Unidades Básicas de Saúde realizam 75 mil atendimentos no primeiro trimestre de 2016

IMG-20160509-WA0029

No primeiro trimestre deste ano mais de 75 mil atendimentos foram realizados nas diversas unidades básicas de saúde da capital. São consultas médicas clínicas, ginecológicas, oftalmologista, atendimentos de urgência e emergência, aplicação de vacinas, curativos, dentre outros serviços oferecidos nas unidades.

Diariamente, centenas de pessoas procuram as UBS’s em busca desses serviços. As marcações e realizações de consultas diárias, atendimentos de urgência e emergência, prescrição, realização de exames e a dispensação de medicamento totalizam mensalmente mais de 22 mil procedimentos realizados. Todas as UBS’s disponibilizam a lista completa de medicamentos preconizados pelo Ministério da Saúde que devem ser ofertados pela atenção básica, além de equipe multidisciplinar de profissionais da saúde.

A UBS Lélio Silva recebe o maior número de pacientes. De acordo com o diretor da unidade, Emanoel Martins, o maior fluxo de atendimentos são os serviços de urgência e emergência, que mensalmente chega a atender uma média de 7 a 12 mil pacientes, entre adultos e crianças.

Somente em março os números de atendimento nas principais unidades básicas de saúde (Lélio Silva, Marcelo Cândia, Marabaixo, Perpétuo Socorro e Rubim Aronovitch) chegaram a um total de 29. 008 mil atendimentos, dos quais 13.315 ocorreram na UBS Lélio Silva, 6.613 na UBS Marcelo Cândia, UBS Marabaixo com 4.126, Perpétuo Socorro 2.647 e Rubim Aronovitch com 2.307 atendimentos.

Além dos atendimentos na capital, as Unidades Básicas de Saúde atendem diariamente pessoas advindas das diversas localidades ribeirinhas do Pará, Santana e as demandas encaminhadas pelos hospitais estaduais, como Hospital de Emergências (H.E), Hospital de Clinicas Dr. Alberto Lima (HCal) e Unidade de Pronto atendimento Estadual da Zona Norte (UPA), principalmente na dispensação de medicamentos, uma vez que o estado muitas vezes não possui os medicamentos para atender a população.

Karla Marques/Asscom Semsa
Contato: 99119-2467

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *