Que tal começar 2020 #SEMLEGENDA?

Na semana da Black Friday do Instituto Brasileiro de Línguas a 1ª mensalidade de TODOS os idiomas sai por R$99,00, SEM TAXA DE MATRÍCULA e o primeiro módulo com preço de 2019 😎.

Quer mais? Turmas pela manhã com 50% de desconto.

Nossos idiomas:
🇺🇸 Inglês
🇪🇸 Espanhol
🇫🇷 Francês
🇮🇹 Italiano
🇩🇪 Alemão
🇯🇵 Japonês

Black Week (25 a 30 de novembro)
– 1ª mensalidade R$99,00
– Sem taxa de matrícula;
– Demais mensalidades com preços de 2019;
– Turmas pela manhã com 50% de desconto;

#VivaOMundoSemLegenda

Instituto Brasileiro de Línguas – Macapá
Rua Leopoldo Machado, 527 – Jesus de Nazaré
(96) 99907-1496

Feliz aniversário, Ivana Contente!

Nesta segunda-feira (18), gira a roda da vida, a mãe, filha, avó e esposa amorosa, advogada, assessora jurídica do Ministério Público do Amapá (MP-AP), minha colega de trabalho, profissional de ética admirada por todos que a rodeiam, Ivana Contente.

Já disse e repito: com honestidade a toda prova, firme nos posicionamentos, séria e inteligentona. A gente nem anda junto e tals, nosso contato é somente profissional, mas ela é uma pessoa muito querida por mim. A menina é demais porreta!

Com o perdão do trocadilho, Contente é bem-humorada, muito educada, trabalhadora, responsável, divertida e dona de papo firmeza. Sabe aquelas pessoas que você tem certeza que são reais, sem máscaras? Assim é Ivana.

Ivana, queridona, que teu novo ciclo seja ainda mais feliz, produtivo e iluminado. Sou feliz por nossas vidas profissionais orbitarem e eu poder conviver um pouco contigo.

Que sigas pisando firme e de cabeça erguida, como fizestes até hoje. E que tua vida seja longa, repleta de momentos porretas e que tudo que conceitues como felicidade se realize. Você merece. Parabéns pelo seu dia. Feliz aniversário!

Elton Tavares

Feliz aniversário, Ana Paula Blayth! – @Anablayth

Eu e Paulinha, em 2009. Ela não envelheceu nada, já eu fiquei muito mais porrudo e cheio de cabelos e barba branca (risos).

Quem lê este site, sabe: gosto de parabenizar amigos em seus natalícios, pois declarações públicas de amor, amizade e carinho são importantes pra mim. Quem gira a roda da vida neste domingo (17), é a professora, filha e irmã amorosa, amiga fiel aos seus, viajante do mundo, amante de animais, livros, samba e cervas geladas, além de querida amiga deste editor, Ana Paula Blayth. Paula, a querida “Paulinha”.

Paulinha é bem humorada, trabalhadora, consegue equilibrar loucura com responsa, como todos deveriam fazer e é uma linda mulher, por dentro e por fora, pois tem boa índole e é gata. Ela é uma das pessoas que me dão uma força de vez em quando e sou grato por isso.

A Paula me deve alguns anos de cervejas, pois não foi tomar umas comigo nas últimas trezentas vezes que convidei (risos).

Enfim, querida Paulinha, sabes que o gordão aqui dá muito valor em você. Que teu novo ciclo seja ainda mais produtivo, próspero e que tenhas sempre saúde e sucesso junto dos teus amores. Que tua vida seja longa e que tu sigas sempre nesse alto astral. Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

*Paula, precisamos de uma foto nova juntos, égua!

Norte Lanches inaugurou em Macapá: um espaço cheio de sabores pra você

A culinária sempre foi um forte do meu amigo Josimauro Rocha. Ontem (16), ele inaugurou a “Norte Lanches”, no bairro Buritizal, zona sul de Macapá. A casa é climatizada, com som ambiente, hambúrgueres de 15 centímetros, hamburgueria beer e, segundo o proprietário, tem a melhor torre de batatas que o meio do mundo já viu.

O espaço é aconchegante, bem decorado, feito para pessoas que apreciam o bom gosto. Além de tudo, o preço é justo.

A Norte Lanches chega com a proposta de ser um ponto de encontro das famílias amapaenses, e uma excelente opção para reunir os amigos.

A casa possui uma equipe especializada e preparada para fazer o melhor atendimento. A casa também trabalha com entregas, pelo telefone 96-98122-7897. Liguem e deliciem-se.

Agora, quando se ouvir falar em sanduba de qualidade na capital amapaense, dirão: “vamos lá na Norte Lanches”.

O novo espaço gastronômico promete! E eu acredito que vai cumprir. Bora lá!

Serviço:

Norte Lanches, o novo espaço gastronômico de Macapá.
Endereço: Avenida Pedro Lazarino nº 1897, ao lado da caixa d’água do bairro Buritizal
Aberto todas as noites, a partir das 18h.
Telefone: (96)98122-7897

Elton Tavares

Feliz aniversário, Sônia Canto! – @soniacanto

Gira a roda da vida, nesta quinta-feira (15), esposa dedicada e zelosa do Fernando, briosa mãe de quatro filhos e avó amorosa de quatro lindas crianças, advogada, blogueira, boemia do Laguinho, amante de MPB (maior fã do Chico Buarque que conheço), plantas e cinema, além de muito querida amiga deste editor, Sônia Canto.

A aniversariante foi servidora pública, empresária, produtora cultural (uma das melhores que vi atuar no Amapá, editora de Caderno cultural de jornal e primeira repórter da TV Amapá.

Sônia Canto é inteligente, dona de vasta cultura e articulada. Daquelas pessoas que fazem a viração com empenho. Ela faz bem feito tudo que se propõe. Tenho certeza que sua experiência e tenacidade serão combustível para a recente carreira no Direito. Boto fé na Doutora!

Conheço essa linda pessoa há 18 anos, quando fiz amizade com seus filhos. Com o perdão do trocadilho clichê, Sônia materializa os sonhos do Fernando, pois a esposa sempre apoiou o marido em tudo e é bonito ver o amigo reconhecer isso. Ele me disse dia desses: “Elton, com minha mulher ao meu lado, não tenho medo, venço tudo”. Porreta!

Com excelente papo, é sempre um prazer imenso sentar a mesa com Sônia Canto. Enquanto ela toda sua coca-cola, eu e Fernando bebemos cerveja. E a gente proseia sobre as tudo, desde política, literatura, poesia, a bobagens legais. São momentos que viram recortes felizes na minha memória. Aliás, a amiga que roda o calendário hoje sempre foi gentil comigo e me apoiou em vários momentos. Sou muito grato a ela.

Por tudo isso e muito mais não escrito aqui, amamos a Sônia. É uma honra para mim ter a sua amizade e respeito.

Queridona, que continues com essa maravilhosa percepção que tens. Que tua vida seja longa e que alcances o sucesso sempre. Saúde e felicidades é o que te desejo. És do coração do gordão aqui. Meus parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

*Texto republicado por motivo de viagem, mas de coração. 

Fernandinho Bedran gira a roda da vida hoje (13). Feliz aniversário, irmão!

Gira a roda da vida, nesta quarta-feira (13), o marido apaixonado da Elainy Alfaia (outra que é um lindeza de pessoa), libanês da Cidade Velha, Rosa-Cruz, degustador de heinekens tuíras, presidente da Divisão Internacional da Vida Alheia (D.I.V.A.) no Amapá, recordista intergalático de gentebonisse, mestre em paidéguice boêmia, fabricante e sócio-diretor da PimentArte do Brimo, administrador comercial, fã dos quadrinhos (principalmente de Asterix), amante de boa música, locutor e DJ da Rádio Fuleiragem, ilustre morador de Santana e do Amapá há 22 anos, melhor papo de bar que conheço (onde ele é também meu providencial conselheiro), além de querido irmão de vida, Fernando Bedran.

Conheci Bedran há mais ou menos 20 anos, em uma reunião de amigos. Quando entrei na festa, ele arranhava um violão e cantava Sessão das 10, do Raul Seixas. Foi empatia na hora, pois aquele bicho animava o ambiente, como é de seu feitio. De lá pra cá, fortalecemos a amizade e bebemos juntos (às vezes bem e noutras mal acompanhados) uns dois rios amazonas de cerveja.

O Bedran é um cara ímpar. Sério, não é clichê, pois nunca conheci um figura igual a ele. Trata-se de um cara paid’égua à máxima potência multiplicado ao cubo. Além de sábio, dono de vasta cultura geral e extremamente inteligente, ele é um homem de bem. Fernandinho é daqueles que não falam mal de ninguém. A não ser dos filhos da puta, pois estes ele combate em tempo integral, assim como todos deveríamos fazer.

Longe da larga e comprida esteira dos “Maria vai com as outras”, Bedran é um cidadão tenaz, coerente, instigado, de visão crítica e justa, que promove a reflexão nos que lhe cercam. A gente admira o sacana. Paralelo a isso, é um doidão que não cultiva mágoas ou rancores. Só dispara contra pessoas sórdidas ou hipócritas (só uns 2%, pois nos outros 98 o cara é só alegria).

Já disse e repito: Bedran é uma das pessoas que mais gosto de ter por perto, por conta da energia boa e positividade que o figura irradia. Um figura que usa o hemisfério esquerdo do cérebro para o bem dele e de quem o cerca.

Fernando Bedran não é jornalista, poeta ou escritor por pura falta de vontade, pois ele tem talento, senso crítico, ins-piração e conhecimento demais. Certamente seria caralhento em qualquer uma dessas atividades (ou em todas). Só para vocês terem uma ideia, o Fernando Canto escreveu o conto Mama-Guga (que nomeia seu livro de mesmo nome), realismo fantástico de primeira linha, inspirado em papos com o Fernandinho. Avalie!!

Meio bruxo, meio alquimista, parece que o maluco veio enviado de outra dimensão para disseminar alegria, disparar sacadas geniais, sarcasmo boêmio, ironia fina e pérolas da boa sacanagem (ao som da sua inconfundível gargalhada). Outra coisa que sempre repito é a frase do meu irmão, Emerson Tavares: “Bedran é melhor para tomar cerveja do que tira-gosto de charque”. E é mesmo!

Fernandinho, meu irmão, que tenhas sempre saúde e sucesso. Que Deus siga a iluminar teu caminho no qual sempre segues a luz. Tu és um cara Phoda demais. Te admiro muito. Que tua vida seja longa. Meus parabéns e feliz aniversário!

Elton Tavares

*Texto republicado por motivos de eu estar em Belém, com pouco tempo para o site, mas de coração.

O dia que o Godão morreu – Crônica legal de Cíntia Souza – (@hccintia)

Por Cíntia Souza

O nó na garganta deixou meu corpo mole. Acordei em luto. A tristeza é algo que nos enfraquece de dentro para fora, sem nos dar chance de reagir. “Foi de repente”, “Eu falei com ele ontem”, “Disseram que foi o coração…mas também, mano!”, “É, a boemia cobra o preço”.

Meu amigo morreu. Meu parceiro morreu e a gente nunca viajou junto, digo, ao menos não para outros lugares. Por isso, não quero ficar com as lembranças, muito menos pirar com aquela lista de tudo o que não fizemos ou me punir por não saber aproveitar melhor o nosso tempo. Só a ideia me irrita. Está certo! Tenho problemas com a morte. Invejo kardecistas. Eles são tão serenos na hora da passagem. Eu acho que eles fingem.

Godão, Godão, se você estivesse aqui com certeza iria tirar um barato. O povo chorando, contando histórias, rindo, contando histórias e chorando. Interessante, todos têm algo para contar. E agora, como eu vou saber qual parte dessa biografia é real? Vai virar lenda, hein.

Além dos amados, da família firme e forte, será que você imaginaria que fulano viria até aqui? Beltrano também veio! Vixi, foram muitos encontros e desencontros. Eu queria que você pudesse ver isso. Tenho certeza que já imaginou o próprio funeral. Afinal, quem nunca?

Não faz muito tempo, talvez dois ou três meses, você postou algo sobre a sua rotina no trabalho e eu comentei citando a letra de uma música que a gente curte: “Eu desejo que você ganhe dinheiro, pois é preciso viver também. E que você diga a ele, pelo menos uma vez, quem é mesmo o dono de quem”. E você emendou: “Eu te desejo muitos amigos, mas que em um você possa confiar”.

A gente nunca foi do tipo que compartilha frases de Caio Fernando Abreu no Facebook (Hahaha). A gente vivia na vera…e como vivia. Éramos Carpe Diem total! Não sei se pelo fato de sermos jornalistas, mas fazíamos questão de registrar tudo. Tinha quem nos considerasse exibicionistas. Comédia! É injustiça tirar a vida daqueles que tentam aproveitá-la ao máximo. É isso o que revolta! E nós sabíamos aproveitar a vida como poucos.

Não sei por que conjuguei o verbo no passado. Afinal tudo isso foi apenas um sonho. Acordei fraca, com sede e com aquela aflição entranhada na alma. Passei a manhã pensando se aquele sonho teria algum sentindo, um significado especifico. Não encontrei nada até agora.

Eu e Cíntia – 2018

Durante a manhã falei com você pelo Messenger e fiz você prometer que não vai morrer. Você jurou.

O fato é que as pessoas morrem. Para quê, né?! Mas acontece. E sempre foi assim desde o começo. Dizem que teve um cara que foi e voltou, rasgou o véu, desceu a mansão dos mortos, mas depois ninguém nunca mais o viu. Há quem espere seu retorno.

Diante de tudo penso se há uma solução para encararmos a morte com naturalidade, simplesmente como a fase final e derradeira desse ciclo chamado vida, ou outro meio para anestesiar a dor da partida. Mas não sei se queria ver alguém retornar do lado de lá… Creio na cruz!

Cíntia Souza, jornalista, sócia proprietária da Crível comunicação e amiga minha. Texto republicado, pois tem dias que a gente morre um pouco mesmo.

Feliz aniversário, Gabriela Dias!

Gosto de parabenizar amigos, pois declarações públicas de amor, amizade e carinho são importantes pra mim. Hoje gira a roda da vida a mãe da Maria Ísis, turismóloga, professora, cerimonialista, apaixonada por animais, apreciadora de Rock and Roll, minha comadre, além de querida amiga, Gabriela Dias, a “Gabi”.

Já tem mais de 19 anos que eu e Gabi nos tornamos amigos. Claro que a gente já brigou algumas vezes e nos decepcionamos mutuamente nestas quase duas décadas de brodagem.

Nossa relação é cheia de curvas, idas e vindas, mas cheia de lembranças felizes e poucos momentos ruins. A gente se afasta por um tempinho e depois nos juntamos de novo. Mas o importante é que, mesmo não estando sempre juntos, temos uma amizade recíproca e verdadeira.

Gabriela é muito gente boa, inteligente, honesta, dramática, falante, às vezes meio chata, mas sempre uma boa pessoa. Com a chegada da Maria, ela se tornou uma mãe amorosa e zelosa.

Gabi é uma mulher de boa índole e trabalhadora. Também é palhaça, bruta, meiga, sem frescura e uma excelente companhia pra conversas descontraídas e desabafos pesados. Ela sabe que não sou tão atencioso ou paciente, mas que se precisar, pode contar comigo.

Aliás, quando precisei da amizade dela, o ombro, ouvidos e conselhos sempre estiveram à minha disposição. Sou muito grato por isso!

Gabriela, que tua estrada da vida seja longa, repleta de realizações pessoais e profissionais. Que tu encontres alguém bacana para amar e que sejas sempre feliz ao lado da Maria e seus demais amores. Que teu novo ciclo seja ainda mais porreta.

Sabes que se precisar, é só chamar.

Parabéns pelo teu dia. Feliz aniversário!

Elton Tavares

Pimenta Brimo: tempero apimentado do Fernando Bedran (recomendo)

O amigo Fernando Bedran está comercializando garrafas de pimenta, com molho feito pelo mesmo. PimentArte do Brimo é o nome da marca. Sempre compro e recomendo, pois o sabor é muito porreta!

As garrafas contém:

– Pimenta malagueta
– Azeite extra virgem
– Alho in natura e em flocos
– Ervas finas: alecrim, tomilho, salsa, manjericão, louro, açafrão, louro, noz-moscada, gengibre, sal marinho.

 PimentArte do Brimo

As Garrafas podem ser compradas a R$ 15,00 (150 ML), R$ 30,00 (250 ML) e R$ 50,00 (500 ML). Falar com o próprio “alquimista”, Fernando Bedran, no telefone: 99114-8333

Texto Mariléia Maciel, com edição de Elton Tavares

Parabéns, Rejane Melo!

Hoje gira a roda da vida a mãe da Beatriz e da Isabella, irmã da Rô, capitã do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBM/AP), médica, com destacada atuação no SAMU, boêmia do Laguinho, amante de boa música, carnaval, cervas enevoadas e bares com amigos, além de querida amiga deste jornalista, Rejane Melo.

Eu e Rejane nos conhecemos há mais de 25 anos. Sempre nos demos bem, mas a aproximação rolou de uns anos para cá. Ela é uma mulher honesta e trabalhadora, que consegue manter o equilíbrio entre a loucura de não ser convencional e a sabedoria de administrar a vida com serenidade e responsabilidade. A moça tem uma calma invejável (risos). Se tem uma pessoa “good vibes” que conheço, é essa mulher.

Rejane é uma queridona, sempre de bem com a vida, seja em seu trabalho ou em momentos de lazer. Além de uma mãe exemplar de duas princesas lindas.

Ela é uma mulher inteligente e gata. Louca por sua família, por seu trabalho e seus amigos, é dedicada em tudo que se propõe. Vive da maneira que lhe apraz, sempre malandramente sorridente. Além de sua paideguice, cinismo, sarcasmo, ótimas sacadas e papo bacana, ela também é prestativa.

Rejane, querida amiga, que sigas com essa sabedoria que lhe é peculiar. Que tua vida seja longa. Que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que sigas com essa garra e alegria que são marcas suas. E sempre com saúde e sucesso. Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

Jornalista amapaense vai apresentar o ‘Jornal Nacional’ no próximo sábado (12)

Aline Ferreira apresentará o Jornal Nacional

Um dos mais antigos e conceituados telejornais da América Latina terá a excepcional apresentação de um casal de jornalistas neste sábado (12).

Um desses ‘ancoras’ será a amapaense Aline Ferreira, que irá dividir a bancada com o jornalista Fabian Londero, da NSC, da afiliada da Globo em Santa Catarina (SC).

Aline – que é natural da cidade de Santana (AP) – será a nossa representante estadual. Ela foi escolhida para compor a programação em homenagem aos 50 anos do ‘Jornal Nacional’, transmitido pela TV Globo para mais de 60 milhões de telespectadores.

Para a amapaense, a expectativa tem sido grande para o momento, onde já vem recebendo dezenas de mensagens de apoio de amigos e colegas de profissão.

A sua participação começará a partir das 20h10, e durante 25 minutos, estará com o colegas de bancada repassando as principais informações e acontecimentos do dia.

Fonte: blog Santana do Amapá

Meu comentário: como jornalista, fico feliz pela querida colega. Tive vários contatos profissionais com a apresentadora e dizer que ela é competente é redundante. Sucesso, Aline. Bota pra quebrar!

Feliz aniversário, Arilson Freires!!

Com os jornalistas Max Miranda e Arílson Freires – TV Amapá – 2015

Hoje aniversaria o pai e marido dedicado, boleiro, poeta, cronista, jornalista, editor, apresentador e repórter (oficial da Rede Globo em Macapá) da TV Amapá e ilustre santanense, Arilson Freires. Além de competente e experiente profissional (com décadas de carreira), o cara é um amigo. A ele devo alguns aprendizados e muitos favores no âmbito profissional.

Aliás, falar que o Arilson Freire é bom e é algo redundante. O cara é fera! Ele foi o meu primeiro chefe no jornalismo, em 2008, quando tive uma passagem curta pela Rede Amazônica. O experiente jornalista, que comandou por muito tempo as redações da emissora no Amapá, sempre me tratou muito bem, mesmo quando eu era foca (iniciante).

Lembro bem do dia em que cheguei lá e fiz o teste com o Arilson. Era para uma vaga para o Portal Amazônia, site de notícias da Rede Amazônica, que na época tinha correspondente no Amapá. Foi um texto de tema livre e certamente o artigo ficou uma merda.

Eu e o jornalista Arilson Freires Gomes a bordo de um monomotor (2011). Foto: Marcelo Lima.

Mas Freires foi gentil e explicou como a matéria deveria sair. E assim seguimos no trabalho por mais de um ano, com ele na supervisão. Foram tempos de absorção de conhecimento com Arilson e demais colegas jornalistas.

Sempre admirei Arilson como profissional. Após alguns anos de convívio, em que pedi cobertura de tudo que era pauta, até para as menos relevantes (coisa de assessor de comunicação), sempre contei com a ajuda providencial do jornalista, tenho Arilson Freires em alta conta.

Com o Arilson, em uma pauta, em 2017.

Construímos uma amizade bacana, com muito respeito e parceria. E tanto pelo admirável jornalista, quanto pelo cara simples e gente boa que ele é, hoje lhe rendo homenagens. Parabéns pelo seu dia, amigo. Que tenhas sempre sucesso e saúde junto aos seus amores.

Feliz aniversário, mano velho!

Elton Tavares

Hoje Andrew Punk gira a roda da vida. Feliz aniversário, primo! – @andrewpunk

O artista Andrew Punk gira a roda da vida nesta segunda-feira (30). Tenho certeza que meu “primo” muda de idade feliz da vida, pois sua mãe, minha querida tia Vera, está em casa e com a saúde reabilitada. Aliás, também estou felizão por isso.

Andrew é pai do Vitor, irmão do Allison e da Alice, filho caçula da tia Vera e do saudoso tio Aílson. O cara é designer dos bons, desenhista Phoda, artista talentoso, torcedor esperançoso do fluminense, servidor da Câmara de Vereadores de Macapá, amante de fuscas, Rock and Roll e uso de barba estilo viking, além de meu primo e amigo, Andrew Punk.

Punk é um cara trabalhador, responsável e batalhador. Ele não é meu primo de sangue, mas por afinidade, pois nossos pais são amigos desde que me entendo por gente. Andrew também é um cara espirituoso, engraçado, bem-humorado, chegado numa cerveja e aprecia marombar, pois o bicho tá porrudo.

Conheço o Andrew a vida toda. A gente não anda junto, mas se gosta bastante. O moleque, no melhor sentido da palavra, é um cara porreta. Além de inteligente, sabe ser engraçado na zoação real e virtual sem ser chato (tem nego que enche o saco em dois minutos de conversa e também pira na internet pra chamar a atenção). Não é o caso do Punk; ele manda bem na tirada de barato.

Enfim, Andrew Punk. “Tu saaaabes”, Patinhas! Que a força sempre esteja com você. Que tu tenhas sempre saúde e sucesso junto aos seus amores.

Meus parabéns e feliz aniversário!

Elton Tavares

25 de setembro – Por Mariléia Maciel – @MarileiaMaciel

Esperei acabar este dia, 25 de setembro, quando meu pai completa 7 anos e quatro meses de partida, a minha amiga querida Raimundinha Ramos, 1 ano e 11 meses, e seu Arin, 11 meses, pra dizer de Marco Antônio, que nesta data que nunca esqueço, também partiu para as estrelas.

Marquinhos eu conheci bem novinho, era sobrinho de uma vizinha, que sempre visitava, e ainda “taludo” começou a fazer rádio. Lembro primeiro dele na Rádio Equatorial, perto de casa, no tempo que escutávamos o radinho como quem acessa hoje a internet, com intensidade. Eu ouvia o Marquinhos, assim como ouvia o Costa Chaves, o Everaldo, Domiciano Gomes, Arnaldo Araújo, Hélio Penafort, Joaquim Ramos. A voz poderosa, grave, firme, e a gente aqui, do outro lado, nem sabia quem estava do outro lado do rádio, mas já nos encantávamos com o poder da voz.

Eu jamais imaginei que aquele moleque branquelo, de cabelo cacheado, olho azul, óculos de grau, jeito de nerd, era o dono daquela voz que eu ouvia no rádio. Fui ligar a pessoa à voz bem depois, já como operária da comunicação, meados dos anos 90, quando tive a oportunidade de trabalhar junto com o Marquinhos no Governo do Estado, ele na produção dos programas de rádio, e eu, assessora de comunicação.

Uma vez perguntei se ele lia as cartas que recebia, e ele disse que todas. Então me chateei, porque eu tinha deixado uma cartinha pedindo música para ele e o Valdecir Bittencourt, e nunca foi lida. Culpei a recepcionista, claro. Acompanhei seu namoro e casamento, descobri que era irmão e amigo de pessoas de meu convívio, fizemos inúmeras farras, noitadas, com muitas histórias pra contar.

Marquinhos sempre sereno, sensato, brincalhão, com a piada pronta, com ou sem graça, mas riamos do mesmo jeito, porque a amizade permite momentos assim. O encontrei com outra grande colega, Stephany (nunca acerto escrever o nome) namorando de mãos dadas, achei lindo que continuava o romântico do programa Transas do Coração, apaixonado incorrigível, que bom!

Mas a vida é cheia de caminhos e descaminhos, então nos distanciamos, sem perder a essência de sonhadores e perseguidores de notícias. Marcos hoje nos deixou, seguiu, e fico com um aperto no peito por não ter tirado um tempinho pra visitá-lo, dar um cheiro, um abraço.

Guardo em mim as lembranças de um parceiro maravilhoso metódico e engraçado, piadista e romântico, daquelas pessoas que achamos que nunca morrem, porque têm a alma liberta de rancores e maldades, é um ser humano comum, com erros e medos, mas acima de tudo, completos como pessoa.

Siga em paz meu querido, leve minhas mensagens de amor para meus amores que aí habitam, e desejo muito que seja bem recebido para a vida eterna. Depois a gente se encontra. Bjs

Essa foto foi tirada nos anos 90. Dela já chorei por Leal e Jorge Ernani, meus parceiros com quem muito aprendi. Gratidão e agradecimentos por tudo o que vivi e vivo com meus amigos.

Mariléia Maciel