Semana da Consciência Negra terá shows, celebrações, caminhada e oficinas no AP

Por John Pacheco

A memória e cultura dos povos afros serão celebradas em Macapá com uma grande programação que inicia nesta terça-feira (20) e segue até o sábado (25), com diversas ações entre shows, oficinas de marabaixo, apresentações culturais, culminando com a celebração da tradicional Missa dos Quilombos, que acontece na sede da União dos Negros do Amapá (UNA), no bairro Laguinho, berço da ocupação negra na capital.

Além da programação na UNA, acontece neste sábado (24), a caminhada Zumbi dos Palmares, promovida pelo governo estadual. O percurso inicia na Praça praça Veiga Cabral, com concentração marcada para às 16h e segue pelas ruas do Centro. O tema deste ano é “Resistir é a arte mais profunda do meu povo!”.

Dentro da programação oficial, elaborada pela Comissão dos Representantes das Comunidades Tradicionais, estão incluídas, além do Encontro dos Tambores, atividades externas em escolas e órgãos públicos, o concurso do mais belo negro e mais bela negra do Amapá, além de movimentos culturais de reggae e capoeira.

Programação completa

Foto: Márcia do Carmo

Dia 20 (terça-feira)

Local: União dos Negros do Amapá (UNA)
19h às 20h30 – Celebração da Missa dos Quilombos com o Padre Aldenor Benjamim
Atrações: Grupo de Dança Afro Zimba, Grupo de Dança Afro Baraká, Banda Afro Base
21h – Batuque: Filhos do Curiaú e Associação Folclórica e Quilombo São Pedro dos Bois
21h30 – Marabaixo: Raízes do Marabaixo Infantil e Grupo Raízes do Marabaixo
22h – Marabaixo: Associação Cultural São Sebastião e Grupo Folcórico do Ajudante
22h30 – Marabaixo: Grupo de Foliões de São Benedito e Grupo de Marabaixo São Sebastião do Igarapé do Lago
23h – Marabaixo: Grupo de Marabaixo São João do Matapi e Grupo de Marabaixo São José do Matapi
23h30 – Marabaixo: Grupo Afro Cultural Marabatuque e Grupo da Gungá
0h às 0h30 – Tambou Kréyol (Caiena)

Foto: Márcia do Carmo

Dia 21 (quarta-feira)

19h às 21h – Movimento capoeira
21h – Concurso “A Mais Bela Negra e o Mais Belo Negro”

Dia 22 (quinta-feira)

19h – Religiosidade Matriz Africana

Foto: Márcia do Carmo

Dia 23 (sexta-feira)
20h – Marabaixo: Dica Lemos (Comunidade Areia do Matapi) e Grupo de Jovens do Marabaixo Renascer
20h30 – Marabaixo: Grupo Folclórico Herdeiros dos Marabaixo da Campina Grande e Grupo de Marabaixo Manoel Felipe
21h – Marabaixo: Grupo da Comunidade Quilombola do Ambé e Grupo Folcórico São José do Mata Fome
21h30 – Marabaixo: Grupo de Dança Cultural Berço do Marabaixo e Azebic
22h – Marabaixo do Pavão e Marabaixo São José
22h30 – Grupo Folclórico Tia Joaquina e Grupo Irmandade São Benedito do Mazagão Novo
23h às 0h – Movimento Reggae

Missa dos Quilombos é um dos pontos altos da programação — Foto: Gabriel Penha/Divulgação

Dia 24 (sexta-feira)

20h – Marabaixo: Grupo Folião da Nossa Senhora da Piedade do Carvão e Associação Cultural São Tomé
20h30 – Marabaixo: Associação Cultural Raízes da Favela – Dica Congó e União do Devotos de Nossa Senhora da Conceição
21h – Marabaixo: União Folclórica São Sebastião da Ilha Redonda e União Folclórica de Campina Grande
21h30 – Marabaixo: Grupo Folclórico de Marabaixo Tia Sinhá e Associação Cultural Torrão do Matapi
22h – Marabaixo: Dança do Amapá – Grupo Ancestrais e Movimento de Jovens Afrodescendentes do Amapá
22h30 – Batuque: Associação Folclórica Santo Antônio e São Benedito e Batuque Malocão do Pedrão
23h – Marabaixo: Marabaixo do Maruanum e Grupo Tradicional São João do Maruanum 2
23h30 às 0h – Banda Negro de Nós

Fonte: G1 Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *