Senador vai rearticular estratégias para evitar perdas aos servidores do AP

IMG_3859-300x200

Nesta quarta-feira (17), o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) foi informado que ocorreu o julgamento do processo dos servidores do grupo 1050, no Tribunal de Contas da União (TCU). O julgamento ocorreu em sessão sigilosa, somente com a presença dos juízes. Em resultado da ação conjunta do senador Randolfe, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) e a Deputada Marcivânia Flexa (PT-AP), foi feito um pedido de vista ao processo, o que é considerado vantajoso para os servidores do Amapá.

O grupo de parlamentares esteve na tarde de ontem (16), em audiência com o ministro do TCU, Vital do Rêgo, para tratar justamente sobre o processo que trata sobre os servidores do grupo 1050, que há algum tempo foram excluídos da folha do quadro federal. “Desta forma, o Sindicato dos Servidores Públicos Federais Civis do Amapá (SINDSEP) – que não pode participar da sessão – ganha tempo para aperfeiçoar a defesa dos servidores. Vamos nos rearticular e traçar uma estratégia para um parecer mais favorável aos servidores do Amapá”, disse o senador Randolfe.

Luta pelos servidores

Em dezembro de 2015 durante audiência com a Ministra Ana Arraes, relatora do processo que diz respeito aos servidores do quadro 1050, os senadores Randolfe e Davi pediram o adiamento do julgamento do processo em razão de realizar maior convencimento quanto aos aspectos históricos, técnicos e jurídicos que envolvem a situação funcional desse grupo de servidores.

Jornalista/Assessora de Comunicação
Carla Ferreira
Contato: (96) 98110-1234 (Whatsapp)
Twitter: @Carlinha_F
e-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *