Boletim oficial 08/07, às 16h30: Amapá tem 30.763 casos confirmados de coronavírus; em Macapá são 13.444 casos e 467 óbitos em decorrência do Covid-19 #FicaEmCasa

O Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COESP) traz novo relatório com dados sobre o Covid-19 no Amapá com 239 novos casos confirmados, sendo 46 em Macapá, 40 em Santana, 34 em Laranjal do Jari, 4 em Mazagão, 17 em Oiapoque, 13 em Pedra Branca, 10 em Porto Grande, 25 em Serra do Navio, 13 em Vitória do Jari, 3 em Amapá, 14 em Ferreira Gomes e 20 em Calçoene.

Também há o registro de 05 novos óbitos, ocorridos em dois municípios. Um deles ocorrido no dia 23 de maio e os demais no período entre 25 de junho e 8 de julho. Em Macapá, uma vítima do sexo masculino, de 13 anos (cardiopata). E três vítimas do sexo feminino, uma de 86 anos (sem comorbidade declarada), uma de 88 anos (hipertensa) e uma de 98 anos (sem comorbidade declarada). Em Santana, um homem de 77 anos (com comorbidade relacionada à neoplasia).

Painel geral de casos pelo COVID-19:

Casos confirmados: 30.763 (sendo: Macapá 13.444/ Santana 4.359/ Laranjal do Jari 3.276/ Mazagão 933/ Oiapoque 1.623/ Pedra Branca 2.133/ Porto Grande 817/ Serra do Navio 452/ Vitória do Jari 1.087/ Itaubal 168/ Tartarugalzinho 391/ Amapá 356/ Ferreira Gomes 361/ Cutias do Araguari 492/ Calçoene 658/ Pracuúba 213.

Recuperados: 19.644
Óbitos: 467

Casos confirmados hospitalizados: 102
Sistema público: 82 (29 em leito de UTI / 53 em leito clínico)
Sistema privado: 20 (15 em leito de UTI / 5 em leito clínico)

Casos suspeitos hospitalizados: 56
Sistema público: 30 (0 em leito de UTI / 30 em leito clínico)
Sistema privado: 26 (0 em leito de UTI / 26 em leito clínico)

Total em isolamento hospitalar: 158

Isolamento domiciliar: 10.550
Em análise laboratorial: 4.736
Descartados: 18.851

Informações sobre casos suspeitos declarados pelos municípios:

Macapá: 3.055
Santana: 1.852
Laranjal do Jari: 210
Mazagão: 206
Oiapoque: 334
Pedra Branca do Amapari: 32
Porto Grande: 290
Serra do Navio: 40
Vitória do Jari: 427
Itaubal: 10
Tartarugalzinho: 719
Amapá: 57
Ferreira Gomes: 27
Cutias do Araguari: 604
Calçoene: 100
Pracuúba: 109

Total: 8.072

Assessoria de comunicação do GEA

Carreta da Saúde da Prefeitura de Macapá realiza mais de 2 mil procedimentos em combate ao Coronavírus no mês de junho

A Carreta da Saúde da Prefeitura de Macapá de combate ao novo Coronavírus realizou em junho 2.019 procedimentos em visitas itinerantes em distritos e comunidades da capital. Foram atendidos 784 pacientes, 710 receitas e 525 testes rápidos realizados. No momento, o serviço é ofertado no distrito de Fazendinha, em frente à Escola Cacilda Ferreira Vasconcelos, e funciona das 8h às 17h.

“A proposta dessas ações itinerantes é levar a atenção básica para perto dos moradores dessas localidades mais distantes, além, é claro, de fazer essa testagem na população. Para os casos suspeitos e confirmados, realizar o tratamento e seguir o protocolo de atendimento”, frisou a coordenadora do Comitê de Enfrentamento da Covid-19, Silvana Vedovelli.

Nesse primeiro mês de atendimento, foram dispensadas 3.550 unidades de azitromicina e 2.840 de ivermectina. Além disso, foram feitos 525 testes rápidos, sendo 129 reagentes e 396 não reagentes. Nesse período, a carreta passou pelas comunidades do Curiaú, Ressaca da Pedreira, Abacate da Pedreira, Curralinho, Santo Antônio da Pedreira, Ilha Redonda e Coração.

A carreta está preparada com equipamentos e profissionais que realizam consulta médica para avaliação, teste rápido e dispensação de kits de medicamentos a pacientes com sintomas da síndrome respiratória e suspeita de Coronavírus. A unidade móvel segue com atendimentos até sexta-feira, 10, no distrito de Fazendinha.

Secretaria de Comunicação de Macapá
Cássia Lima
Assessora de comunicação
Fotos: Max Renê

UNIFAP oferta 147 vagas em cursos dos Campi Santana e Oiapoque pelo SiSU

O Ministério da Educação e Cultura (MEC) receberá inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do próximo semestre (2020.2), de 7 a 10 de julho de 2020. A Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) oferta 147 vagas, em 7 cursos de graduação (Licenciatura), nos Campi Santana e Oiapoque. Para concorrer a seleção, o candidato precisa ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em 2019, e não zerado na prova de redação.

Bônus na nota – Ações afirmativas da IES – Será atribuído bônus de 20% (vinte por cento) sobre o resultado obtido no ENEM, aos candidatos que cursaram integralmente o Ensino Médio ou equivalente em Instituições de ensino regulares, públicas ou privadas, situadas no Estado do Amapá ou no Pará, especificamente, na Mesorregião do Marajó ou ainda no Município de Almeirim Resolução nº 026/2019 – CONSU/UNIFAP e Resolução nº 19/2019 – CONSU/UNIFAP.

O Termo de Adesão da UNIFAP ao SiSU prevê 147 vagas ofertadas no Sisu, sendo 71 vagas para ampla concorrência e 76 vagas ofertadas no SiSU – Lei nº 12.711/2012

Campus Oiapoque oferta vagas nos cursos:

Licenciatura em Ciências Biológicas: 20 vagas
Licenciatura em Geografia: 10 vagas
Licenciatura em Letras Francês: 17 vagas
Pedagogia: 25 vagas

Campus Santana oferta vagas nos cursos:

Licenciatura em Filosofia: 25 vagas
Licenciatura Letras/Português: 25 vagas
Licenciatura Pedagogia: 25 vagas

São ofertadas 147 vagas, sendo 72 vagas em quatro cursos participantes de Oiapoque: Ciências Biológicas, Geografia, Letras – Francês e Pedagogia e, para o Santana, serão 75 vagas, em três cursos vinculados ao Campus: Filosofia, Letras – Português e Pedagogia.

Inscrições

A realização das inscrições é gratuita e deve ser feita na página do programa na internet pelo link: https://sisualuno.mec.gov.br/#/login . Ao se inscrever, o candidato deve escolher até duas opções de cursos ofertados pelas instituições participantes. Ao final, o sistema seleciona os mais bem classificados em cada curso, de acordo com as notas no Enem e eventuais ponderações, como pesos atribuídos às notas ou bônus. Caso o desempenho do candidato permita o ingresso nos dois cursos, prevalecerá a primeira opção, com apenas uma chamada para matrícula.

O que é o Sisu?

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é o sistema informatizado do Ministério da Educação, no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) – para isso, é preciso não ter zerado na prova de redação. Os candidatos com melhor classificação são selecionados, de acordo com suas notas no exame.

EAD no Sisu

A edição do Sisu 2020 do segundo semestre trará uma novidade, pois pela primeira vez haverá inscrição para cursos de Educação a Distância (EAD). “Essa prorrogação nos permitiu inclusive essa inovação. Até então as instituições públicas só poderiam oferecer vagas presenciais pelo Sisu. As vagas eventualmente de EAD que as instituições públicas têm elas oferecem nos seus próprios portais, então não é dada muita divulgação. A gente inovou alterando a portaria do Sisu, alterando as regras, para que as instituições, além das vagas presenciais possam ofertar então ensino à distância”, diz o secretário de Ensino Superior do MEC, o Wagner Vilas Boas Souza.

CRONOGRAMA

Inscrições: 07/07 a 10/07/2020 (até 23h59) pelo sistema: sisu.mec.gov.br
Resultado da Chamada regular: 14/07/2020;
Matrícula dos candidatos selecionados na chamada regular: 16/07 a 21/07/2020;
Lançamento das vagas ocupadas na chamada regular: 16/07 a 28/07/2020;
Manifestação de interesse em participar da lista de espera: 14/07 a 21/07/2020 (até 23h59);
Convocação da lista de espera: 24/07/2020;
Lançamento das vagas ocupadas na lista de espera: 24/07 a 30/10/2020.

Ascom Unifap

Banco de Leite Humano convoca doadoras para garantir estoque

Por Claudia Cavalcanti

Para continuar salvando as vidas dos bebês internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTINeo), o Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital da Mulher Mãe Luzia (HMML), em Macapá, precisa da ajuda de doadoras para manter o estoque da unidade em um nível seguro.

O ideal é que o BLH forneça diariamente 2 litros de leite para a UTINeo e berçário. Mas durante o mês de junho essa quantidade caiu para 900 ml por dia.

Além de ser a melhor fonte de alimentos e nutrientes para os recém-nascidos, o leite materno contribui para o fortalecimento do sistema imunológico e no combate a infecções, ajudando na diminuição do tempo de internação nos casos de bebês prematuros ou com outras complicações.

Segundo a coordenadora do BLH, a nutricionista Larissa Moraes, não é necessário que a voluntária tenha um excedente grande de leite para ser uma doadora, qualquer quantidade fornecida faz diferença na dieta dos pequenos.

“A mãe não precisa vir até o BLH, ela pode entrar em contato através do número (96) 98115-9018 e nós iremos até ela levando em consideração todas as medidas de segurança, explicamos como é feita a extração e armazenamento do leite. Ela pode continuar doando sem sair de casa porque vamos recolher o leite”, ressalta Larissa.

A rota do carro do Banco de Leite recolhe as doações às segundas e terças-feiras na zona sul de Macapá, e nas quartas e quintas-feiras a Zona Norte. Na sexta-feira é a vez do município de Santana que também possui um posto de coleta no Hospital Estadual de Santana (HES) onde as mamães podem buscar orientações sobre amamentação e requisitar o cadastro como doadoras.

Frascos de Vidro

Para armazenar o leite doado o Banco de Leite precisa de frascos de vidro e todos podem ajudar com a doação de recipientes de vidro com tampa plástica rosqueavel. Podem ser vidros vazios de maionese, café solúvel, doces em pasta ou de geleia.

Os frascos precisam ser de vidro, pois não acumulam cheiro nem resíduos, é fácil de esterilizar e limpar e também inerte, com isso, é o material apropriado para armazenar o leite materno no freezer antes ou depois da pasteurização feita pelo banco de leite, que garante a eliminação de bactérias.

Como ser doadora

Para tornar-se uma doadora de leite ou receber orientações sobre amamentação, a interessada por ir até o Banco de Leite Humano, que funciona 24 horas, na esquina da Av. FAB com a Rua Jovino Dinoá, no bairro Central.

Outro meio de ajudar é através do número (96) 98115-9018, que também é WhatsApp. Os servidores podem atender a domicílio, conforme a situação.

A doadora precisa ter em mãos o cartão de pré-natal. Caso seja necessário, testes rápidos poderão ser refeitos. Ao ser aprovada, ela faz um cadastro e recebe orientações sobre assepsia da mama e cuidados com o armazenamento do leite.

Com as informações repassadas, a doadora pode tirar o próprio leite e entregar os recipientes no Banco de Leite ou requisitar que a equipe de captação busque o produto na residência.

Caso a doadora seja um caso suspeito ou confirmado de covid-19, é necessário aguardar o desaparecimento completo dos sintomas e requisitar liberação médica para retornar as doações.

Mestrado em Biodiversidade Tropical publica edital de seleção

Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical (PPGBio) da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) tornou público e EDITAL de seleção. Estão previstas 10 vagas no curso de mestrado, para ingresso no segundo semestre de 2020. O Programa tem como área de concentração a Biodiversidade, dividida em três linhas de pesquisas: caracterização da biodiversidade, gestão e conservação da biodiversidade e uso sustentável da biodiversidade.

Inscrições

As inscrições para o processo seletivo devem ser efetuadas, via Internet, no endereço eletrônico: https://sigaa.unifap.br/sigaa/public/home.jsf, no período de 15 de junho a 15 de julho de 2020. Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá certificar-se dos requisitos exigidos no edital e preencher o formulário de solicitação, com os documentos requeridos em anexo.

Provas

As provas serão aplicadas nas cidades de Macapá-AP, Brasília-DF, Altamira-PA, Belém-PA, Bragança-PA, Santarém-PA, Campo Grande-MS, Cuiabá-MT, Sinop-MT, Manaus-AM, Palmas-TO, Porto Velho-RO, Palmas-TO, Recife-PE e São Luis-MA, no dia 4 de agosto de 2020. O endereço dos locais e horários serão divulgados no site: https://ppgbio.unifap.br/

Critérios para seleção

A seleção dos candidatos consistirá de dois exames:

a) Prova de inglês, composta de tradução e/ou interpretação de texto técnico-científico em Inglês, para ser respondida em português, inglês ou espanhol, com nota mínima cinco vírgula zero (5,0) para aprovação, sendo permitido o uso de um (1) dicionário impresso;

b) Prova escrita de conhecimentos gerais aplicada em português e podendo ser respondida em português, inglês ou espanhol, baseada no conteúdo programático
definido no anexo VI deste edital, com nota mínima sete vírgula zero (7,0) para aprovação.

Cronograma

A divulgação das cidades e locais de aplicação das provas será feito a partir de 20 de julho de 2020. O resultado das provas está previsto para 11 de agosto e o início previsto das aulas será em 21 de setembro.

Todas as informações sobre o certame podem ser obtidas no EDITAL e por meio do site: http://ppgbio.unifap.br/; ou ainda pelo endereço eletrônico: [email protected]

Fonte: Unifap

Boletim oficial 08/07, às 17h30: Amapá tem 30.524 casos confirmados de coronavírus; em Macapá são 13.398 casos e 462 óbitos em decorrência do Covid-19 #FicaEmCasa

O Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COESP) traz novo relatório com dados sobre o Covid-19 no Amapá com 230 novos casos confirmados sendo 43 em Macapá, 31 em Santana, 46 em Laranjal do Jari, 2 em Mazagão, 24 em Oiapoque, 25 em Pedra Branca, 3 em Porto Grande, 6 em Serra do Navio, 18 em Vitória do Jari, 7 em Amapá, 12 em Ferreira Gomes, 2 em Cutias, 10 em Calçoene e 1 em Pracuúba.

Também há o registro de 07 novos óbitos, ocorridos em quatro municípios, no período de 8 de junho a 7 de julho. Em Macapá, uma mulher de 46 anos (diabética e hipertensa) e três vítimas do sexo masculino, 58 anos (comorbidade relacionada a neoplasia), 84 anos (doente renal) e 85 anos (hipertenso e cardiopata). Em Santana, uma mulher de 50 anos (hipertensa, doente renal e portadora de lupus). Em Tartarugalzinho, um homem de 66 anos (sem comorbidade declarada). Em Oiapoque, um homem de 53 anos (comorbidade relacionada à obesidade e hipertensão).

Painel geral de casos pelo COVID-19:

Casos confirmados: 30.524 (sendo: Macapá 13.398/ Santana 4.319/ Laranjal do Jari 3.242/ Mazagão 929/ Oiapoque 1.606/ Pedra Branca 2.120/ Porto Grande 807/ Serra do Navio 427/ Vitória do Jari 1.074/ Itaubal 168/ Tartarugalzinho 391/ Amapá 353/ Ferreira Gomes 347/ Cutias do Araguari 492/ Calçoene 638/ Pracuúba 213.

Recuperados: 19.372
Óbitos: 462

Casos confirmados hospitalizados: 108
Sistema público: 87 (27 em leito de UTI / 60 em leito clínico)
Sistema privado: 21 (17 em leito de UTI / 4 em leito clínico)

Casos suspeitos hospitalizados: 50
Sistema público: 21 (0 em leito de UTI / 21 em leito clínico)
Sistema privado: 29 (0 em leito de UTI / 29 em leito clínico)

Total em isolamento hospitalar: 158

Isolamento domiciliar: 10.582
Em análise laboratorial: 4.673
Descartados: 18.726

Informações sobre casos suspeitos declarados pelos municípios:

Macapá: 3.015
Santana: 1.826
Laranjal do Jari: 294
Mazagão: 206
Oiapoque: 314
Pedra Branca do Amapari: 32
Porto Grande: 294
Serra do Navio: 40
Vitória do Jari: 412
Itaubal: 8
Tartarugalzinho: 719
Amapá: 57
Ferreira Gomes: 4
Cutias do Araguari: 604
Calçoene: 102
Pracuúba: 109

Total: 8.036

Assessoria de comunicação do GEA

Covid-19: unidades de referência registram 794 consultas nesta terça-feira, 7

As UBS’s Lélio Silva, Marabaixo, Álvaro Corrêa e a Unidade Básica Santa Inês, que são referência no atendimento de casos suspeitos de Covid-19 em Macapá, registraram nesta terça-feira, 7 de julho, 794 atendimentos de consultas a pacientes com sintomas da síndrome respiratória. Em 24 horas, foram prescritas 668 receitas e a realização de 295 testes rápidos.

A UBS Lélio Silva contabilizou 217 pacientes consultados e a entrega de 211 kits de medicamentos. A unidade Álvaro Corrêa, na zona norte, atendeu 219 pessoas, dos quais 198 receberam a prescrição para o início do tratamento e saíram do local com kits de medicamentos.

Na UBS Marabaixo, foram atendidos 109 pacientes; na unidade Santa Inês, 170 pessoas procuraram assistência médica com sintomas da síndrome gripal, e na Carreta da Saúde, que está no distrito de Fazendinha, 79 pessoas procuraram atendimento.

Secretaria de Comunicação de Macapá
Karla Marques
Assessora de comunicação

Canal de Denúncias traz mais transparência à atuação dos Correios

Importante instrumento de controle da gestão pública, de fiscalização do uso dos recursos e da conduta de seus empregados, o Canal de Denúncia dos Correios está disponível a todo cidadão que queira comunicar situações irregulares e não condizentes com os valores éticos praticados pela empresa.

O Canal de Denúncia permite um contato direto, confiável e seguro, que garante a proteção ao denunciante de boa-fé, conforme as normas emitidas pelos órgãos de transparência e controle. Desde 2016, os Correios dispunham de um canal de denúncias, porém o serviço foi revisado e melhorado, para se adequar aos critérios dos Decreto nº 10.153/2019, da Presidência da República.

Por meio desta ferramenta, a empresa tem a oportunidade de corrigir eventuais desvios internos e fortalecer os preceitos de integridade defendidos pela estatal.

Como denunciar – Para facilitar o acesso, a empresa disponibiliza em seu site um formulário eletrônico para a comunicação de denúncias. O canal está aberto para apurar situações de fraude, corrupção, improbidade administrativa, assédio moral e sexual, discriminação, conduta inadequada do agente e entre outras irregularidades. Para assegurar o sigilo, o IP (Internet Protocol) do computador ou do dispositivo que esteja sendo utilizado pelo denunciante não é identificado em nenhuma hipótese.

Além do formulário disponível na Internet, os Correios também disponibilizam o telefone 0800 725 7282 para receber denúncias. A ligação é gratuita.

É importante frisar que o canal de denúncias deve ser utilizado de forma responsável. A comunicação de relatos ou informações inverídicas, não passíveis de comprovação, estão sujeitas à sanções previstas em lei penal. Outras manifestações não caracterizadas como denúncia, tais como questões relacionadas a serviços e produtos, devem ser reportadas aos canais oficiais de relacionamento: pelos telefones 3003-0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades), ou pelo Fale Conosco, no site dos Correios (www.correios.com.br).

Os Correios reiteram a importância do Canal de Denúncias para tornar os seus serviços, considerados essenciais, cada vez mais transparentes, íntegros e reconhecidos pela sociedade. Desta forma, a empresa consegue dar uma resposta efetiva aos casos de condutas incompatíveis com seu decoro ético e ampliar a relação de confiança e respeito com os diversos públicos com os quais se relaciona.

Assessoria de Imprensa
Superintendência do Amapá
[email protected]
(96) 3198-7208 / 99179-4950

Covid-19: unidades de referência registram 714 consultas nesta segunda-feira, 6

As UBS’s Lélio Silva, Marabaixo, Álvaro Corrêa, Unidade Básica Santa Inês, que são referência no atendimento de casos suspeitos de Covid-19 em Macapá, registraram nesta segunda-feira, 6 de julho, 714 atendimentos de consultas a pacientes com sintomas da síndrome respiratória. Em 24 horas, foram prescritas 535 receitas e a realização de 233 testes rápidos.

A UBS Lélio Silva contabilizou 193 pacientes consultados e a entrega de 213 kits de medicamentos. A unidade Álvaro Corrêa, na zona norte, atendeu 233 pessoas, dos quais 178 receberam a prescrição para o início do tratamento e saíram do local com kits de medicamentos.

Na UBS Marabaixo, foram atendidos 112 pacientes; e na unidade Santa Inês, 176 pessoas procuraram assistência médica com sintomas da síndrome gripal. Em todas as unidades de referência, pacientes com prescrição para o início do tratamento receberam kits de medicamentos. Nesta segunda, foram entregues à população 2.300 comprimidos de azitromicina e 1.840 de ivermectina.

Secretaria de Comunicação de Macapá
Karla Marques
Assessora de comunicação

Boletim oficial 07/07, às 18h30: Amapá tem 30.294 casos confirmados de coronavírus; em Macapá são 13.355 casos e 455 óbitos em decorrência do Covid-19 #FicaEmCasa

O Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COESP) traz novo relatório com dados sobre o Covid-19 no Amapá com 290 novos casos confirmados, sendo 47 em Macapá, 56 em Santana, 44 em Laranjal do Jari, 6 em Mazagão, 10 em Oiapoque, 24 em Pedra Branca, 8 em Porto Grande, 8 em Serra do Navio, 12 em Vitória do Jari, 9 em Tartarugalzinho, 17 em Ferreira Gomes, 25 em Calçoene e 24 em Pracuúba.

Também há o registro de 06 novos óbitos, ocorridos Macapá e Mazagão, um deles ocorrido no 16 de maio e os demais entre os dias 3 e 29 de junho. Em Macapá foram três vítimas do sexo feminino, sendo uma de 18 anos (comorbidades relacionadas a síndrome de Down e síndrome de Eisenmenger), uma de 26 anos (sem comorbidade declarada) e outra de 79 anos (sem comorbidade declarada). E duas vítimas do sexo masculino, sendo um de 70 anos (diabético e hipertenso) e um de 81 anos (obesidade, cardiopatia e hipertensão). E em Mazagão, uma mulher de 81 anos (sem comorbidade declarada).

Painel geral de casos pelo COVID-19:

Casos confirmados: 30.294 (sendo: Macapá 13.355/ Santana 4.288/ Laranjal do Jari 3.196/ Mazagão 927/ Oiapoque 1.582/ Pedra Branca 2.095/ Porto Grande 804/ Serra do Navio 421/ Vitória do Jari 1.056/ Itaubal 168/ Tartarugalzinho 391/ Amapá 346/ Ferreira Gomes 335/ Cutias do Araguari 490/ Calçoene 628/ Pracuúba 212.

Recuperados: 18.843
Óbitos: 455

Casos confirmados hospitalizados: 123
Sistema público: 103 (30 em leito de UTI / 73 em leito clínico)
Sistema privado: 20 (16 em leito de UTI / 4 em leito clínico)

Casos suspeitos hospitalizados: 41
Sistema público: 8 (0 em leito de UTI / 8 em leito clínico)
Sistema privado: 33 (0 em leito de UTI / 33 em leito clínico)

Total em isolamento hospitalar: 164

Isolamento domiciliar: 10.873
Em análise laboratorial: 4.607
Descartados: 18.604

Informações sobre casos suspeitos declarados pelos municípios:

Macapá: 3.005
Santana: 1.879
Laranjal do Jari: 390
Mazagão: 197
Oiapoque: 294
Pedra Branca do Amapari: 32
Porto Grande: 278
Serra do Navio: 40
Vitória do Jari: 414
Itaubal: 8
Tartarugalzinho: 709
Amapá: 48
Ferreira Gomes: 24
Cutias do Araguari: 556
Calçoene: 62
Pracuúba: 114

Total: 8.050

Assessoria de comunicação do GEA

Carreta da Saúde da Prefeitura de Macapá chega ao distrito da Fazendinha

A Carreta da Saúde da Prefeitura de Macapá, que tem feito atendimento itinerante de pacientes sintomáticos respiratórios nos distritos do município, chegou nesta terça-feira, 7, ao distrito da Fazendinha, onde faz consultas médicas de avaliação, testes rápidos e dispensação de kits de medicamentos. Ela está em frente à Escola Cacilda Ferreira Vasconcelos e funciona das 8h às 17h.

O aposentado Rosildo Barros Monteiro foi um dos primeiros atendidos. Para ele, a carreta ajuda na comodidade de quem já é idoso e tem dificuldades de locomoção. “Eu amei o espaço e atendimento, porque moro aqui perto onde está a carreta, mas longe da unidade de saúde da comunidade. Fui bem atendido e, graças a Deus, estou bem”, disse.

Durante a manhã, 40 pacientes foram consultados e 37 saíram da unidade de saúde com a prescrição para o início do tratamento. “Os serviços realizados pela carreta possibilitam que o Município tenha maior controle sobre a situação epidemiológica em nossos distritos e localidades mais distantes. Ela é um mecanismo importante para que a gente consiga medir o nível de infecção por Coronavírus nessas comunidades de Macapá e dar início aos procedimentos o mais rápido possível, para que os casos não venham a se agravar”, explicou a coordenadora do Comitê de Enfrentamento da Covid-19, Silvana Vedovelli.

As ações itinerantes nos distritos evitam com que o usuário venha até a capital em busca de atendimento, fazendo com que haja uma quebra no ciclo de transmissão da doença e o tratamento precoce de casos positivos. Desde o início dos atendimentos nos distritos, a Carreta da Saúde já atendeu pacientes nas comunidades do Curiaú, Ressaca da Pedreira, Abacate da Pedreira, Santo Antônio da Pedreira, Curralinho, Ilha Redonda, Coração e agora da Fazendinha.

Secretaria de Comunicação de Macapá
Karla Marques
Assessora de comunicação

Boletim oficial 06/07, às 17h: Amapá tem 30.004 casos confirmados de coronavírus; em Macapá são 13.308 casos e 449 óbitos em decorrência do Covid-19 #FicaEmCasa

O Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COESP) traz novo relatório com dados sobre o Covid-19 no Amapá com 121 novos casos confirmados sendo 28 em Macapá, 1 em Santana, 66 em Laranjal do Jari, 1 em Mazagão, 2 em Oiapoque, 5 em Pedra Branca, 3 em Porto Grande, 12 em Vitória do Jari, e 3 em Ferreira Gomes.

Também há o registro de 07 novos óbitos, ocorridos em três municípios. Dois deles nos dias 18 e 20 de maio. Já os demais entre 4 de junho e 5 de julho. Em Macapá, uma mulher de 60 anos (sem comorbidade declarada) e três homens: um de 64 anos (sem comorbidade declarada), um de 80 anos (hipertenso) e um de 85 anos (diabético). Em Santana, um homem de 65 anos (sem comorbidade declarada). Em Oiapoque, duas mulheres. Uma de 44 anos (sem comorbidade declarada) e uma de 71 anos (asmática).

Painel geral de casos pelo COVID-19:

Casos confirmados: 30.004 (sendo: Macapá 13.308/ Santana 4.232/ Laranjal do Jari 3.152/ Mazagão 921/ Oiapoque 1.572/ Pedra Branca 2.071/ Porto Grande 796/ Serra do Navio 413/ Vitória do Jari 1.044/ Itaubal 168/ Tartarugalzinho 382/ Amapá 346/ Ferreira Gomes 318/ Cutias do Araguari 490/ Calçoene 603/ Pracuúba 188.

Recuperados: 17.850
Óbitos: 449

Casos confirmados hospitalizados: 112
Sistema público: 92 (30 em leito de UTI / 62em leito clínico)
Sistema privado: 20 (16 em leito de UTI / 4 em leito clínico)

Casos suspeitos hospitalizados: 42
Sistema público: 10 (0 em leito de UTI / 10 em leito clínico)
Sistema privado: 32 (0 em leito de UTI / 32 em leito clínico)

Total em isolamento hospitalar: 154

Isolamento domiciliar: 11.593
Em análise laboratorial: 4.429
Descartados: 18.460

Informações sobre casos suspeitos declarados pelos municípios:

Macapá: 3.037
Santana: 1.870
Laranjal do Jari: 475
Mazagão: 184
Oiapoque: 282
Pedra Branca do Amapari: 34
Porto Grande: 278
Serra do Navio: 40
Vitória do Jari: 397
Itaubal: 10
Tartarugalzinho: 685
Amapá: 43
Ferreira Gomes: 43
Cutias do Araguari: 556
Calçoene: 80
Pracuúba: 138

Total: 8.152

Assessoria de comunicação do GEA

Covid-19: unidades de referência registram 403 consultas nas últimas 24 horas

 


As UBS’s Lélio Silva, Marabaixo, Álvaro Corrêa, Unidade Básica Santa Inês, que são referência no atendimento de casos suspeitos de Covid-19 em Macapá, registraram durante o domingo, 5 de julho, 403 atendimentos de consultas a pacientes com sintomas da síndrome respiratória. Em 24 horas, foram prescritas 267 receitas e a realização de 168 testes rápidos.

A UBS Lélio Silva contabilizou 117 pacientes consultados e a entrega de 89 kits de medicamentos. A unidade Álvaro Corrêa, na zona norte, atendeu 114 pessoas, dos quais 94 receberam a prescrição para o início do tratamento e saíram do local com kits de medicamentos.

Na UBS Marabaixo, foram atendidos 66 pacientes; e na unidade Santa Inês, 106 pessoas procuraram assistência médica com sintomas da síndrome gripal. Em todas as unidades de referência, pacientes com prescrição para o início do tratamento receberam kits de medicamentos. Neste domingo, foram entregues à população 1.100 comprimidos de azitromicina e 880 de ivermectina.

Secretaria de Comunicação de Macapá
Karla Marques
Assessora de comunicação

Aeroporto de Macapá adota novas medidas de proteção definidas pela Anvisa contra a Covid-19

A Infraero conta com uma campanha de orientação aos passageiros e funcionários da sua rede de aeroportos no combate ao coronavírus (Covid-19). As ações incluem a instalação de adesivos de sinalização e orientação por todo o caminho que o viajante faz para o embarque e desembarque de um voo; além de avisos em áudio e vídeo nos sistemas de som e painéis de voos, e cartazes pelos terminais. O foco dos alertas é no uso de máscaras durante a permanência no aeroporto e na viagem; distanciamento entre os frequentadores dos terminais e higienização das mãos.

Intitulada “Cuide ainda + de você e dos outros”, o objetivo da campanha é preparar os terminais para o aumento da circulação de pessoas, garantindo a segurança de todos. No Aeroporto Internacional de Macapá (AP), além das telas informativas e dos avisos sonoros, os passageiros encontrarão adesivos instrutivos no momento do check-in, embarque, desembarque, nas áreas de raio-x, nas esteiras de retirada de bagagens; ao usar escadas, elevadores e longarinas; ou mesmo na entrada em estabelecimentos comerciais e praça de alimentação.

As marcações alertam para a necessidade de manter o distanciamento de 2 metros entre pessoas e as formas de prevenção do vírus. Nos elevadores, por exemplo, os comunicados também pedem a ocupação máxima de duas pessoas e, nos banheiros, instruem como lavar bem as mãos. Além disso, os check-ins agora contam com proteção acrílica para a proteção de passageiros e atendentes das companhias aéreas.

“Os viajantes encontrarão uma estrutura ajustada às medidas determinadas pelas autoridades sanitárias para que todas as atividades ocorram com os cuidados que o combate ao coronavírus exige. Além disso, intensificamos a limpeza de áreas comuns do aeroporto e ampliamos a oferta de itens de higiene, como sabão, papel toalha e álcool em gel em todo o terminal”, explica o superintendente do Aeroporto de Macapá, Roberto Campos. “É importante também que os passageiros sigam todas as recomendações, respeitem a sinalização e usem máscaras durante todas as etapas da viagem”, acrescenta.

A Infraero recomenda que se dirijam aos aeroportos apenas aquelas pessoas que precisam viajar de avião. Nos terminais, os viajantes encontrarão uma estrutura ajustada às medidas sanitárias determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que todas as atividades ocorram com os cuidados que o combate ao coronavírus exige. Entre as medidas estão:

– Estímulo ao uso de canais digitais para realização de check-in (aplicativos das empresas aéreas ou web-check-in);
– Orientação de se evitar o manuseio de cartões de embarque impressos;
– Recomendação de, se possível, usar cartões de crédito ou smartphone para pagamento de compras em lojas, restaurantes, lanchonete e serviços no aeroporto;
– Uso de máscara por passageiros e pessoas em circulação nas áreas públicas do aeroporto, bem como o uso de equipamentos de proteção individual (EPI) por empregados da Infraero ou outras pessoas que trabalhem nos aeroportos da empresa;
– Divulgação de instruções de higiene, proteção e distanciamento social em sistema de som, painéis informativos de voos, cartazes e cavaletes distribuídos nas áreas de embarque e desembarque de passageiros e áreas operacionais e administrativas dos aeroportos; bem como banheiros, estacionamento e área de espera dos transportes públicos; além de conteúdos site, redes sociais e demais meios aplicáveis à Rede Infraero para prevenir e combater o Covid-19;
– Monitoramento frequente da disponibilidade de álcool em gel, sabonete líquido e papel toalha em todos os seus aeroportos, além de reforçar a limpeza e desinfecção de toda a área de movimentação de passageiros, pontes de embarque, ônibus de embarque e desembarque e demais espaços de uso comum;


– Distanciamento de pelo menos dois metros entre pessoas no aeroporto – com sinalização por meio de adesivos de mesa, piso e assentos, especialmente em locais como check-in, canais de inspeção, portões e pontes de embarque, esteiras de bagagem, áreas de alimentação, entre outros locais com fluxo de passageiros;
– Orientação de evitar aglomerações em lojas, restaurantes e lanchonetes;
– Organização, junto com as empresas aéreas, de maior espaçamento entre os passageiros nos embarques e desembarques de passageiros, seja em fingers ou procedimento remoto (ônibus ou a pé).

#REMARCAÇÃO OU CANCELAMENTOS DE VOOS

Para informações sobre remarcações e cancelamentos de voos, a orientação é que o passageiro faça contato direto com as empresas aéreas, que passaram a adotar uma nova malha aérea, divulgada pela Agência Nacional de Aviação Civil no final de março. Em caso de dúvida sobre os principais Direitos e Deveres dos passageiros, consulte o Guia do Passageiro. As companhias aéreas é que estabelecem o fluxo de cancelamentos e alterações na malha, não cabendo à Infraero essa gestão.

Abaixo seguem as principais companhias que operam na Rede Infraero:

Latam
Gol
Azul
Map
Voepass
American Airlines (em inglês)
Aerolíneas Argentinas (em espanhol)
Lan Chile (Grupo Latam)
Tap

Outras orientações sobre o transporte aéreo também estão disponíveis no site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

#TRABALHO INTEGRADO

A Infraero é uma das integrantes do sistema de aviação civil brasileiro. A empresa opera 48 aeroportos em todo o País. É nesse sistema que ocorre o trabalho integrado dos seguintes órgãos públicos que atuam no sistema:

1- Agência Nacional de Aviação Civil (Anac): agência reguladora vinculada ao Ministério da Infraestrutura. Cabe a ela regular e fiscalizar as atividades da aviação civil e a infraestrutura aeronáutica e aeroportuária no Brasil, observadas as orientações, políticas e diretrizes do Governo Federal.
2- Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): responsável pela proteção da saúde da população, por intermédio do controle sanitário da produção e consumo de produtos e serviços submetidos à vigilância sanitária, inclusive dos ambientes, dos processos, dos insumos e das tecnologias a eles relacionados, bem como o controle de aeroportos, fronteiras e recintos alfandegados.
3- Departamento de Polícia Federal (DPF): órgão tem entre as suas funções as atividades de polícia aeroportuária e de fronteiras, por meio do controle de imigração e segurança em áreas restritas de aeroportos.
4- Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea): vinculado ao Comando da Aeronáutica, é o responsável pelo Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro, além de planejar, gerenciar e controlar as atividades relacionadas ao monitoramento do espaço aéreo, à proteção ao voo, ao serviço de busca e salvamento e às telecomunicações do Comando da Aeronáutica.
5- Receita Federal (RFB): realiza a fiscalização aduaneira nos aeroportos para prevenir e combater a sonegação fiscal, contrabando, pirataria, fraude comercial, tráfico de drogas e de animais em extinção, além de outros atos ilícitos no campo do comércio internacional. Também auxilia na elaboração da política tributária brasileira.
6- Vigilância Agropecuária (Vigiagro): sistema vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento que realiza o controle e fiscalização agropecuária de animais, vegetais, insumos, inclusive alimentos para animais; produtos de origem animal e vegetal, entre outros, que estejam em trânsito internacional pelo Brasil.

Lara Réquia
Assessoria de Imprensa da Infraero
E-mail: [email protected]
Telefones: (61) 3312-3924 / 1701 / 1702 / 1735 / (61) 9 9981-8411