FELIZ EQUINÓCIO! (Por Fernando Canto)

Foto: Márcia do Carmo

Por Fernando Canto

Amanhã é dia do Equinócio. Feliz equinócio das flores para todos vocês, amigos e familiares!

O Criador Incriado é tão perfeito que quando fez os planetas e astros lhes dotou de movimentos diversos, inclusive lhe dando equilíbrio, quando a Terra, por exemplo se afasta do sol para realizar os solstícios e, na sua volta, os equinócios. Assim, todos os continentes usufruem quase das mesmas luzes, ainda que tenham características ecológicas e biomas diferentes, como diferentes são os animais e povos que os habitam e deles podem tirar seu sustento.

Foto: Manoel Raimundo Fonseca

Então, o movimento que dá calor aos corpos vivos é eivado do equilíbrio que todos necessitamos para seguir na vida, dar valor à existência e agradecer a deidade sem ficar refém da ciência, pois é uma forma poética e filosófica de tentar entender nossa pequenez diante do universo. Se nem pensarmos nisso, ficaremos eternamente sem sombra. Estaremos sempre a-sombrados diante do caos que se instala ao largo do grande rio da Latitude Zero, semimortos, e com um punhal de luz nas nossas cabeças, quase cegos, suplicando por um eclipse amenizador na linha equinocial.

 

Macapá é a melhor cidade brasileira para ver o eclipse – Via @alcinea

É nesta segunda-feira, 21, um dos eventos astronômicos mais esperados dos últimos anos: o eclipse solar. Ele será total nos Estados Unidos. No Brasil, será parcial e visível em quase todo o país, principalmente nas regiões norte e nordeste.

Quem está em Macapá é privilegiado, pois aqui é a cidade do Brasil onde será mais visível. A taxa de visibilidade é de 40,9%.

A partir das 16h09 pregue os olhos no céu, pois neste momento começa o fenômeno que atinge o ponto máximo às 17h09 e encerra às 18h03.

Mas cuidado, não olhe diretamente para o sol sem uma proteção. Use óculos especiais ou aqueles de soldador. Muito comum também usar aquelas radiografias de raios-x ou fotolitos. No meu tempo de criança, escurecíamos um vidro na chama da lamparina para olhar o sol.

Outra coisa: nada de apontar binóculos ou telescópios na direção do Sol, isso pode danificar seus aparelhos, mas o pior de tudo é que pode causar cegueira.

Então curta este momento, mas se cerque de todos os cuidados.

Eu já vi vários eclipses. E você? Lembro que quando criança vi um eclipse total, o dia virou noite, os pássaros dormiram e as estrelas acordaram. Foi possível ver estrelas e planetas. É a mais forte lembrança que tenho de eclipse.

Veja as cidades brasileiras, horários e taxas de visibilidade do eclipse que ocorrerá amanhã nesta tabela da Galeria do Meteorito:

Fonte: blog da Alcinéa

Não se assuste, o Sol vai sumir!

Você sabia que está em uma posição privilegiada para participar de um dos eventos mais aguardados dos últimos 30 anos? Ele

No dia 21 de Agosto, após 28 anos, a lua vai encobrir a luz decorrente do sol, ocasionando um eclipse solar. A última vez que isso aconteceu foi há 26 anos, e Macapá é uma das poucas capitais do Brasil em que poderemos contemplar esse acontecimento histórico por mais de duas horas, devido à nossa localização geográfica no extremo norte do país. Em Goiânia, por exemplo, o eclipse vai durar apenas 27 minutos e somente 1% do sol ficará encoberto.

Nos Estados Unidos o sol ficará totalmente encoberto pela lua e Macapá é o segundo melhor lugar do mundo para observar o fenômeno, pois teremos aproximadamente 40% do sol encobertos. No Brasil, só teremos um eclipse total do sol em 12 de Agosto de 2045!

Em Macapá, o Clube de Astronomia Mirzan e o Curso Lógico realização uma programação especial para que os interessados possam contemplar o evento. Trata-se do Encontro Solar Norte, evento em que os integrantes do Clube auxiliarão os entusiastas em astronomia a contemplarem o eclipse, com explicações em tempo real e discussões de temas relacionados à medida que o fenômeno ocorre.

O projeto Solar Norte visa aproveitar a importante data para abordar trabalhos científicos que despertem o interesse dos jovens amapaenses a gostarem de ciências, tendo em vista a grande necessidade que a área tem por mais pessoas que busquem alcançar conhecimentos e desenvolver trabalhos relacionados. Para tanto, o Curso Lógico realizará apresentação de projetos científicos e de jogos educacionais. Como um bônus ao Encontro, o Curso também exibirá espetáculos da famosa Monga, a mulher gorila! O objetivo é explicar fenômenos de física óptica, como a reflexão da luz, de maneira lúdica. Além da transmutação da mulher-gorila, o Solar Norte terá à disposição uma série de experimentos científicos para entreter e educar os participantes, como bobinas de Tesla, bolas de plasma, reações químicas, entre outros que serão apresentados pelos próprios alunos do Lógico.

O evento acontecerá na segunda-feira, 21 de Agosto, entre 15h30 e 20h, no Curso Lógico, situado na Rua Hamilton Silva, nº 1065, próximo à Avenida FAB, gratuitamente.

Curiosidades

O eclipse é um fenômeno astronômico no qual a luz decorrente do sol é encoberta pela lua, exatamente quando a lua se posiciona entre o sol e o planeta terra. Em decorrência desse posicionamento, uma sombra é formada em uma determinada região da superfície do planeta. A sombra formada é dividida em duas partes denominadas de umbra, região onde se observa o eclipse total (ausência de luz solar) e, penumbra, região onde o eclipse é observado parcialmente (breve sombra).

A ocorrência de um eclipse Solar depende de vários fatores, um fato é que sempre ocorre na fase da lua nova, pois é nessa época que a lua está entre a Terra e o Sol, além disso, os astros precisam estar em graus de inclinação da órbita lunar favorável, bem como distância entre Terra, Lua e Sol. Embora dependa de vários fatores, existe um período conhecido como Período de Saros que é um período cíclico para ocorrência de um eclipse com mesmas características e ordem que o período anterior, esse ciclo é de 18 anos e 11 dias. No entanto, dependendo das condições astronômicas, é possível haver a ocorrência de, no mínimo, dois a cinco eclipses, no máximo.

Serviço:

Evento: Solar Norte
Dia: 21 de Agosto
Horário 15h30
Local: Curso Lógico (Rua Hamilton Silva, 1065, Macapá)

Evelyn Pimentel
Assessoria de Imprensa – Agência Pivô
(96) 9 9123 – 0923 | 9 8103 – 9571

‘Asteroid Day’ em Macapá vai disponibilizar telescópios na praça para observação da lua e Júpiter

O projeto ‘Observando no Meio do Mundo’ vai levar para uma praça no Centro de Macapá, telescópios que estarão apontados para a lua e para Júpiter, na noite de sábado (1º), entre 19h e 21h. A programação gratuita à população dá início às atividades do segundo semestre do projeto.

O evento é alusivo ao ‘Asteroid Day’, campanha de sensibilização criada para divulgar e alertar a população mundial para o perigo da queda de asteroides no planeta Terra.

A programação é voltada para a população de todas as idades. Membros do clube de observação vão dar explicações sobre as constelações visíveis na noite e falar sobre curiosidades da astronomia. Também haverá intervenções durante o evento para chamar a atenção dos presentes para o tema.

Serviços

Observando no Meio do Mundo
Data: 1º de julho
Horário: de 19h às 21h
Local: Parque do Forte (área próxima ao Banco do Brasil)

Fonte: G1 Amapá

Se vivo, Raul Seixas faria 10.072 anos hoje! – Por Silvio Neto

Por Silvio Neto

Decifre as entrelinhas dos hieróglifos das pirâmides do Egito, do calendário Maia, das Itacoatiaras de Ingá. Leia os símbolos sagrados de Umbanda, as centúrias de Nostradamus e o Tarot de Crowley… Não importa qual seja o mistério, todos serão unânimes em lhe revelar: Existe um cometa errante; uma estrela bailarina que vaga no abismo do espaço sem fim flamejando um rock e um grito! Em sua jornada, ele só passa pelo nosso planeta a cada dez mil anos. É quando ele renasce e encarna como um Moleque Maravilhoso, trazendo ao mundo à sua volta mudanças profundas no seu pensar e no seu comportamento.

images

Sua derradeira passagem por aqui durou apenas 44 anos. Mas foi suficiente para que um país inteiro de dimensões continentais se tornasse menos careta. Há exatos 72 anos, quando ele chegou por aqui em mais uma de suas passagens, esse intrépido cometa trouxe em seu rastro a bomba atômica, em 1945, fechando um ciclo da Terra conhecido como velho Aeon e trazendo à luz o Novo Aeon materializado em forma de música. Era o dia 28 de junho. Aquele, foi o dia em que a Terra parou. Mas antes disso, ele usou de seus artifícios alquímicos e conseguiu juntar as águas do rio São Francisco e do rio Mississipi, criando a fusão perfeita do rock’n’roll de Elvis Presley com o baião de Luiz Gonzaga e como um novo Macunaíma desvairado gritou em cima do palco do III Festival Internacional da Canção (1971) “Let me sing, let me sing (my rock’n’roll)”!

images

Seu nome é o contrário do luaR pois ele é um cometa iluminado. Em sua metamorfose ambulante pela Terra, se fez de maluco para revelar sua genialidade; brincou de cowboy para mostrar que preferia ser um fora-da-lei; acumulou riquezas e glórias por um tempo para mostrar que o ouro é para o tolo.

Esse ano, em agosto, já terão se passado 28 anos de sua última visita aqui no nosso planeta. Ainda assim, seu rastro é tão presente, tão vivo, que é como se ele ainda estivesse por aqui, cruzando o nosso céu. E assim como as estrelas que vemos são muitas vezes apenas o reflexo de milhões de anos-luz de corpos celestes que ainda nos impressionam a visão, o cometa Raul Seixas, brilhará na mente e no coração de milhares de fãs por muitos e muitos anos até, quem sabe, sua próxima passagem há dez mil anos…

Observando no Meio do Mundo

Chegamos ao segundo semestre do ano, e com ele retomamos as sessões de observação com telescópios – o nosso Observando no Meio do Mundo, neste sábado, 1° de julho, das 19h às 21h, no Parque do Forte (área próxima ao Banco do Brasil).

Nossos telescópios estarão apontados para a Lua e Júpiter. Durante a sessão, os membros do clube também falarão sobre as constelações visíveis na noite e curiosidades sobre Astronomia.

Essa programação é alusiva ao Asteroid Day, uma campanha de sensibilização criada divulgar e alertar a população mundial para o perigo da queda de asteroides no planeta Terra. Então, durante o evento os membros do clube também farão intervenções chamando atenção do público para este tema.

A programação é gratuita e para todas idades. Compareça, leve a família e convide os amigos!

Evento: Observando no Meio do Mundo
Data: 01/07/2017
Horário: das 19h às 21h
Local: Parque do Forte (área próxima ao Banco do Brasil)

Fonte: Mirzam

Nasa dá dicas para fotografar a maior superlua em 70 anos

super-lua-nasa-696x418

Para os apreciadores da astronomia, a próxima segunda-feira será especial. A Lua cheia estará na sua maior aproximação com a Terra desde 1948. E quem perder o fenômeno, só terá nova oportunidade em 2034. Pensando nisso, o fotógrafo Bill Ingalls, que já rodou o mundo registrando eventos para a Nasa, dá dicas para fotógrafos amadores aproveitarem o raro momento.

A primeira dica é conseguir referências. Fotografar apenas a superlua no céu não fornece informações visuais suficientes para diferenciá-la de uma Lua cheia qualquer, apenas com o zoom mais potente. A ideia é buscar marcos em Terra, que deem a sensação de lugar.

— Certamente eu já fiz isso, mas todo mundo terá essa foto — disse Ingalls, sobre a foto apenas com a Lua. — Em vez disso, pense em como tornar a imagem criativa. Isso significa conectá-la ao algum objeto em terra.

Para isso, o fotógrafo sempre se posiciona em ângulos que o permitam capturar monumentos na capital americana, Washington. E isso requer planejamento. Ele usa aplicativos como o Google Maps para encontrar o ângulo perfeito, para a hora exata. Outra dica é visitar o local escolhido um dia antes, conseguir permissões para o telhado de prédios ou viajar para áreas remotas para fugir da poluição luminosa.

Se nenhuma dessas opções for possível, Ingalls recomenda trabalhar com o que for possível. Como exemplo, ele cita um episódio em que visitou o Parque Nacional Shenandoah, em 2009, para fotografar o cometa Lulin:

nh-billingalls_0014c_0

Bill Ingalls é fotógrafo da Nasa há mais de 25 anos – Michael Ventura / NASA

— Eu tinha apenas o equipamento básico, e vi muitas pessoas com telescópios fazendo imagens que eu nunca poderia fazer. Então, o que eu poderia fazer de diferente? — lembrou.

A solução foi posicionar as lentes entre árvores e usar a luz vermelha da máquina para pintar a floresta com longa exposição. O resultado foi tão bom que foi escolhido pela “National Geographic” como um das dez melhores imagens do espaço naquele ano. Outra dica é transformar o evento numa atividade com amigos e familiares.

— Eu acho que seria muito divertido fazer isso com as crianças, e nada mais, apenas para fazê-las testemunharem o fenômeno e aprenderem sobre o que está acontecendo — recomendou Ingalls. — Existem muitas fotos ótimas com pessoas parecendo que estão segurando a Lua com as mãos e coisas desse tipo.

Para quem for usar smartphones, o resultado pode não ser tão bom, mas isso depende de quem estiver olhando. Para Ingalls, por exemplo, que trabalha como fotógrafo da Nasa há mais de 25 anos, usar o celular pode ser frustante:

— Você não vai conseguir uma Lua gigante na sua foto, mas você pode tentar algo mais panorâmico.

De acordo com o Observatório Nacional, a aproximação máxima da Lua com a Terra vai acontecer às 9h21 pelo horário de Brasília, quando o satélite estará a 356.509 quilômetros da Terra. Mesmo assim, em qualquer momento em que a Lua aparecer no céu entre domingo e segunda-feira, ela parecerá maior que o normal.

Na próxima 2ª feira (14) o mundo vai testemunhar o fenômeno da Super Lua (ou Super Moon). O nome foi dado pelo astrólogo Richard Nolle há 30 anos e define como Lua Nova ou Lua Cheia com a Lua em sua máxima aproximação da Terra (Perigeu) ou até 90% próxima desse ponto. Mas, é a Super Lua que ocorre na Lua Cheia que é mais interessante, uma vez que podemos vê-la e mais brilhante do que de costume.

— Se o tempo estiver bom, qualquer momento entre o nascer e o por da Lua será favorável para observar nosso satélite natural tão encantador — disse Josina Nascimento, responsável pelos cálculos e edição do anuário do Observatório Nacional.

Fonte: Água Preta News

Mirzam apresenta palestra “Interestelar: A Física dos seus Universos e Multiversos”

13900215_1878963498997886_8258019634568601598_n

Para quem curte ou gostaria de saber mais sobre o filme de ficção científica Interestelar, dirigido por Christopher Nolan, não pode perder o próximo encontro do Clube Mirzam com a palestra “Interestelar: A Física dos seus Universos e Multiversos”, no dia 6 de agosto, às 19h, no Curso Lógico. Serão três momentos explicativos relacionados ao filme, mas de maneira científica, ministrados pelo professor Thiago Sousa.

– Primeiro: abordará as teorias físicas apresentadas no filme, do qual vai destacar e explicar os detalhes necessários para entender diversas cenas.

– Segundo: dará ênfase aos fenômenos da Física Moderna, como a relatividade e a física quântica, com o objetivo de elucidar os eventos descritos e narrados.

– Terceiro: vai explanar a história da corrida espacial, o sonho dos homens de ir ao espaço, a tecnologia aeroespacial atual, as inovações desenvolvidas para aproximar o espaço dos nossos pés e viagens espaciais com humanos.

As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas. Faça a sua reserva pelo site: www.clubemirzam.blogspot.com.br

Esperamos você!

Céus limpos!

Palestra Interestelar: A Física dos seus universos e multiversos
Dia: 06/08/2016
Hora: 19h
Local: Curso Lógico – Av. Ernestino Borges, 605. Centro.

Clube Mirzan: Observado no Meio do Mundo

meio do mundo
Finalmente julho chegou e com ele a abertura da temporada do Observando no Meio do Mundo, as sessões de observação com telescópios do Mirzam.

Será dia 08/07, no Parque do Forte, das 19h às 21h.

Nesse evento, teremos uma das últimas oportunidades deste ano para observar a Lua e o planeta Júpiter em sua menor distância angular – cerca de 1 grau.

Venha contemplar o maravilhoso céu em Latitude 0° conosco!

A observação será gratuita e pode participar pessoa de qualquer idade.

•Data: 08/07/2016
•Horário: das 19h às 21h
•Local: Parque do Forte, área próxima ao Banco do Brasil – Macapá.

Céus limpos!

Fonte: Blog do Calandrini

Mirzam faz palestras sobre “Os Mistérios de Júpiter e a Sonda Juno

mirzan
Para quem aguardava a palestra do mês de junho, ela hoje, 25, no Curso Lógico, com o tema “Os Mistérios de Júpiter e a Sonda Juno”. O professor Cássio Renato dos Santos será o palestrante da vez, na qual fará uma exposição dos mistérios que ainda cercam o gigante Júpiter e como a sonda Juno ajudará a desvendá-los.

A palestra visa explanar as características do referido planeta que ainda não foram compreendidas, como isso influência no entendimento do mecanismo de formação do sistema solar, bem como o trabalho da Agência Espacial Norte Americana – NASA na montagem deste quebra-cabeça.

Neste sentido, também será abordada a missão da sonda Juno, lançada em agosto de 2011, com previsão de chegada à Júpiter para o início de julho deste ano. A sonda realizará 33 órbitas no planeta, onde vai coletar e enviar dados para Terra sobre algumas características que mais intrigam os astrônomos, como o campo magnético, o campo gravitacional, as auroras polares, a composição do núcleo do planeta e etc.

Inscreva-se pelo blog do Mirzam: www.clubemirzam.blogspot.com e garanta a sua vaga.

INSCRIÇÕES GRATUITAS!

Fonte: Blog do Calandrini

Uma constelação em homenagem a David Bowie

990

Depois de registrar uma constelação em forma de um raio, astrônomos homenageiam David Bowie pelo seu talento estelar.

Ao todo são sete estrelas que brilham em forma do raio. O registro da constelação que é vizinha de Marte foi dado por astrônomos belgas após a morte do Starman na semana passada.

David Bowie usou o universo como fonte de inspiração ao longo de sua carreira, estourando junto de suas obras Space Oddity, Ziggy Stardust, Starman e Life on Mars.

Philippe Mollet, do Observatório MIRA disse em um comunicado: “não foi fácil determinar as estrelas apropriadas. O Studio Bruxelas nos pediu para dar a Bowie um lugar único na galáxia”.

As sete estrelas escolhidas foram Sigma Librae, Spica, Alpha Virginis, Zeta Centauri, SAA 204 132, e os Beta Sigma Octantis Trianguli Australis – nas imediações de Marte.

A criação da constelação faz parte do projeto Stardust para Bowie, onde os fãs podem usar o Google Sky para adicionar suas canções favoritas de Bowie com uma pequena nota na versão virtual da constelação.

Fonte: Ideia Fixa.

Nesta madrugada rola chuva de estrelas cadentes: 10 DICAS do De Rocha para observar o fenômeno

Mapingua-nerd-10-dicas-para-ver-chuva-estrelas-cadentes-Geminidas_Pendleton_Thomas_W_Earle-624x356
Foto: Geminidas Pendleton/ Thomas W. Earle

Por Juçara Menezes

Depois da Lua Azul, as estrelas cadentes estão chegando. É que em todo o mês de agosto pequenos pedaços de detritos do cometa Swift-Tuttle – ou chuva de meteoros Perseidas – caem aqui na Terra e nós meros mortais podemos observá-los a olho nu na região Norte e Nordeste.

Quem lembrou da chuva de meteoros de Pégasus? É quase isso: a chuva de Perseidas são assim chamadas devido ao ponto do céu de onde parecem vir, o radiante, localizado na constelação de Perseus.

Coincidências nerds à parte, os meteoros esquentam tanto o ar ao redor que podemos ver uma espécie de hadouken o feixe de luz característico quando chegam em nossa órbita. Ou seja, teremos uma verdadeira chuva de estrelas cadentes no céu.

E dá para ver esta maravilha também em Macapá. Entre hoje (12) e amanhã (13), é só dar uma olhada para cima e fazer uns pedidos básicos.

Chuva-de-meteoros_divulgacao-450x299
Foto: Nasa

O site Blog De Rocha tem umas dicas para você aproveitar ao máximo esta oportunidade. Confira:

1) Procure um lugar com pouca luz. Só olhar para cima não te garante que a iluminação pública te ajude a enxergar.

2) Arrume uma cadeira reclinável. Man, você não vai aguentar ficar muito tempo com o pescoço virado para cima e ainda curtir a paisagem.Chuva-de-meteoros

3) Durma logo. O melhor horário para ver o fenômeno é a partir das 02h da manhã do dia 13 até a manhãzinha. Ou seja, vai acontecer quando a noite é escura e cheia de horrores. Se você tiver aula no dia seguinte ou tem de ir para a labuta, você pode fazer isso sem virar um zumbi.

4) Pegue um cobertor. Aí tu dizes: estes blogueiros não sabem de nada. Jovem padawan, nem toda a madrugada de Macapá é quente.

5) Se ficar na varanda, no quintal ou fora de casa, use repelente. Todos os carapanãs são Sith e ponto final.objeto2

6) Não esqueça a máquina fotográfica. É claro que o celular resolve, mas dificilmente você conseguirá uma captura excelente. Se você tem uma máquina digital, leve-a consigo no kit de Primeiros Socorros Para A Observação Das Estrelas Cadentes MN. Se não tem, use o smartphone para fazer um pequeno vídeo e manda pra gente!

7) Tenha logo em mente todos os pedidos a fazer. Seja rápido! A previsão é de haver 100 estrelas cadentes na ‘hora de pico’ do fenômeno, mas é sabido que a taxa média é de uma por minuto.

8) Este também é um excelente momento para tirar aquele seu aparelho observador (luneta, binóculo, etc) do armário e aproveitar intensamente. Não tem? Sem problemas. Por aqui estará bem visível.415-600x337

9) Assista sem medo. Geralmente as estrelas cadentes são do tamanho de grãos de areia e raramente atingem o solo. Nem todos os observadores devem morrer.

10) Tente tudo isso mesmo. Sério! A chuva irá coincidir com a ausência de luar, fenômeno que não acontece desde 2007 e favorece as condições de observação. Esta é a sua melhor oportunidade em anos-luz.

Clube de Astronomia convida para Sessão de Observação do Céu com Telescópios

11738037_1721615801399324_3609930629138037881_n

Nas sessões de observação, o MIRZAM disponibiliza telescópios para o público visualizar objetos celestes. O evento ocorre sempre em locais públicos, é GRATUITO e podem participar pessoas de qualquer idade.

Na sessão deste mês daremos destaque para a Lua e Saturno. Durante a observação será feita uma breve sessão de reconhecimento das constelações que estarão visíveis.

DIA: 23/07/2015
HORÁRIO: de 19h às 21h
LOCAL: Parque do Forte (Macapá), próximo ao Banco do Brasil.
Compartilhe com seus amigos e participe!
Céus limpos a todos!

Fonte: Blog do Calandrini