Revista “Tempo Amazônico” reúne artigos sobre Ditadura Militar em dossiê

A Associação Nacional de História – Seção Amapá (Anpuh-AP), lança a primeira edição de 2021 da Revista “Tempo Amazônico” (RTA), com o dossiê “Ditadura militar: mecanismos de repressão e construção de consenso”. A publicação é composta por artigos de pesquisadores, professores e alunos de graduação e pós-graduação do Amapá e do Brasil sobre temas de história e outras áreas das Ciências Humanas, e está com chamada aberta para envio de artigos para as próximas edições até 2022.

Para o professor Dr. Marcos Vinicius de Freitas Reis, diretor do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas (DFCH), a revista visa divulgar artigos da área de história e de profissionais que trabalham com temas historiográficos. “A revista tem vários números por ano, cada uma deles com os artigos temáticos do dossiê e os artigos livres, com temas variados que possuem qualidade acadêmica.”, explica o docente.

Primeira edição

O dossiê “Ditadura militar: mecanismos de repressão e construção de consenso” é a primeira edição de 2021, organizada pelo professor Dr. César Augusto Queirós, da Universidade Federal do Amazonas (PPGH-UFAM), e pelo professor Dr. Diego Knack, da Secretaria Municipal de Educação da cidade do Rio de Janeiro (SME-RJ). O arquivo agrupa diferentes perspectivas analíticas e abordagens documentais para expandir a compreensão do período autoritário. Reunindo produções originais sobre o golpe de 1964 e a ditadura, contribuindo para a historiografia especializada no tema diante dos estudos sobre a amazônia e as diversas perspectivas apresentadas. A edição reúne 10 artigos sobre o tema, 4 temas livres e a resenha “Quem fecudará os sonhos?”, do filme “Amores de chumbo”, de Tuca Siqueira.

Os artigos abordados sobre o tema são:

“Golpe civil-militar e a participação dos governadores em 1964”, de Priscila Oliveira Pereira
“A chacota da derrota: a charge do Miranda e a eleição de 1974 em Manaus”, de Thiago Rocha de Queiroz
“O Partido Comunista do Brasil (PCB) no Amazonas: da fundação do diretório estadual ao golpe civil-militar”, de Fernanda Fernandes da Silva
“Ecos do golpe de 1964 no Acre: ditadura, intolerância e perseguições políticas”, Francisco Bento da Silva e Jadson da Silva Bernardo
“Política, imprensa e perseguição no Pontal do Triângulo Mineiro (1964)”, de Caio Vinicius de Carvalho Ferreira
“O ensino da ditadura civil-militar no Amapá: entre o currículo e a memória”, de Danilo Mateus da Silva Pacheco
“Nazismo e religião política: avaliando classificações conceituais”, de Gustavo Feital Monteiro
“As relações dos governos Castelo Branco e Costa e Silva com a África do Sul e o papel dos diplomatas sul-africanos no Brasil (1964-1969)”, de Tiago Francisco Monteiro
“Trabalho e resistência: a Zona Franca de Manaus e as grandes greves do distrito industrial (1985-1986)”, de Vanessa Cristina da Silva Sampaio
“Ditadura civil-militar: análise do movimento estudantil da Universidade Estadual de Londrina por meio do jornal poeira (1974 – 1978)”, de Odir Taborda Correia Junior
E os artigos livres são:

“A inclusão no processo educativo”, de Fábio Rogério Bezerra Pereira
“Fome e soberania alimentar na Amazônia: notas sobre um silêncio cada vez mais incômodo”, de Mário Tito Barros Almeida e Leila Cristina Santos Almeida
“Fundamentalismo Protestante: uma interpretação crítica a partir do pensamento de Sartre”, de Geise Campêlo Ferreira e Cleber Baleeiro
“Mosaicos de áreas protegidas na Amazônia”, de Gilvano Chaves Teixeira Moraes
A revista também apresenta a resenha de Dimas Brasileiro Veras e Rebeca Santos de Amorim Guedes: “Quem fecudará os sonhos?” do filme “Amores de chumbo”, de Tuca Siqueira. Veja o dossiê completo no link da Revista Tempo Amazônico

Chamada para próximas edições

A Revista está com chamadas abertas para submissão de artigos sobre temas livres e específicos. No site da publicação “Tempo Amazônico” estão disponíveis cinco temas para os próximos dossiês, com prazos de envio no decorrer de 2021 e 2022. Os artigos devem ser enviados para o e-mail da revista ([email protected]) seguindo as normas de publicação disponíveis no site http://www.ap.anpuh.org/tempoamazonico. A RTA também receberá contribuições de resenhas, entrevistas e ensaios de pesquisa em caráter de fluxo contínuo. Cada edição possui prazos específicos para envio de trabalhos. Os temas específicos são:

“Amazônias: vidas em diferentes espacialidades e muitas temporalidades”
“História em movimento: o cinema como fonte histórica e historiográfica”
Ayahuasca e suas Interfaces com Memória, Poder e Saúde
“Os processos educativos sociais na América Latina”
“História, poder e linguagens: problematizações sobre o Brasil contemporâneo”

Texto: Iago Fonseca – (Estagiário de Jornalismo/ UNIFAP) – Escritório Modelo “Unifap Notícias”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *