Senador Randolfe cobra pavimentação da BR-156 ao Ministério da Infraestrutura e DNIT

Foto: Ascom do senador Randolfe

Na manhã de hoje (19), o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) protocololizou dois ofícios, um destinado ao ministro da infraestrutura, Tarcisio de Freitas, e outro ao diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), Antonio Leite Filho, solicitando que sejam adotadas, com urgência, todas as providências para manutenção e pavimentação do trecho sul da BR-156, no Amapá.

A falta de pavimentação da BR-156 se arrasta por 40 anos. Em 2015, o governo assinou a ordem de serviço para o início das obras nos trechos Sul e Norte da estrada federal. Mas, questões burocráticas do projeto estão atrasando o processo. “Desde 2011, quando assumi meu primeiro mandato, cobro das autoridades a finalização dessa obra que se arrasta há décadas, tanto no trecho sul, que liga a capital Macapá ao município de Laranjal do Jari, quanto no trecho norte, que segue até Oiapoque. Perdi a conta de quantos ofício, representações, audiência e visitas já realizamos”, explicou o senador.

Em 2019, os órgãos federais chegaram a anunciar parcerias e convênios para garantir a finalização das obras, com a participação do Dnit e do Exército Brasileiro. Mas, em setembro de 2019, houve rescisão do contrato de R$ 128 milhões entre o Dnit com a Secretaria de Estado dos Transportes do Amapá (Setrap) e o consórcio de empresas, referente à pavimentação de 61 quilômetros do trecho sul da BR-156. No trecho Sul, são mais de 260 quilômetros sem pavimentação, que foram divididos em 4 lotes.

Com o período chuvoso a população tem amargado nas estradas e a trafegabilidade é cada vez mais prejudicada. “Precisamos assegurar pelo menos que a pessoas consigam se locomover. É uma vergonha e é desumano o que tem acontecido. Há anos trato sobre isso e não conseguimos avançar e resolver definitivamente”, argumentou o parlamentar.

BR-156

Com uma extensão de 812 quilômetros, dos quais 528 não estão asfaltados, a BR-156 é a maior rodovia federal do Amapá em extensão. A pista corta o estado de Norte a Sul, partindo de Laranjal do Jari, na divisa com o Pará, até o Oiapoque, na divisa com a Guiana Francesa. O trecho pavimentado parte de Macapá até o município de Calçoene.

Assessoria de comunicação do senador Randolfe Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *