Saneamento: governo federal reconhece avanço de obras no AP

Manoel Renato Machado Filho, do Ministério das Cidades  e o governador Camilo Capiberibe.
Durante Audiência Pública, realizada nesta terça-feira, 23, no auditório da Justiça Federal, em Macapá, o diretor de desenvolvimento e Cooperação Técnica do Ministério das Cidades (MC), Manoel Renato Machado Filho e gerente de desenvolvimento da Caixa Econômica Federal (CEF), Francisco de Assis Pereira Ribeiro, elogiaram o avanço das obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) para o Saneamento Básico no Amapá.

De acordo com Manoel Machado Filho, a iniciativa do governador do Amapá, Camilo Capiberibe, em cooperar com as prefeituras e trabalhar de forma integrada com as outras esferas do poder, tem contribuído para evolução na execução das obras do PAC no Estado.

“Saneamento não é obra e sim uma prestação de serviço continuada. Reconhecemos o empenho do governador Camilo Capiberibe, que se comprometeu em honrar as contrapartidas do Estado”, disse Manoel Machado Filho.

Segundo o gerente da CEF, a postura do Governo do Amapá em dar prioridade para a execução das obras do PAC, está mudando a realidade do Estado na execução de recursos federais.

“Se os serviços tivessem sido executados na época em que os recursos foram destinados ao Estado, na gestão passada, as obras já estariam finalizadas”, declarou Francisco Ribeiro.

Além dos representantes do governo federal, compareceram a audiência o governador do Amapá, o procurador da República, José Cardoso Lopes, o juiz federal João Bosco e os titulares de órgãos estaduais envolvidos com Saneamento Básico no Amapá.

Os gestores que compareceram a reunião foram: o titular da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Tesouro (Seplan), Juliano Del Castilo Silva, o secretário de Estado da Infra-Estrutura (Seinf), Joel Banha, o diretor presidente da Caesa, Ruy Smith e técnicos da Agência de Desenvolvimento do Amapá (Adap).

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *