Site do Fórum Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas é lançado: MP-AP é uma das instituições que promovem o evento

O site do Fórum do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (PELLLB) foi lançado nesta quarta-feira (1), no auditório do Complexo Cidadão do Ministério Público do Amapá (MP-AP). Na ocasião, foram abertas as inscrições para o evento, que será realizado nos dias 23 e 24 de agosto de 2018. A iniciativa visa o planejamento, apoio e articulação para a execução de ações voltadas para o fomento a leitura, ao livro, a literatura e bibliotecas no Estado, estruturação dos espaços para promover discussão e troca de ideias para a construção coletiva de políticas públicas para o setor. O MP-AP é parceiro do evento. O endereço eletrônico da página do simpósio é: https://forumlivroamapa.wixsite.com/planoap.

O lançamento foi prestigiado por profissionais do segmento literário amapaense, como escritores, bibliotecários, mediadores de leitura, professores, bem como técnicos do Executivo estadual e municipal.

Tiago Quingosta, conselheiro de cultura do segmento Literatura, apresentou a ideia do fórum, bem como, seus objetivos. “O fórum será um grande evento, a ideia é mobilizar o máximo de pessoas possíveis no Estado, para avançarmos rumo a aprovação do PELLLB. Esse plano faz-se necessário para o segmento”, destacou.

Conforme a escritora Maria Ângela de Carvalho, o objetivo do encontro foi dar visibilidade ao Fórum, onde as construções de planos estaduais e municipais serão debatidos e alinhados para suas respectivas execuções. “Estarmos juntos colaborando com esse trabalho, pois executamos ações neste âmbito no ano de 2012 e queremos somar com todos os parceiros no fortalecimento do segmento literário” salientou a escritora.

A bibliotecária do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional e Biblioteca (CEAF/Biblioteca/MP-AP), Leididaina Silva, explicou que, com a aprovação da Lei Nº 13.696/2018, que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita, dará respaldo legal para o Estado e Municípios construir seus respectivos planos. Ela ressaltou que o MP-AP auxiliou no avanço para do debate sobre o Plano com seu projeto Bibliotecas Públicas, executado pelo CEAF/MP, que coleta dados sobre as bibliotecas públicas do Estado do Amapá para elaboração de um diagnóstico situacional.

“A discussão do PELLLB não é de agora, tem toda uma história sendo desenvolvida. Recentemente foi aprovada uma lei para que dá fundamentação para que os estados e municípios criem seus planos regionais. O estado só tem a ganhar com essa iniciativa. O nosso projeto “As Bibliotecas Públicas do Estado do Amapá: diagnóstico situacional oportunizou esse diálogo do MP com autoridades para efetivar a criação do plano. Dentro dessas ações, temos reuniões e encontros com gestores e profissionais da área para falar da importância das ações, e assim, visar a criação de um diagnóstico situacional dessas bibliotecas”, salientou Leididaina Silva.

DECRETO Nº 7.559, DE 1º DE SETEMBRO DE 2011

O debate sobre Plano Nacional do Livro e Leitura – PNLL é fruto de um Decreto presidencial de 2011 e consiste em estratégia permanente de: I – a democratização do acesso ao livro; II – a formação de mediadores para o incentivo à leitura; III – a valorização institucional da leitura e o incremento de seu valor simbólico; e IV – o desenvolvimento da economia do livro como estímulo à produção intelectual e ao desenvolvimento da economia nacional.

Parceiros

Além do MP-AP, são parceiros na realização do Fórum do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, Conselho Estadual de Cultura, a Universidade Estadual do Amapá (UEAP), Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Fundação Municipal de Cultura (FUNCULT), Biblioteca Pública Elcy Lacerda, Proler Estadual e Municipal e grupos literários amapaenses.

Estiveram presentes o diretor da Biblioteca Pública Elcy Lacerda, José Pastana, o escritor e poeta Marven Franklin representando o município de Oiapoque, Ângela Ferreira do Proler Estadual e Selma de Sousa do Proler Municipal e Samara Sampaio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), o Bibliotecário Mario Júnior, a Pedagoga Carla da Silva; as professoras Sandra Mesquita, Lidiane Gomes, Jurema Santos, Helen Coelho, Edilana Paixão, Natalina Ribeiro e Maria Aurea e a acadêmica de letras Bruna Amorim.

SERVIÇO:

Elton Tavares
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *