Hoje é o Dia Nacional do Maçom (meus parabéns a Ordem)

Hoje é o Dia Internacional do Maçom. A data é celebrada em 20 de agosto por conta de que no mesmo dia, em 1822, aconteceu uma sessão histórica entre as Lojas de Maçonaria “Comércio e Artes” e “União e Tranquilidade”, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Na ocasião, o Irmão Gonçalves Ledo teria feito um discurso emocionante e inspirador, pedindo a Independência do Brasil ainda naquele ano.

A data oficial foi oficializada no artigo 179 da Constituição do Grande Oriente do Brasil, tornando o dia 20 de Agosto o Dia do Maçom Brasileiro. A iniciativa dele foi aprovada por todos os maçons presentes e registrada na ata do Calendário Maçônico no 20º dia, do 6º mês do ano da Verdadeira Luz de 5.822. Esta data, convertida para o calendário gregoriano (o que é usado na maioria dos países ocidentais), seria equivalente ao dia 20 de Agosto de 1822. Isso teria sido impulso da sociedade maçônica para que o príncipe regente, Dom Pedro I, proclamasse a Independência do Brasil, no dia 7 de Setembro de 1822 (menos de um mês depois da grande reunião no Rio de Janeiro).

O conceito de Maçom diz: “homens de bons propósitos, perseguindo, incansavelmente, a perfeição. Homens preocupados em ser, em transcender, num preito à espiritualidade e à crença no que é bom e justo. Pregam o dever e o trabalho. Dedicam especial atenção à manutenção da família, ao bem-estar da sociedade, à defesa da Pátria e o culto ao Grande Arquiteto do Universo”.

Maçonaria é uma sociedade discreta e, por essa característica, entende-se que se trata de ação reservada e que interessa exclusivamente àqueles que dela participam. Seus membros cultivam o aclassismo, humanidade, os princípios da liberdade, democracia, igualdade, fraternidade. Além do aperfeiçoamento intelectual, sendo assim uma associação iniciática, filosófica, progressista e filantrópica.

Maçonaria no Amapá e meu avô maçom

A Maçonaria existe no Amapá desde 1947, quando foi fundada a Loja Maçônica Duque de Caxias, localizada na Avenida Iracema Carvão Nunes, no Centro de Macapá. Hoje existem 24 lojas maçônicas no Amapá. Destas, 13 são da Grande Loja do Amapá e 11 da Grande Loja Oriente do Brasil. Além da capital, os municípios de Mazagão, Porto Grande, Santana e Laranjal do Jari possuem uma loja cada.

Meu avô paterno, João Espíndola Tavares, foi maçom. Aliás, foi um homem dedicado à Maçonaria. Vou contar um pouco dessa história:

Em 1968, após ser observado pela sociedade maçônica de Macapá, João Espíndola (meu avô) foi convidado a ingressar na Loja Maçônica Duque de Caxias, onde foi iniciado como Maçom. Logo se destacou dentro da Ordem por conta de seu espírito iluminado. Foi um dos maiores incentivadores de ações filantrópicas maçônicas no Amapá.

João foi agraciado, em 1981, após ocupar 22 cargos maçônicos, com o Grau 33 e o título de “Grande Inspetor Litúrgico”. Ele sedimentou seus conhecimentos sobre literatura mundial lendo de tudo.

Vô João transitou por todos os cargos da Ordem. As cadeiras que ocupou foram sua ascendência à graduação máxima da instituição. Foi Vigilante, 2ª Mestre de Cerimônias, Venerável Mestre, 1º Experto Tesoureiro, Delegado do Grão Mestre para o 11ª Distrito Maçônico e presidente das Lojas dos Graus Filosóficos. Também foi um dos participantes do Círculo Esotérico da comunhão dos membros.

Meu avô é o primeiro da esquerda. Nessa foto, com outros maçons, entre eles o senhor Araguarino Mont’Alverne (segundo da direita para a esquerda), avô de amigos meus.

Ele também integrou o grupo de humanistas da instituição, que objetivava a assistência social e humanitária, oferecendo atendimento médico gratuito ao público. A entidade filantrópica também ministrava aulas preparatórias para candidatos ao exame de admissão ao Curso Ginasial, que hoje conhecemos como Ensino Médio.

Quando ele morreu, em 1996, em nota, a Maçonaria divulgou: “Durante sua estada entre nós, sempre foi ativo colaborador e possuidor de um elevado amor fraterno”.

Há oito anos a Loja Maçônica do município de Mazagão, Francisco Torquato de Araújo, comemorou 20 anos de fundação. No evento, a instituição homenageou seus fundadores, entre eles o patriarca da minha família paterna, João Espíndola Tavares.

Tio Pedro, o Venerável Mestre

Meu tio e querido amigo, Pedro Aurélio Penha Tavares, é o único maçom da minha família. Ele também é o atual Venerável Mestre da Loja Duque de Caxias, que este ano completou 70 anos de fundação. Meu avô, lá nas estrelas, deve ter muito orgulho de seu filho, que seguiu seu caminho Maçônico.

Tio Pedro, Venerável da Loja Duque de Caxias, ao lado do Anatal, Venerável da Loja Acácia do Norte.

Hoje, tio Pedro, como Venerável Mestre, expediu a seguinte mensagem pela passagem da data:

O Maçom, por princípio, não deve ter um dia específico para agir maçônicamente. Todos os dias são Dias de Maçon, pois a construção do Templo Interior é um trabalho árduo, diuturno e que leva uma vida para ser concluído “. Parabéns a todos os IIR . ‘ ., livres e de bons costumes, especialmente os que buscam viver como verdadeiros MMaç . ‘ ., “levantando TT. ‘ . à virtude e cavando masmorras ao vício” para que sejam “Justos e Perfeitos”, parabenizou o Venerável Mestre da Duque de Caxias.

Não sei se um dia terei perfil para ser um membro da nobre instituição, mas seria uma honra. Lembro de crescer com um certo fascínio sobre a Maçonaria por conta do meu avô. Além do vô João e tio Pedro, parabenizo todos os meus amigos maçons. São eles: Nilson Montoril Júnior, Fernando Canto, Silvio Neto, Renivaldo Costa, Mateus Silva, Vladimir Belmino, Anderson Favacho e meu, entre outros que não me recordo agora. Congratulações pela data!

Elton Tavares

Hoje é Dia Mundial da Fotografia (meu texto sobre a data)

quecorralavoz_dia_mundial_da_fotografia_19_de_agosto_topo

 Hoje (19), é comemorado o Dia do Mundial da Fotografia. A data é celebrada porque em Paris (FRA), no dia 19 de agosto do ano de 1839 foi anunciada e apresentada ao mundo a tal Fotografia, desenvolvida pelo francês Louis Daguérre.

Amo fotos, um dos inventos mais fascinantes que o ser humano produziu até os dias de hoje. São momentos congelados e muitas vezes, “poesia em pixels” (uma vez li isso em algum lugar que não lembro agora, mas é firme). Sabem aquela famosa frase: “Uma imagem vale mais do que mil palavras”? Pois é, tem muita gente que faz fotos que não precisam de um grande texto ou legenda. Admiro quem é capaz de fazer fotografias deste tipo.

Já trabalhei com muitos fotógrafos, a maioria deles muito bons e uma minoria nem tanto. Admiro muitos deles. Alguns pelo talento, outros pelo profissionalismo e aqueles que são grandes amigos.

Sou apenas um apertador de botões, nem sei mexer direito no equipamento, mas já consegui fazer umas imagens legais. Por sorte, claro, pois não tenho técnica alguma. 
Dia desses, li que não fazemos fotos, construímos fotos. Sim, percepção, olhar e não “a câmera boa”. Aliás, para muitos mágicos da fotografia, o equipamento é somente um tubo onde eles materializam seus olhares cirúrgicos.
 
Portanto, hoje homenageio estes profissionais, que às vezes não são reconhecidos, mas que são fundamentais para o jornalismo e para a melhoria da nossa percepção de mundo. Minhas homenagens aos repórteres fotográficos e aos fotojornalistas  que fazem fotos com maestria, muitas das vezes colocando poesia em pixels. 
 
O artista Andy Warhol disse: “A melhor coisa sobre uma fotografia é que ela não muda mesmo quando as pessoas mudam”. Verdade! Adoro momentos congelados. Eternizados nas fotos. 

Meus parabéns vão principalmente aos talentosos amigos Hellen Cortezolli, Sal Lima, Maksuel Martins, Aog Rocha, Regi Cavaleiro, Alexandre Brito, Jorge Junior, Antônio Sena (in memoriam), Mariléia Maciel, Toninho Javali, Kitt Nascimento, Chico Terra, Juvenal Canto, Jorge Junior, Erich Macias, Marcelo Corrêa, Max Renê,  Adriana Ribeiro, Jorge Mareco, Kise Machado, Flávio Cavalcante, Jéssica Alves, José Seixas, Nicole Cavalcante, Tatiana Jacomé, Livia Almeida, Raimundo Fonseca, Floriano Lima, Bruno Vinícius, Cíntia Souza, Gilberto Almeida, Jenny Quaresma, Rafael Santos, Ewerton França, Daniel Alves, Mary Paes, Wender Gemaque, Alex Silveira, Jaciguera Cruz, Cássia Lima, Cleiton Souza e Márcia do Carmo. Além de um monte de gente que sou fã lá do Grupo Fotógrafos Anônimos do Amapá. Congratulações! 

A fotografia, cujos progressos são imensos e que está, a nosso ver, mui bem classificada entre os materiais das artes liberais, fala aos olhos e detém cativa os curiosos fatigados” –  Eça de Queirós.
 
Elton Tavares

Hoje é o dia do Estagiário (minha homenagem aos acadêmicos que correm atrás de seus sonhos)

Hoje, 18, é o Dia do Estagiário. A celebração é em homenagem ao jovem trabalhador que ingressa no mercado de trabalho e coloca em prática tudo o que aprende em sala de aula. Foi por meio de um decreto em 1982, que a data foi instituida.

Por experiência própria, sei que não é fácil cumprir dupla jornada (às vezes, tripla). Fui estagiário na TV Amapá e Portal Amazônia e comprovei que estudar e trabalhar é dureza mesmo. Cumprir com as atividades acadêmicas e o trampo do estágio requer responsabilidade, compromisso e muita força de vontade.

Eu, na época de estagiário, na redação da TV Amapá

Ser estagiário de jornalismo é…( já passei por isso, com algumas exceções, claro)

Pegar umas pautas bem ordinárias e achar isso o máximo.

Assinar uma matéria de 10 linhas e achar isso o máximo do máximo.

Ouvir, sempre que pintar uma roubada na redação, alguém dizer: “Pede pro estagiário”.

Concluir que o início é difícil, mas ter também a certeza de que, com o tempo, a coisa piora.

Ter pique total, topar qualquer parada.

Viver à procura de um estágio melhor. Para abandonar a merda do estágio atual.

Sonhar (dormindo e acordado) com uma efetivação.

Fazer tudo o que um repórter experiente faz, mas ganhar como estagiário.

Ser culpado pelas cagadas que saem no jornal. Até que se prove o contrário.

Sofrer bullying, tipo ser comparado às crianças do lixão da novela pelo Duda Rangel.

Colocar a mão no queixo e se perguntar: “Porra, jornalismo então é isso?”.

Fazer uma reportagem duca e exclamar: “Porra, jornalismo é isso!”.

Descobrir que a prática é muito melhor do que as aulinhas chatas da faculdade.

Desejar que a bolsa-auxílio seja uma bolsa Prada ou uma Louis Vuitton. Legítimas.

Fonte: Desilusões Perdidas.

Hoje é o Dia Nacional das Artes

1736

Hoje (12) é o Dia Nacional das Artes. O Dia Nacional das Artes surgiu a partir do decreto de lei nº 82.385, de 5 de outubro de 1978, e a partir da Lei nº 6.533, de 24 de maio de 1978, regulamentaram a profissão de Artista e Técnico em Espetáculos de Diversões, além de mais de 100 outras funções que também podem estar inseridas no que seria considerado um trabalho artístico.

12-agosto-dia-nacional-das-artes-fb08c9

Arte é a expressão de um povo. No Amapá, temos alguns campos artísticos pouco prestigiados pelos poderes, como o Marabaixo e nossa Música Popular Amapaense – MPA. Algumas áreas começam a florescer, como a poesia e a fotografia. Ainda precisamos de mais apoio para a Literatura, Teatro, Cinema e Artes Plásticas, mas a riqueza artística amapaense, mesmo sem a força que deveria receber, avança.

Certamente, a forma artística que mais me fascina é a música, tanto que uso a poesia alheia para complementar vários escritos deste site (seguida de perto pelas crônicas).

download (14)
Meu Amapá é repleto de gente talentosa, basta lapidá-los e proporcionar condições de trabalho, simples assim. Conheço uma gama de escritores, músicos, artesãos, poetas, cineastas, produtores culturais, dançarinos, documentaristas, fotógrafos, atores e artistas plásticos que não são reconhecidos e valorizados como deveriam. Mas eles continuam fazendo arte, em todos os seus campos e vertentes. E agradeço por isso.

Este post é uma homenagem aos meus amigos que produzem e apoiam as artes. Eu tento fazer a minha parte como apoiador. Parabéns a todos os artistas do país, em particular, os amapaenses. Vocês são PHoda!

Elton Tavares

Hoje é o Dia dos Pais – Minha homenagem aos que amam e zelam por seus filhos

dia-dos-pais-1
Hoje (9) é o Dia dos Pais. A data tem origem na antiga Babilônia, há mais de 4 mil anos, por conta do jovem chamado Elmesu, que moldou em argila o primeiro cartão. Nele, o rapaz desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai. Para alguns, é somente mais uma data inventada pelo comércio para promover suas vendas. Quem idealizou a data para o segundo domingo de agosto foi o jornalista Roberto Marinho, em 1953, justamente para aquecer as vendas do comércio e, consequentemente, o faturamento de seu jornal, O Globo.
473163-Cartões-com-mensagens-para-o-dia-dos-pais-1
O Dia dos Pais é muito mais que isso, é dia de reverenciar nossos heróis. A paternidade é uma dádiva, nem me imagino como pai, mas admiro quem cria, cuida, protege e educa sua prole. Sempre digo aos meus amigos: “cuidem e amem seus pais enquanto eles estão por aqui”. Ah, diga “eu te amo, pai!”. Acredite, esse é o melhor presente.

14017665_1269882333064795_1531731002_n
Meu irmão Emerson, pai da nossa Maitê.

O dia de hoje mexe comigo, me traz muitas saudades do meu pai, José Penha Tavares, do patriarca de nossa família, meu avô João Espíndola Tavares e do meu tio, Itacimar Costa Simões (que também foi um pai para mim). Os três já partiram para outro plano, mas que fique registrado, eles foram homens valorosos, com quem aprendi coisas fundamentais para a vida como dignidade, honra e respeito às pessoas.
EupapaieMano
Dedico este texto a todos os meus amigos e parentes que foram abençoados com a paternidade, aos filhos que ainda tem o privilégio de terem seus pais por perto e aos pais que fazem tudo pelos seus filhos, cada um a sua maneira. Em especial ao meu irmão Emerson, meus primos Adriano Silva e Marcelo Tavares, meus tios Pedro Tavares e Paulo Tavares. Alguns são mais dedicados e amorosos, outros mais práticos e de poucos chamegos, mas o importante é o papel que vocês cumprem. Feliz Dia dos Pais!

Dedique-se a conhecer seus pais. É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez” – Frase do poema Filtro Solar.

Elton Tavares

Hoje é o Dia do Advogado, do Garçom e do Estudante. Minha homenagem a eles!

HomenagemAdvogadoEstudanteeGar-C3-A7om

Hoje (11) é o Dia do Estudante, Dia do Advogado e o Dia do Garçom. Não encontrei a origem da data para o Dia do Garçom, mas o importante é lembrar desse profissional que sempre nos trata com atenção e carinho. Já para Advogados e Estudantes, o motivo é por conta da data em que foram criados os dois primeiros cursos de nível superior no país: ciências jurídicas e ciências sociais. Isso ocorreu no ano de 1827, por decreto de D. Pedro I.

Nunca fui um bom estudante. Na verdade, sempre fui um aluno relapso, irresponsável e vadio, mas tive que me espertar depois de adulto e estudar para “ser alguém”. Bom, acho que tá dando certo. Hoje saúdo a todos os que estão correndo atrás e devorando livros para serem profissionais e viver seus sonhos.

10583977_10201400017161581_8188727105155078157_n

Eu também não era muito chegado a advogados, apesar de ter muitos amigos nessa profissão (e saber a importância dela). Só que, após conviver com muitos que não possuem aquela prepotência peculiar de alguns, aprendi a respeitar e gostar desses importantes profissionais (Advogado só é quem tem OAB, então os bacharéis e acadêmicos não contam).

Dou valor em garçons, de fato. Em garçom gente fina então, gosto mais ainda. Aqueles que dão o choro da bebida destilada, não roubam na hora do bêbado pagar a conta e, às vezes, dão aquela cerva “de ganho”, nem se fala.

gar-C3-A7onsamigos-300x204

Acredito que o bom humor e paciência são fundamentais para esses ilustres profissionais. Já conheci muitos garçons nesses meus 26 anos de birita, alguns folclóricos e outros ranzinzas. Meus parabéns aos garçons, funcionários exemplares na arte de servir.  Amigos, aquele abraço!

Elton Tavares

Homenagem do MP-AP aos advogados do Brasil

O Ministério Público do Estado do Amapá neste 11 de agosto, Dia do Advogado, homenageia os advogados do Brasil pela contribuição para os significativos avanços para a democracia e a sociedade em que vivemos.

Em 11 de agosto de 1827 foram criados os dois primeiros cursos de Direito no país, um em Olinda (PE), no Mosteiro de São Bento, e outro em São Paulo (SP), motivo pelo qual a data é celebrada no Brasil como o Dia do Advogado.

Hoje é o Dia Estadual da Poesia (minha homenagem aos poetas do Amapá!)

tumblr_ma173mFMcd1qmvzhzo1_r1_500

Hoje é o Dia Estadual da Poesia. Admiro os poetas, sejam cultos, que usam refinados recursos de linguagem ou ignorantes, que versam sem precisar de muita escolaridade. Eles movimentam o pensamento e tocam corações. Não é à toa que as pessoas têm sido tocadas pela poesia há séculos. E nem interessa se o escrito fala de sensatez ou loucura. Tanto faz. O que importa é a criatividade, a arte de imprimir emoções em textos ou declamações.

Dr. Alexandre Vaz Tavares ok

De acordo com a jornalista e poeta Alcinéa Cavalcante, instituído pela Lei Nº. 580, de 21/06/2000, 8 de agosto é o Dia Estadual da Poesia. A escolha do oitavo dia do mês oito se deu em homenagem ao poeta, médico, professor e ex-prefeito de Macapá Alexandre Vaz Tavares, nascido na capital amapaense nessa data, em 1858. Consta que ele foi o primeiro poeta a escrever poemas sobre Macapá. Sua poesia “Macapá” (praticamente desconhecida das novas gerações) foi publicada pela primeira vez em agosto de 1889, na Revista de Educação e Ensino do Pará. Vaz Tavares morreu em abril de 1926, aos 67 anos.

A palavra “poesia” tem origem grega e significa “criação”. É definida como a arte de escrever em versos, com o poder de modificar a realidade, segundo a percepção do artista.

O poeta autor/trovador escreve textos do gênero que compõe uma das sete artes tradicionais, a Poesia. A inspiração, sensibilidade e criatividade deste tipo de artista retrata qualquer situação e a interpretação depende da imaginação dele próprio, assim como do leitor.

tumblr_m7zoa24SIz1roug2p

O Amapá precisa preservar, reconhecer e homenagear seus grandes nomes em todas as áreas de atuação. Como sou fã de escritores, compositores, músicos, poetas e artistas em geral. Faço isso sempre, por aqui. Pois a gente precisa aplaudir e elogiar sempre. Não tenho o nobre dom de poetizar, sou plateia. Mas apesar de não existir poesia em mim, uso a tal “licença poética”, para discorrer sobre meus devaneios e pontos de vista.

Hoje minhas homenagens são para os poetas amapaenses (ou que versam sobre nossa terra) que são meus amigos (somente os amigos mesmo). São eles: Fernando Canto, Obdias Araújo, Alcinéa Cavalcante, Jaci Rocha (minha poeta predileta), Maria Ester, Bruno Muniz, Júlio Miragaia, Paulo de Tarso, Thiago Soeiro, Pedro Stkls, Lara Utzig, Luiz Jorge Ferreira, Marven Junius Franklin, Flávio Cavalcante, Carla Nobre, Mary Paes, Andreza Gil, Manoel Fabrício, Annie de Carvalho, Ivan Daniel, Mayara La-Rocque, Bernadeth Farias, Patrícia Andrade, Ronaldo Rodrigues, Weverton Reis, Carlos Nilson Costa, Joãozinho Gomes, Val Milhomem, Osmar Júnior, Zé Miguel e Naldo Maranhão. Muito obrigado!

28558541313

Também saúdo todos os movimentos que fazem Poesia no Amapá, que realizam encontros em praças, bares, residências, etc. Enfim, saraus para todos os gostos. Portanto, meus parabéns aos poetas, artistas que inventivos que fascinam o público que aprecia a nobre arte poética.

Parabéns aos poetas do Amapá. Principalmente aos meus poetas preferidos!

Elton Tavares

Hoje é o Dia Internacional da Cerveja (bora beber!)

Como todos sabem que nos acompanham : este site possui a sessão Datas Curiosas, onde escrevemos sobre dias comemorativos inusitados, engraçados e em homenagem à pessoas e situações. Pois bem, hoje é o Dia Internacional da Cerveja. Mais porreta logo, hein?

Comemorado na primeira sexta-feira de agosto. A data foi inventada em 2007, em Santa Cruz na Califórnia (E.U.A.). É festejada em mais de 50 países por amantes fervorosos de cerveja. O dia é baseado em três propósitos declarados: reunir amigos para saborear a referida bebida; celebrar com responsabilidade (o que nem sempre rola) e ter o sentido de união mundial com outros cervejeiros de todo o planeta, ou seja, unir o mundo para celebrar a bebida (desculpa de gorozeiro, sei bem como é).

Na Europa realizam-se vários festivais da cerveja, especialmente em países como a Bélgica e a Alemanha. Enquanto a bebida alcoólica mais antiga e popular do mundo que é, pode encontrar a cerveja em qualquer bar, restaurante ou pub, não tendo desculpas para não aderir a este dia mundial da cerveja.

Quem me conhece sabe: sou chegado numa cerva gelada e não gosto de somente sujar o bico, dou valor mesmo é em encharcar.

Ah, pra mim, quase todo dia é dia de tomar umas, seja chopp, cerveja barata ou requintadas. Bebo cerveja desde os 14 anos. Herdei do meu saudoso pai o gosto pelo produto. Meu irmão também entorna bem, graças a Deus. Aliás, toda a minha família paterna é chegada (risos). Bebo durante a semana, principalmente depois de um expediente exaustivo, nada como afogar o stress com uma boa bebida e um papo descompromissado com a galera. Sabem como é, a vida é muito curta pra nos divertirmos somente nos fins de semana.

Amo cerveja. Tanto que sou fã de citações como: “trabalhar de ressaca é para os campeões” e “trampar de ressaca é para os jedis (ou siths)”. Nada que comprometa meu desempenho, claro.

Curiosidades sobre a cerveja

Existem vários tipos e variedades de cerveja.

Em média, o processo de produção da cerveja demora 20 dias.

Existem copos específicos para beber cada tipo de cerveja.

A cerveja tem muitos benefícios para a saúde, incluindo os ossos, a insônia, o colesterol, o cabelo, a pele, o sistema imunológico e cardiovascular.

As garrafas castanhas ajudam a manter a frescura da cerveja.

A cerveja mais cara do mundo é a Vielle Bon Secours que custa 880 euros.

A melhor cerveja do mundo é a Westvleteren 12, com 10,2% de álcool.

Então, queridos leitores, já que tem uma data específica, vamos todos curtir essa unanimidade mundial, pois há poucas coisas em que o mundo inteiro concorda, e cerveja é uma delas! Portanto, cervejeiros alterocopistas, uni-vos e ergam seus copos. Que esta sexta seja de muita paz, amor e cerveja!

Elton Tavares

Hoje é o Dia da Avó!


Hoje (26) é o Dia da Avó. No Brasil a data é comemorada em 26 de julho por conta da celebração do dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo. Não tenho mais avôs vivos, eles já foram passear com as estrelas e viraram saudade. ,Mas, graças a Deus, minhas avós estão entre nós com suas ternas presenças.

Sim, graças a ELE, convivo com minha avó paterna, Perolina Penha Tavares (com 91 anos), e materna, Cacilda Neves Vale (de 88 anos), ambas muito lúcidas. Elas são pessoas formidáveis, de uma honestidade e boa fé a toda prova.

Entre as duas, tenho mais afinidade com a Peró, mãe do meu pai. Sobre a vó Cacilda, ela sempre foi uma senhora amável, batalhadora e bondosa.

Eu e vó Cacilda, em 2014.

Já sobre Perolina, minha vó favorita, sou seu neto mais velho e temos uma sintonia mágica. Ah, a Peró! Senhora sábia e caprichosa. Mulher amorosa e forte. A Peró é admiravelmente incrível, uma ilustre senhora de quem tenho a honra de descender e a sorte de ter o amor, que é recíproco e profundo.

Eu e vó Peró, a nonagenária mais linda do mundo, em dezembro de 2016.

As avós merecem reconhecimento, consideração e respeito. Elas foram fundamentais com todos os conselhos, ralhos, presentes, puxões de orelha, comidas, preocupações, remédios caseiros, enfim, amor!

Minhas homenagens também a minha mãe, Maria Lúcia, vó amorosa da Maitê, nossa pequena princesa de quatro aninhos. Ela é a única neta da mamãe e muito amada pela Lucinha.

Também felicito as amigas que são avós, como a Mariléia Maciel e Alcinéa Cavalcante. Em nome delas, todas as minhas queridas que receberam essa benção.

Por tudo isso, se você tem uma ou duas avós, valorize-as. Feliz Dia da Avó!

Elton Tavares

Hoje é o Dia Nacional do Escritor (meu texto em homenagem aos heróis da literatura)

Hoje (25) é o Dia Nacional do Escritor. O conceito diz: Escritor é o artista que se expressa através da arte da escrita, ou, tradicionalmente falando, da Literatura. É autor de livros publicados, embora existam escritores sem livros publicados (chamados, por alguns, de amadores).

A data foi instituída em 1960 pelo então presidente da União Brasileira de Escritores, João Peregrino Júnior, e pelo seu vice-presidente, o célebre escritor Jorge Amado.

O Dia do Escritor surgiu após a realização do I Festival do Escritor Brasileiro, iniciativa da UBE. O grande sucesso do evento foi primordial para que, por intermédio de um decreto governamental, a data fosse instituída com a finalidade de celebrar a importância do profissional das letras, profissão que, infelizmente, nem sempre tem sua relevância reconhecida.

Ser escritor, escrever um livro e tals é um sonho. Quem sabe um dia chego lá. Hoje parabenizo os escritores que conheço e sou fã: Fernando Canto (para mim o melhor escritor do Amapá), o talentoso Paulo de Tarso, o genial Ronaldo Rodrigues, o louco Obdias Araújo, a fantástica Alcinéa Cavalcante, a doce Angela Maria de Carvalho, a incrível Jaci Rocha, a competente Ivana Cei, os impressionantes Lara Utzig, Marven Junius Franklin, Mayara La-Rocque, Luiz Jorge Ferreira, Renivaldo Costa, Maria Ester, Júlio Miragaia e Bruno Muniz, a sensacional Lulih Rojanski, a poeta Carla Nobre, os Poetas Azuis Pedro Stkls e Tiago Soeiro e o professor e poeta Carlos Nilson . Admiro muito todos vocês.

Minhas homenagens aos que viraram saudade há pouco tempo, como Gabriel García Márquez, João Ubaldo Ribeiro, Rubem Alves e Ariano Suassuna.

Também felicito os meus grandes e velhos amigos Victor Hugo, Mário Quintana, Fiódor Dostoiévski, José Saramago, Franz Kafka, Manuel Bandeira, Mário Prata, Machado de Assis, Luís Fernando Veríssimo, Charles Buchowisk, Friedrich Nietzsche, Carlos Drummond de Andrade, Nelson Rodrigues, entre outros tantos, que me ajudaram a melhorar a percepção das coisas.

Os exímios escritores, que com habilidade e criatividade usam as palavras e ajudaram a abrir cabeças e ensinaram pessoas a ler as entre linhas, são, como diz a minha amiga Juçara Menezes: “máquinas pensantes para outros começarem a pensar”, de fato!

Tá, tudo bem. Sei que é escritor somente quem possui livro publicado. Mas parabenizo ainda os jornalistas que escrevem crônicas e contos, a licença poética (da poesia marginal, claro) e liberdade de expressão me permitem dizer: o que vocês fazem é bom pra caralho!

Ah, aos “malsucedidos” escritores, que nunca conseguiram publicar seus livros, deixo o recado: continuem tentando, sempre!

Enfim, senhores escritores, meus parabéns por rabiscarem ou digitarem seus pontos de vista, histórias e estórias próprias ou de terceiros, causos, contos, devaneios, tudo com muita sagacidade, inteligência e humor. A vocês, escribas, desejo um feliz Dia do Escritor.

Elton Tavares

Hoje é o Dia do Amigo – Texto em homenagem aos meus queridos amigos

Hoje é o Dia do Amigo. O Dia do Amigo é uma data proposta para celebrar a amizade entre as pessoas. No Brasil, Uruguai e Argentina, a data mais difundida para esta celebração é 20 de julho. A iniciativa foi apresentada conjuntamente por 43 países (incluindo o Brasil e quase todos os países sul-americanos), e foi aceita unanimemente pela Assembleia Geral.brad-a-cura

Tenho muitos deles, disso posso me gabar, graças a Deus! Muitos com quem posso contar em momentos escrotos e para também, claro, dividir momentos felizes de minha existência.

Algumas amizades são sólidas como o adamantium que reveste o esqueleto de Wolverine e outras, por conveniência, tão instáveis quanto gato em teto de zinco quente. É preciso ser muito burro para chegar a romper amizades por política, intolerância, ciúmes ou qualquer outra bobagem nefasta. Já fiz isso e já fizeram isso comigo. De repente, os heróis de ontem viraram os vilões de hoje e vice-versa.1346

Já magoei alguns, que nunca mais voltaram, “por conta de uma pedra em minhas mãos”, como disse Renato. A estes, só desculpas não são suficientes, só quero que saibam que eu sinto muito (em alguns casos, que fique claro). Outros me sacanearam pesado e foram devidamente escanteados. Um deles se tornou um inimigo de fato.

Por causa do318756_348363848572538_1426974176_ns amigos, já me meti em brigas, fofocas, me endividei, bati e apanhei. Não me arrependo de nada, eles fizeram por mim também. É na hora que o bicho pega que vemos quem é quem.

Li em algum lugar que “Amigo é aquele que o coração escolhe”, em outro que “não fazemos amigos, os reconhecemos”. Pode ser, mas uma coisa é certa, a amizade é um bem precioso. E como é!

Amigos são a família que escolhi, o meu povo, os meus amados (e às vezes odiados). Afinal, as brigas fazem parte da coisa. Demorei muito pra aceitar e respeitar as pessoas como elas são. Quem não o faz, sofre.523

Tenho amigos que quero sempre junto a mim, eles energizam o ambiente. Amizade é um bem precioso, portanto, cuide daqueles que lhes são caros. Mas somente os que são amigos de mão dupla, pois a reciprocidade é fundamental.

Bacana a definição do meu amigo jornalista Edi Prado: “A gente não sabe quais os motivos dos nossos encontros nessa vida ou quais os motivos que nos levar a gosta de alguém. Mas acho que o que vale mesmo é o sentimento de carinho e demonstração de amor enquanto estamos vivos. Se o que temos pra lembrar são os momentos e as fotografias”. É isso aí, mestre Edi!

Resumindo, obrigado a vocês que fazem parte da minha vida e a tornam muito mais feliz. E feliz pra cacete! Difícil é nomear todos, mas lhes rendo homenagens aqui neste site sempre que trocam de idade. Sobretudo, enfatizo, a minha família. Eles sempre foram e sempre serão os meus melhores amigos. “Tenho amigos que não sabem quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles” – Paulo Sant’Ana.

13124518_1167592676627095_3824296749018928696_n-768x492
Com a mãe e o irmão, maiores e melhores amigos pra sempre!

Portanto, obrigado a todos os brothers e irmãzinhas que me aturam (sei que não é fácil). Ah, que fique registrado: amo vocês, comparsas. “A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro” – Platão.

Elton Tavares

*Ainda sobre amizade, assistam o vídeo de quando o Charlie Brown conhece o Snoopy, uma das mais belas amizades da ficção:

Hoje é o Dia Nacional do Futebol

download (7)

Hoje (19) é o Dia Nacional do Futebol, uma data que foi escolhida em 1976 pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em homenagem ao time mais antigo do país em atividade, o Sport Club Rio Grande, do Rio Grande do Sul, fundado no dia 19 de julho de 1900.

mano

Eu e meu irmão, Emerson Tavares, amamos futebol. Ele muito mais que eu. Começamos a gostar do esporte por causa de nosso saudoso pai, José Penha Tavares (papai foi goleiro dos times amapaenses São José e Ypiranga). O velho nos levava para assistir aos jogos no antigo Estádio Glicério Marques, no centro de Macapá. Falar nisso é uma verdadeira overdose nostálgica.

1987

Também por influência do papai, nos tornamos flamenguistas. Graças a ele e a Deus, claro. Nunca fui bom de bola, batia muito, era perna de pau, mas sempre acompanhei o esporte e acompanho até hoje. Ah, eu ia esquecendo, aqui no Amapá, torço pelo Ypiranga, mas o futebol local ainda tem muito que melhorar.

Meu irmão Emerson, o maior flamenguista que conheço. E desconfio que o remista mais doente também. Graças a Deus, sou bicolor no Pará. Azar mesmo é quem torce pro Vasco, aquele time da série B.
galera-do-mengão1
Mas voltando a futebol de verdade, nas mesas dos bares, todos somos técnicos apaixonados, sempre temos uma desculpa, observação ou piada. O futebol não tem lógica, essa é a graça. O esporte é amor, paixão, sorrisos, lágrimas, encarnação, apostas, discussões, confraternização e, acima de tudo, emoção.

Há muito, o esporte deixou de ser uma preferência masculina, ainda bem, assistir aos jogos nos bares ficou muito mais convidativo (risos).

Minha relação com o futebol é somente de torcedor, não jogo bola e não jogaria mesmo se não fosse gordo. Gosto é de assistir e tomar cerveja.
euesalmeng_o
Enfim, amamos futebol, apesar daquele fatídico 7×1. Principalmente o Flamengo, mas independente de qual seja o seu time, viva o futebol, pois ele faz parte da nossa cultura.

Elton Tavares