Unifap recusa adesão ao programa Future-se, do Ministério da Educação

O Conselho Universitário (Consu) da Universidade Federal do Amapá (Unifap) se manifestou contrário a adesão da instituição ao programa Future-se, do Ministério da Educação, que prevê maior autonomia e estimula que a entidade passe a captar recursos próprios.

Em nota, a Unifap informou que a recusa foi por unanimidade e que posteriormente as razões para a decisão serão informadas à comunidade acadêmica.

“A gestão da Unifap referenda a decisão do Conselho Universitário e reafirma a disposição de continuar dialogando com a comunidade acadêmica, a sociedade, o MEC e o governo federal buscando sempre a construção de políticas que visem promover o ensino público, gratuito e de qualidade”, diz trecho da nota.

Future-se

O Future-se é uma iniciativa proposta pelo MEC, com o objetivo de aumentar a autonomia administrativa das universidades federais.

Como essas instituições sofrem com contingenciamentos e alegam que têm suas atividades prejudicadas com os bloqueios de orçamento, a solução apresentada pelo governo é firmar parcerias entre a União, as universidades e as organizações sociais.

Além disso, o Future-se também estimularia que as instituições captassem recursos próprios, que auxiliassem na sua manutenção.

O MEC reforça que não se trata de privatizar o ensino público, e sim de criar uma nova forma de financiá-lo. A cobrança de mensalidades em cursos de graduação, mestrado e doutorado está descartada, segundo o governo.

Fonte: G1 Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *