Reverência ao poeta Alcy Araújo (que faria 96 anos hoje) – Por Fernando Canto

Alcy Araújo – Foto: Blog da Alcinéa

O Amapá precisa preservar, reconhecer e homenagear seus grandes nomes em todas as áreas de atuação. Sou fã de escritores, compositores, músicos, poetas e artistas. Por conta disso, republico aqui o texto do escritor Fernando Canto, em homenagem ao poeta Alcy Araújo, que faria 96 anos hoje, 7 de janeiro. (Elton Tavares).

Reverência ao poeta Alcy Araújo – Por Fernando Canto

Por Fernando Canto

Alcy Araújo foi um dos nossos mais importantes poetas, e intelectual militante da cultura. Ele foi pioneiro do Território Federal do Amapá e aqui trabalhou como jornalista e servidor público, exercendo altos cargos no decorrer de sua vida profissional. Como escritor incursionou pelo campo da poesia, do conto e da crônica, entre outros.

Alcy Araújo – Foto: Blog da Alcinéa

Era compositor e chegou a ganhar festivais de música por aqui. Mas foi a poesia que lhe marcou definitivamente e de forma gloriosa a sua carreira. Boêmio e amigo de todos, Alcy influenciou dezenas de poetas em suas criações, desafiando-os a produzirem e se aprimorarem. Era conhecido nas rodas boêmias como “Tio” Alcy. Deixou uma quantidade incontável de textos e poemas que precisam ser publicados e divulgados, pois sua poesia não perde a atualidade.

Alcy Araújo – Foto: Blog da Alcinéa

O livro “Autogeografia” merece urgentemente uma reedição, bem como os outros livros que o poeta chegou a publicar como “Poemas do Homem do Cais” e “Jardim Clonal”. Seus contos e crônicas e contos precisam ser reunidos e estudados, entretanto nem a Academia (Universidades), nem os setores culturais oficiais mexem sequer um dedo para reacender essa memória escrita, preferindo a cultura de massa em detrimento da nossa formação intelectual.

Alcy Araújo foi nossa maior referência poética e que precisa ser reconhecido cada vez mais pelo que fez e pelo legado intelectual e artístico que deixou.

Alcy Araújo – Foto: Blog Porta Retrato

O Amapá tem o dever de preservar a memória criativa e cultural dos seus escritores, a fim de que eles possam ser conhecidos pelas novas gerações e pelas vindouras

É preciso reverenciar seu legado, pois o “Tio Alcy” influenciou várias gerações de artistas e colaborou decisivamente para a formação cultural e intelectual de vários deles.

A você, poeta Alcy Araújo, a nossa gratidão!

* Alcy Araújo faleceu em 22 de abril de 1989.

  • Avatar

    Bonito texto condizente com a criatura Alcyr Araújo…um Literato multifacetado, características de muitos outros, inclusive Fernando Canto, esse rincão do Brasil, tem ímpares, em várias manifestações da Arte…que bem aventurada Fada Madrinha, benzeu essas águas, por demais … demais…Alcyr cantou Muro Duro, em dos Festivais…e amou na sua Poesia o rio-mar, este mesmo que está lá na frente da cidade, com saudades de seu Poeta.
    E também , a mesma Fada benzeu esse espaço do Elton, e outros da produção Cultural Amapaense, e para quem ia do fizer que amou o texto…fui longe demais.
    Mas por fim …Aplausos de pé!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *