Sarau na Biblioteca Elcy Lacerda terá poesia amapaense e paraense neste sábado, 28

A Biblioteca Pública Elcy Lacerda abre mais uma vez as portas para o público amante da poesia. Neste sábado, 28, a partir das 16h, o espaço externo da biblioteca vai receber poetas amapaense e o paraense Juraci Siqueira, o Boto, numa vasta programação recheada de muita música, contos, teatro e dança.

Segundo o diretor da Biblioteca Pública, José Pastana, o evento faz parte da programação que o órgão preparou para o mês de julho, que contou com monólogos de Dinho Araújo, apresentados às sextas-feiras, sábados e domingos. O local também recebeu aos sábados, exibições de filmes nacionais, numa parceria com o Clube de Cinema.

Como estamos no mês de férias e o público que visita a biblioteca reduz por conta disso, projetamos esta série de eventos, até mesmo como uma forma de trazer para este espaço, os amantes da poesia, do teatro, da música, do cinema”, justificou Pastana.

Para este sábado, o público que for à biblioteca vai poder acompanhar o monólogo “Ralho”, do artista amapaense Dinho Araújo, que se originou de uma poesia escrita em 2002. “Trata-se de uma peça onde o enredo se passa em um banco de praça. O personagem principal, um idoso, ralha com as novas gerações sobre diversos temas relacionados à terceira idade, os conflitos com os mais jovens e as novas tecnologias”, resumiu o autor.

O evento também será um momento para os amapaenses conhecerem um pouco da poesia de Juraci Siqueira, conhecido como Boto. O paraense, que já morou em Macapá na década de 70, costuma distribuir para o público, corações com poemas. Ele diz que é uma forma metafórica de entregar o coração do poeta aos espectadores. “São oitenta trovas diferentes de mensagens positivas, funcionando quase como um oráculo, em que a pessoa tira aquilo que precisa ouvir naquele momento”, explicou.

Poetas do Amapá com Juraci Siqueira na Biblioteca Pública Elcy Lacerda.

O evento terá, ainda, participações de Ricardo Pontes, Obdias Araújo, Paulo Tarso Barros, e outros poetas e poetisas amapaenses.

Além de poesias, o evento terá a parte musical com o cantor amapaense Nivito Guedes; uma apresentação de dança do ventre com o estúdio de dança Celebrare e exibição de filmes nacionais do Clube do Cinema.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *