Nesta sexta-feira (6), rola Especial Pitty, com a cantora Brenda Zeni

Sei que, como nós, você adora um rock de primeira, então que tal equalizar com a WE PRODUÇÕES na frequência do Especial Pitty?!

Sincronizando uma playlist dos maiores sucessos dessa roqueira sinônimo de Revolução e Estilo musical, temos a inefável interprete Brenda Zeni, que trará para o palco toda energia e garra feminina do rock nacional e com a participação especial de Hanna Paulino que dará ainda mais atitude ao show!

“Uma de minhas principais influências. Pitty revoluciona. Será uma realização o dia que estiver com ela no palco. Trabalho muito para isso!” por Brenda Zeni

Venha com a gente dia 6 de abril, sexta, no Samba Café, a partir das 23hs, reinstalar o sistema e não deixar o fracasso subir à cabeça!

Serviço:

Especial Pitty, com a cantora Brenda Zeni.
Local: Samba Café.
Hora: 23hs.
Data: 06 de abril de 2018.
Ingressos: R$:15 inteira e R$10 p/ estudantes e professores.
Postos de venda: SEVEN TATTOO STUDIO – Rua Cândido Mendes 938 ao lado da loja Top Shoes (nos altos); OTTOS – Macapá Shopping, segundo piso; GIOVANA SMELL – Macapá Shopping, segundo piso; BAR DO POP – Rua Leopoldo Machado com Av. Pedro Baião; NORTE ROCK – Villa Nova, primeiro piso;
E listas em faculdades.
Informações: 981306232 (Jr Mendes).
Festa +18 (apresentação INDISPENSÁVEL de documento de identificação).

Júnior Mendes
Assessoria de comunicação

Rock and Roll: banda Moinhos de Vento se apresenta hoje no bar Rodapé

Nesta quarta-feira (4), a partir das 21h, vai rolar show da banda Moinhos de Vento no Bar Rodapé. O grupo é especializado em Rock Nacional dos anos 80, 90 e 2000, além de canções autorais. A sonzeira ocorrerá em mais uma edição da “Quarta Universitária” do estabelecimento.

A Moinhos de Vento é formada Jean Carlos (Guitarra e Voz), Renato Pinheiro (Bateria) e Gerson Lima (Baixo e Voz). A banda foi formada em 2014 e possui influências de grupos como Engenheiros do Hawaii, Legião Urbana, Titãs, Ira! E na gringa pelos Beatles e AC/DC.

Os caras tocam bem e recomendo esse cover de Rock and Roll de qualidade. Com certeza, uma ótima pedida para hoje. Recomendo!

Serviço:

Show da banda Moinhos de Vento
Local: Bar Rodapé, localizado na Rua Hildemar Maia, esquina com a Avenida Presidente Vargas, no bairro Santa Rita.
Data: 04/04/2018
Hora: a partir das 21h.

Elton Tavares

Hoje rola show de Ozy Rodrigues no Bar do Nêgo

Hoje (3), a partir das 21h, o cantor (e violonista) Ozy Rodrigues se apresentará no Bar do Nêgo. O músico possui repertório diversificado e tocará canções do seu último CD (Forasteiro) além de clássicos da MPB, MPA, rock e muito mais. É uma ótima pedida para esta terça-feira.

O Bar do Nêgo existe há três anos e é o quiosque mais legal do Complexo Beira Rio pelo bom atendimento, cervas enevoadas e paideguice de seu proprietário, o Nêgo.

Serviço:

Música ao vivo com o músico Ozy Rodrigues
Local: Bar do Nêgo, localizado no Complexo Beira Rio, orla de Macapá, na Avenida Beira Rio (segundo quiosque de quem vem da Praça do Coco, em frente ao Macapá Hotel).
Data: 03/04/2018
Hora: a partir das 21h.

Elton Tavares

MÚSICA DE AGORA: HOMEM DE LATA – BANDA MOINHOS DE VENTO (ROCK AUTORAL AMAPAENSE)


HOMEM DE LATA – BANDA MOINHOS DE VENTO – LETRA: JEAN CARLOS

UM PUNK BUDISTA
UM QUÍMICO ALQUIMISTA
UM HOMEM DE LATA EM BUSCA DE UM CORAÇÃO

UM HOMEM EM RETALHOS
MAS SEMPRE OTIMISTA
COM SUAS PENITÊNCIAS
PARA ALCANÇAR O SEU PERDÃO

EM MEIO A VERDADES DE PÁGINAS MAL ESCRITAS
ESCONDE A SAUDADE QUE TRÁS NO CORAÇÃO
POIS SUAS VERDADES NÃO FORAM OUVIDAS
SUBENTENDIDAS NOS VERSOS DA CANÇÃO

NÃO ERA PARA SER
NÃO ERA PARA SER ASSIM
ERA SÓ PRA PARECER
NÃO ERA PARA TER ESSE FIM.

24 anos do lançamento do disco Raimundos (1994 foi um grande ano mesmo) – Por Marcelo Guido

tumblr_ne6ow6gFmV1t4wifqo1_1280

Hoje, 2 de abril, completam exatos 24 anos do lançamento do disco Raimundos (1994). Raimundos foi o disco de estreia do da banda homônima (que fez estrondoso sucesso), lançado em 1994 pelo selo Banguela Records, criado pela banda paulista Titãs em parceria com Carlos Eduardo Miranda.

Apesar do clipe da música “Nega Jurema” ser de produção precária, a pedidos do público, ele participou da escolha da audiência na MTV, para representar o Brasil nos Estados Unidos, que concorreu nada mais, nada menos, com o videoclipe “Territory”, da banda mineira de thrash metal Sepultura (que saiu vencedora).

Para celebrar esse clássico álbum do Rock Nacional, republico o texto do amigo Marcelo Guido.

DiscoNac_Raimundos

Discos que formaram meu caráter (Parte 2) – Raimundos (1994)

Então amiguinhos, estamos aqui de novo para falar de mais uma bela “bolacha”, que com certeza fez muita gente, assim como eu, também botar a cabeça pra balançar, poguear e pirar conforme a música.

O disco em questão trata-se de “Raimundos”, primeiro álbum da banda homônima (qualquer semelhança com Ramones não é mera coincidência) que veio do Distrito Federal dar uma nova cara para o Rock Brazuca, no começo dos já longínquos anos 90.

O momento histórico da música brasileira não era lá aquela maravilha, diga-se de passagem, sertanejo e um tal de “new pagode” tomavam conta de todas as paradas musicais naquela época, realmente era um verdadeiro cenário de terror para os fãs do velho e bom rock and roll.raimundos-1

As bandas nacionais sobreviventes dos anos 80 já se encontravam naquele esquema de “vamos fazer um disco conceitual, e sair em turnê para tocar o que a gente já gravou”, patético. (Menção honrosa para os excelentes “Descobrimento do Brasil de 93 da Legião Urbana e “Titanomaquia” dos Titãs, também do mesmo ano”).

Nesse sombrio cenário vê que aparece do cerrado, quatro moleques que falam palavrão a torto e a direito, trazendo uma energia que faltava para aquele angu enjoativo que se tornou a música brasileira.

imagesProduzido pelo Carlos Miranda e lançado pelo selo “Banguela” dos Titãs, “Raimundos” chegou fácil a 150 mil copias. Além disso, o álbum foi inovador por mostrar para nós o “forrócore”, a mistura do forró tradicional com o hardcore, coisa nunca tentada antes.

Meu primeiro contato com o disco foi através de meu grande amigo, Adriano Bago (que hoje também é um Guarani Kaiowa), que em um esquema “brodagem” me presenteou com uma fita gravada onde se encontrava a balada de duplo sentindo “Selim”.

Quando ouvi aquilo pela primeira vez, pensei: “Que porra é essa???”. Tratava-se de algo inovador, os versos da canção que diziam “Eu queria ser o banquinho da bicicleta pra ficar bem no meio das pernas…” era tão novo que me fazia lembrar que ser o caderninho da menina já estava muito ultrapassado. Aquilo sim era Rock, ou melhor, aquilo eu queria ouvir.

Recheado de palavrões, chegou de dois pés e colocou os caras no cenário nacional que era muito difícil na época, já que não tinha ninguém dançando de shortinho coreografias pré-ensaiadas.

O disco mostrou de cara que a banda tinha muito a dizer, o que se tornaria fato no decorrer da década, “Puteiro em João Pessoa” abre o disco contando logo história de uma transa adolescente (virou quadrinho nas mãos do Angeli), vai para “Palhas do Coqueiro”,”MM`S”, que tem a participação do João Gordo, “Nega Jurema” que vem descendo a ladeira trazendo uma sacola de Maria “Tonteira”, enfim, um discaço.

Antes de tudo, é importante falar que o disco remodelou o cenário musical e influenciou praticamente todas as bandas que se formaram depois na década de 90. Considero “Raimundos “como obra fundamental porque a molecada mandou à merda todos os conceitos reinantes na época, com suas guitarras barulhentas pra caralho (será que posso usar esse termo no site do Elton?), letras sujas e bateria passado por cima de tudo com muito orgulho. Foda-se a surdez (opa de novo).

“Puteiro em João Pessoa, MM`S, Be-a-bá”, “Marujo”, “Selim”, realmente entraram no gosto da garotada que estava na rua nos anos 90.“Raimundos” nos mostrou também, que não era mais legal parecermos ingleses como nos anos 80, que legal mesmo era chamar o Zenilton pra tocar….“Por isso que o Raimundos nunca vai se acabar”.

* Marcelo Guido, é Punk, Pai da Lanna e Bento, Jornalista, Professor e Marido da Bia.

Rock and Roll: hoje rola Beco Indie em Macapá

Hoje (17), a partir das 21h, no Espaço Eventos, vai rolar a festa Beco Indie. O evento que visa promete vai trazer pra você o melhor da festa alternativa com um setlist completo dos artistas que já tocaram (ou deveriam) no Festival Lollapalooza, além do melhor da música autoral local. Tudo isso em um local amplo, bem localizado, bebidas a preço universitário e piscina liberada.

Como sempre torço e apoio essas inciativas, resolvi publicar o informe dessa festa. De repente, até vou lá. Somente assim serão ampliadas as possibilidades da consolidação do velho e bom rock and roll no Amapá. São coisas assim que dão alma ao estilo música. Estou na torcida pelo sucesso do Beco Índie.

Serviço:

Beco Indie
Local: Espaço Eventos, localizado na Avenida Coaracy Nunes, Nº 325, entre as ruas General Rondon e Tiradentes.
Hora: a partir das 21h
Data: hoje (17).
Ingressos (apenas dinheiro) no valor de R$ 15,00.
*Evento para maiores de 18 anos, com apresentação obrigatória de documento com foto.

Elton Tavares

Ouça “Sometimes”, novo single da banda de soft rock amapaense Twin Speakers

A Twin Speakers é uma banda de soft rock amapaense, formada por João Amaral e Ben-hur na guitarra, vocal, composição e produção das músicas. Vinícius Santos tocando baixo e André Cantuária na bateria. Recentemente lançaram o single Sometimes, já disponível nas principais plataformas de streaming de música e You Tube.

ANM: Vocês se definem como uma banda de soft rock, certo? Quando e como a banda começou?

Ben-hur: Isso mesmo, hoje a gente já adiciona alguns elementos do pós punk e rock de garagem. O João que teve a ideia de fazer a banda, de criar um som mais diferente do que nossa antiga banda, ele me mostrou umas demos e me pagou umas cervejas, e me chamou pra fazer um EP com ele.

ANM: Esse é o primeiro EP de vocês?

Ben-hur: Sim, o Lovetape. A gente gravou ele no comecinho de 2017 na sala de um amigo.

ANM: E já há planos para a produção do primeiro álbum ou é uma ideia que depende unicamente do desempenho do Lovetap?

Ben-hur: Na verdade nosso segundo EP já tá em processo de gravação, 60% pronto. Nossa ideia de produzir músicas novas é constante e a gente está sempre trabalhando.

A banda Twin Speakers

ANM: Quais costumam ser as inspirações de vocês?

Ben-hur: Nossas experiências diárias e coisas ligadas com nossas vidas, depende muito de como a gente ta se sentindo no momento. como quem cuida da criação das músicas é só eu e o João, o processo fica mais fácil. Geralmente um de nós aparece com uma melodia na guitarra ou uma letra, e a gente cria e finaliza a música junto.

ANM: Com a internet “ficou mais fácil” para artistas independentes levarem suas músicas ao grande público, em contrapartida muito se fala acerca da efemeridade dessa nova era e da extinção de artistas que lotam estádios. Como vocês veem esse contexto?

Ben-hur: A gente acredita que da mesma forma que a relação do artista com o público ficou mais democrática, o ato de fazer música, de produzir conteúdo em si, também ficou muito mais fácil. Hoje qualquer pessoa pode gravar um disco tendo só um computador e um cabinho pra ligar a guitarra no PC, e dessa forma a gente consegue sempre produzir mais conteúdo e disponibilizar muito mais coisa pro público.

Independe de quem seja, passar o sentimento através da arte é o principal, a gente tem sim o desejo (como a maioria) de atingir grandes públicos mas a intenção principal é conseguir fazer tudo isso de uma forma saudável e prazerosa pra gente.

Saquem a música: 

Fonte: Amapá No Mapa

Rock and Roll: hoje rola Especial Scorpions na casa de shows Prime Concept Music


Hoje (9 ), a partir das 20h, na casa de shows Prime Concept Music, vai rolar Especial Scorpions. Trata-se de uma homenagem à renomada banda alemã de hard rock, um dos clássicos grupos musicais do Rock and Roll mundial.

Antes do show principal, a noite contará ainda com “War 2”. Ou seja, a segunda edição de um encontro de vocalistas que cantarão sucessos acompanhados da banda Sagras.

Além de uma oficina vocal com o cantor Michel Lawrence (Profetika). Participarão os artistas: Hanna Paulino, Ravel Amanajas, Nilo Martins, João Bessa, Flávio Souza, Bio Vilhena, Deimerson Ferreira, Maxsuell Soares, Luciana Soares e Vinícius Souza. A batalha promete!

Fundada em 1965 pelo guitarrista Rudolf Schenker, em Hanôver (ALE), o Scorpions recebeu vários prêmios internacionais. Ao longo de 50 anos de carreira, a banda já vendeu entre 100 e 160 milhões de discos. Os músicos que farão o cover da icônica banda alemã são: Paulo Carvalho (bateria ), Matheus Farro (vocal), Bruno Milhomem e Jandson Bezerra (guitarras) e Ney Sarraf (baixo). Participações Especiais de Kássia Karoline, Kaius vinycius e Iury Ruan

Serviço:

Evento: Especial Scorpions e o WAR 2 (o encontro do rock).
Local: Prime Concept Music (antiga Green Music Hall), localizada na Rua Hamilton Silva, 2326-B, no bairro do Trem, Zona Sul de Macapá.
Data: 09/03/2018
Hora: 20h
Ingressos antecipados: R$ 20,00 (pista) e R$ 30,00 (vip)
Postos de venda: Norte Rock, no Vila Nova Shopping(Macapá) e Eden Music (Santana)
Mais informações pelo número: 96 98124-4248 e 99187-3255

Elton Tavares

Subcultura: hoje rola Rock and Roll autoral amapaense no Espaço Caos

Hoje (3), a partir das 19h, no Espaço Caos Arte e Cultura, vai rolar Subcultura, um evento que visa movimentar, promover e valorizar a cena do Rock Autoral amapaense. A festa contará com as bandas Sr. Caos (Punk), stereovitrola (Alternativo) e Johnny Bigode (Rock de Garagem), todas genuinamente amapaenses, assim como suas canções. O piseiro promete reverenciar o conteúdo poético e melódico construído aqui e a entrada custará somente cinco recos.

Serviço:

Subcultura
Dia: 3 de março (hoje)
Hora: a partir das 19h
Entrada: R$ 5,00
Endereço: Rua. Leopoldo Machado. 4004. Beirol. Esquina com a Avenida Goitacazes.
Realização: Bandas Stereovitrola, Johnny Bigode e Sr. Caos
Apoio: Espaço Caos

Elton Tavares.

Hoje rola Acústico Charlie Brown Jr em Macapá


Por Carla Amorim

Hoje (3), a partir das 22h, a Banda La Família 96 vai estar apresentando o Acústico Charlie Brown Jr. O evento acontecerá no Scorpion Snooker Bar, a partir das 22h. No entanto, o bar estará aberto, desde as 17 aguardando a todos para o aquecimento.

O show musical vai contar a história musical da banda, passando por todos os discos e fases. A ideia se deu, na vontade de realizar um tributo, uma verdadeira homenagem para Alexandre Abraão, o Chorão, poeta máximo e líder do CBJr, que nos deixou no fatídico 06 de março de 2013.

Banda La Família

O show promete versões acústicas dos maiores sucessos da turma de Santos. Um show para curtir e matar saudade de uma das maiores bandas do Brasil. Uma noite que prometer ser inesquecível para todo fã.

Serviço:

Acústico Charlie Brown Jr
Local: Scorpion Snooker Bar (Av. Professora Cora de Carvalho, n°1812)
Banda: La Família 96
Data: 03/03
Hora: 22h
Couvert: R$ 5,00
Informações: 96 981170103

Hoje rola show da Hanna Paulino na Trina Cervejaria


Hoje (2), a partir das 20h, na Trina Cervejaria Artesanal, vai rolar apresentação da cantora Hanna Paulino. A cantora possui vasto repertório e voz poderosa. O público poderá, além de curtir um som de qualidade, apreciar a melhor cerveja do Amapá.

Quando o assunto é Rock, MPB, Flash e Dance (e desconfio que muitos outros estilos), ela é imbatível. Hanna é uma verdadeira estrela e tenho o prazer de ser seu amigo, além de fã. A menina (que não é desse mundo) sempre arrebenta.

De acordo com o mestre cervejeiro Marcelo Fiel, a proposta é aliar música de qualidade e cerveja artesanal no mesmo ambiente. A Trina oferece 15 sabores de cerveja, com ingredientes tradicionais e regionais, sem abrir mão da tecnologia e inovação para produzir e servir.

Serviço:

Show de Hanna Paulino
Data: 02 de março de 2018
Hora: 20h
Local: Trina Cervejaria Artesanal – Rua Jovino Dinoá esquina com Tupis – Beirol

Elton Tavares

Feliz aniversário, Hanna! – @hanna_paulino

Hoje é aniversário da mãe da Lohanna, vocalista das bandas Drusa, Voxx Voyage e Hidrah,  além de querida amiga deste jornalista, Hanna Paulino.

A moça é inteligente, muuuito gente boa, possui alto astral e bom humor invejável, além de bem resolvida. É, a Hanna emana positividade. Ela é uma mulher muito trabalhadora e talentosa. Uma moça jovem, mas muito responsável com seu trabalho e querida por seus amigos.

Com toda certeza, Hanna é a melhor cantora de Rock and Roll do Amapá. A menina é uma verdadeira estrela e tenho o prazer de ser seu amigo, além de fã.

Hanna, queridona, desejo que você siga com todo esse sucesso e que tenhas saúde pra usufruir dele, sempre. Meus parabéns e feliz aniversário!

Elton Tavares

*Texto republicado, mas de coração. 

Festa de carnaval em Macapá tem shows de bandas de rock alternativo e metal core

Por Carlos Alberto Jr

Para quem quer curtir o Carnaval 2018 sem as músicas típicas da data festiva, o “Carnarock” é uma opção em Macapá. O evento acontece hoje (3), a partir das 19h, num bar na Zona Central da capital. A festa contará com apresentações de quatro bandas de rock alternativo e metal core.

De acordo com a produtora que organiza o evento, a ideia é não deixar passar em branco a data e envolver as bandas do cenário independente da capital e de Santana.

Tocam no evento as santanenses Resistência Pública, que faz covers de canções de protesto, e a Psychocandy, que mistura gêneros como o lo-fi, garage rock e shoegaze. Também participam da festa as bandas Two Moc, com rock alternativo, e a New Blood, com muito metal core.

Foto divulgação

No evento também haverá um concurso de fantasias, onde a melhor receberá um prêmio surpresa da casa. E os que não quiserem se fantasiar, a organização recomenda camisetas pretas ou de bandas.

A organização também vai premiar os foliões que chegarem cedo na festa, uma vez que os ingressos, que serão vendidos apenas na portaria, vão custar R$ 5 até às 21h e R$ 10 depois.

Serviço: 

Carnarock
Data: 3 de fevereiro (sábado)
Hora: 19h
Local: Garagem 360 – Avenida Feliciano Coelho, entre Leopoldo Machado e a Jovino Dinoá
Ingressos: R$ 5 (até às 21h); R$ 10 (depois das 21h)

Fonte: G1 Amapá

Rock and Roll: banda Moinhos de Vento se apresenta no Bar do Nêgo, neste sábado (6)


Neste sábado (6), a partir das 22h, no Bar do Nêgo, vai rolar show da banda Moinhos de Vento. O grupo é especializado em Rock Nacional dos anos 80, 90 e 2000. Certamente será uma noite de muito Rock and Roll.

A Moinhos de Vento é formada Jean Carlos (Guitarra e Voz), Renato Pinheiro (Bateria) e Gerson Lima (Baixo e Voz). A banda foi formada em 2014 e possui influências de grupos como Engenheiros do Hawaii, Legião Urbana, Titãs, Ira! E na gringa pelos Beatles e AC/DC.

Os caras tocam bem e recomendo esse cover de Rock and Roll de qualidade.

Serviço:

Show da banda Moinhos de Vento no Bar do Nêgo
Local: Bar do Nêgo, localizado no Complexo Beira Rio, orla de Macapá, na Avenida Beira Rio (segundo quiosque de quem vem da Praça do Coco, em frente ao Macapá Hotel).
Data: 06/01/2018
Hora: a partir das 22h.

Elton Tavares