Festival de jazz no Amapá promove intercâmbio musical com a Guiana e França

Maestro francês Jean-Charle Levaillant vai participar da programação — Foto: Divulgação

Por Jorge Abreu

Ultrapassar as fronteiras através da música é a proposta de um festival de jazz que conta com a participação de artistas do Brasil, Guiana Francesa e França. A programação será realizada nos municípios de Macapá e Ferreira Gomes, no período de 10 a 30 de dezembro.

Oficinas de instrumentos de sopro, palestras, concertos de orquestras e shows de bandas e cantores da região fazem parte da primeira edição do “Araguari Ecojazz Festival”. Segundo o maestro Elias Sampaio, um dos organizadores do evento, a ideia é promover intercâmbio musical.

“O evento proporciona um intercâmbio com a Guiana e a França. Também é o momento de culminância de um projeto de Ferreira Gomes, que vai acontecer dia 15 em Macapá e dia 30 lá mesmo no município”, detalhou.

Para participar da oficina, o interessado deve se inscrever gratuitamente no site do festival. A atividade acontece no período de 10 a 14, no horário entre 15h e 18h, no Centro Cultural Franco-Amapaense, localizada no Centro da capital.

Ainda de acordo com Sampaio, a oficina de música será ministrada pelo maestro francês Jean-Charle Levaillant e, após os quatro dias de aprendizagem, os participantes vão se apresentar no dia 15, em Macapá, mas o local ainda não foi definido pela organização.

Nesse mesmo dia, a programação oferta os concertos do projeto “Musicalizando Ferreira Gomes”, voltados para crianças, do maestro Jean-Charle Levaillant com a orquestra Ecojazz, que será lançada no evento, Cayenne Big Band e Mahova Bladas, ambos da Guiana Francesa.

Já no dia 30, o Araguari Ecojazz Festival será em Ferreira Gomes, a 137 quilômetros de Macapá. Sobem ao palco a banda Negros de Nós e o cantor Zé Miguel, além de concertos e shows de outros artistas convidados.

Serviço:

Araguari Ecojazz Festival
Oficina: Prática de Conjunto de Orquestra de Sopro
Público alvo: Músicos profissionais e estudantes de música
Maestro: Jean-Charle Levaillant
Data: 10 a 14 de dezembro de 2018
Horário: 15h às 18h30
Local: Auditório do Centro de Cultura Franco-Amapaense
Endereço: Av General Gurjão, 32 – Centro – Macapá

Concerto e show em Macapá
Data: 15 de dezembro
Horário: a definir
Local: a definir

Concerto e show em Ferreira Gomes
Data: 30 de dezembro
Horário: a definir
Local: a definir

Fonte: G1 Amapá

Mostra de Artes Cândido Portinari


Nos dias 12 e 13 dezembro (quarta e quinta), o Centro de Educação Profissional em Artes Visuais Cândido Portinari realizará sua tradicional mostra artística-cultural, com novidades na programação.

Na ativa há mais de 40 anos, ofertando ensino de artes gratuito à população amapaense, a escola tem sólidas raízes no fomento da cultura da região. Agora transformado em centro profissional, nos dois dias de evento o público poderá entrar em contato com a produção realizada pelos estudantes.

As obras em exposição são resultado das modalidades de ensino ofertadas pelo Centro: Técnico em Artes Visuais, Serigrafia, Ilustrador, Artesão de Pintura em Tecidos e Pintor em Obras Imobiliárias, Teatro, Comunicação Visual, Artesanato e Design de Móveis.

A Mostra

Nesta edição de 2018 a Mostra de Artes Cândido Portinari contará com uma intensa programação. Além de mais de 100 obras artísticas realizadas pelos estudantes, o evento artístico-cultural traz como atividade de formação as oficinas de Mangá, Cartonageiro e Pintura com técnicas úmidas, além da mesa redonda com o tema de Artes Visuais no contexto da Economia Criativa e suas interações, na perspectiva de capacitar os discentes do Centro e trazer ao público um debate de relevância no campo das artes.

A programação cultural propõe uma diversidade de artistas locais, entre músicos (as), dançarinas (os) e poetas, para temperar a noite. Quem participa nessa edição é Jean Carmo, Poetas Azuis, Ágda Xavier, Pena e Pergaminho, Ozy Rodrigues, Jackson Amaral, Ari Pires e Rodrigo Teran e Anna Clara.

Pintor Ivam Amanajás será o artista homenageado nesta edição do evento — Foto: Centro de Artes Visuais Cândido Portinari/Divulgação

Artista homenageado

A cada edição a mostra homenageia um artista amapaense. Nesta lista já foram o pintor João de Deus, o escultor e ceramista Trokkal e o artista plástico Grimualdo Barbosa. Agora é a vez do pintor Ivam Amanajás.

Nascido no dia 06 de outubro de 1956 na cidade de Macapá, Ivam Amanajás começou suas atividades de forma autodidata, aos 13 anos, onde teve a oportunidade de participar de uma exposição no extinto Ginásio de Macapá, junto com artistas prestigiados, localmente. Hoje, aos 62 anos, continua produzindo diariamente, onde trabalha estilos como abstracionismo, realismo fantástico e paisagismo amazônico.

SERVIÇO:

O que? Mostra de Artes Cândido Portinari
Quando? 12 e 13 de dezembro, às 17h
Quanto? Gratuito
Onde? Centro de Artes Visuais Cândido Portinari: Av. Cônego Domingo Maltês, n 1976 – Buritizal. Entre Hildemar Maia e Santos Dumont.

Hoje é o Dia do Palhaço – Meus parabéns aos artistas do humor

alenk

Hoje é o dia do Palhaço, artistas que têm como ofício arrancar gargalhadas, divertir ou despertar um sorriso nas pessoas, sejam crianças ou adultos.

A data começou a ser festejada em São Paulo, em 1981. A iniciativa foi da Abracadabra Eventos. E que com o passar dos anos, a celebração foi instituída nas outras capitais brasileiras. Ela é comemorada por palhaços circenses ou pelos populares “palhaços de rua”, além de nós, o público que se deleita com a arte de fazer rir, incrível dos destes profissionais.

palhaços

Em homenagem ao Dia do Palhaço, parabenizo todos estes fantásticos artistas nas pessoas dos meus amigos Daniel Alves (palhaço Argineu) e Alenk Nobre (palhaço Totonho). Charles Chaplin disse: “Eu continuo a ser uma coisa só: um palhaço, o que me coloca num nível mais elevado do que o de qualquer político.” Congratulações, palhaçada!

Elton Tavares

1º Festival de Cultura Nerd do Amapá acontece nos dias 17, 18 e 19 de dezembro, na biblioteca Elcy Lacerda

Por Victor Vidigal

Quadrinhos, mangás, cinema, RPG, cosplay, k-pop e sushi. Isso tudo e mais um pouco terá na programação do 1º Festival de Cultura Nerd do Amapá, que acontece nos dias 17, 18 e 19 de dezembro, na biblioteca Elcy Lacerda, na Zona Central de Macapá.

A entrada será no valor de R$ 10 (R$ 5 para estudantes). Crianças de até 10 anos de idade não pagam.

Quadrinhos, mangás, cinema, RPG, cosplay, k-pop e sushi estão na programação do 1º Festival de Cultura Nerd do Amapá — Foto: Reprodução/TV Globo

Estão confirmadas oficinas de desenho e palestras com o roteirista de histórias em quadrinhos Gian Danton e os quadrinhistas amapaenses Messias Urameshi e Israel Guedes. Os dois últimos são autores das obras “Skatista Boy” e “T-Hunters”, respectivamente.

Para Gian Danton, que trabalha há mais de 20 anos com quadrinhos, esse tipo de evento movimenta o cenário da cultura nerd no estado. Segundo o roteirista, atualmente acontece a era dos filmes de super-hérois, o que propicia a realização do evento.

Gian Danton fará uma oficina sobre roteiro em quadrinhos no 1ª Festival de Cultura Nerd do Amapá — Foto: Gian Danton/Arquivo Pessoal

Quando você começa a ter esses eventos acaba por movimentar a cultura local, estimulando a produção de quadrinhos, a venda desse material e os estudos acadêmicos sobre o assunto. E é no melhor momento, porque a gente tá vivendo o auge dos filmes de super-hérois“. explicou.

Quem for ao festival ainda poderá curtir exibições de filmes e aumentar a coleção de livros, com as opções à venda no bazar literário.

Serviço:

1º Festival de Cultura Nerd do Amapá
Data: 17, 18 e 19 de dezembro (de 9h às 12h e de 14h às 20h).
Local: Biblioteca Pública Elcy Lacerda (Rua São José, número 38, bairro Central)
Entrada: R$ 10 (inteira); R$ 5 (estudantes); gratuita (crianças até 10 anos de idade)

Fonte: G1 Amapá

Hoje rola o Auto de Natal: “O Boi e o Burro a Caminho de Belém”

O Movimento Cultural Desclassificaveis apresenta o Auto de Natal: “O Boi e o Burro a Caminho de Belém” ( Livre adaptação) do texto da dramaturga carioca Maria Clara Machado.

Serviço:

QUANDO: 08 /12/2018.
ONDE:Centro Comunitário Maria na Comunidade, localizado na Avenida Ceará, Nº 111, no bairro do  Pacoval (zona norte de Macapá).
HORÁRIO: 19h
Direção: Paulo Alfaia
Coordenação: Caique Sampaio, Giselle Braz,
Jubson Blada ,Solange Smit.

Cantata Natalina trará Nosso Jeito Tucuju e o espírito de Natal em apresentações

A Prefeitura de Macapá irá realizar a 6ª edição da Cantata Natalina das escolas municipais. Serão 1,1 mil alunos apresentando o tema deste ano, Nosso Jeito Tucuju. As apresentações, que ocorrerão neste sábado, 8, são muito aguardadas pelos estudantes. Nos dias 5 e 6 – que antecedem a Cantata – acontecerão os ensaios gerais com todos alunos. As preparações irão ocorrer no estádio Glicério Marques, das 14h às 17h. A Cantata das escolas municipais é um momento de celebração do espírito natalino e também uma despedida, em grande estilo, das crianças do 5º ano que estão saindo da educação municipal.

Serviço:

Data: 08/12 (sábado)
Hora: 19h
Local: Praça Jaci Barata (em frente ao Trapiche Eliezer Levy)

Assessoria de Comunicação/Semed
Contato: 98805-8150

SESC AMAPÁ REALIZA MAIS UMA EDIÇÃO DO SESCANTA

O Sistema Fecomércio AP, por meio do Sesc, encerra o ano de 2018 enaltecendo a cultura musical amapaense com a realização do grande show musical Sescanta Amapá. Com entrada gratuita, o encontro musical acontece na próxima sexta-feira, dia 07, a partir das 19h na unidade Sesc Araxá.

Este ano, o festival chega a sua 15ª edição. O projeto que ocorre anualmente, segue contemplando e fomentando o seguimento musical local, gerando novas oportunidades para artistas experientes e para o surgimento de novos compositores, instrumentistas e interpretes.

Ao todo, 15 compositores vão apresentar canções inéditas para composição do DVD do festival. O show também contará com a participação especial do cantor Nivito Guedes, que será homenageado em reconhecimento a sua trajetória musical.

Os artistas classificados além da participação no DVD recebem troféu e passam a fazer parte da pauta musical do Sesc Amapá em 2019.

Programação:

·ALAN GOMES TRAZ A MÚSICA INSTRUMENTAL ”RIO VILA NOVA”;

·AMADEU CAVALCANTE E WILSON CARDOSO SERÃO INTERPRETADOS POR CLEVERSON BAHIA NA CANÇÃO “SOU ÍNDIO SIM”;

·BRENDA MELO CANTA SUA COMPOSIÇÃO “DESEJO DE MAR”;

·CARLA DA SILVA CANTA SUA COMPOSIÇÃO “BEIJA-FLOR”;

·CÁSSIO PONTES CANTA SUA COMPOSIÇÃO “FÉ, MENINA”;

·FRANCK YOLENO CARDOSO SERÁ INTERPRETADO POR HADASSA OLIVEIRA NA CANÇÃO “DESNUDA’;

·JOSIVALDO SANTOS SERÁ INTERPRETADO POR EL-HANÃ LUCENA NA CANÇÃO ‘’BRINQUEI EM MACAPÁ”;

·MAYARA BRAGA CANTA SUA COMPOSIÇÃO” NEGRA DA LUZ”;

·NICE SALES CANTA SUA COMPOSIÇÃO “FLOR DO PORTO”;

·NITAI SANTANA CANTA SUA COMPOSIÇÃO” MAR DE ESTRELAS”;

·NONATO SANTOS CANTA SUA COMPOSIÇÃO ”DESVAIRADA UTOPIA”;

·OSMAR JÚNIOR CANTA SUA COMPOSIÇÃO “CURRUTELAS”;

·SABRINA ZAHARA CANTA SUA COMPOSIÇÃO “MANDALA ABERTA”;

·DÍMISSON MONPER SERÁ INTERPRETADO POR HADASSA OLIVEIRA NA CANÇÃO “INSPIRA-ME”;

·WILLIAN CARDOSO SERÁ INTERPRETADO POR DEIZE PINHEIRO NA CANÇÃO “CAMINHADA”.

Serviço

Larissa Lobato – Coordenadoria de Comunicação e Marketing
Fone: (96) 98106-0444
Site: www.sescamapa.com.br

Val Milhomem e Joãozinho Gomes se apresentam no Projeto MPA desta sexta (7), no Norte das Águas

Os cantores e compositores Val Milhomem e Joãozinho Gomes, dois dos maiores poetas da música tucuju, se apresentarão nesta sexta-feira (7), a partir das 21h, no Bar e Restaurante Norte das Águas. Os shows fazem parte de mais uma edição do Projeto MPA. A noite contará pré-show do músico Cássio Pontes.

Nesta apresentação, o público que for ao Norte das Águas poderá curtir o som do trabalho poético e musical que a dupla desenvolve de forma brilhante ao longo de suas lindas carreiras.

Projeto MPA

Criado em 2014 e com passagens itinerantes por várias casas noturnas da capital amapaense, o Projeto MPA consiste no fortalecimento e na valorização da Música Popular Amapaense. Além de promover a cultura local, visa comercializar livros e CDs de músicos e bandas locais e dar espaço a todas vertentes da arte tucuju. Esta será a sétima edição da temporada 2018, sendo que a programação não foi realizada em 2017.

Sobre Joãozinho e Val Milhomem

Joãozinho e Val Milhomem têm carreira consolidada no Amapá e desbravaram não somente o Norte, mas outros estados brasileiros onde impuseram seus talentos e a música amapaense.

Parceiros desde 1995, os dois artistas possuem uma parceria de 23 anos. Durante essa trajetória, lançaram quatro discos: Planeta amapari (com Zé Miguel) e dois com o Grupo Senzalas (com Zé Miguel e Amadeu Cavalcante). Joãozinho e Val Milhomem também gravaram o álbum “Constelação de Parentes” e possuem canções consagradas na voz de Patrícia Bastos.

Nas respectivas carreiras solos, Val Milhomem lançou o CD “Formigueiro”, em 1992 e Jooãozinho Gomes (que é natural de Belém e mudou-se para o Amapá em 1991) em 2009, o disco “Amazônica Elegância”, em parceria com Enrico Di Micelli.

Joãozinho e Val Milhomem prometem que este show será inesquecível. Eles costumam cumprir essas promessas. Irei e recomendo!

Serviço:

Projeto MPA apresenta Val Milhomem e Joãozinho Gomes
Local: Norte das Águas (Complexo do Araxá, Zona Sul de Macapá).
Hora: 21h.
Data: 07/12/2018
Mesas: R$ 50,00
Reservas de mesas e informações pelos telefones: (96) 991100249 / 991547815

Elton Tavares

SESI Amapá vai apresentar peça teatral dirigida por irmãos Blat

Alunos da Escola do Serviço Social da Indústria (SESI) Amapá vão estrelar, hoje (5), a peça teatral Depende de Você. O elenco é dirigido pelo ator Ricardo Blat e também conta com texto e música de Rogério Blat. A história retrata dilemas vividos pelo público adolescente dentro do ambiente escolar. O objetivo é mostrar que esse espaço também deve ser utilizado para promover momentos de reflexão sobre comportamentos capazes de transformar positivamente a vida dos indivíduos.

A apresentação faz parte das ações do projeto Cuca Leve, que conta, entre outras iniciativas, com orientações ministradas pelos irmãos Blat. Com o intuito de estimular a inteligência emocional e auxiliar no combate ao bullying e à depressão, os alunos do SESI participam de oficinas de autoconhecimento, criação de texto e teatro, terapias de grupo e rodas de conversas.

Rogério Blat defende que o teatro funciona como meio de inclusão e desenvolvimento de cidadania é comprovadamente eficaz. “É arte com foco na melhoria da sociedade e valorização do ser humano. O teatro traz uma reflexão sobre o comportamento humano, seus conflitos e vitórias. É um espelho, onde rimos dos nossos erros e nos emocionamos com aquilo que somos na essência: seres em busca da felicidade. Então, depende de você e de cada um de nós! Somos responsáveis pelas consequências das nossas atitudes”, destaca o ator.

“Sinto-me honrado em criar, junto com meu irmão Rogério, o primeiro grupo de teatro da Escola SESI Amapá. O teatro como ferramenta de educação expande novos horizontes e se torna porta-voz da alma humana. Com entusiasmo saúdo todos que fizeram parte desse projeto, tanto na viabilização quanto na realização. Encontrei jovens talentosos e conscientes de estarem participando de um evento que trará benefícios incalculáveis para si mesmos e para a sociedade amapaense. O teatro é a sala de visitas de uma cidade, representa a força cultural da região e do país. Venham, frequentem, participem deste novo centro cultural de Macapá. A casa é sua!”, convidou, empolgado, Ricardo Blat.

Serviço: 

Peça Depende de Você
Data: 5 dezembro
Hora: 19h
Local: Teatro do SESI (Av. Desidério Antônio Coelho, s/n – Trem)
Ingresso: 1 kg de alimento não perecível

Assessoria de Comunicação Corporativa SESI/SENAI – AP
Contato: (96) 3084-8944

Festival de cinema amapaense chega a sua XV edição – O FIM está próximo!

A primeira semana de dezembro é um período especial para os amantes da 7ª arte no Amapá. Nela, há 15 anos, Macapá se transforma na capital do cinema na Amazônia e vira destino de filmes produzidos em diversos lugares do país que superam as fronteiras de seus estados para chegarem ao FIM, o Festival Imagem-Movimento, evento que nasceu em 2004 e se reinventou até se transformar no festival de cinema mais antigo da Região Norte do Brasil.

A abertura oficial do evento acontecerá no próximo dia 02/12, domingo, às 19h, com a já tradicional Mostra da Muralha, que há doze anos realiza uma projeção de filmes em tela gigante montada nas muralhas da Fortaleza de São José de Macapá.

A programação segue no dia 03/12, segunda-feira, no Auditório Mestre Oscar do Centro de Educação Profissional de Música Walquíria Lima a partir das 18h30. Todas as mostras realizadas pelo Festival são com entrada franca.

A partir do dia 04/12, terça-feira, até o dia 07/12, sexta-feira, a programação exibirá longas-metragens à tarde no Cine Imperator 3D do Villa Nova Shopping e à noite as mostras se concentrarão no auditório Mestre Oscar.

Terra em sangue

Com o mote “terra em sangue”, a edição deste ano faz uma homenagem aos 50 anos – completados em 2017 – do clássico filme do Cinema Novo, Terra em Transe, de Glauber Rocha e, ao mesmo tempo, faz uma crítica à exploração de petróleo na foz do Rio Amazonas, a maior reserva de água doce do mundo, cuja prospecção está em fase de pesquisa, mas as áreas de exploração já foram leiloadas pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Prêmio Gengibirra de Audiovisual

Esse ano, 15 produções amapaenses disputarão entre si a 4ª edição do Prêmio Gengibirra de Audiovisual, que é concedido ao filme melhor avaliado pelo voto popular e pelo júri técnico do FIM. O nome da premiação é uma referência à bebida característica do Marabaixo, manifestação cultural amapaense de matriz africana que é marcada por músicas (ladrões), dança e vestimentas próprias.

Pela primeira vez, ao longo das 15 edições do FIM, o Amapá é o Estado que mais inscreveu trabalhos no evento, superando inclusive São Paulo, que tradicionalmente sustenta os melhores números nesse quesito.

O aumento de inscrições do Amapá fez com que a curadoria do FIM dividisse a Mostra Fôlego!, que é dedicada a produção local, em duas sessões, nos dias 6 e 7/12.

Gambiarra – a festa do FIM

Para encerrar a maratona audiovisual que tomará conta da cidade, o Festival realiza a Festa Gambiarra. Nela, bandas autorais, cartunistas, artistas circenses e de diversas outras linguagens terão espaço para interagir com o público e celebrar mais uma edição do FIM. O encerramento do evento acontecerá no dia 8/12, a partir das 19h, no Quintal Cultural Walô 54.

O ponto alto da festa será a divulgação do vencedor do 4º Prêmio Gengibirra de Audiovisual que leva para casa R $ 1.000,00 de incentivo e um troféu cujo desenho é de autoria do artista plástico paraense, Aog Rocha.

Fonte: FIM

Loja Maçônica Duque de Caxias terá programação especial no Dia Nacional do Samba

O Dia Nacional do Samba é celebrado em 2 de dezembro. Para comemorar a data e confraternizar com seus membros, a Loja Maçônica Duque de Caxias preparou uma programação especial para hoje, que será realizada de 10h às 18h, em sua sede campestre.

De acordo com o Venerável Mestre da Duque de Caxias, Pedro Aurélio Penha Tavares, a programação, contará com apresentações musicais do Grupo Pilão e Chiquinho Santarém, com muito Samba, claro.

Além disso, vai rolar um Bingo (com cartelas à venda por somente R$ 10,00) com diversos prêmios. Também serão comercializados feijoada, churrasco, refrigerante, cerveja e água.

A área de lazer da sede campestre estará disponível para práticas esportivas e acesso à piscina.

Origem do Dia Nacional do Samba

O Dia do Samba foi criado em homenagem ao sambista Ary Barroso, compositor da música “Na Baixa do Sapateiro”, uma ode à Salvador, capital da Bahia.

O vereador baiano Luís Monteiro da Costa foi quem instituiu a data, marcando o dia em que Ary Barroso visitou a Bahia pela primeira vez, em 1940.

O Samba se transformou em símbolo de identidade nacional. E essa programação aí está excelente. Recomendo!

Serviço:

Evento: Comemoração do Dia Nacional do Samba
Local: Sede campestre da Loja Maçônica Duque de Caxias, no Complexo do Araxá.
Data: 02 de dezembro de 2018.
Hora: de 10h às 18h.
Cartela do Bingo: R$ 10,00.
Mais informações pelo telefone: 96-9972-0312 (Pedro Aurélio).

Elton Tavares

Hoje é o Dia do Samba

 

Hoje é o Nacional Dia do Samba, o gênero musical mais brasileiro de todos e amado pelos boêmios do nosso país. Apesar de fã de Rock, também aprecio um bom sambão. Desde que não seja pagode meloso (aquele estilo de música que possui as vogais como base), tocado na maioria dos locais.

De acordo com o conceito: o Samba é um gênero musical, derivado de raízes africanas surgido no Brasil e tido como o ritmo nacional por excelência. É uma das principais manifestações culturais populares brasileiras.

O Samba se transformou em símbolo de identidade nacional. Dentre suas características originais, está uma forma onde a dança é acompanhada por pequenas frases melódicas e refrões de criação anônima.

O gênero nasceu no Recôncavo Baiano e foi levado, na segunda metade do século XIX, para a cidade do Rio de Janeiro pelos negros que migraram da Bahia e se instalaram na então capital do Império. O samba se tornou, em 2005, um Patrimônio da Humanidade, de acordo com a United Nation Educational, Scientific and Cultural Organization (Unesco).

Amo o Samba, o gênero é brilhante. Cresci ao som deste estilo, com o velho Chico Buarque, Vinícius de Moraes, Paulinho da Viola, entre outros monstros sagrados da nossa música.

Durante o Carnaval, o samba corre nas veias dos foliões, ritmo oficial da festa da carne. Amo essa época e só pra lembrar: sou Piratão).

Origem do Dia do Samba

De acordo com a lenda popular, o Dia do Samba foi criado em homenagem ao sambista Ary Barroso, compositor da música “Na Baixa do Sapateiro”, uma ode à Salvador, capital da Bahia.

O vereador baiano Luís Monteiro da Costa foi quem instituiu a data, marcando o dia em que Ary Barroso visitou a Bahia pela primeira vez. em 1940.

Desde então, o Dia do Samba é comemorado principalmente em Salvador e no Rio de Janeiro, onde organizam-se festas e shows em homenagem ao ritmo.images (1)

A canção diz ainda que “quem não gosta de samba, bom sujeito não é”. Às vezes, sou ruim da cabeça e doente do pé ( quando alguma unha encrava), mas gosto do bom e velho Samba.

Viva o Samba e os sambistas!

Elton Tavares

Fonte: Calendar

I Feira de Artesanato da Avenida 29 de Julho: venda de produtos artesanais e gastronômicos

Neste sábado, 1ª de dezembro, será realizada a I Feira de Artesanato da Avenida 29 de Julho, no Conjunto Laurindo Banha, zona Sul de Macapá. O evento, que ocorrerá de 15h às 20h, contará com 30 stands e reunirá vários artesãos da capital amapaense. A inciativa, que terá ainda gastronomia e apresentação musical com o cantor e violonista Helder Brandão, visa comercializar e divulgar o trabalho dos expositores.

Entre os produtos expostos, serão vendidos artigos de decoração natalina, arranjos florais permanentes, artesanato com material reciclável, além de comidas típicas, bombons artesanais, bolos, doces e etc.

De acordo com Dóris Brandão, que no evento comercializará chocolates artesanais, a iniciativa será propícia para dar visibilidade aos artesãos de diversas vertentes e seus produtos

A Feira contará também com espaços especiais, como o do SEBRAE/AP e a área do conhecimento, na qual haverá palestras e oficinas.

Serviço :

I Feira de Artesanato da Avenida 29 de Julho
Data: 1 de Dezembro de 2018.
Hora: 15h às 20h
Endereço: Avenida 29 de Julho, Conjunto Laurindo Banha, no bairro Buritizal

Assessoria de comunicação da I Feira de Artesanato da Avenida 29 de Julho

Cantor Zé Miguel e banda Negros de Nós se apresentam no Projeto MPA desta sexta (30), no Norte das Águas

O cantor Zé Miguel e a banda amapaense Negro de Nós, duas das maiores expressões da música tucuju, se apresentarão nesta sexta-feira (30), no Bar e Restaurante Norte das Águas. Os shows fazem parte de mais uma edição do Projeto MPA. A noite contará com participação especial da cantora Letícia Sfair e pré-show do violonista Raul Lano.

Projeto MPA

Criado em 2014 e com passagens itinerantes por várias casas noturnas da capital amapaense, o Projeto MPA consiste no fortalecimento e na valorização da Música Popular Amapaense. Além de promover a cultura local, visa comercializar livros e CDs de músicos e bandas locais e dar espaço a todas vertentes da arte tucuju. Esta será a sexta edição da temporada 2018, sendo que a programação não foi realizada em 2017.

Zé Miguel – Foto: Aílton Leite

Zé Miguel

Zé Miguel é um artista reconhecido dentro e fora do Estado. Tem como marca as composições sobre a terra onde nasceu, o Amapá. A paixão pela música surgiu na igreja durante a infância. Aos 16 anos começou a tocar violão e guitarra, passando por várias bandas até o início dos anos 90.

Ele, que foi guitarrista da banda Setentrionais, possui oito discos gravados e mais de 400 letras que falam da Amazônia. Já lançou vários CDs, DVDs e tem em seu currículo shows no Canecão (RJ) e na Alemanha. É um dos maiores da música amapaense.

Já assisti incontáveis apresentações de Zé Miguel. Ele é genial!

Negro de Nós

Banda Negro de Nós – Foto: Sal Lima

O Negro de Nós é formado por Walber Silva (Teclados), Ódilon Acácio “Taronga” (Contrabaixo), Alex Fogo (Guitarra), Fábio Mont’Alverne (Bateria) e Silmara Lobato (vocal). A banda possui 19 anos de história, 11 CDs e 01 DVD gravados. O quarteto possui influência de música negra brasileira, africana, e de todas as partes do mundo para as composições.

A banda Negro de Nós gravou ainda canções que embalaram as rádios paraenses, manauaras e guianenses, fazendo com que o grupo fosse reconhecido regional e internacionalmente.

Em 2006, realizou uma turnê no estado de São Paulo, alcançando grande sucesso com o advento do Zouk naquele estado, que até hoje aguarda o retorno do grupo, consagrado pelos paulistas como a melhor banda de Zouk do Brasil.

Assisti a um show deles em junho de 2018 (esse aí no vídeo acima), no Norte das Águas. Foi sensacional.

Dizer a noite será fantástica é redundante, pois tenho certeza. Recomendo!

Serviço:

Projeto MPA apresenta Zé Miguel e Banda Negro de Nós
Local: Norte das Águas (Complexo do Araxá, Zona Sul de Macapá).
Hora: 21h.
Data: 30/11/2018
Reservas de mesas e informações pelos telefones: (96) 98136-3999 e 991182900

Elton Tavares