Exposição “I’ã: Fotofragmentos de uma Amazônia Amapaense”

O Sistema Fecomércio, por meio do Sesc Amapá, promove hoje (27) a abertura da exposição “I’ã: Fotofragmentos de uma Amazônia Amapaense”, obra do artista plástico e fotógrafo Paulo Rocha. O evento será a partir das 19h na Galeria de Artes Antônio Munhoz Lopes do Sesc Araxá com programação musical especial.

Com um olhar poético e diferenciado que reúne documentação e arte, por meio da linguagem fotográfica como reveladora do cotidiano amazônico, a exposição apresenta os Wajãpi, falantes nativos da língua Tupi que habitam o território transfronteiriço Amapá-Guiana Francesa.

Com um olhar poético e diferenciado que reúne documentação e arte, por meio da linguagem fotográfica como reveladora do cotidiano amazônico, a exposição apresenta os Wajãpi, falantes nativos da língua Tupi que habitam o território transfronteiriço Amapá-Guiana Francesa.

O fotógrafo explica que para os índios, aquilo que compreendemos como imagem estaria para além do registro fotográfico, trata-se de alma, memória e experiência, sintetizadas no termo I’ã. A exposição já foi apresentada em espaços culturais alternativos do Amapá e de Minas Gerais, o conjunto da obra evidencia a diversidade natural, cultural e o cotidiano amazônico-amapaense.

Na abertura ainda haverá a programação especial com a performance da Companhia Supernova de Teatro Experimental, roda do Batuque e Marabaixo com a Associação Folclórica Devotos de São José – Marabaixo da Juventude e a apresentação da “Suíte Xapiri/Curuocangô” – poesia sonora do Tatamirô Grupo de Poesia inspirada nas etnias Kaiapó e Yanomami, com participação especial da didgeridoo girl Thamires Werneck (MG).

A entrada é gratuita, com classificação livre, e a exposição segue até dia 30 de novembro de segunda a sexta-feira pela manhã e tarde.

Serviço:

Período: de 31 de outubro a 30 de novembro de 2017
Vernissage: 27 de outubro de 2017
Local:Galeria de Artes Antônio Munhoz Lopes do Sesc Araxá

Coordenadoria de Cultura
Fone: (96) 3241-4440 (Ramal – 239)
Coordenadoria de Comunicação e Marketing
Email: ascom@sescamapa.com.br
Fone: (96) 3241-4440 (Ramal – 235)

Sesc Amapá apresenta exposição fotográfica sobre os Wajãpi

O Sistema Fecomércio, por meio do Sesc Amapá, promove dia 27 de Outubro a abertura da exposição “I’ã: Fotofragmentos de uma Amazônia Amapaense”, obra do artista plástico e fotógrafo Paulo Rocha. O evento será a partir das 19h na Galeria de Artes Antônio Munhoz Lopes do Sesc Araxá com programação musical especial.

Com um olhar poético e diferenciado que reúne documentação e arte, por meio da linguagem fotográfica como reveladora do cotidiano amazônico, a exposição apresenta os Wajãpi, falantes nativos da língua Tupi que habitam o território transfronteiriço Amapá-Guiana Francesa.

O fotógrafo explica que para os índios, aquilo que compreendemos como imagem estaria para além do registro fotográfico, trata-se de alma, memória e experiência, sintetizadas no termo I’ã. A exposição já foi apresentada em espaços culturais alternativos do Amapá e de Minas Gerais, o conjunto da obra evidencia a diversidade natural, cultural e o cotidiano amazônico-amapaense.

Na abertura ainda haverá a programação especial com a performance da Companhia Supernova de Teatro Experimental, roda do Batuque e Marabaixo com a Associação Folclórica Devotos de São José – Marabaixo da Juventude e a apresentação da “Suíte Xapiri/Curuocangô” – poesia sonora do Tatamirô Grupo de Poesia inspirada nas etnias Kaiapó e Yanomami, com participação especial da didgeridoo girl Thamires Werneck (MG).

A entrada é gratuita, com classificação livre, e a exposição segue até dia 30 de novembro de segunda a sexta-feira pela manhã e tarde.

Serviço:

Coordenadoria de Cultura
Fone: (96) 3241-4440 (Ramal – 239)
Coordenadoria de Comunicação e Marketing
Email: ascom@sescamapa.com.br
Fone: (96) 3241-4440 (Ramal – 235)

Escrita à esmo na luz do fim de tarde

Me deu vontade de escrever, mas não sabia sobre. Aí comecei a esmo e deu nisso aí:

Gosto da luz de fim de tarde para fotografar, de exagerar na dose ou em muitas delas. Também curto um pouco de indecência. Não sou dado a uma vida normal ou viver igual a todo mundo. Sou um tanto inquieto, brigão, incandescente, glutão, sem modos, desbocado, politicamente incorreto, entre outras coisas tortas.

Gosto de estar com a minha ruiva, de beber com meu irmão, tios e amigos e do carinho da minha mãe. Gosto de ver minha avó saudável. Gosto de brincar com minha sobrinha e escutar a risada da Maitê. Na verdade, amo esses gostares ditos neste parágrafo.

Adoro ir a shows de Rock and Roll, de assistir séries confinado em um quarto frio e escuro. Gosto também de coisas desnecessárias, até levemente venenosas como biritas e comidas nada saudáveis.

Fico feliz em lembrar histórias do passado, mas sigo em frente sempre, já deixei de ficar preso a memórias há tempos.

Sou obcecado por fazer quem amo feliz, ironicamente firo essas mesmas pessoas por conta de pedras em minhas mãos, como disse o Renato, tudo por falta de paciência (que se vendesse em farmácia, eu seria viciado em tais comprimidos).

Sofro de ansiedade e sou refém de horários. Odeio esperas, sejam elas de toda ordem. Filas e senhas então, cruzes!

Às vezes, tenho que voltar para os trilhos, por conta de minha natureza rude, quase doentia. O que não combina com a sede de conhecimento, espiritualidade, discernimento e dedicação profissional (sem nenhuma modéstia, gabo-me dessa última, pois é a única coisa em que sou bom de fato).

Ao mesmo tempo em que adoro figuras inteligentes, que falam de tudo, misturam elementos do cinema, literatura e músicas, detesto a arrogância da maioria delas. Mesmo erro recorrente deste jornalista, que hipocritamente repete tal comportamento.

Ah, aprendi que sempre há algo de podre no Reino. E não é só na Dinamarca, não!

Como eu disse, este escrito é desconexo, sem muito sentido, texto nada a ver. Eu só queria dizer que gosto da luz de fim de tarde para fotografar.

Elton Tavares

Reunião para a cobertura colaborativa do 14º FIM

Isso mesmo, o FIM está próximo! Nesta sexta-feira 13, às 19h, no Espaço Caos, realizaremos uma reunião aberta sobre a cobertura colaborativa de nossa 14ª edição que acontecerá entre os dias 3 e 9 de dezembro com o mote “Audiovisual: arma e refúgio”.

Os interessados em participar nas áreas de audiovisual, fotografia, texto ou redes sociais, é só chegar na reunião e conversar com a gente!

O Espaço Caos fica na Rua Leopoldo Machado nº 4004, esquina com Av. Goitacazes, no Beirol.

Participe, compartilhe, marque aquele amigue que saca dos paranauês!

Fonte: FIM.

Feliz aniversário, Bruno Jerônimo!

417283_103914926405246_1060006186_n

Hoje aniversaria o pai da Moara, produtor, militante da cultura, fã de Rock and Roll, apoiador do audiovisual, além de velho e querido amigo, Bruno Jerônimo. Conheci o cara em meados de 1999, como o “filho do Lula”, um velho amigo do meu falecido pai. Pernambucano, o cara é um fervoroso torcedor do “isporti”. Sim, Brunão é um cabra da peste e dos brabos.

Certa noite, lá pelos idos de 2001, em que eu estava decidido a arrebentar de porrada um cara que ele acompanhava, disse: “tu és filho do Lula, então rasga, pois essa parada não é contigo”(naquela época eu era um tanto “marginal”).

10922848_779474125438954_5600046226526842711_n
Lula e Bruno, os Jerônimos. Dois amigos. Foto: Elton Tavares.

De lá para cá, Brunão foi se tornando, com o perdão do gerundismo, um amigo cada vez mais importante. Mas se engana quem pensa que a amizade deste figura é baseada somente em festas. Quando precisei do Bruno (ele sabe exatamente quando) o cara se fez presente e lutou por mim. Serei eternamente grato por isso.

Bruno foi meu chefe e me deu apoio. Nunca mudamos nossa relação por conta do trabalho, o que foi muito legal. O respeito que tenho por esse cara é grande, pois ele valoriza os brothers.

Ah, quando esse cabra resolve “falar umas verdades”, saia de perto, pois o bicho vai pegar. Tudo porque o cara é autêntico, franco e verdadeiro (assim como eu) e por conta disso, recebe críticas dos que pisam na bola e se melindram ao levar merecidas cagadas. Por isso, já tivemos algumas discussões e embates. Nada que tenha arranhado nossa amizade.

Bruno, republico este texto há dois ou três anos, pois a nossa amizade é exatamente assim. Não importa se estamos por cima ou por baixo, se não tomamos umas juntos há meses ou se falam mal de mim pra ti ou de ti pra mim, a gente é brother, amizade mesmo. Tu sabes que, se o bicho pegar, pode contar comigo.

brunoj-jpg22
Com o Brunão, em 2008.

Mano, nunca esqueço de você. Espero que a gente volte logo a sair juntos como no tempo do Trovão Azul (risos). Sinto falta daqueles tempos.

Apesar das nossas divergências sobre pessoas, situações ou visão de mundo, que não são muitas, nossa amizade não tem “semiclausfaustia”. Desejo tudo de melhor pra você, mano velho. Saúde e sucesso sempre!

Elton Tavares

*Texto republicado, mas de coração. 

Concurso de Fotografias para a VI Edição da Semana de Arquitetura e Urbanismo da Unifap

Os alunos da do curso de Arquitetura e Urbanismo (de 2014) da Universidade Federal do Amapá (Unifap) promoverão um Concurso de Fotografias. A imagem vencedora será a foto oficial da VI Edição da Semana de Arquitetura e Urbanismo da instituição de ensino superior, que será realizada no período de 02 ao dia 06 de outubro de 2017. A fotografia também ilustrará a capa do livro de publicação dos trabalhos apresentados na VI SAU.

O evento, organizada pela referida classe de acadêmicos, terá como tema “Habitar a Cidade – Você como transformador urbano”. Para participar do concurso os autores deverão enviar suas fotos até a data 25 de setembro, para o e-mail comunicasau@outlook.com, abordando o tema dos eixos temáticos descritos no site do evento e estar inscritos na SAU.

Os registros fotográficos vencedores serão escolhidas por meio do Instagran do evento.O parecer de aceite será enviado por e-mail. Após isso, o participante poderá divulgar sua foto que estará disponível no perfil do Instagram evento para votação.

VI SAU

A sexta edição do encontro visa discutir, solucionar e promover o papel do cidadão como usuário transformador do espaço em que habita, independentemente de gestões públicas ou iniciativas governamentais.

Com o auxílio de arquitetos e urbanistas, de geógrafos, de acadêmicos e da população macapaense, planeja-se discutir a construção participativa de novos modelos de pensar, interpretar e intervir na cidade resgatando o conceito de habitar.

Mais informações no site: http://sau2017.webnode.com/

Fotógrafas Brasileiras no Festival Internacional Paraty em Foco

O Movimento Fotógrafas Brasileiras leva, para o Festival Internacional de Fotografia Paraty em Foco, a exposição e a projeção Primeira Pessoa do Singular, que acontecerão na Casa de Cultura e na Tenda de Projeções do festival. O trabalho inédito na história da fotografia brasileira é composto por 151 autorretratos de fotógrafas de 15 estados do Brasil, tanto renomadas como ainda desconhecidas do grande público, de várias gerações e campos da fotografia.

São muitas representações que vão desde o autorretrato clássico até o selfie contemporâneo feito com smartphone. Várias estratégias foram utilizadas pelas fotógrafas para a apreensão da autoimagem, como a fotografia da sua própria sombra, do reflexo no espelho, o uso do disparador automático, do timer, entre outros recursos da linguagem fotográfica.

A obra coletiva é fruto da concepção pessoal que cada autora tem de si mesma, da qual deriva a consciência da identidade e do papel social tanto da própria fotógrafa como do grupo. Elas unem suas forças e dão visibilidade às imagens coletivamente, o trabalho é inclusivo e revela a diversidade de olhares das fotógrafas brasileiras.

Além da projeção e da exposição, o Movimento Fotógrafas Brasileiras participará da grade oficial do festival com uma mesa e também fará uma ocupação plástico-poética-fotográfica, chamada Jardim de Fotos, que consiste em plantar fotografias no espaço público da cidade, 230 fotografias, de 79 fotógrafas de todo país, na Praça da Matriz.

Serviço:

● Exposição Primeira Pessoa do Singular ficará de 13 a 17 de setembro, de quarta-feira a domingo, na Casa da Cultura, sede das principais atividades do PEF, situada na Rua Dona Geralda, 157.
● Mesa Fotógrafas Brasileiras com Wania Corredo, Milla Dantas e Simone Marinho, 14 de setembro, quinta-feira, às 15h, na Casa da Cultura, Rua Dona Geralda, 157.
● Projeção Primeira Pessoa do Singular, dia 14 de setembro, quinta-feira, a partir das 21h, na Tenda do PEF, Praça da Matriz.
● Jardim Fotográfico será realizado dia 15 de setembro, na sexta-feira, a partir das 11h30, na Praça da Matriz.

Sobre o Fotógrafas Brasileiras

O movimento iniciou em 6 de novembro de 2016 quando 138 fotógrafas se reuniram na escadaria do Theatro Municipal, no Rio de Janeiro, para fazer uma foto histórica. Hoje, ele é formado por mais de 1600 fotógrafas brasileiras que se unem em busca da troca de conhecimento e reconhecimento do seu espaço, usando o diálogo e a criação. Tem como missão promover o resgate da sua própria história, dando visibilidade às suas imagens.

Assessoria de comunicação

O Dia Mundial da Fotografia e alguns registros meus

RDS2
Reserva Natural de Laranjal do Jari – AP – Foto: Elton Tavares
casa1
Morada no Rio Araguari

JohnnyMarr1

AraguariFotoElton

IMG_1615

Poente no Curiaú

10450179_689790451073989_6884061632606390449_n
Araguari

1558586_601675593218809_1604418529_n

12249737_912765518776480_2162085254801280247_n

Arco1-1024x647
Da janela do TRE Amapá – Foto: Elton Tavares
CéuQuente
Da janela do TRE Amapá – Foto: Elton Tavares
BH1
De cima do edifício Maleta – Belo Horizonte (MG) – Foto: Elton Tavares
BHlinda1111
Da janela do hotel em Belo Horizonte (MG) – Foto: Elton Tavares
JariFloresta4-1024x678
Estrada no Vale do Jari – Foto: Elton Tavares
JariFloresta1-1024x678
Estrada no Vale do Jari – Foto: Elton Tavares
sg
Centro de Saint-George (FRA) – Foto: Elton Tavares.
RDS2-768x512
Resex do Rio Cajari – Vale do Jari (AP) – Foto: Elton Tavares
10354068_791774110875622_6135672729173350633_n-1
Da janela do TRE Amapá – Foto: Elton Tavares

10629751_721928744526826_2620466679029115423_n1 PonteBinacionalElton 12249737_912765518776480_2162085254801280247_n 12805644_1070867656299598_838328891499801337_n 13241317_1181762591876770_2647938439063141560_n

belém
Belém, Belém – Foto: Elton Tavares
avião
Da janela do avião – Foto: Elton Tavares
13879457_1255175117868850_4843435285106825616_n
Igreja da Conceição – Macapá (AP) – Foto: Elton Tavares

10389328_732429026810131_7445595232735843317_n

CuriauFotoElton1Garça
Garça no Curiaú – Macapá (AP) – Foto: Elton Tavares
CuriauFotoElton-1024x683
Curiaú – Macapá (AP) – Foto: Elton Tavares
GaviãocomSapo
Momento que um gavião apanha um sapo, no Gurijuba, região do Pacuí (AP)- Foto: Elton Tavares
garca-768x560
Garça na estrada do Jari (AP) – Foto: Elton Tavares
DSC_0234-1024x542
Foto: Elton Tavares. Registro feito no Rio Gurijuba, nas fazendas São Pedro e Santa Lúcia, de propriedade dos meus tios.
patosdomatonopau-1024x529
Foto: Elton Tavares. Registro feito no Rio Gurijuba, nas fazendas São Pedro e Santa Lúcia, de propriedade dos meus tios.

Jari

ArmadocomaCÂmera
Eu, “Godão”. Valeu por nos visitar no De Rocha.

Curso de fotografia para iniciantes

No mês de agosto, o Foto Nunes realizará curso de fotografia destinado a fotógrafos iniciantes. Serão duas turmas: uma a tarde e outra a noite, cada uma como apenas 15 vagas.

A instrutor será o jornalista e fotógrafo Alexandre Brito que, além de formação acadêmica na área, possui mais de 15 anos de experiência atuando como fotógrafo. Segundo ele “esse é um curso elaborado para atender às necessidades dos fotógrafos que querem operar sua câmera com mais segurança, entender melhor seu equipamento e tirar melhor proveito dele, fazendo fotos cada vez melhores”.

14 a 18 de agosto

Curso de fotografia para iniciantes
Inscrições abertas – apenas 15 vagas
Turma da tarde: 15h30 às 17h30
Investimento: R$ 150,00 (parcela-se em até 2x no cartão)

– Aulas em estúdio fotográfico;
– Direito a certificado;
– Exercícios práticos;
– Pré-requisito: possuir câmera fotográfica;
– Bônus: Continuar o aprendizado na comunidade virtual de ex-alunos;
21 a 25 de agosto
Curso de fotografia para iniciantes
Inscrições abertas – apenas 15 vagas
Turma da noite: 19h às 21h
Investimento: R$ 150,00 (parcela-se em até 2x no cartão)
– Aulas em estúdio fotográfico;
– Direito a certificado;
– Exercícios práticos;
– Pré-requisito: possuir câmera fotográfica;
– Bônus: Continuar o aprendizado na comunidade virtual de ex-alunos;

Serviço:

Curso Princípios Fotográficos
Inscrições abertas no Foto Nunes (local também das aulas)
End.: Av. Diógenes Silva, 1098, Trem

Contato: 981183510

Publicitária e fotógrafa Gê Paulla realiza Exposição Fotográfica “O Tempo”, em Macapá – @GePaulla

A publicitária e fotógrafa profissional, Gê Paulla, abrirá às 19h desta quinta-feira (10) no Shopping Vila Nova, a Exposição Fotográfica “O Tempo”. A mostra terá 20 peças, fruto do trabalho da fotojornalista em locais que servem de cartões postais na capital amapaense, como a Praça Floriano Peixoto e Curiaú, que representam a vida tucujú em torno do Tempo que é o senhor da razão.

A artista, através de um olhar próprio, busca mostrar a cultura amapaense, tal qual é, bela em sua simplicidade e extremamente rica em diversidade.

Gê Paulla

Amapaense, formada em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário Barão de Mauá (SP), em 2008. Gê Paulla sempre foi apaixonada por imagens e cores. Ela se especializou em Criação e Produção focando não só em artes gráficas, mas também em como inovar e melhorar suas imagens e capturas.

A profissional trabalhou como auxiliar administrativo na Editora Globo e no departamento de marketing do Banco Santander, ambos em Ribeirão Preto, de 2005 a 2008.

Em 2009, Gê atuou na Assessoria de Comunicação do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (IAPEN), passando pela Secretaria de Manutenção Urbanística de Macapá (SEMUR). Em 2010, trabalhou na Câmara Municipal de Macapá. Já em 2011, na Secretaria do Estado de Comunicação. Atualmente, desenvolve funções de Assessoria de Comunicação em um mandato legislativo em Macapá.

Gê possui sua própria Agência de Publicidade e, além de desenvolver peças publicitárias, criações e produções de artes, propaganda, produção de documentários, entre outras coisas, é Social Mídia e atua também como fotógrafa.

Serviço:

Exposição Fotográfica “O Tempo”
Local: Shopping Vila Nova, localizado na Avenida Presidente Vargas, Nº 341, centro de Macapá.
Data: 10/08/2017
A entrada é gratuita.
Horário de visitação: horário de funcionamento do shopping, das 10h às 21h.

Elton Tavares, com informações de Gê Paulla

Poema de agora: MACAPÁ QUANDO ABRUMA – Marven Junius Franklin

Foto: Manoel Raimundo Fonseca

MACAPÁ QUANDO ABRUMA

Macapá quando abruma
criaturas adejadas sobrevoam a pracinha do Forte
(O seu canto doce pode ser ouvidos lá pelos rumos da Zona Norte.)
Macapá quando enevoa
Iaras-Mães-d’água desfilam faustosas
sobre os carris abandonados do Trapiche Eliezer Levy.
Macapá quando enoita
botos de blazers alvos e bem-incisados
seduzem deusas-caboclas lá pelos lados da Fazendinha.
Macapá quando nubla
naus do velho mundo rastejam trôpegas pelo leito denso do Rio-Mar
(Indo ancorar destroçadas na beirada cinzenta do Igarapé das Mulheres.
Oh, em Macapá quando o crepúsculo chega!
Os pioneiros passeiam garbosos nos arredores do Forte
(São os mortos da cidade que nunca dormem
esperando pelo barqueiro de Hades que sempre tarda.)

Marven Junius Franklin

Foto encontrada no site ArteAmazon

Concurso do GEA premiará jovens fotógrafos amapaenses

Por Andreza Teixeira

Em agosto acontece o Mês da Juventude, organizado pelo Governo do Estado do Amapá com o intuito de promover qualidade de vida e momentos de lazer ao público de 15 a 29 anos. A programação é variada e oferecerá ações sociais, institucionais, culturais e esportivas. Uma das atividades oferecidas, é um concurso de fotografia que tem como tema “Juventude, nossos olhares”.

O objetivo do concurso é incentivar a arte e oportunizar o reconhecimento de jovens talentosos. Para participar, os candidatos devem selecionar uma imagem com o tema proposto e enviá-la com descrição e identificação do autor à seleção da comissão organizadora através do email sejuv.amapa@gmail.com, no período de 1º a 26 de agosto.

Os três primeiros colocados serão premiados em uma cerimônia no Palácio do Setentrião, prevista para o dia 30 de agosto, às 10h. Eles receberão um curso profissional de fotografia que será ministrado no Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap).

Exposição ‘O Tempo’ retrata a força das tradições da cultura amapaense

Por Carlos Alberto Jr.

As belezas naturais, a cultura e os pequenos atos do dia a dia do amapaense foram registrados em 20 obras da fotógrafa Gê Paulla. Denominada “O Tempo”, a exposição estará aberta ao público no domingo (30), das 16h30 às 18h, na praça Floriano Peixoto, no Centro de Macapá.

Apaixonada por imagens e cores, Gê Paulla selecionou fotos que mostram um pouco sobre a fé, pontos turísticos e a diversão de quem vive na Amazônia. O objetivo do projeto é apresentar a força da tradição e da cultura do estado mesmo em meio a vida moderna. A mostra fará parte da programação da “Estação Criança”, do Macapá Verão.

Formada em publicidade e propaganda, Gê Paulla se especializou em criação e produção, focando nas artes gráficas. Atualmente ela tem uma agência de publicidade que trabalha com projetos audiovisuais, social mídia e fotografia profissional.

Obras ressaltam a diversão e o dia a dia de quem vive na Amazônia (Foto: Gê Paulla/Arquivo Pessoal)

Serviço

Exposição “O Tempo”, de Gê Paulla
Data: 30 de julho
Hora: das 16h30 às 18h
Local: praça Floriano Peixoto
Entrada gratuita

Fonte: G1 Amapá