Sobre o grande incêndio na Zona Leste de Macapá (Via G1 Amapá e Site da Alcinea)


Um incêndio de grande proporção já atingiu mais de 30 casas no final da Rua Marcílio Dias, no bairro Perpétuo Socorro, Zona Leste de Macapá. Várias viaturas do Corpo de Bombeiros permanecem no local no início da noite desta quarta-feira (23). Ainda não há informações sobre feridos.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta de 15h, na Av. Pedro Américo, em uma casa na área de ponte. O fogo se alastrou por casas em 3 quarteirões, atingindo a Feira do Produtor, localizada na Av. Ana Nery.

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) interrompeu o fornecimento de energia para o bairro Perpétuo Socorro. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) convocou profissionais de folga para ficarem de sobreaviso no atendimento às vítimas.

De acordo com o sargento Uchôa o Corpo de Bombeiro enviou seis carros e pelo menos 200 homens estão no local atendendo a ocorrência.

A Polícia Militar está no local para conter a ação de saqueadores. O Corpo de Bombeiros ainda não sabe informar as causas do incêndio.

Foto: G1 Amapá

Três carros do Corpo de Bombeiros,  dois da empresa Servic  e outros da Prefeitura de Macapá e do Infraero tentam debelar o fogo. Muita gente tentando ajudar, carregando baldes de água. Todos os bombeiros que estavam de folga foram chamados para ajudar no combate. No Ginásio Avertino Ramos um posto médico foi montado pela Secretaria de Saúde   para atender as pessoas que estão passando mal.

Muita gente nas ruas. Umas para ajudar, outras apenas movidas pela curiosidade. Essas acabam atrapalhando.

A Prefeitura de Macapá está pedindo que se evite trafegar nas ruas General Osório, Marcílio Dias e Pedro Américo. Governo do Estado e Prefeitura de Macapá estão montando bases de atendimento às famílias em escolas, centros comunitários, ginásios esportivos.

Várias escolas e os galpões das escolas de samba, na cidade do samba, servirão de abrigos para as famílias que perderam suas casas. Máquinas retroescavadeiras estão derrubando casas de madeira para evitar que o fogo se alastre mais.

Jornalista Alcinea Cavalcante

Foto: Anderson Farias


Meu comentário: Há mais de 2h, usei o Twitter pra informar sobre o incêndio, que eu pensava ser no bairro Pacoval. Avistei a fumaça de cima do prédio do TRE-AP, onde trabalho. Triste, muito triste. Que Deus ajude as vítimas.
  • Poxa to no trabalho desde das 12 horas nao pode ir ajudar as vitimas dessa tragedia no perpetuo socorro .tenho parentes e amigos la. Espero que o poder publico ajude essas pessoas.

  • Infelizmente o corpo de bombeiro do Amapá não está preparado para esse tipo de tragédia. Eram apenas 2 carros para tentar apagar o fogo que tomava conta de quase 3 quarteirões e que deixava mais de 150 famílias desabrigadas. Na tragédia da embarcação que afundou, novamente os bombeiros estavam sem equipamentos adequado para socorrer as vítimas. Mas para nossos governantes tudo está lindo e maravilhoso. Não sei quem querem enganar com esse discurso, não podes nos fazer de “cegos” diante de tanta falta de compromisso e respeito com a população do nosso Estado.

  • é sempre deus na história… O fato em si é trágico, mas sem dúvida a ignorância sempre prevalece!

    mas é isso aí! Ao invés de tratarmos os fatos com consciência e sanidade, deixemos que deus olhe por todos. Sempre!

    • Acredito que deus ja os abençoou. porem devemos ajudalos e principalmente tesponsabilisar aqueles que foram culpados por essa ttagedia, que não ê algo natural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *