Sobre o recurso do MDB contra o senador Davi e o parecer do Ministério Público Eleitoral


Os mesmos grupos políticos que foram derrotados nas urnas em 2014 pelo voto do povo do Amapá, não satisfeitos com a derrota, entraram na Justiça tentando tirar o nosso mandato no tapetão e foram derrotados por unanimidade no TRE/AP, onde nós já provamos que nossas contas estavam e estão regulares. Esses mesmos grupos recorreram mais uma vez dessa decisão para uma instância superior e iremos novamente nos defender e provar a regularidade das nossas contas. Eles não se cansarão, tentarão mais uma vez o que sempre fizeram, tirar o mandato do povo no tapetão, e não conseguirão.

Dessa forma, resta claro que essas alegações não passam de uma tentativa açodada do grupo ligado ao atual governador Waldez Góes, a Gilvam Borges, MDB e seus apoiadores de tentar por meios questionáveis tumultuar o processo eleitoral no estado. Já que não foram (e não serão) capazes de nos derrotar nas urnas, buscam a saída clássica do “tapetão”.

Confiamos na atuação de nossa justiça eleitoral e, em função disso, apresentaremos nossa defesa para consolidar o entendimento já estabelecido pela Corte Eleitoral amapaense de que não houve qualquer irregularidade em nossas contas.

Confiamos mais ainda no povo do Amapá. Os derrotados de 2014 novamente serão derrotados na justiça e no voto.

Davi Alcolumbre
Senador da República ELEITO pelo povo do Amapá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *