Superintendente do Hospital Universitário apresenta plano de funcionamento à PGJ do MP-AP

Nesta terça-feira (24), a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ivana Cei, reuniu-se, na Procuradoria Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco, com o superintendente do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal do Amapá (Unifap), médico Aljerry Rego. Durante o encontro, o gestor do HU apresentou o Plano de Funcionamento e cronograma de ações da unidade hospitalar à PGJ do MP-AP.

A reunião contou com a presença do promotor de Justiça Wueber Penafort, que atua na Promotoria de Defesa da Saúde do Ministério Público, do professor Doutor da Unifap, José Tavares, que é pesquisador da Universidade e gerente de Ensino e Pesquisa do HU, e do diretor de administração e finanças do Hospital, Rogério Freitas. Também presente, a assessora técnica do MP-AP, Alcilene Cavalcante.

O Plano de Funcionamento do HU conta com quatro fases, onde cada etapa terá duração de seis meses. Nesta primeira etapa serão entregues 25 leitos, previstos para setembro de 2022. De acordo com o superintendente do HU, a unidade atenderá conforme encaminhamentos realizados pelas unidades de porta de entrada, gerenciadas pelo Governo do Estado.

O superintendente explicou que os hospitais universitários federais são centros de formação e de pesquisa que, aliados à prática assistencial, oferecem serviços de excelência à população. O médico Aljerry Rego destacou, ainda, que o HU-Unifap é membro da rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Aljerry Rego destacou que, ao final desse faseamento de quatro etapas, a previsão é que o HU terá 212 leitos e 1.800 funcionários (em sua maioria oriundos de Concurso Público) e com atendimentos de alto nível à sociedade amapaense.

Além da apresentação do plano, o gestor da casa de Saúde pediu apoio do MP-AP no acompanhamento e fiscalização da regulação de leitos do Hospital.

“O HU é um hospital de média e alta complexidade, assim, receberemos as demandas vindas das unidades que dão aquele primeiro atendimento ao cidadão. Por isso, é necessário aprimorar essa porta de entrada para dar ao cidadão as garantias de um bom acesso à saúde. O apoio do Ministério Público será essencial, pois iremos precisar muito nesse desafio gigantesco que é colocar essa estrutura para funcionar, mas temos certeza que vai dar certo”, ressaltou o superintendente.

Ao final do encontro, a PGJ do MP-AP parabenizou os representantes do HU e garantiu que o MP-AP fará seu papel institucional de acompanhamento, fiscalização e apoio ao Hospital, que será essencial para a melhoria da Saúde do Amapá.

“O Hospital Universitário é interesse de todos nós, deste modo o MP-AP está disposto a contribuir para o seu funcionamento. Acredito que o HU é uma das melhores coisas que aconteceu ao Estado do Amapá nos últimos anos”, frisou a PGJ Ivana Cei.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Núcleo de Imprensa
Gilvana Santos – Coordenação
Texto: Fernanda Miranda e Elton Tavares
E-mail: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.