Senado instaura Comissão para investigar mortes de Dom Phillips e Bruno Pereira

 


O Senado Federal instalou na segunda-feira (20) uma Comissão Temporária Externa para investigar os assassinatos do jornalista Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi escolhido como presidente da Comissão.

O grupo de senadores também vai investigar o aumento da violência na região contra povos indígenas, quilombolas, comunidades ribeirinhas e jornalistas.

Durante a abertura da sessão, Randolfe falou sobre o trabalho da Comissão.

“A ideia é ouvir todos os envolvidos nas mortes de Dom e Bruno não só para que haja a elucidação do caso, mas também para compreender a realidade da região, omissões na proteção dos defensores da Amazônia e ataques aos povos tradicionais da floresta”, afirmou.

A Comissão tem o prazo de 60 dias. O grupo é composto por nove pessoas, Fabiano Contarato (PT-ES) é o vice-presidente e Nelsinho Trad (PSD-MS) o relator.

O grupo aprovou nesta segunda o requerimento para ouvir representantes da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) e o ministro da Justiça, Anderson Torres. Os depoimentos estão marcados para quarta-feira (22) às 10h e às 14h, junto com a Comissão de Direitos Humanos.

Fonte: UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.