Seja legal, pois não custa nada

felicidade1

Certa vez, perguntaram por que não gosto de tanta gente. Eu disse que é óbvio: só gosto de quem gosta de mim e de quem presta, ou seja, quem não é mais um canalha disfarçado de gente fina. E não faço questão de que pensem o contrário.

Vamos por partes, admito que sou genioso, chato com horários e teimoso, mas não sacaneio os outros, não uso ninguém como escada e não tento ganhar cartaz com bajulação. Mas trato todos com respeito no trabalho, em casa ou qualquer outro ambiente social.

São muitos “bom dia, boa tarde, boa noite, por favor, com licença, obrigado e desculpe” ao longo do dia. E é assim que tem que ser mesmo. Sem falar na tentativa de interagir de forma descontraída com as pessoas (nem sempre consigo). Quem me conhece sabe disso.

Resumindo, quem é boçal, frescão, metido a merda ou que pensa que é o “pica das galáxias” em alguma coisa, está errado! A vida é um aprendizado contínuo, ou seja, você pode ter muito conhecimento sobre muitas coisas, mas sempre tem algo a aprender ou precisará de alguém.

Você não precisa ser o simpaticão da parada, mas também não precisa ser mais um canalha, já temos que aturar tantos no dia-a-dia. Portanto, use a educação que tem, ela nunca é demais, respeite as pessoas, sejam pobres ou ricas. Enfim, seja legal, não custa nada. Pensem nisso.

Elton Tavares

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*