Yanna MC lançará videoclipe Sereia do Norte, abordando o empoderamento da mulher amazônica

O rap amazônico ganhará mais um esplêndido trabalho autoral da cantora e compositora Yanna MC. Nesta segunda-feira (31), a artista amapaense lançará em seu canal do YouTube o videoclipe Sereia do Norte, que faz referência às gírias e a cultura nortista, abordando o empoderamento feminino e a força da mulher amazônica.

Yanna MC é rapper do extremo norte, criada nas baixadas do Amapá. A artista carrega consigo as raízes tradicionais da Amazônia, mostrando todo o seu talento em mais um trabalho fabuloso. Sereia do Norte expressa a diversidade amazônica, retrata a cultura urbana e o tradicional, entrelaçada com as gírias nortistas, exaltando a beleza, a garra e a intensidade da mulher nortista.

A faixa solo reflete a representatividade da rapper, figura ilustre reconhecida como destaque no hip-hop local, sendo sinônimo de mulher forte e determinada, uma artista completa.

‘’Sereia do Norte conta com três cenários diferentes, que representam muito. A ideia surgiu após o sucesso de Bandidas do Asfalto. Uma parte da música fala da ‘Sereia do asfalto’ e algumas pessoas começaram a comentar nas minhas fotos sobre isso. Um mano até colocou uma poesia sobre sereia. Isso me inspirou. Cada verso foi escrito com carinho. Estou feliz com esse trabalho e vale a pena conferir’’, ressalta Yanna.

A nossa força só cresceu

O videoclipe Sereia do Norte será divulgado menos de um mês após o lançamento da faixa ’A Nossa Força Só Cresceu’, feat com Fernanda Canora. O rap acústico está disponível nas plataformas digitais.

‘’A Nossa Força Só Cresceu foi uma parceria com a Fernanda Canora. A letra reflete o empoderamento feminino e objetiva mostrar a outras mulheres que todas nós somos fortes e livres. Apesar de a sociedade machista tentar dizer que não. Somos maravilhosas e não devemos ficar caladas’’, destaca a rapper.

Os dois videoclipes da Yanna MC foram produzidos pela Oca Produções. São provenientes de um projeto Selecionado no EDITAL Nº 003/2020 – SECULT – CARLOS LIMA “SEU PORTUGA” – Seleção de Projetos Artísticos e Culturais, da Secretaria de Estado da Cultura do Amapá (Secult/AP), através da Lei Aldir Blanc, que fomenta o cenário artístico durante a pandemia da Covid-19.

Trajetória

A rapper amazônica iniciou sua carreira em 2017, em eventos do movimento negro, LGBTQIA+ e feminista. Ela conheceu o hip-hop através do streat dance. Participou das Batalhas de MCs do Amapá, tornando inspiração para outras mulheres, sendo sinônimo de representatividade da manifestação cultural.

Yanna MC tornou-se uma figura de destaque, aclamada como uma das MCs mais atuantes no cenário do hip-hop amapaense, com letras que apresentam identidade e combatem o racismo, a LGBTfobia e encorajam o empoderamento feminino.

A artista participou do projeto Baubo Sessions, com a canção ‘’Dama da Rua’’, sendo uma das suas primeiras músicas autorais. Em 2018, estreou um trabalho com a Família Lado a Lado. Em 2019, a artista também fez participações especiais no Ciclos com Egrégora, Expresse com Ruth Clark e Quando o Coração Parte Mais Alto com MC Super Shock. O ano de 2020 foi marcado pelos rits Cypher Nor7icos 2 e “Bandidas do Asfalto” com as rappers Aghata Sou (PA) e Amanda Braba (PA).

Yanna MC também foi idealizadora do Urban Movement, criado em 2017. O movimento desenvolve eventos que agregam os quatro elementos do hip-hop que são o break dance, o DJ, o grafite e o Mestre de Cerimônia (MC). O intuito é valorizar a cultura hip-hop fazendo a inserção do movimento urbano dentro das escolas, levando a arte, a dança, e as rimas, com propostas de oficinas.

Videoclipes:

A NOSSA FORÇA SÓ CRESCEU

SEREIA DO NORTE

Ascom Oca Produções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *