uma certa simpatia pelo PT, o partido tinha o seu charme. Se olharmos para o PT nos seus primórdios, tinha gente séria, tinha gente íntegra, tinha Gente Humilde envolvida. Veja a declaração recente do Hélio Bicudo, falando sobre democracia e o que está havendo nesse atual governo. É emocionante. É de uma integridade, de uma coerência, de uma retidão de caráter. O PT tinha sua importância como partido de oposição, tinha alguma ideologia que não era facilmente corrompida.

Mas infelizmente, foi-se o tempo em que os Hélio Bicudo, as Marina Silva e outras pessoas com um pouco de dignidade e comportamento ético compunham os quadros do partido. Hoje em dia temos os aloprados, gente com nomes esquisitíssimos, tipos como Freud, Delubio, Waldomiro, Buratti, Dirceu – que gente é essa, Chico? E esse acordo com o PMDB!! Quer dizer que para ganhar eleição vale se juntar a Sarney, Renan, Jader e essa quadrilha toda, Chico. Só falta você cantar no aniversário do Michel Temer.

Chico, são Tantas Palavras presas na garganta, é tanta decepção com você, que nem que me peças Mil Perdões eu consigo te perdoar. Esse teu entusiasmo pelo Lula não se justifica. Você tem a coragem de exaltar a maravilha que é o PT falar grosso com Washington e fino com a Bolívia (governada por aquele bipolar do Evo Morales). Curioso, Chico, você não dizer que o Lula também fala docemente com o Fidel, com o Chaves e, caramba, com aquele louco ensandecido do Ahmadinejad. Depois de toda a barbárie que essa turma tem feito, o Lula vai lá e abraça todos eles, como se irmãos fossem, comungando com esses babacas, abrindo a porta do Brasil para esses facínoras.

Meu Deus, Chico, o que há com você? Só falta agora você recepcionar o Ahmadinejad no aeroporto cantando “Olha aí, ai o Meu Guri, Olha aí”… Você está louco Chico? Sinceramente, o que você acha que o Betinho diria desse teu comportamento? E o Tarso? Imagina o Desalento do Tarso te olhando lá de cima. Ele deve estar tomando dois litros de Chivas por dia para aceitar essa tua maluquice.

Francamente, Meu Caro Amigo Chico, não consigo entender como você, rapaz esclarecido, maduro, que já sofreu na pele com a ditadura dos milicos, apóia um governo que está com lama até o pescoço, um governo que se diz dos pobres, fracos e oprimidos e que só pensa em roubar, aparelhar o Estado, passar por cima dos direitos mais elementares, corromper a Constituição, calar a boca da imprensa, atacar adversários da forma mais truculenta, baixa, indigna, vil. A Geni nunca foi tão humilhada, tão surrada, tão fodida, como agora. Nunca jogaram tanta merda, tanta pedra na Geni, na tua Geni, Chico, e você não levanta a voz para defendê-la. O Lula e o seu Zepelim gigante, afrontam e esmagam a Geni e, simplesmente, você não tem nada a ver com isso? O que pensariam, Chico, as maravilhosas e saudosas Mulheres de Atenas te vendo assim?

Como pode, Chico, um presidente da república se comportar como cão raivoso quando é contrariado? Como pode, aquele que mais deveria zelar pela Constituição e pelas leis, ser o primeiro a banalizá-las? Como pode um presidente da república se apropriar de feitos e obras de governos anteriores e simplesmente ignorar, negar os benefícios colhidos em seu próprio governo de tais obras. Chico, falta nobreza, falta grandeza a esse governo. Abundam comportamentos mesquinhos. Como pode, Chico, você apoiar essa gente? Não há um Pedaço de Mim que concorde com você. Com franqueza, Chico, eu acho que você já vai Pelas Tabelas.

Não Sonho Mais com um país que, apesar das diferenças sociais, de muita coisa ainda a ser feita, tinha de fato tudo para dar certo. Impossível imaginar que essa gentalha, que você ajuda a manter no poder, dará conta do recado. Se a Dilma levar essa, Chico, perco minhas esperanças de ver um país melhor, mais digno, onde gostaria de educar meus filhos. E você será culpado também. Tua voz ainda ecoa, Chico, tem gente que ainda te ouve. Eu fico tentando me convencer que esse teu Amor Barato pelo Lula e pelo PT, Vai Passar. Mas não. Você está colado a essa gente como Tatuagem. Sim, você mesmo Chico. Você que sempre lutou contra a censura, você que sempre bateu de frente com o autoritarismo, como pode agora defender justo o oposto? Apesar de Você, Chico, ainda há gente coerente e digna nesse Brasil, e que não vai entrar nessa.

Trocando em Miúdos, Chico, para mim você passou. Não aguento mais olhar para você, apesar dos lindos olhos azuis, e te ver se juntando a essa imundice toda. O que vou te falar pode não fazer muita diferença pois, ao que parece, você tem pelo menos mais 4 anos de shows garantidos nos recintos mais sórdidos de Brasília. Mas a tua próxima música, provavelmente em parceria com o Franklin Martins, não tocará no meu rádio. Bye Bye Brasil.
  • Avatar

    No Discursso da Dilma foi a primeira vez que o governo reconhece que obras realizadas por meio de financiamentos não devem ser consideradas obras federais, já que são recursos que serão pagos pelos tomadores. Registra-se, assim, uma nova e mais justa leitura sobre programas como o Luz Para Todos e o PAC, nos quais as obras realizadas com os financiamentos – que serão integralmente pagos por empresas, estados e municípios – têm sido apresentadas – sem nenhuma cerimônia, como obras da União.
    Vamos exigir esclarecimentos a União.
    Vai Chico e’ hora de mostrar sua cara.

  • Avatar

    “Aqui na terra tão jogando futebol
    Tem muito samba, muito choro e rock’n’roll
    Uns dias chove, noutros dias bate o sol

    Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta

    Muita mutreta pra levar a situação
    Que a gente vai levando de teimoso e de pirraça
    E a gente vai tomando que também sem a cachaça
    Ninguém segura esse rojão

    É pirueta pra cavar o ganha-pão
    Que a gente vai cavando só de birra, só de sarro
    E a gente vai fumando que, também, sem um cigarro
    Ninguém segura esse rojão

    Meu caro amigo eu quis até telefonar
    Mas a tarifa não tem graça
    Eu ando aflito pra fazer você ficar
    A par de tudo que se passa

    Aqui na terra tão jogando futebol
    Tem muito samba, muito choro e rock’n’roll
    Uns dias chove, noutros dias bate o sol

    Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta

    Muita careta pra engolir a transação
    Que a gente tá engolindo cada sapo no caminho
    E a gente vai se amando que, também, sem um carinho
    Ninguém segura esse rojão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *