Sobre o show do Djavan em Macapá


O renomado cantor, compositor e músico da Música Popular Brasileira, Djavan, se apresentou ontem (23), no Ceta Eco Hotel, em Macapá. O show do artista, parte da turner do novo CD denominado “Rua dos Amores”, na capital amapaense foi uma obra da Produtora Malagueta. 

Quem acompanha a carreira de Djavan ou escuta suas canções desde que se entende por gente estava ansioso pelos clássicos. O Ceta tava lotado. Eu fui com minha família e encontrei muitos amigos no local. 

Só que na primeira hora, das duas de apresentação, Djavan e sua banda de excelentes músicos, executaram 90% de canções do novo álbum do compositor. Isso não agradou a maioria das pessoas presentes no evento. 

Pra piorar, o Ceta foi o Ceta de sempre: calor e atendimento precário. É sempre assim, seja lá qual for o artista ou quem produz o show. 

Mas Djavan é foda. E quando ele resolveu ser ele, botou pra quebrar. Assim como Milton Nascimento, que se apresentou no mesmo local em 2013, além de compositor genial é também um grande cantor. 

Valeu pagar caro pela mesa do show e aturar o calor e o atendimento deficitário do Ceta Eco Hotel. Djavan tocou, dançou, emocionou, pegou nas mãos dos fãs, cantou (uma pena que, ironicamente, em Macapá não rolou Linha do Equador) e encantou. 

Enfim, quem não foi, perdeu um showzaço. E foi assim! 

Elton Tavares
*Clique nas fotos para vê-las melhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *