Covid-19: MP-AP apura denúncia de possível caso de fura-fila de prioridades estabelecidas pelo Plano Nacional de Imunização

Fotos e mensagens postadas em grupos de whatsapp e na rede social Twitter foram encaminhadas para a Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde que instaurou procedimento, nesta quarta-feira (14), para apurar denúncia de possíveis casos de fraude na fila do Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19. O Ministério Público do Amapá (MP-AP) encaminhou ofício à Secretaria Municipal de Saúde de Macapá (Semsa) solicitando informação quanto à concretização da vacinação dos denunciados.

A promotora de Justiça titular da Promotoria de Defesa da Saúde, Fábia Nilci, ressalta que instaurou o procedimento considerando a necessidade de se averiguar a veracidade dos fatos declarados em redes sociais, de acordo com mensagens e imagens encaminhadas para o MP-AP. Também levando em consideração “que as fotos e vídeos, sinalizam, em princípio, possível violação ao Programa Nacional de Imunização, e que será apurada a responsabilidade criminal”.

A Promotoria da Saúde solicitou à secretária da Semsa, Karlene Lamberg, que encaminhe, imediatamente, a informação quanto à concretização da vacinação dos denunciados, esclarecendo, ainda, quando tomaram o imunizante e em qual grupo, especificando qual a documentação que foi apresentada pelos referidos (incluir se foi realizado o pré-cadastro por eles e qual a documentação apresentada). Após confirmação se houve a imunização, os denunciados serão notificados para prestarem esclarecimentos sobre os fatos relatados, informando que a oitiva será realizada numa sala virtual.

Acompanhamento e fiscalização da vacinação

O MP-AP e o Ministério Público Federal (MPF/AP) estão acompanhando e fiscalizando as ações da vacinação contra a Covid-19 no Estado para que obedeçam as diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Saúde, órgão que controla e regula a quantidade de doses a serem distribuídas para a população, de acordo com os grupos prioritários estipulados pelo PNI.

Em janeiro, emitiram a Recomendação Conjunta Nº 1/2021, destinada ao prefeito de Macapá, Antônio Furlan, e à titular da Semsa, Karlene Aguiar, conselheiros municipais de saúde e Polícias Civil e Militar do Amapá, para que cumpram rigorosamente o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, de acordo com a Nota Informativa nº 1/2021-CGPNI/DEIDT/SVS/MS, na Portaria nº 69, do Ministério da Saúde (MS), de 14 de janeiro de 2021 e demais atos normativos e/ou legislativos.

Desde então, a Promotoria de Defesa da Saúde vem acompanhando a execução do Plano de Vacinação contra a Covid-19 no Estado do Amapá, também por meio de procedimento instaurado para garantir que não haja privilégios na ordem de imunização dos grupos prioritários, cujas regras estão explícitas nas Notas Técnicas expedidas pelo Ministério da Sáude (MS), bem como no PNI.

Reuniões e expedição de recomendações conjuntas com o MPF têm sido constantes a cada inclusão de um novo grupo prioritário para vacinação. Nesse sentido, foi expedida uma recomendação à Prefeitura de Macapá, no último dia 9, para que, nesta fase da vacinação, contemple somente profissionais das Forças Armadas, de segurança e salvamento mais expostos às ações de combate à Covid-19. Antes da aplicação do imunizante, os gestores envolvidos devem fiscalizar listas de beneficiários encaminhadas ao município para identificar os que se enquadram nesta condição.

Em reunião, na última segunda-feira (12), representantes do MP-AP, MPF, do Conselho Nacional de Articulação de Quilombos (Conaq), e da Secretaria Municipal de Saúde de Macapá (Semsa) decidiram pela suspensão temporária da vacinação de quilombolas e ribeirinhos, em Macapá, para reorganizar o calendário de imunização. A iniciativa está relacionada ao recebimento de denúncias pelos órgãos de controle de que pessoas de fora do grupo estariam sendo imunizadas com as doses destinadas a quilombolas.

Para a promotora de Justiça de Defesa da Saúde está faltando um pouco de empatia com aqueles que são realmente prioridade nesse momento em que não há o imunizante para toda a população.

A promotora da Saúde destaca que Plano Nacional de Imunizações em cooperação com o Comitê de Especialistas da Câmara Técnica foi baseado em princípios similares aos estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), tendo optado pela priorização de preservação do funcionamento dos serviços de saúde; proteção dos indivíduos com maior risco de desenvolvimento de formas graves e óbitos, seguido da proteção dos indivíduos com maior risco de infecção e preservação do funcionamento dos serviços essenciais. “Qualquer burla ao respeito dessas priorizações será objeto de rigorosa investigação e de responsabilização por este órgão ministerial”, asseverou Fábia Nilci.

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Gilvana Santos
E-mail: [email protected]
Contato: (96) 3198-1616

Prefeitura amplia rede de atendimento para pacientes com Covid-19 em Macapá

A partir desta quinta-feira (15), Macapá passa a contar com uma nova unidade para atendimento de casos da Covid-19. A Unidade Básica de Saúde (UBS) Rubim Aronovitch atenderá pacientes sintomáticos 24h. Com a alteração, a Unidade Covid Santa Inês deixa de ser porta de entrada e será destinada ao recebimento de pacientes graves que aguardam transferência para um leito hospitalar.

“Por causa da situação da pandemia, tivemos que transformar a Unidade do Santa Inês em uma unidade de graves destinada aos pacientes que aguardam a transferência para um hospital do estado. Agora, a Rubim será mais um suporte para a população”, disse o prefeito, Dr. Furlan.

Com esta mudança, os atendimentos regulares da UBS Rubim Aronovitch serão transferidos para a UBS Perpétuo Socorro, que fará os atendimentos de casos não relacionados à Covid-19, com atendimento 24h.

“Essa alteração no atendimento foi efetivado com a finalização da instalação da usina de oxigênio”, disse a coordenadora de Média Complexidade da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Alessandra Reis.

A partir deste redesenho, o município terá quatro unidades vocacionadas ao atendimento de casos covid, UBSs Lélio Silva, Marcelo Cândia, Santa Inês e Rubim Aronovitch.

Estrutura

Desde janeiro a Prefeitura de Macapá promove uma série de investimentos em Saúde e isso passa pela implementação de um atendimento de qualidade nas UBSs referência para Covid-19. Até o momento, juntas, as quatro unidades possuem 25 leitos de observação, 25 leitos de estabilização, 16 leitos nas salas vermelhas e 23 poltronas de medicação.

Ewerton França
Secretaria Municipal de Comunicação Social

Durante pandemia, Faculdade de Macapá oferece atendimento psicológico online e gratuito para população

Terapia online é uma alternativa durante o isolamento social

A pandemia tem se refletido de diversas formas e não há quem não sinta no corpo e na mente algum efeito dela. Medo de ficar doente e perder alguém, ansiedade provocada pelo isolamento e enfrentar o luto, são algumas das situações que afetam a saúde mental. As pessoas passaram a buscar, cada vez mais, ajuda psicológica para lidar com as diferentes questões que surgiram ou se intensificaram nesse período.

O curso de Psicologia da Faculdade de Macapá (FAMA) está oferecendo atendimento psicológico gratuito aberto à comunidade e qualquer pessoa maior de 12 anos e com acesso a internet pode se inscrever. O serviço funciona de forma online, para respeitar o isolamento social e reduzir os riscos de contágio da Covid-19. Para participar, os interessados devem se cadastrar no endereço http://bit.ly/psicologia-fama.

De acordo com o psicólogo Renan Corrêa Santos (CRP 10/07053 AP) e coordenador do curso de Psicologia da FAMA, Renan Santos, após o preenchimento da ficha de inscrição é feita uma triagem e, em seguida, ocorre o contato com a pessoa interessada para definir o melhor horário de atendimento. As consultas são marcadas conforme a disponibilidade do acadêmico estagiário e da pessoa que será atendida.

Os atendimentos do Serviço Escola de Psicologia da Faculdade de Macapá são supervisionados por professores da graduação. “A terapia auxilia no autoconhecimento e melhora a qualidade de vida, porque trata da saúde emocional dos indivíduos; e possibilita ainda ao estudante poder colocar em prática todo aprendizado obtido em sala de aula”, explicou o psicólogo.

Contatos para a imprensa: 
Ideal H+K Strategies
www.idealhks.com
Atendimento PR: Railson Lima
E-mail: [email protected]
Telefone: (99) 98225.0319

Campanha Solidária: Professores e Acadêmicos do Curso de Enfermagem da Unifap arrecadam materiais para pacientes internados com Covid-19 no Hospital Universitário

O Curso de Enfermagem da Universidade Federal do Amapá (Unifap), por meio de seu Núcleo de Pesquisa em Neuro Psico Fisiopatologia Adaptativa  (grupo REAC), iniciou, na semana passada , uma campanha de arrecadação de materiais (lista na arte acima) para pacientes internados com Covid-19, no Hospital Universitário do Amapá (HU), que funciona próximo ao campus Macapá da Unifap. O objetivo de receber a doação de produtos é melhorar o conforto das pessoas internadas durante o período em que se encontram hospitalizadas.

A iniciativa é idealizada e coordenada pela professora Doutora Ana Rita Barcessat, que chefia o REAC. Sua família e ela passaram por momentos difíceis quando seu marido adoeceu de Covid-19 e passou mais de duas semanas intubado.  O esposo foi curado, mas a docente mobilizou colegas de trabalho e amigos para arrecadar materiais essenciais para uso dos doentes, pois sentiu na pele a falta dos produtos durante a internação do companheiro.

Sobre o REAC

O Grupo REAC é o nome dado ao Núcleo de Pesquisa em Psico fisiopatologia adaptativa da Unifap, que desenvolve pesquisas com a tecnologia italiana, voltada ao controle de condições como ansiedade, estresse e depressão em crianças e adultos. Entre as enfermidades pesquisadas com a técnica, estão: fibromialgia , reparo de lesões, síndrome pós Covid e mais recentemente, de doenças neurodegenerativas como Parkinson e Alzheimer, todas tendo como pano de fundo a tecnologia do Conversor Radioelétrico Assimétrico – REAC.

Além de poder entregar os insumos no HU, quem quiser ajudar , por fazer um PIX para a compra dos produtos. O PIX é [email protected] .

Portanto, caros leitores, a causa é nobre. E tem muita gente precisando. Vamos ajudar a campanha de arrecadação doando e assim contribuir  para melhor conforto aos pacientes com Covid-19 internados no HU.  Vem com a gente !

Elton Tavares, com informações de Ana Rita Barcessat

Boletim Informativo COVID-19: Amapá, 14 de abril de 2021 – Com 304 novos casos confirmados e 13 novos óbitos

O Governo do Amapá atualiza nesta quarta-feira, 14, o boletim informativo sobre a situação do novo coronavírus no estado. Agora, são 102.258 casos confirmados, 1.810 em análise laboratorial e 95.446 doses de vacinas aplicadas em todos os 16 municípios do estado. Os testes também descartaram 80.630 casos suspeitos.

Novos casos

O boletim de agora traz 304 novos casos confirmados, sendo 203 em Macapá, 66 em Santana, 18 em Laranjal do Jari, 5 em Mazagão, 4 em Ferreira Gomes, 3 em Pedra Branca do Amapari, 2 em Oiapoque, 2 em Serra do Navio e 1 em Vitória do Jari.

Também há o registro de 13 novos óbitos no boletim de hoje, no município de Macapá, Serra do Navio, Vitória do Jari e Oiapoque.

– Na capital, são dez vítimas. Duas mulheres, de 29 anos e 76 anos, ambas sem comorbidades declaradas, faleceram, respectivamente, nos dias 16 e 20 de março. Os óbitos estavam sob investigação epidemiológica.

– Também faleceram uma mulher de 66 anos, no dia 8 abril; e três homens, de 51 anos, em 2 de abril; 46 anos; e 53 anos, ambos em 12 de abril. No dia 13 de abril, foram a óbito dois homens, de 39 anos e 51 anos. Todos sem comorbidades declaradas.

– As outras vítimas são dois homens, um de 36 anos, com tromboelismo pulmonar; e outro de 47 anos, com diabetes e hipertensão. Ambos faleceram no dia 13 de abril;

– Em Oiapoque, a vítima é um homem de 65 anos, sem comorbidades declaradas, falecido em 4 de janeiro. O óbito estava sob investigação epidemiológica;

– Em Serra do Navio, óbito de um homem de 70 anos, com insuficiência respiratória aguda, no dia 10 de abril;

– Em Vitória do Jari, óbito de um honem de 82 anos, sem comorbidades declaradas, no dia 13 de abril.

Assim, o Amapá chega a 1.432 óbitos nos 16 municípios. (Macapá: 1.083/ Santana: 119/ Laranjal do Jari: 82/ Mazagão: 12/ Oiapoque: 33/ Pedra Branca do Amapari: 8/ Porto Grande: 20/ Serra do Navio: 5/ Vitória do Jari: 22/Itaubal: 3/ Tartarugalzinho: 10/ Amapá: 10/ Ferreira Gomes: 6/ Cutias do Araguari: 4/ Calçoene: 9/ Pracuúba: 6).

Recuperados

Entre os recuperados, estão 74.426 pessoas.
(Macapá 28.926/ Santana 16.283/ Laranjal do Jari 6.644/ Mazagão 2.101/ Oiapoque 4.143/ Pedra Branca 3.170/ Porto Grande 1.672/ Serra do Navio 1.044/ Vitória do Jari 3.273/ Itaubal 410/ Tartarugalzinho 1.740/ Amapá 1.174/ Ferreira Gomes 1.299/ Cutias do Araguari 824/ Calçoene 1.463/ Pracuúba 349).

Vacinação

Até o momento, o Governo do Amapá distribuiu 130.742 doses de vacinas contra a covid-19 para os municípios. Destas, foram aplicadas 95.446 doses, totalizando, até o momento, 8,38% da população amapaense que recebeu a primeira dose do imunizante e 2,69% que recebeu a segunda dose.

Dos 102.258 casos confirmados:

Macapá: 47.005
Santana: 22.233
Laranjal do Jari: 8.029
Mazagão: 2.672
Oiapoque: 4.947
Pedra Branca: 3.191
Porto Grande: 1.696
Serra do Navio: 1.053
Vitória do Jari: 3.731
Itaubal: 480
Tartarugalzinho: 1.851
Amapá: 1.208
Ferreira Gomes: 1.344
Cutias do Araguari: 857
Calçoene: 1.585
Pracuúba: 376
Já em relação aos casos suspeitos, os municípios declaram 2.205, sendo:

Macapá: 1.653
Santana: 166
Laranjal do Jari: 0
Mazagão: 116
Oiapoque: 0
Pedra Branca do Amapari: 0
Porto Grande: 18
Serra do Navio: 10
Vitória do Jari: 16
Itaubal: 0
Tartarugalzinho: 134
Amapá: 15
Ferreira Gomes: 0
Cutias do Araguari: 11
Calçoene: 66
Pracuúba: 0


Isolamento Hospitalar

O número de pessoas com covid-19 em isolamento hospitalar nas redes pública e privada é de 322 pacientes, sendo 278 casos confirmados e 44 suspeitos.

Entre os casos confirmados, 216 estão no sistema público (104 em leito de UTI /112 em leito clínico) e 62 estão na rede particular (23 em leito de UTI /39 em leito clínico).

Já entre os casos suspeitos, 10 estão no sistema público (0 em leito de UTI /10 em leito clínico), e 34 estão na rede particular (0 em leito de UTI /34 em leito clínico).

Com isso, o percentual de ocupação dos leitos voltados para o atendimento da covid-19 no Amapá é de 62,05%.

Em isolamento familiar: 26.033

Todos estes dados são do Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL/AP) e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), que auxiliam o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COESP) – dispositivo criado pelo Governo do Amapá para gerenciar a crise de COVID-19 no estado.

Assessoria de comunicação do Governo do Amapá

Semsa intensifica campanha de vacinação HPV para adolescentes de Macapá

Nos dias 15 e 16 de abril a Prefeitura de Macapá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) intensifica a vacinação HPV (Papiloma Vírus Humano), Tríplice viral e Meningocócica ACWY em adolescentes da capital. A ação objetiva aumentar a cobertura vacinal desse público de 9 a 14 anos, prejudicada pelo isolamento social ocasionado pela pandemia do novo coronavírus.

A subsecretária de Vigilância em Saúde da Semsa, Nayma Picanço, ressaltou a importância da vacinação deste grupo, levando em consideração que a imunização contribui para o controle dessas doenças.

‘’A vacinação é uma importante medida de saúde a favor da vida, pois protege contra doenças graves e suas complicações. Ofertamos nestes dias as três vacinas que compõem a caderneta dos adolescentes, a HPV, meningocócica ACWY e tríplice viral. Por isso, solicitamos aos responsáveis e adolescentes que aproveitem a oportunidade para se protegerem da melhor forma possível’’, afirmou.

Estratégia

A ação acontece em parceria com a Superintendência de Vigilância em Saúde no Amapá (SVS/AP). A vacina será ofertada de maneira itinerante, das 9h às 13h, nas escolas estaduais Professor Antônio Munhoz, localizada no conjunto habitacional Macapaba, na zona norte, e Alexandre Vaz Tavares, na zona central de Macapá.

Para receber as vacinas, os pais e responsáveis destes adolescentes devem se atentar a faixa etária indicativa. No ato da imunização, será necessário apresentar cartão de vacinação, cartão do SUS e documento com foto.

Esquema vacinal

A vacina HPV será destinada para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Ela protege contra lesões cancerosas, câncer do colo do útero, vulva e vagina, ânus e verrugas genitais. A aplicação de duas doses, no intervalo de 6 meses, é fundamental para completar o esquema vacinal.

A coordenadora de Imunização da Semsa, Monique Uchôa, destaca que o reforço da segunda dose do imunizante que previne contra o câncer, é necessário, mesmo após o período estimado. ‘’Os adolescentes que tomaram a primeira dose e porventura, após os 6 meses, perderam o prazo para segunda, precisam tomar agora, para completar o ciclo’’, explicou.

No esquema de intensificação vacinal, a Meningocócica imuniza os adolescentes de 11 e 12 anos. A vacina é eficaz contra meningites e infecções generalizadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y.

Já a tríplice viral, indicada na prevenção das doenças do sarampo, caxumba e rubéola, atenderá o público-alvo de 9 a 14 anos. ‘’A medida é necessária, principalmente na imunização da tríplice viral, pois estamos em situação epidemiológica de sarampo’’, concluiu Monique.

Aline Paiva
Secretaria Municipal de Comunicação Social

Covid-19: Semsa aguarda chegada de novo lote de vacina para prosseguir com a imunização do público de comorbidades

A Prefeitura de Macapá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), informa que a vacinação contra a Covid-19 para as pessoas com comorbidades está temporariamente suspensa após as doses destinadas a esse público se esgotarem. O cronograma pré-estabelecido será retomado tão logo o Município receba novos lotes da vacina.

Campanha ativa

Nesta quarta-feira (14) continua a aplicação da 2ª dose em idosos, conforme a data determinada nos cartões de vacinação. O imunizante estará disponível na quadra da Igreja Jesus de Nazaré e drivers da Policlínica da zona norte, Praça do Estádio Zerão, Praça Floriano Peixoto e Rodovia do Curiaú, das 9h às 17h. O cronograma de vacinação também continua na busca ativa de idosos faltosos para aplicação de 1ª dose.

Foto: Diário do Amapá.

Pré-cadastro de comorbidades

Para receber o imunizante é necessário a comprovação da doença pré-existente. As pessoas com essas condições clínicas e comorbidades deverão ter feito o pré-cadastro no link (https://bit.ly/3uGPgt2), disponível no site da Prefeitura de Macapá.

A Semsa orienta que no dia da vacinação, é necessário apresentar cópias do cartão do SUS ou CPF, comprovante de residência, atestado, laudo médico ou ainda, ficha de acompanhamento de doença crônica, além de uma autodeclaração de comorbidade assinada.

Secretaria Municipal de Comunicação Social

Programa Criança Alfabetizada visa melhorias na educação básica de Santana

Instituído pela Lei Colabora Amapá Educação (nº 2.448, 02 de dezembro de 2019), o programa Criança Alfabetizada destaca-se pelo Acompanhamento Técnico Pedagógico a ser executado em conjunto com as secretarias municipais de educação e unidades escolares. Para o ano de 2021, o Plano de Trabalho Anual do Programa (PTA), distribuiu as suas ações em três eixos centrais, que são eles: Organização Técnica e Administrativa, Implementação e Efetividade das Ações do Programa, e o Desenvolvimento de Ações Pedagógicas.

“O Programa Criança Alfabetizada é um programa importante, para a secretaria, porque nos oferece apoio técnico e pedagógico, além de um sistema de monitoramento da alfabetização no município, já que ainda não dispomos de um sistema próprio. Para os professores alfabetizadores, a formação continuada alinhada ao uso do material didático, torna possível a efetivação da relação teoria e prática em suas aulas, o que favorece a qualidade do trabalho dos docentes e a elevação dos índices de alfabetização no município. E, em tudo, ganha o aluno, com material didático apropriado para o desenvolvimento das habilidades e competências da alfabetização, aulas sequenciadas e uma rotina que envolve momentos de leitura, alfabetização e letramento.”, afirmou Aldaléa Balieiro Santiago, Chefe do Ensino Fundamental.

Viabilizar estratégias para obter melhores resultados com relação à alfabetização das crianças é o cerne do programa. A organização técnica e administrativa busca a garantia dos dias letivos e horas aulas, bem como acompanhar a frequência dos estudantes e realizar busca ativa; Constituir uma governança comprometida e participativa, utilizando critérios para lotação dos professores alfabetizadores.

O eixo também visa elaborar estratégias para redução de turmas multietapas e multisseriadas, elaborando estratégias para o engajamento e o diálogo permanente entre Secretaria Municipal de Educação, escolas e famílias, envolvendo a comunidade no processo de aprendizagem dos estudantes, e assegurar a logística para a realização dos eventos formativos e de aplicação dos processos avaliativos.

Correspondendo ao segundo eixo do programa, a implementação e efetividade das ações tem como objetivo assegurar a participação efetiva dos professores alfabetizadores e equipe gestora nos encontros formativos, realizar o acompanhamento às unidades escolares nas dimensões política, técnica, administrativa, tecnológica e pedagógica, buscando monitorar e avaliar as ações desenvolvidas pelas escolas e seu real impacto na melhoria da aprendizagem dos estudantes, assegurando a participação de 100% dos estudantes nas avaliações externas, entregar e acompanhar o uso do material didático complementar.

Já no eixo Desenvolvimento das Ações Pedagógicas, o programa propõe que a secretaria e escolas apropriem-se dos resultados das avaliações externas e utilize-os para fortalecer ações pedagógicas para elevar a aprendizagem dos estudantes, estabelecendo metas de aprendizagem; constituir uma gestão escolar com foco na aprendizagem dos estudantes construindo uma rotina didático-pedagógica em sala de aula e/ou na condução das atividades pedagógicas não presenciais, com uso dos recursos disponibilizados pela rede, e identificar os níveis de aprendizagem dos estudantes para planejar e desenvolver intervenções pedagógicas.

Comunicação – Prefeitura de Santana

Relatório científico aponta eficiência de medidas de proteção à vida para reduzir casos de covid-19

Relatório da Superintendência de Vigilância em Saúde aponta redução de casos de covid-19 e internações em decorrência das medidas de proteção à vida adotadas no Amapá – Gráfico de média de casos – Foto: Reprodução SVS.

As medidas de proteção à vida instituídas pelo Governo do Estado do Amapá e que também foram acompanhadas pelas prefeituras, inclusive o lockdown, se mostraram eficientes e culminaram com a redução do número de casos de covid-19 e também do número de internações de pessoas acometidas pela doença.

“Os números mostram uma melhora no combate à covid-19 no nosso estado. Mais uma vez o lockdown se mostrou eficiente e mostra, cientificamente, que foi a decisão mais acertada tomada pelo governador Waldez Góes e pelos prefeitos”, comentou o superintendente da Vigilância em Saúde, Dorinaldo Malafaia.

Novos casos

No período de 21 a 27 de março foram registrados em média 554 casos confirmados de covid-19 ao dia. Na semana seguinte, de 4 a 10 de abril, esse número caiu para 374 novos casos em média por dia, uma redução significativa de 32,5% no número de confirmados. Isso significa que nesse período foram evitados 1.771 novos casos da doença no estado.

Houve também queda de 13,94% nas taxas de internações, ou seja com menos pessoas circulando nas ruas os números de casos diários diminuíram e em consequência as internações também.

O número de leitos disponíveis na rede pública passou de 254 para 335 no período de um mês, um aumento significativo de 32% na capacidade para atender novos casos.

Ritmo de transmissão

A taxa de ritmo de transmissão (Rt) também reduziu de 1.14 para 1.03 no período de lockdown, ou seja, houve uma redução do contágio de uma pessoa para outra, diminuindo o risco de espalhar o vírus.

O Rt, ou número de reprodução eficaz, é o número médio de contágios causados por cada pessoa infectada em um determinado ponto no tempo, levando em consideração mudanças no nosso comportamento (quarentena, uso de máscaras, home office, etc).

Marcelo Guido
Ascom SVS

Creap passará a ofertar atendimento para pacientes com estomia

O Centro de Reabilitação do Amapá (Creap) passará a oferecer atendimento especializado para pacientes com estomia temporária ou definitiva além da dispensação dos equipamentos coletores, conhecidos também como bolsas de estomia. A iniciativa foi aprovada através de votação na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) na sexta-feira, 9, e nesta semana a unidade já iniciou o cadastro dos pacientes.

A estomia é um procedimento cirúrgico utilizado quando há algum comprometimento do intestino grosso, reto ou canal urinário, através dele é criada uma fístula, por onde pode-se conectar um tubo de inspeção ou manutenção, por onde são eliminados os dejetos do organismo.

O cadastro pode ser feito no Creap, localizado na rua Tiradentes, 1597, no bairro Central, às terças, quartas e quintas-feiras, das 17h às 20h. O paciente deve ter em mãos um documento de identificação com foto, cartão do SUS e o laudo médico especificando o tipo de procedimento realizado.

Os pacientes ainda serão avaliados para que seja possível determinar a numeração e o tipo de equipamento coletor que melhor se adequa ao paciente.

No Creap os pacientes receberão acompanhamento de uma equipe multidisciplinar composta por médico, enfermeiro, técnico em enfermagem, assistente social, fisioterapeuta, nutricionista e psicólogo que orientarão sobre o cuidado, manuseio e troca do equipamento coletor, além de tratamento de possíveis complicações.

A enfermeira estomaterapeuta, Genilza Monte, explicou que as sextas-feiras ainda serão destinadas para rodas de conversas, aconselhamento e orientação dos familiares e cuidadores.

“Criamos todo um fluxo de atendimento para que ao fazer o procedimento e receber a alta hospitalar, o paciente saiba para onde se encaminhar dentro da rede de saúde”, ressaltou a profissional.

O Creap ainda será responsável pela capacitação e orientação das equipes dos municípios que deverão também ofertar o atendimento especializado para pacientes com estomia.

Texto: Claudia Cavalcanti
Foto: André Rodrigues
Ascom Sesa

Macapá terá vale-gás, aluguel social e novos investimentos em assistência com emenda de Randolfe

Novas ações de proteção social serão desenvolvidas em Macapá com a emenda destinada pelo senador Randolfe Rodrigues (REDE) para o programa de Auxílio Alimentação. O parlamentar recebeu as informações sobre os novos projetos em reunião na Prefeitura de Macapá na manhã desta terça-feira (13) em que participaram o prefeito Antônio Furlan, o deputado Luiz Carlos, a vereadora Luany Favacho, o secretário do Gabinete Civil, João Henrique Pimentel, e a secretária de Assistência, Patrícia Ferraz.

Execução de emendas

Randolfe, juntamente com os deputados federais Acácio Favacho (PROS) e Luiz Carlos (PSDB), destinaram cerca de R$ 19 milhões para ações de enfrentamento dos efeitos sociais da pandemia na capital amapaense.

De acordo com o Município, serão adquiridas mais 2.200 cestas básicas este ano com os recursos destinados pelos parlamentares. Outra novidade é o vale-gás, que será garantido com R$ 178 mil das emendas.

Além disso, serão mais R$ 84 mil para aluguel social e cerca de R$ 530 mil para kit bebê.

A Prefeitura informou ainda que prepara a entrega de 659 cartões de vale-compras a mototaxistas, taxistas e profissionais cadastrados na Companhia de Trânsito de Macapá (CTMac).

De acordo com o senador Randolfe Rodrigues, as ações têm o objetivo de consolidar medidas de proteção social para enfrentar a desigualdade em Macapá.

“A pandemia colocou uma grande parcela da população em situação de vulnerabilidade social. Precisamos enfrentar a desigualdade que bate a porta das pessoas com iniciativas que garantam comida no prato dos amapaenses”, destacou o parlamentar.

Alimenta Amapá

Durante a pandemia, para o enfrentamento da fome, Randolfe tem destinado recursos de emenda parlamentar para programas de auxílio alimentação nos municípios do estado.

Ao todo, já foram destinados somente este ano R$ 6,8 milhões para ações de segurança alimentar, como a entrega de cestas básicas em Mazagão e a entrega de cartões de vale-compras em Macapá e Santana.

O público-alvo da iniciativa, batizada pelo senador de “Alimenta Amapá”, são trabalhadores de diferentes categorias como autônomos, taxistas, mototaxistas, garçons, motoristas de aplicativos, empregadas domésticas, dentre outras, além de famílias de baixa renda.

Júlio Miragaia – Ascom senador Randolfe Rodrigues
Fotos: Lee Amil

Boletim oficial sobre a covid-19 no Amapá 13.04, às 18h – Com 309 novos casos confirmados, sendo 238 em Macapá e 17 novos óbitos

O Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COESP) traz novo relatório com dados sobre a covid-19 no Amapá com 309 novos casos confirmados, sendo 238 em Macapá, 23 em Laranjal do Jari, 12 em Vitória do Jari, 8 em Mazagão, 7 em Oiapoque, 5 em Santana, 4 em Ferreira Gomes, 4 em Cutias, 3 em Porto Grande, 2 em Serra do Navio, 1 em Tartarugalzinho, 1 em Amapá, 1 em Calçoene.

Também há o registro de 17 novos óbitos, todos no município de Macapá.

No dia 10 de abril, foram registrados quatro óbitos. Dois homens de 100 anos e 50 anos (sem comorbidades declaradas). Duas mulheres, de 50 anos e 45 anos (sem comorbidades declaradas).

No dia 11 foram cinco óbitos. Três homens de 69 anos, 62 anos, 48 anos (sem comorbidades declaradas). Um homem de 35 anos (com obesidade) e uma mulher de 95 anos (sem comorbidades declaradas).

No dia 12 foram oito óbitos. Um homem de 54 anos (com obesidade e pressão alta), um homem de 57 anos (com pressão alta), um homem de 77 anos (diabético e renal crônico), um homem de 52 anos (com pressão alta), um homem de 42 anos (sem comorbidades declaradas). Um mulher de 81 anos (diabética e hipertensa) e duas mulheres de 64 anos e 57 anos (sem comorbidades declaradas).

Painel geral de casos pela covid-19:

Casos confirmados: 101.956 (Macapá: 46.802/ Santana: 22.167/ Laranjal do Jari: 8.011/ Mazagão: 2.667/ Oiapoque: 4.945/ Pedra Branca: 3.188/ Porto Grande: 1.696/ Serra do Navio: 1.053/ Vitória do Jari: 3.730/ Itaubal: 480/ Tartarugalzinho: 1.851/ Amapá: 1.208/ Ferreira Gomes: 1.340/ Cutias do Araguari: 857/ Calçoene: 1.585/ Pracuúba: 376).

Recuperados: 74.426
Óbitos: 1.419

Dados da vacinação:

Doses entregues aos municípios: 130.742
Doses aplicadas: 90.022
População vacinada: 8% (1ª dose); e 2,54% (2ª dose)
Isolamento hospitalar: 324
Casos confirmados hospitalizados: 272
Sistema público: 216 (106 em leito de UTI /110 em leito clínico)
Sistema privado: 56 (25 em leito de UTI /31 em leito clínico)

Casos suspeitos hospitalizados: 51
Sistema público: 11 (0 em leito de UTI /11 em leito clínico)
Sistema privado: 41 (0 em leito de UTI /41 em leito clínico)

Com isso, o percentual de ocupação dos leitos voltados para o atendimento da covid-19 no Amapá é de 65.74%.

Isolamento domiciliar: 24.839
Em análise laboratorial: 1.530
Descartados: 80.194
Casos suspeitos declarados pelos municípios:
Macapá: 1.463
Santana: 339
Laranjal do Jari: 0
Mazagão: 118
Oiapoque: 0
Pedra Branca do Amapari: 0
Porto Grande: 29
Serra do Navio: 10
Vitória do Jari: 7
Itaubal: 0
Tartarugalzinho: 134
Amapá: 15
Ferreira Gomes: 0
Cutias do Araguari: 11
Calçoene: 66
Pracuúba: 0
Total: 2.192

Assessoria de comunicação do Governo do Amapá

MP-AP alerta Municípios amapaenses sobre golpes pela internet envolvendo a instituição

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) encaminhou na terça-feira (12), ao presidente da Associação dos Municípios do Estado do Amapá (Ameap), Carlos Sampaio, ofício alertando sobre um golpe que vem ocorrendo em outros Estados pelo aplicativo de “whatsapp” utilizando nomes de promotores e procuradores de Justiça para obtenção de vantagens financeiras. A medida preventiva foi indicada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), por meio da Comissão de Preservação da Autonomia do Ministério Público (CPAMP), informando que instaurou procedimento para apurar esse tipo de ocorrência.

No documento encaminhado ao representante dos Municípios amapaenses, a procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, informa que, em alguns Estados da Federação, quadrilhas tem se utilizado do aplicativo Whatsapp para contatar Prefeituras e Câmaras Municipais, identificando-se como Promotores de Justiça e solicitando vantagens, como depósitos bancários e apoio de motorista e veículo, durante deslocamento àquelas localidades.

“Solicito o apoio de Vossa Excelência, no sentido de divulgação junto aos Prefeitos Municipais, que, na eventualidade de algum representante ministerial entrar em contato diretamente com servidores ou autoridades municipais, é de boa prática a conferência dos dados pessoais e dos números de telefones utilizados junto às respectivas Promotorias de Justiça, mediante consulta direta no sítio eletrônico do Ministério Público (www.mpap.mp.br)”, alerta o MP-AP.

O presidente da Comissão, conselheiro Marcelo Weitzel, informou que instaurou procedimento “com o objetivo de acompanhar a persecução e repressão à crimes de estelionato e falsidade ideológica nos quais os agentes se valem do nome de membros ou da instituição do Ministério Público a fim de auferir vantagens indevidas”.

A CPAMP alerta que os membros do Ministério Público não são autorizados a requisitar automóveis de instituições municipais, que têm sido os principais alvos desses golpes, muito menos faz intimações por e-mail.

“Esses crimes pela internet estão cada vez mais comuns, por isso é importante esse alerta para que todas as informações sejam checadas nos canais oficiais das instituições. Nosso objetivo é prevenir os gestores públicos e a população para que não sejam vítimas desses golpes”, asseverou Ivana Cei.

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Gilvana Santos
Email: [email protected]
Contato: (96) 3198-1616

Tire dúvidas sobre vacinação contra a Covid-19 em Santana

Com o objetivo de sanar dúvidas que a população possa ter a respeito da campanha de imunização contra à Covid-19 no município de Santana, a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), disponibiliza a partir de agora de um atendimento online.

Através do número (96) 99128.0336 exclusivo apenas para mensagens via Whatssap, a população pode tirar dúvidas sobre as etapas de vacinação contra a Covid-19 no município, fazer reclamações, sugestões ou elogios sobre a campanha de vacinação.

O atendimento virtual funcionará de 8h às 12h e 14h às 18h de segunda à sexta-feira.

Comunicação – Prefeitura de Santana