Startup20 no Amapá: delegações das maiores potências econômicas mundiais discutem responsabilidade social e ambiental

Maior encontro internacional já realizado no Amapá, o Startup20 iniciou neste sábado, 24, as plenárias temáticas para discutir com representantes de todo o Brasil e das principais potências econômicas mundiais, as políticas públicas pautadas na sustentabilidade. Uma das abordagens foi sobre o futuro Ambiental, Social e de Governança (ESG, sigla em inglês) de negócios voltados para a tecnologia e inovação.

As discussões sobre o tema reforçam a necessidade de um conjunto de práticas de responsabilidade ambiental nas empresas de todos os segmentos. Esses ‘horizontes sustentáveis’ é que garantem o desenvolvimento mantendo a floresta em pé, um dos orgulhos do Amapá, estado considerado o mais preservado do país.

Durante os debates, o governador Clécio Luís reforçou que o estado apresenta diversas alternativas de empreendimentos que podem e devem ser desenvolvidos no viés sustentável, evidenciando o potencial da bioeconomia.

“Um dos grandes desafios do Amapá, é construir consensos. O estado oferece hoje infinitas possibilidades de negócios. Quem mora na Amazônia, lá na região ribeirinha quer que o filho estude, tenha acesso à internet, à universidade, aos bens de consumo e a gente quer uma bioeconomia que possa prover isso sem derrubar a floresta e eu vejo nas startups uma grande possibilidade”, frisou o governador.

O Startup20 é organizado pela Associação Brasileira de Startups (Abstartup) em parceria com o Governo do Estado e o Sebrae, e reúne representantes de 19 delegações que compõem o grupo do G20, mais a União Europeia e a Africana.

Única startup amapaense a receber investimento do Google, a Tributei é dedicada a criar alternativas para reduzir o tempo de monitoramento, acompanhamento e análise da legislação tributária. O co-fundador da startup, Wanderson Elias, destacou que as empresas amapaenses são suficientemente fortes para competir nos mercados nacional e internacional.

“Quando nós lançamos o Tributei para fora do estado, nós vimos o quanto de potencial a nossa ferramenta tem no mercado. Diante dos nossos concorrentes, nós somos os únicos que conseguem executar todo o processo de ICMS do começo ao final, desde a captura da nota até o motor de cálculo, que é a tecnologia amapaense criada por nós. A geração de guia é feita de forma robotizada, com tecnologia de ponta. Somos a única empresa do mercado que entrega este resultado, e somos aqui do Amapá”, diz orgulhoso, o empreendedor.

Sezen Gungor é uma das representantes da Turquia. Ela é diretora de Relações Internacionais da empresa Bilisim Vadisi Tecnoparks, e ressaltou que essa é uma oportunidade de trazer e compartilhar experiências para a região de onde vem, que atua fortemente em tecnologia e inovação. O país turco fica nos continentes europeu e asiático, e possui mais de 600 startups.

“Nós somos a maior zona de desenvolvimento de tecnoparks, temos um centro de incubação para suporte financeiro e mentoria para que as empresas possam virar startups. Ao final de 2023, houve um aumento no investimento em startups de sustentabilidade. É incrível estar aqui. Nós estamos ansiosos para ver como as startups locais estão se desenvolvendo e entrando no ramo da sustentabilidade”, finalizou Sezen.

Responsabilidade social, ambiental e de governança

A ESG é a sigla em inglês para “Responsabilidade Social, Ambiental e de Governança”, que representa um conjunto de práticas e políticas que as empresas utilizam para demonstrar seu compromisso com os princípios sociais, ambientais e éticos, que está diretamente relacionado às responsabilidades corporativas das organizações.

Em startups, o ESG é um critério de análise para investimento. Na nova economia, em que os problemas sociais e ambientais são amplamente discutidos, passou a ser um termômetro de negócios. Empreendimentos que atuam de forma negligente com o meio ambiente e com a sociedade não conquistam espaço no mercado.

Inovação que vem da África

No momento em que o debate global aborda a temática das startups no cenário da inovação, tecnologia e sustentabilidade em um encontro que reúne as maiores economias mundiais, a representante da África do Sul, Cherise Dunn, co-fundadora de uma empresa de protótipos, apresentou a sua visão sobre esse conceito a partir das experiências do país onde mora.

“Acho que a África do Sul tem muito a contribuir com inovação, com os equipamentos que nós criamos lá, estamos felizes em apoiar startups internacionais. Nós temos escalas curtas e técnicas de fabricação sustentáveis também, e acho que isso é fundamental porque nós realmente precisamos do apoio do Governo. Nós também temos conhecimento na área do biodiesel e energia renovável”, afirmou Cherise.

Cherise é especialista em saúde e fabricação de aditivos e designer criativa para a empresa Global Venture, além de ser palestrante do canal do YouTube “TED”, que fala sobre diversas áreas do conhecimento. Ela enfatizou a satisfação de estar pela primeira vez na capital do meio do mundo.

“Eu estou muito animada de estar aqui, eu larguei tudo que eu tinha pra fazer no meu país, para me certificar que eu poderia estar aqui porque é uma oportunidade única na vida. O lugar é lindo, as pessoas são muito amigáveis, a comida e as frutas são incríveis, nós estamos nos divertindo muito”, comentou.

Startup20 no Amapá

O Amapá é sede do maior evento de inovação e tecnologia do mundo, o Startup20, promovido pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups) em parceria com o Governo do Estado e o Sebrae. O evento internacional, inédito no Brasil, reúne autoridades e representantes de vários países para debater alternativas inovadoras para o planeta. A programação contará com painéis, palestras, debates e visitas técnicas até segunda-feira, 26.

Em 2023, durante a 52ª Expofeira do Amapá, o Governo do Estado, que desenvolve políticas públicas de incentivo à inovação, empreendedorismo e a bioeconomia, assinou uma Carta de Intenção que formalizou a realização, em solo amapaense, do encontro que abre oficialmente uma série de eventos do Startup20, que ocorrerão no país, durante o ano.

A iniciativa global, que teve sua primeira edição na Índia, faz parte das ações do Grupo de Engajamento Startup 20, criado pelo G20, organização das maiores economias do mundo, que conta também com outras nações da União Europeia e Africana.

Texto: Cristiane Nascimento
Foto: Aog Rocha/GEA
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *