Sobre a segunda noite do Desfile das Escolas de Samba do Amapá

Unidos do Buritizal e Império do Povo, passaram bem bonitas. Já a Império da Zona Norte surpreendeu e fez um belo desfile. Só que quem arrebentou mesmo ontem foi Boêmios do Laguinho e Maracatu da Favela. As duas agremiações deram show no Sambódromo de Macapá. 


Boêmios emocionou ao retratar seus 60 anos e levantou a torcida, porém a Nação Laguinense  tinha alas descaracterizadas (sapatos ao invés de sapatilhas, tenho a foto), alegorias mal acabadas e seu último carro quebrou na Avenida Ivaldo Veras. 

Maracatu fez um desfile porreta, com alegorias fantásticas e apoio de sua torcida. Só acho que o segundo carro alegórico estava incompleto. Já a linda comissão de frente da Verde Rosa, com direito a truque de mágica (estava sensacional), falhou. O encanto foi quebrado (literalmente) em frente aos jurados, por um problema no equipamento.  Além disso, a Maracatu teve que correr por conta do tempo e deixou buracos na Avenida do Samba, a exemplo do Piratão, na noite anterior. 

Resumo da ópera, ou melhor, do Samba: Boêmios e Maracatu foram, assim como o Piratão na primeira noite, sensacionais. Apesar das três escolas de samba terem cometido pecados, que não diminui em nada o Carnaval fantástico apresentado por elas, o título deste ano está entre as três agremiações. “Acredite se quiser”. É isso!

*clique nas fotos para vê-las melhor. 
Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *