Tribunal do Júri de Mazagão condena réu a 19 anos e 11 meses de prisão por homicídio e participação em organização criminosa

Na manhã de terça-feira (13), o Tribunal do Júri da Comarca de Mazagão decidiu pela condenação do réu Riveraldo da Conceição Ferreira Júnior pelo crime de homicídio duplamente qualificado (com uso de arma de fogo), participação em organização criminosa e corrupção de menor de 18 anos. O juiz Luiz Carlos Kopes Brandão, que presidiu o Júri, leu a sentença do processo 0000051-75.2022.8.03.0003, com a condenação fixada em 19 anos, 11 meses e 15 dias, inicialmente em regime fechado.

O réu já aguardava o julgamento preso no Instituto Penitenciário do Amapá e seguirá no cumprimento da pena. O crime em questão foi cometido em setembro de 2021, na residência da vítima, localizada no ramal do Aranha, no município de Mazagão. De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público Estadual, o crime foi motivado por guerra entre facções criminosas rivais – o réu era integrante da organização criminosa denominada “Comando Vermelho-CV” e a vítima integrante da “Família Terror do Amapá (FTA)”.

Consta no processo que a vítima, Valdeene Coutinho dos Santos, encontrava-se na varanda de sua residência na companhia de outras pessoas, quando o réu chegou, acompanhado de um adolescente, efetuou disparos com arma de fogo contra a vítima, que morreu tentando fugir do local.

O Júri Popular ouviu sete testemunhas do caso. Ao final do julgamento foi decidido ainda que o réu também irá indenizar a família da vítima por prejuízos sofridos.

– Macapá, 14 de junho de 2023 –

Secretaria de Comunicação do TJAP
Texto: Fernanda Miranda
Arte: Nina Éllen
Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *