A sutil diferença

                                                                                         Por Darth J. Vader

Hoje assino Darth J. Vader porque este alter ego grita horrores quando certas coisas não saem como deveriam, na opinião desta que vos escreve. É simples assim: o supremo-chefe do Lado Negro da Força não admite que as coisas saiam do controle e procura, com um certo sucesso, fazer tudo ficar irmanamente equilibrado (irmanamente, neste caso, significa mais para mim e menos para você).

Hoje, não posso de deixar de comentar certas notícias do Amazonas e peço desculpas antecipadas aos palavrões e despautérios, mas tem dia que não dá.

A primeira porrada vem da Câmara Municipal de Manaus (CMM). Depois do comentário infeliz do prefeito da capital perante àquela paraense, um dos vereadores resolveu pedir o impeachment do prefeito Big Black.

Antes mesmo de entrar em votação, os próprios parlamentares da Casa anunciaram ajuda ao FDP. O presidente da CMM disse que só haverá votação se TODOS os vereadores estiverem presentes. Ora! Quando isso aconteceu na História da Humanidade? Ainda mais porque os “nobres“ eleitos pelo povo adoram ter um programa de TV do tipo tragédia e pobreza, aproveitando-se dos mais humildes (e às vezes mais idiotas)! Ninguém pode estar em dois lugares ao mesmo tempo e vocês podem imaginar que horas passa isso. Grrrrr!!

(Respira fundo e continua, minha filha). A base aliada assinalou para toda a imprensa que estaria lá para defender o ‘pobre’ prefeito, que ‘não merecia’ um pedido de afastamento por uma coisa ‘de momento’.

Meus nobres, eu vos digo que é verdade. O bate-boca com a dita mulher não pode se configurar nem na lista dos 100 maiores motivos para que o Big Black deixe o poder. Isso só serviu para o Brasil perceber que tipo de ‘gente’ comanda a capital verde. Vai afastar o cara? Que seja por desvio de verba, por improbidade, acusações de ser mandante de assassinatos, de exalar poeira branca e até de fumar charuto em lugares fechados!! Mas que seja realmente algo ilegal, caraleo!!

Uma investigação real, meu Senhor, é só isso que Lhe peço!!

Para fechar com chave de ouro este post, até o que eu considerava o mais ferrenho dos vereadores de oposição negou-se a votar a favor! Gzus! Onde vamos parar!

Enquanto isso tudo acontece, ainda não almocei. Tenho que pegar dois ônibus para chegar em casa e comer o frango guisado feito por minha mulher. A comida (e a mulher, que não sou besta) é uma delícia, mas ir do trabalho até os Quintais do Aleixo demora uma hora e meia, com sorte.

Agora tenho que ir. Preciso virar sardinha com meus conterrâneos dentro dos cacarecos que chamam transporte coletivo. Porque aqui é assim: você mal de uma coisa e quando vê tem sempre mais que poeira embaixo do tapete.

“Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma” – Shakespeare, taurino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *