Grandes sucessos do brega dão o tom da próxima edição do Luau na Samaúma, realizada pelo MP-AP e PMM

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), em parceria com a Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), promove mais um Luau na Samaúma, dessa vez com o tema “Brega Retrô”. O evento, marcado para o próximo dia 28 de setembro, vai ao encontro dos saudosistas desse ritmo musical e quer aproximar a população do órgão ministerial, além de favorecer a ocupação do espaço público com lazer, cultura e segurança.

As apresentações musicais do Luau na Samaúma Retrô Brega tocarão e cantarão bregas antigos. O público poderá usar o estacionamento da sede campestre da Maçonaria, em frente à Praça Samaúma, além do entorno do local para estacionar seus automóveis.

Confira a programação que iniciará às 17h:

Contação de histórias com Angêla de Carvalho e contadores do Programa de Leitura (Proler)
Apresentação da banda da Guarda Municipal
Discotecagem com Selecta Branks
Apresentação musical de Mauro Guilherme
Apresentação da banda O Sósia
Apresentação da cantora Márcia Fonseca
Exposição de grafitagem ao vivo.
Show do cantor Mauro Cotta.

Haverá também comercialização de artesanato com a “Feira Preta”, do Instituto de Igualdade Racial (IMPROIR) e do projeto “Mulheres que Fazem”, da Coordenadoria de Mulheres, além de comercialização de livros, discos de vinil, comidas típicas e de food trucks; exposições de quadros, fotografias, objetos e carros antigos; Bike Retrô; mostra de arte da galeria ArteAmazon e exposição de grafitagem ao vivo. A Geladeiroteca também estará presente!

Participe e traga a sua família!

SERVIÇO:

Luau na Samaúma, com o tema Brega Retrô
Data: 28 de setembro de 2018.
Hora: a partir das 17h
Local: Praça da Samaúma, em frente a Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco, na Rua do Araxá.

Elton Tavares
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Justiça Eleitoral determina que deputada estadual e pastor deixem de realizar campanha em igrejas

Candidata à reeleição, Edna Auzier, e pastor evangélico Ronaldo Azevedo Júnior podem ser punidos com multa de R$ 20 mil a cada novo ato ilícito

A Justiça Eleitoral determinou que a deputada estadual Edna Auzier (PSD) e o pastor evangélico Ronaldo Azevedo Júnior deixem de realizar atos de campanha em organizações religiosas, sob pena de multa de R$ 20 mil. Ambos utilizaram o espaço da Igreja do Evangelho Quadrangular “Tabernáculo dos Milagres”, em Macapá, para promover a candidatura da parlamentar à reeleição. A ação foi proposta no último sábado (22). A decisão liminar, desta segunda-feira (24), atende a pedido do Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) em Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije).

Na ação, o MP Eleitoral sustentou que, no dia 17 de setembro, o pastor utilizou as dependências da organização religiosa para proferir palavras de apoio e defender a candidatura de Edna Auzier. O órgão apurou que Ronaldo Azevedo Júnior é assessor parlamentar de Edna Auzier, remunerado mensalmente com o valor de R$ 1,8 mil, desde fevereiro do ano passado. A informação foi extraída do site da Transparência da Assembleia Legislativa do Amapá.

Em vídeo, ao qual o MP Eleitoral teve acesso e que integra a ação, o pastor aparece orientando os fiéis a votar na candidata por ser alguém que vai defender “conceitos cristãos” e por se tratar de uma “mulher de Deus”. O discurso é seguido de oração feita por um dos outros três pastores que aparecem no púlpito, onde também estão Edna Auzier, que faz uso da palavra, e seu companheiro Eider Pena, ex-deputado estadual. O vídeo foi registrado por um dos fiéis e comunicado ao MP Eleitoral pelo WhatsApp, no número (96) 98134 5151 – destinado ao recebimento de denúncias.

Corroborando o entendimento do órgão, a Justiça Eleitoral destacou que o Tribunal Superior Eleitoral já se manifestou no sentido de que a liberdade religiosa não constitui direito absoluto. “A liberdade de pregar a religião não pode ser invocada como escudo para a prática de atos vedados pela legislação”, destaca trecho da decisão. “A propaganda eleitoral não pode ser realizada em bens de uso comum, assim considerados aqueles em que a população em geral tem acesso, tais como templos”, complementa.

Recomendação – Em junho, o MP Eleitoral expediu recomendação orientando dirigentes de entidades religiosas a não realizar propaganda eleitoral no local destinado ao culto religioso. O documento também orienta os responsáveis pelos templos a não utilizarem recursos da instituição em benefício de algum candidato. Conforme entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a prática pode configurar abuso de poder econômico, já que a utilização de recursos dos templos em favor de candidato causa desequilíbrio na igualdade de chances entre os concorrentes.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal no Amapá
(96) 3213 7895

Poeta Marven Junius Franklin lança seu livro “Rio Oiapoque [in Blues]” no Sesc Boulevard, em Belém (PA)

O escritor e poeta paraense, radicado no Amapá, Marven Junius Franklin , lancará nesta sexta-feira (29), às 17h, no Sesc Boulevard, em Belém (PA), o livro “Rio Oiapoque [in Blues]”. A obra foi lançada em Macapá no dia 31 de agosto de 2018 e contou com a presença maciça da classe artística e literária do Amapá.

A obra “Rio Oiapoque [in Blues]” traz a materialização de uma fronteira imaginária, que se concretiza aos olhos do leitor graças à poética ficcional do autor. Como o próprio nome do livro já sugere, a obra mostra a experiência de vida à realidade tucuju o que resulta em linguagem poética em constante transmutação.

Conhecemos a cidade mesmo sem nunca termos posto os pés naquele chão do extremo Norte do Brasil. Um chão repleto de girassóis petrificados e bélicos, antemanhãs no cais, fins de tarde verborrágicos e abstrações alaranjadas” – Lara Utzig, poeta, escritora e professora de língua inglesa do IFAP e revisora do livro Rio Oiapoque [in Blues]”.

Oiapoque se torna a Veneza amazônica dos amores que velejam de Saint George até a Marripá Tour. Tudo isso, enfim, recebe a incomparável beleza nas palavras do poeta mais setentrional do Estado do Amapá.

Marven Junius Franklin

Descendente de confederados norte-americanos que aportaram e apostaram no Brasil, professor de educação física, poeta ativista, com várias publicações e premiações literárias em seu currículo. Encantou-se com rios, floresta, aborígines, amores, cultura e o sentimento de grandiosidade que emana ininterruptamente destas plagas magnificas. E isso é ótimo para as letras poéticas que precisam dessas aparições para que se mantenha o encanto e a beleza da poesia. Certamente Marven vai despertar nos leitores aquele estado singular de fruição da beleza dos seus versos bem construídos.

Apesar de claramente inspirado por escritores da geração beat como Jack Kerouac, a obra subjuga divisões pré-definidas sobre formalismos presentes nos estudos literários. Aliás, desconstrução é palavra sempre latente na leitura de Rio Oiapoque [in Blues]: as generalizações e preconceitos a respeito do lugar desmoronam da primeira à última página. As poesias do livro falam do rio Oiapoque, Iaras, pores do sol e acima de tudo, girassóis”, comentou o poeta e autor da obra.

Serviço:

Lançamento do linvro “Rio Oiapoque [in Blues], do poeta Marven Junius Franklin, em Belém (PA.
Local: Sesc Boulevard.
Endereço: Boulevard Castilho França, 522/523 – Campina – Belém (PA).
Data: 29/09/2018
Hora: a partir das 17h

Elton Tavares, com informações de Marven Junius Franklin.

Longa-metragem com Fernanda Vasconcelos e Zezé Motta será gravado no Amapá

Belezas turísticas no Amapá serão exploradas no filme ‘Amanda’ — Foto: Divulgação

Por Jorge Abreu

A partir de 2019, o longa-metragem “Amanda” será gravado no Amapá e vai explorar as belezas turísticas e áreas preservadas, por questões indígenas ou quilombolas. O enredo conta a trajetória de uma paulista envolvida em lutas sociais e o forte engajamento político.

“Amanda” tem a direção do amapaense Célio Cavalcante Filho, com roteiro original escrito por Diogo Mattos e Rodolfo Valente, que também atual nos papéis de Miguel e Eduardo, respectivamente.

A protagonista será a atriz Fernanda Vasconcelos, que já protagonizou as novelas Paginas da Vida, Malhação e Sangue Bom, na TV Globo. Também compõem o elenco Zezé Motta e Fábio Lago.

Segundo o diretor, a proposta é contrastar a realidade dos municípios amapaenses com uma grande metrópole, questionando o que é ser de fato evoluído e o real progresso, trazendo de volta alguns valores que se perderam na época onde se tem tão pouco tempo.

“O filme será rodado na cidade de São Paulo e em, pelo menos, seis municípios do Amapá, sendo 90% do filme se passa no estado. É a oportunidade de mostrar para o mundo um pouco da nossa gente e dos nossos valores, principalmente por estarmos no meio da Floresta Amazônica”, prevê.

Fernanda Vasconcelos, Rodolfo Valente, Fábio Lago e Zezé Motta — Foto: Divulgação

Sinopse

Em meio à crise política, a história quer mostrar um lado dos brasileiros no qual usam como armas as redes sociais e saem para as ruas em protestos na defesa de opiniões e lados, sem ouvir o outro, mas focados em pessoas preocupadas com o bem comum e que respeitam as diferenças.

Com anos de vivência na capital amapaense, Amanda retorna a São Paulo, cidade de origem, para fazer doutorado. Ao reencontrar velhos amigos, ela decide dar uma nova chance ao antigo namorado, Miguel. Ela retoma as lutas sociais e ao forte engajamento político.

Após um trágico acidente, Miguel e Eduardo, irmão da Amanda, partem para o norte do Brasil em busca de saber sobre as experiências da protagonista. No entanto, a viagem se torna o encontro com eles mesmos e antigos ideais, além do contato com o universo desconhecido da Floresta Amazônica, resgatando valores perdidos de um país que ainda pode dar certo.

Produção do filme na Fortaleza de São José, um dos cenários do filme — Foto: Divulgação

Produção

Um pré-levantamento da região para as gravações já chegou a ser feito, mas a pesquisa oficial só inicia a partir de janeiro de 2019. O processo será acompanhado por Célio Cavalcante Filho e o preparador de elenco Christian Duurvoort, responsável pelos filmes “Cidade de Deus”, “Trash” e “Ensaio sobre a cegueira”, com auxílio do produtor Thomé Azevedo.

Mais de 20 atores locais para papéis de linha de frente na história e cerca de 200 figurantes devem participar da obra. A escolha do elenco será através de chamadas públicas de testes. As filmagens estão previstas para acontecer entre junho e agosto do ano que vem. O orçamento do longa é no valor de R$ 4,3 milhões.

O lançamento ainda não tem data oficial definida. Segundo Cavalcante Filho, de imediato no filme e partir para todas as etapas de pós-produção aproveitando a janela dos festivais internacionais que iniciam as inscrições entre outubro do ano que vem e março de 2020. A primeira janela é composta de festivais internacionais, depois os festivais nacionais, e, então, o circuito comercial de cinema.

Fonte: G1 Amapá

SESI Amapá abre inscrições para curso sobre eSocial

Acontece no dia 3 de outubro, a partir das 8h, na Unidade Integrada SESI/SENAI – A Banda, o curso eSocial. A capacitação é direcionada a empresários, a trabalhadores da área administrativa, recursos humanos, gestão de pessoas, tributária, fiscal e financeira. Alunos do Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) Amapá também podem participar. O treinamento será ministrado pelo médico do Trabalho e especialista em Segurança e Saúde no Trabalho, do Departamento Nacional do SESI, Gustavo Nicolai.

O eSocial é um projeto do Governo Federal que vai unificar o envio de dados do empregado pelo empregador em uma plataforma online. O objetivo é centralizar as informações e proporcionar maior facilidade na revisão de projetos internos, ampliar o volume de dados disponíveis para fiscalização e garantir os direitos do trabalhador, além de reduzir o tempo para o processamento e registro dos eventos trabalhistas.

Serão abordados os temas: o que muda com a implantação do eSocial, registro de eventos trabalhistas, folha de pagamento, obrigações e contribuições previdenciárias e reclamatórias trabalhistas, entre outros.

Para a superintendente do SESI, Alyne Vieira, o curso é de grande relevância para as empresas, uma vez que o eSocial é uma obrigatoriedade. “Esse projeto vai tornar a fiscalização sobre as empresas mais rígida. Por isso, estamos realizando essa capacitação que tem o papel de esclarecer como as empresas devem proceder para cumprir as leis e não ter prejuízos por não saberem manusear o sistema”, destacou a superintendente.

As inscrições podem ser realizadas na Unidade Integrada SESI/SENAI – A Banda, localizada na Av. Ernestino Borges, nº 257 no Centro. Mais informações podem ser obtidas pelos fones: 3084-8942 e 3084-8981.

Serviço:

Assessoria de Comunicação SESI/SENAI – AP
Contato: (96) 3084-8944
E-mail: [email protected]

Combate à corrupção: MP-AP realiza Operação Sangria e cumpre 23 mandados de busca e apreensão

Na manhã desta segunda-feira (24), o Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio do seu Grupo de Atuação Especial para Repressão ao Crime Organizado (GAECO), com apoio do Núcleo de Inteligência do Ministério Público do Amapá (NIMP/MP-AP), realizou a Operação Sangria nas cidades de Macapá, Calçoene e Vitória do Jari. Com a ação, o MP-AP tem o propósito de desarticular uma organização criminosa que atua nos municípios de Calçoene e Vitória do Jari, na prática criminosa de fraude e direcionamento de licitações, lavagem de dinheiro, peculato e formação de quadrilha. A ação cumpriu 23 mandados de busca e apreensão. Destes, sete na capital amapaense e os demais nas cidades citadas.

A Sangria é fruto de investigações iniciadas pela titular da Promotoria de Justiça do município de Calçoene, promotora de Justiça Christie Girão. As ações da Operação foram coordenadas pelo procurador-geral de Justiça do MP-AP, Márcio Augusto Alves, e pelo subprocurador -geral de Justiça, Nicolau Crispino. As apreensões contaram com o apoio de vários promotores de Justiça na capital e no interior.

Ao todo, 40 pessoas estão sendo investigadas, dentre elas secretários municipais, servidores do município, empresários e o atual prefeito de Calçoene. A prática ilícita foi identificada em várias áreas do Executivo municipal, como saúde e educação, entre outras pastas. O montante desviado do erário pode chegar a R$ 10 milhões, mas este valor ainda não foi confirmado.

Realizamos a Operação com a autorização do Judiciário, que nos permitiu o ingresso em algumas residências, acesso às chefias de secretarias e empresários que participavam dessa organização. Estamos no início das investigações, mas algumas provas confirmam os crimes. Ainda serão periciados os materiais apreendidos hoje. Agradeço o apoio dos membros e servidores do MP-AP que participaram da ação, do nosso Gabinete Militar, da PRF, de dois grupamentos da Polícia Civil, NIMP e do GAECO”, pontuou o procurador de Justiça Nicolau Crispino.

O titular da Superintendência Regional de Polícia Rodoviária Federal no Estado do Amapá (SRPRF/AP), Klebson Sampaio do Nascimento, participou da coletiva de imprensa com os membros do MP-AP e agradeceu a confiança do Ministério Público na PRF, ressaltando que a instituição que ele dirige está à disposição para qualquer ação de combate à corrupção.

Durante a ação, o MP-AP apreendeu muitos documentos e equipamentos eletrônicos, que passarão por análise de profissionais especializados da instituição.

O atual prefeito especificamente de Calçoene está sendo investigado e no caso de Vitória do Jari a ação ocorreu por conta de um desdobramento, mas ainda não temos uma conclusão do envolvimento da alta autoridade municipal daquela cidade. A prática da organização é a mesma de outras que já investigamos, com um grupo de licitação que favorece as fraudes; alguns empresários que são beneficiados pelos procedimentos licitatórios fraudados e os agentes públicos que aceitam propina para ajudar nesse esquema ilícito. As fraudes nos procedimentos licitatórios e podem chegar aos R$ 10 milhões subtraídos, mas, não estamos afirmando que foram 10 milhões desviados, somente que o montante pode chegar a essa soma”, explicou o promotor de Justiça e coordenador do GAECO, Afonso Guimarães.

SERVIÇO:

Elton Tavares
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Educação Ambiental: professora complementa projeto Escola Verde com oficinas de preparação de pratos com produtos das hortas orgânicas


A produção de pratos a partir de alimentos orgânicos de hortas de escolas que fazem parte do projeto Escola Verde começam a chamar atenção de alunos e comunidade. A professora Nelma Aood, da Escola José de Alencar, prepara os alimentos com verduras e legumes, e faz o aproveitamento de seus talos e cascas, e o resultado são pratos nutritivos que são servidos na merenda escolar e preparados nas casas. O projeto Escola Verde é executado pela Secretaria de Estado da Educação (Seed) com o apoio da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, Conflitos Agrários, Habitação e Urbanismo (Prodemac) e Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente (Caop/AMB).

Nelma Aood é professora de Língua Portuguesa e Literatura, se especializou em culinária e segue o conceito de Cozinha Experimental, com consumo consciente, saudável, nutritivo e com custo inferior com relação ao mercado local. Sopas, sucos, pães, saladas, sanduíches, risoto, bolos, chás, patês, são ensinados para alunos, professores, profissionais da cozinha da escola e comunidade, consumidos na merenda escolar e preparados nas casas dos aprendizes. “Educamos para que aprendam a se alimentar de forma correta, com aproveitamento integral dos alimentos. Esta mudança de hábitos influencia na saúde da família e melhora o aprendizado”.

As oficinas são realizadas na Escola José de Alencar, com ensinamentos sobre o cultivo, utilidade e utilização dos produtos na produção dos alimentos, além de receitas que são desenvolvidas na prática e aproveitamento de sobras de alimentos. “Ensinamos sobre legumes e hortaliças que não são usados na rotina doméstica, como cariru e manjericão, que entram nas receitas e agradam a todos. Usamos também muitas cascas e talos para os sucos e sopas, mostrando que nada se perde nos vegetais, e também temos receitas de aproveitamento de pão adormecido, que ficam uma delícia”, disse a professora.

João Pedro Gomes tem 12 anos, está no 5º ano e vem de uma família que cultiva plantas ornamentais e frutíferas em Macapá. Ele é um dos alunos mais entusiasmados com o projeto, e participa de todo o processo na horta até a colheita, e também das oficinas de culinária. “Aprendi muito e já levo para casa o aprendizado na hora de cultivar e colher o que produzimos. E as receitas eu faço com a ajuda da minha mãe, e todo mundo gosta, principalmente dos sucos e sanduíches”.

A diretora do estabelecimento, Maria Nazaré Rodrigues explica que o Escola Verde veio para estimular a participação de toda comunidade escolar, que já trabalhava o projeto Horta Escolar anteriormente, e para chamar os moradores e pais de alunos para que aprendam sobre consumo saudável e aproveitamento de alimentos. “Os alunos e professores vão para a horta, participam das oficinas e se alimentam bem no recreio. Fizemos uma ação social aberta para a comunidade, e os pais e vizinhança também aprenderam técnicas de preparação e consumo consciente. Enfrentamos dificuldades financeiras para fazer mais oficinas, mas a produção na horta é garantida com o apoio do Ministério Público do Amapá (MP-AP)”.

O projeto Escola Verde recebe doação de material agrícola e didático do MP-AP através da Prodemac e CAOP/AMB, que transformam multas de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) e Ação Civil Pública (ACP) de infrações por danos ambientais em compensações para fomentar projetos de educação ambiental. O Escola Verde é um destes projetos, e atualmente agrega mais de 30 escolas estaduais, que mantém hortas orgânicas com amparo técnico e de material. De acordo com o balanço semestral da Prodemac, de janeiro à agosto foram transferidos para a Seed cerca de R$ 12 mil em material para fomentar o projeto, de carrinhos de mão à enxadas, mangueiras, sementes, adubo, madeira, enxadas, e outros utensílios.

Mariléia Maciel
Assessora Operacional – CAOP/AMB

Mais informações
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

TRE-AP alerta: prazo para tirar 2ª via do título eleitoral termina nesta quinta-feira (27)

A previsão consta no artigo 52 do Código Eleitoral, ressaltando que o cidadão não poderá ter débitos pendentes na Justiça Eleitoral.

O eleitor que estiver quite com a Justiça Eleitoral e desejar tirar a segunda via do seu título de eleitor, tem até esta quinta-feira (27), dez dias antes do primeiro turno do pleito, para solicitar o documento no cartório eleitoral da zona onde está cadastrado.

A previsão consta no artigo 52 do Código Eleitoral, ressaltando que o cidadão não poderá ter débitos pendentes na Justiça Eleitoral, como multas por ausências nos pleitos anteriores, ou trabalhos eleitorais, como mesários.

Opção 1

Este ano a Justiça Eleitoral disponibiliza uma ferramenta digital para que o cidadão possa exercer o seu direito ao voto. O aplicativo e-Título está disponível para dispositivos móveis nas lojas virtuais Apple Store e Google Play.

O e-Título também serve como documento de identificação do eleitor caso ele já tenha feito o recadastramento biométrico. Isso porque a versão digital será baixada com foto, o que dispensa a apresentação de outro documento de identificação no momento do voto.

Opção 2

O eleitor pode utilizar outros documentos que permitem a sua participação na hora de votar. Conforme a legislação eleitoral, além do título de eleitor, o eleitor poder apresentar junto à mesa receptora, qualquer documento oficial com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de motorista ou o passaporte, por exemplo)

Atenção

O eleitor que perdeu o prazo final do alistamento – 9 de maio – não poderá votar nas eleições 2018. Foi a data final para requerimento de inscrição eleitoral, transferência de domicílio, alteração de título eleitoral ou transferência para seção eleitoral especial (eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida).

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá
Assessoria de Comunicação e Marketing
32101-1504
Cley de Jesus Sarraf de Abreu

Alunos e profissionais do SENAI participam de evento sobre o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

Para marcar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado em 21 de setembro, alunos e profissionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) prestigiaram programação realizada pela Universidade Estadual do Amapá (UEAP). No evento, a equipe divulgou ações do Programa SENAI de Ações Inclusivas e apresentou cases de sucesso. A turma de Padeiro e Confeiteiro também fez exposição e degustação de itens produzidos ao longo do curso.

O objetivo do evento foi socializar a importância da data, instituída em 1982. O dia 21 de setembro foi oficializado pela lei federal nº 11.133, de 14 de julho de 2005. Escolhido pela proximidade com a primavera e ser também o dia da árvore, trata-se de uma representação do nascimento das reivindicações de cidadania e participação plena em igualdade de condições e se constitui em um momento para reflexão e busca de novos caminhos para as lutas do segmento.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Produção Educacional do SENAI, Rayza Aires, tratar dos direitos e das conquistas da Pessoa com Deficiência (PcD), é praticar a inclusão mútua. A gestora acredita que é necessário promover a integração para construir relações sociais cada vez melhores.

“É sempre uma satisfação participar de ações como esta. Há aproximadamente 3 anos a Escola SENAI Amapá vem trabalhando com ações inclusivas e temos obtido grande sucesso na inserção de alunos com deficiência. São jovens que têm um desenvolvimento diferenciado, que apreendem competências capazes de prepará-los para o mercado de trabalho”, completou Rayza Aires.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do SESI/SENAI – AP
Contato: (96) 3084-8944
E-mail: [email protected]

Nota do MP-AP

Na manhã desta segunda-feira (24), o Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio do seu Grupo de Atuação Especial para Repressão ao Crime Organizado (GAECO), realizou a Operação Sangria nas cidades de Macapá, Calçoene e Vitória do Jari.

A Operação Sangria é fruto de investigações do MP-AP que objetivam desarticular uma organização criminosa que vem atuando nos municípios de Calçoene e Vitória do Jari, fraudando e direcionando licitações, com a finalidade de subtrair dinheiro público.

Durante a ação, foram cumpridos pelo GAECO, com o apoio da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal, 23 mandados de busca e apreensão.

O Ministério Público do Amapá dará mais informações às 10h, no auditório da Promotoria de Justiça de Macapá, localizada na Avenida Padre Júlio Maria Lombaerd, centro da capital amapaense.

Mulheres contra Bolsonaro ocorre no dia 29 de setembro, em Macapá (manifestação também será realizada em vários países na mesma data e no dia 30)

Mulheres de todo Brasil se uniram para fazer um ato de protesto, político e cultural intitulado: “Mulheres contra Bolsonaro”. O evento acontecerá na Praça Floriano Peixoto, no dia 29 de setembro de 2018, a partir das 16h30. A manifestação contará com apresentações musicais, performances artísticas, entre outras formas de intervenção Cultural.

Evento criado com o intuito de dizer NÃO a intolerância, a violência e ao facismo. Mulheres e queridos, chegou a hora de unirmos em uma só causa, gritar e fazer valer #ELENÃO !

Além de poder dizer NÃO ao coiso, você ainda pode prestigiar um lindo evento com os nossos artistas locais!

Serviço:

Mulheres contra Bolsonaro
Data: 29/09/2018
Hora: A partir das 16:30
Local: Praça Floriano Peixoto (Av. Antônio Coelho, Centro).

Fonte: Repiquete no Meio do Mundo.

Manifestação também ocorre pelo mundo

As manifestações de mulheres contra Bolsonaro já começam a se espalhar pelo mundo. O #EleNão ganha novos contornos. Nos dias 29 e 30 de setembro várias localidades apresentam suas razões para que não se vote no candidato. Mulheres brasileiras na Alemanha, Argentina, Austrália, Canadá, Espanha, França, Holanda, Inglaterra, Portugal e Estados Unidos já marcaram hora e local para o protesto. Veja abaixo.

Mulheres Unidas contra Bolsonaro

ALEMANHA

Berlim
Local: May-Ayim-Ufer
Data e hora: 29 de Setembro – 3pm

ARGENTINA

Buenos Aires
Local: Obelisco de Buenos Aires
Data e hora: 29 de Setembro – 11am

AUSTRÁLIA

Sydney
Local: Sydney Opera House
Data e hora: 30 de Setembro – 11am

Gold Coast
Data e hora: 30 de Setembro – 11 am

CANADÁ

Montreal
Local: Place des Arts
Data e hora: 29 de Setembro – 5pm

ESPANHA

Barcelona
Local: Placa Sant Jaume
Data e hora: 29 de Setembro – 5pm

FRANÇA

Lyon
Local: Place Bellecour
Data e hora: 29 de Setembro – 2pm

HOLANDA

Local: Peace Palace
Data e hora: 29 de Setembro – 3pm

INGLATERRA

London
Local: Emmeline Pankhurst Statue
Data e hora: 29 de Setembro – 3pm

PORTUGAL

Porto
Local: Praca dos Leoes
Data e hora: 29 de Setembro – 3pm

Lisboa
Local: Praca Luis de Camoes
Data e hora: 29 de Setembro – 4pm

Coimbra
Local: Praça 8 de Maio
Data e hora: 29 de Setembro – 4pm

USA

New York
Local: Union Square Station
Data e hora: 29 de Setembro – 3pm

Boston
Local: Harvard Square
Data e hora: 29 de Setembro – 5pm

Atlanta
Local: Center for Civil and Human Rights
Data e hora: 29 de Setembro – 3pm

Fonte: Jornal de Todos os Brasis

Amapaense e amazonense apresentam o show “Cozinhando Canções” no Norte das Águas

No último sábado do mês de setembro, 29, os artistas Ton Rodrigues e Eduardo Branco realizam o show “Cozinhando Canções, para o nosso deleite”, no Restaurante Norte das Águas, localizado no Complexo do Araxá. Com vertentes musicais distintas, os dois divulgam a cultura nortista para o resto do Brasil, de forma rica e peculiar, reunindo elementos da cultura regional com o pop.

Os músicos Peterson Assis e Paulo Bastos participam do show que também contará com as participações especiais de Zé Miguel, Os Pinducos, Deize Pinheiro, Val Milhomem, Ariel Moura, Barca do Yraguari e Hayan Chandra.

Dentro do show, Ton Rodrigues fará o lançamento do vídeo clipe da música “Fronteira de Guerra”, de Chico Alves e Pedro Messina, produzido pela produtora amapaense Grafite Comunicação, e que estará no seu primeiro álbum intitulado “Sua Bênça – O ponto ancestral”, com lançamento previsto para o mês de novembro. Em seu repertório, estão os ritmos brasileiros em uma versão contemporânea, partindo da raiz popular do Marabaixo, Carimbó, Samba, Batuques de Terreiros, Maracatu e da Ciranda.

Sobre os músicos

Eduardo Branco é músico, cantor e compositor, nascido em Manaus (AM), de onde partem as suas primeiras influências musicais. Ex-vocalista da banda Triplugados, segue em carreira solo, em busca de uma nova sonoridade e novas parcerias. São as influências musicais de Djavan, Pedro Mariano, Lenine, Nilson Chaves, Jamiroquai, Paulinho Moska, Toni Garrido, que desenham sua estética sonora.

Eduardo Branco lançou seu primeiro trabalho autoral o EP – “Vida de Artista”, em Maio de 2012, contendo cinco faixas. Em fevereiro de 2016 foi lançado o Cd Algo Mais, que deu nome à turnê que percorreu os Estados do Amazonas, Pará, Acre, Rio de Janeiro e São Paulo, apresentando uma proposta diferenciada, onde além da música popular, inseriu elementos amazônicos em composições feitas em parcerias com artistas locais.

Ton Rodrigues é ator, cantor, compositor e cozinheiro, o artista traz em seu processo criativo, a força de suas raízes amalgamadas pela alquimia do canto, do teatro e dos temperos, buscando saudar sua ancestralidade, preservando-a no agora, dentro de cada um de nós. Nascido e criado em Macapá, hoje artista reside há 13 anos na cidade do Rio de Janeiro, onde tem seu comprometimento em levantar sua bandeira: cantar sua aldeia. Suas influências musicais são o Berço do Marabaixo, Mestre Verequete, Roque Ferreira, Mariene Castro, Rita Ribeiro, André Nascimento, Ponto Br e Paulo César Pinheiro.

Serviço:

Dia: 29 de setembro
Horário: 22 horas
Local: Norte das Águas (Complexo do Araxá)
Reserva de mesas: 98109-0563 (Andreia Lopes)

Daniel Alves
Assessor de Comunicação
(96) 98131-8844

Confira as vagas de emprego do Sine em Macapá para o dia 24 de setembro

O Sistema Nacional de Empregos no Amapá (Sine/AP) oferece vagas de empregos para Macapá. O número de vagas está disponível de acordo com as empresas cadastradas no Sine e são para todos os níveis de escolaridade e experiência.

Os interessados podem procurar o Sine/AP, localizado n Rua General Rondon, nº 2350, na praça Floriano Peixoto. Em toda a rede Super Fácil tem guichês do Sine e neles é possível obter informações sobre vagas em Macapá e Santana. Outras informações e oferta de vagas são pelo número (96) 4009-9702.

Para se cadastrar e atualizar os dados, o trabalhador deverá apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e comprovante de residência (atualizado).

Veja as vagas disponíveis de acordo com as solicitações das empresas:

Costureira – 3 vagas
Bibliotecário – 2 vagas
Consultor de relacionamento – 2 vagas
Chapeiro – 1 vaga
Coordenador de curso – 1 vaga
Cuidador de idoso – 1 vaga
Esteticista – 1 vaga
Manicure – 1 vaga
Massoterapeuta – 1 vaga
Mecânico de automóvel – 1 vaga
Mecânico eletricista – 1 vaga
Supervisor de funilaria e pintura – 1 vaga

Vagas para pessoa com deficiência

Cobrador de transporte coletivo – 6 vagas
Auxiliar de depósito – 1 vaga
Operador de caixa – 1 vaga

Fonte: G1 Amapá

Sesc Amapá oferta realização de mamografia gratuita em Macapá

O Sistema Fecomércio por meio do Sesc Amapá, oferta gratuitamente exames de mamografia e PCCU (preventivo) na unidade móvel “Sesc Saúde Mulher”.

A unidade atua na prevenção do câncer de mama e colo de útero através da realização de exames de rastreamento como a Mamografia Digital e Citopatológico, além de ações educativas para a promoção da saúde.

O exame de mamografia é destinado a mulheres na faixa etária de 50 a 69 e o PCC para mulheres entre 25 a 64 anos e os agendamentos ocorrem em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Como utilizar o Serviço

É necessário ir à Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima, levar cópia do RG, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência. Na UBS será feita a requisição do exame, que será enviada junto com as cópias da documentação ao Sesc Amapá.

O agendamento também pode ser realizado diretamente na unidade Sesc Araxá todas as sextas-feiras.

Sobre o Sesc Saúde Mulher

O projeto Sesc Saúde Mulher, também conta com a parceria do Hospital de Câncer de Barretos no fortalecimento e qualificação dos programas de rastreamento dos canceres de mama e de colo de útero, por meio do intercâmbio de experiências gerenciais e tecnológicas. O hospital, além de treinar as equipes de trabalho também será o responsável pela emissão do laudo dos exames de mamografia.

Serviço:

Sesc Araxá
Rua Jovino Dinoa,4311 – Beirol Macapá
Coordenadoria de Saúde
Fone: (96) 3241-2220 (Ramal – 226)