Waldez e prefeitos alinham plano para retomada das aulas; Estado alerta sobre variante da covid-19

Foto: Márcio Pinheiro

Atualmente, pela classificação de risco que o estado ocupa, as aulas presenciais, tanto na rede pública, quanto na rede privada, estão suspensas. Porém, o Governo do Amapá segue dialogando com as prefeituras para que, no momento adequado, as escolas estejam preparadas para seguir as medidas de prevenção, sanitárias e de higiene. Durante videoconferência com prefeitos, nesta segunda-feira, 15, o governador do Amapá, Waldez Góes, dialogou sobre o assunto e alertou em relação aos casos suspeitos da nova variante da covid-19.

A retomada das aulas é um assunto que está sendo debatido amplamente com as prefeituras dos 16 municípios amapaenses. Góes informou aos gestores municipais que o Estado possui um plano de retomada e que também auxilia na elaboração dos respectivos planos de cada cidade.

“Temos um plano que pode ser colocado em prática, no momento que os órgãos de saúde e vigilância avaliarem seguros, mas acompanhamos a realidade das prefeituras e defendemos uma retomada de aulas em conjunto com os municípios”, enfatizou o governador.

Para isso, a secretaria de Estado da Educação (Seed) trabalha em um plano de retomada gradual das aulas em todo o estado. O primeiro passo é a aplicação de avaliações para diagnósticos socioeconômico, emocional e de aprendizagem, que nortearão de forma segura das atividades em qualquer modalidade, seja remota, hibrida ou presencial. Um acolhimento conjunto entre governo e prefeitura também foi elaborado para não prejudicar as estratégias adotadas para redução dos casos do novo coronavírus.

“Reunimos com os secretários de educação dos municípios para o levantamento de insumos e a necessidade das escolas se adequarem para o retorno seguro às aulas. Sabemos que algumas redes de ensino ainda não conseguiram se adaptar, por isso precisamos caminhar em conjunto”, disse a secretária de Estado da Educação, Goreth Sousa.

Este processo será de forma gradativa e acompanhando as orientações dos órgãos de Vigilância e Saúde. Diante disso, devido ao alerta da Guiana Francesa de quatro pacientes infectados por uma nova variante do coronavírus, o Amapá ainda não retomará aulas presenciais, por conta do risco de infecção da doença.

A nova cepa encontrada em Manaus e que já circula em outros estados, inclusive no Pará, é um subtipo do vírus com maior capacidade de transmissão e de agravamento da doença em menos dias. Para evitar maior contágio da doença e reduzir os riscos de infecção, o governador Waldez Góes, manteve as medidas de proteção à vida e recomendou que as prefeituras sigam o decreto estadual e intensifiquem as fiscalizações.

Assessoria de comunicação do Governo do Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *