Abrasel se prepara para 3ª edição do “Festival Bar em Bar” em Macapá

Já estão abertas as inscrições para o Festival de bares da Abrasel, que no país, acontece pelo 13° ano consecutivo, e no Amapá, caiu no gosto da população.

A 3ª edição do festival Bar em Bar tem como tema “É para todo mundo”. Evento já consolidado em todo Brasil, o festival é uma opção para que o empresário do setor aumente o movimento e o faturamento do seu estabelecimento. O Bar em Bar valoriza a gastronomia dos bares brasileiros e esse ano acontece de 7 a 24 de novembro com o preço de R$ 15,00 cada degustação.

De acordo com Yukio Nagano, presidente da Abrasel no Amapá, o evento gera benefícios tanto para o bar ou restaurante, quanto para os frequentadores, já que promove condições especiais de consumo durante sua realização. “O festival dá aos empresários a oportunidade de se aproximar do público, o que gera movimentação econômica, e dá aos clientes promoções especiais para aproveitar um programa prazeroso, com boa comida, cerveja gelada, ambiente agradável, além de conversas e risos”, explica.

Segundo Sandro Belo, executivo da Abrasel no Amapá, um júri composto por críticos irá realizar um circuito nos 25 estabelecimentos participantes. O público também poderá auxiliar na escolha do melhor petisco, basta fazer uma foto do prato, publicar nas redes sociais e usar as hashtags #nomedobar #barembar2019 e ao final será anunciado a melhor comida de bar do Amapá.

Mini Kaftas com molho picante, da Banca Rios Beer, vencedor do concurso em 2018.

Para participar do Bar em Bar, as casas têm que criar uma receita diferente daquelas já ofertadas no cardápio. A proposta é também uma maneira de estimular a criatividade dos chefs, fomentando a elaboração de novos petiscos, tornando o menu do bar cada vez mais atrativo e aumentando a visibilidade do negócio na mídia.

As inscrições podem ser feitas pelo fone (96) 98135-7900

Saiba mais: https://abrasel.com.br/noticias/noticias/13-edicao-do-bar-em-bar-abre-inscricoes-nesta-terca-24-participe/

Acompanhe as novidades no perfil do festival no Instagram @festivalbarembar

Prefeitura de Macapá e Abrasel levam capacitação aos empreendedores do distrito de São Joaquim do Pacuí

No 28º Festival do Inajá, em São Joaquim do Pacuí, que ocorreu de 19 a 22 de setembro, empreendedores participaram de uma capacitação promovida pela Prefeitura de Macapá em parceria com a Associação de Bares e Restaurantes do Amapá (Abrasel). O objetivo, além de levar conhecimentos básicos para a comercialização de seus produtos, foi despertar uma maior valorização dos profissionais que trabalham no ramo da alimentação e da agricultura.

O festival destaca uma palmeira nativa da região Norte, cujo Amapá é um dos estados com maior concentração do fruto que, de polpa suculenta e comestível, possui ainda uma amêndoa, de onde se pode extrair um óleo amarelo, fonte, inclusive, de pesquisas para a produção de biocombustível. Sua polpa pode ser utilizada na indústria alimentícia, cosmética, produção de produtos farmacêuticos e rações. E é justamente para despertar esse potencial econômico dos produtos da região que o presidente da Abrasel, yukio Nagano e os chefs de cozinha Rafael Salviano e Orazzio Catani reuniram-se com os produtores.

De acordo com Nagano, a região do Pacuí possui um imenso potencial econômico e turístico. “Existem muitas potencialidades que só precisam ser bem exploradas para criar uma nova realidade para as famílias agricultoras. Atualmente, muito se desperdiça pela falta de mercado consumidor, como, por exemplo, o tucupi e a goma, que restam da produção de farinha. Para isso, é preciso que se busquem soluções para facilitar a comercialização e o escoamento deles, não somente na logística, mas também no mercado consumidor”.

“Associar a produção das famílias rurais à sustentabilidade, para que se mude o cenário, é a proposta dos profissionais que, por meio do workshop, puderam identificar as dificuldades que os agricultores enfrentam no dia a dia. A proposta é produzir subprodutos da mandioca, trazendo assim uma marca da nossa regionalidade e um atrativo comercial e turístico”, ressaltou ele.

Uma das principais deficiências é a falta de conhecimento e valorização da própria cultura, e desconhecimento das técnicas. Um exemplo é o tucupi pixuna, denominado tucupi negro, produzido a partir de uma técnica indígena e de alto valor comercial, onde um frasco de 300 ml chega a custar 150 reais. A partir da conscientização dos produtores rurais em relação ao valor real de seus produtos e das diversas técnicas que podem ser empregadas, Nagano acredita que a região possa tornar-se um polo turístico e econômico no Amapá. “Este é o primeiro passo de muitos que ainda precisamos dar. Por meio da prefeitura, podemos levar nossa experiência e também aprender muito com eles”, afirmou.

Para Joana Oliveira, 34 anos, moradora do Pacuí, o encontro só trouxe benefícios. “Não sabíamos de muitas coisas que aprendemos aqui, uma troca muito importante para que a gente possa crescer, desenvolver nossa produção e ter mais alternativas de renda, além de evitar que tenhamos tantas perdas por não sabermos diversificar a produção e nem termos como vender”.

O secretário Richardson Regio, titular da Semdec, ressaltou a importância da gestão municipal estar cada vez mais próxima dos agricultores e produtores rurais. “Dessa forma, podemos sentir as dificuldades que eles enfrentam, buscar soluções e, com isso, valorizar a comunidade, seus produtos e fazer com que a economia traga desenvolvimento para a região. Essa será a primeira vez que o festival terá um espaço gastronômico e essa capacitação os deixou mais seguros para apresentar seus produtos com qualidade e obter um resultado satisfatório”.

Ruth Carrera
Assessora de comunicação/Semdec
Fotos: Max Renê

Festival Saborear Amapá apresenta 17 receitas em panificação e confeitaria

Por Denyse Quintas

O Sebrae promove a 3ª Edição do Festival Saborear Amapá – Panificação e Confeitaria. O evento apresenta 17 receitas inéditas, na sede da instituição em Macapá, nos dias 5 e 6 de setembro, (quinta e sexta-feira), respectivamente, das 16h às 22h. A porção para cada degustação custa o valor de R$ 7 reais. A programação cultural conta com a participação dos cantores de MPB e MPA, João Amorim e Brenda Melo.

Segundo a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo, o festival surgiu diante da falta de divulgação aos trabalhos de panificação e confeitaria no Amapá; de acordo com ela, segmentos importantes que merecem atenção, incentivo e valorização dos produtos que movimentam a economia local.

“O festival divulga as empresas, apresenta os produtos, gera entretenimento e aquece a economia nos setores da indústria da panificação, comércio de produtos da panificação e serviços. Queremos lançar no mercado, principalmente, as cake designers, que enfrentam dificuldades por não terem pontos comerciais e acabam realizando pequenos negócios em casa e atendem por encomenda”, disse a diretora técnica do Sebrae, Marciane Santo.

Festival

O evento apresenta novas receitas nos segmentos de panificação e cake designers; realiza a comercialização de produtos; gera um aumento do portfólio de clientes, aos empresários atendidos pelo Projeto do Sebrae Cadeia do Trigo – Panificação e Confeitaria; e oferece por preços acessíveis ao público visitante, oficinas adulto e infantil, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Casa do Sorveteiro e Empresa O Moinho, na produção de tortas, pizzas e cookies.

Segundo a gestora do Projeto do Sebrae – Cadeia do Trigo Panificação e Confeitaria, Renê Barbosa, o Festival Saborear Amapá, é uma demanda do público empresarial de panificação e confeitaria, que há algum tempo solicita eventos que promovam as empresas e produtos, pois consideram que no circuito de feiras e eventos que ocorrem na gastronomia, não há essa representatividade no setor.

Parceiros

O Sebrae, por meio do Projeto do Sebrae – Cadeia do Trigo Panificação e Confeitaria, conta com a pareceria das empresas O Moinho e Casa do Sorveteiro, bem como as instituições, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Associação dos Panificadores de Macapá e Santana (Aspams) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/AP).

Expositores

A 3ª Edição do Festival Saborear Amapá – Panificação e Confeitaria, conta com a participação das empresas Panificadora Nossa Senhora de Nazaré; Delícias da Juju; Jamaira Bolos Decorados; Maria Brigadeiro; Doce de Mãe; Padaria Doce Mel; Panificadora Quero +; Pão da Vida; Panificadora Nossa Senhora de Fátima; Lelly Cake; Padaria Cristiane; Lica Cordeiro; Emily Cake; Cunha’s Bolos E Doces; Panificadora Carol; Madame Boleira; Ohana e O Moinho. A coordenação é da Unidade de Atendimento Coletivo do Sebrae – Comércio e Serviço (UAC-CS/Sebrae/AP).

Pratos e Receitas

1. Panificadora Nossa Senhora de Nazaré

Chef: Joenes (Magrão)
Prato: Pastelão de pizza + pasteizinhos de goiabada
Receita: Pastelão recheado com calabresa e pasteizinhos de goiabada
Responsável: Leandro Oliveira

2. Delícias da Juju
Chef: Dalva Suelen L. Frazão
Prato: Bolinho de maniçoba
Receita: Massa de arroz, farinha de trigo, recheio de maniçoba e empanado com farinha de mandioca

3. Jamaira Bolos Decorados
Chef: Jamaira Dias Reis
Prato: Bolo Duo Delícia
Receita: Massa amanteigada de leite e chocolate, cobertura de ninho com brigadeiro de chocolate

4. Maria Brigadeiro Por Johanna Queiroz
Chef: Johanna Queiroz
Prato: Brigadeiro de ameixa com castanhas de caju caramelizadas
Receita: Ameixa e castanhas de caju caramelizadas

5. Doce de Mãe
Chef: Keyla Rocha
Prato: Combo: cake prestígio de mãe e torta delícia de frango.
Receita: Bolo de chocolate com cobertura de brigadeiro de coco; Pão artesanal com recheio de frango, requeijão e ervas finas

6. Padaria Doce Mel
Chef: Everaldo Moraes
Prato: Beirute
Receita: Pão sírio artesanal servido com contrafilé estralado na manteiga de garrafa, ovos, fatias de bacon servidas com mini salada de folhas verdes e tomates

7. Panificadora Quero +
Chef: Igor Campelo
Prato: Combo da quero
Receita: Pão de queijo com carne de sol desfiada ao creme de alho. Pão de queijo com doce de leite caseiro

8. Pão da Vida
Chef:Paulo Borges e Rômulo Passos
Prato: Casadinho regional
Receita: Bolinhos de batata com recheio de carne seca acebolada e camarão regional ao 4 queijos

9. Panificadora Nossa Senhora de Fátima
Chef: Nonato
Prato: Folhado amapaense
receita: Massa folhada, camarão regional, tucupi e catupiry

10. Lelly Cake
Chef: Lelly
Prato: Delícia de frutas vermelhas
Receita: Geleia caseira de frutas vermelhas, com morango, amora, mirtilo e framboesa, mousse de brigadeiro de 4 leites e massa de bolo chiffon de leite

11. Padaria Cristiane
Chef: Christiane e Ieda
Prato: Combo de pastéis
Receita: Pastel salgado de carne, calabresa e catupiry. Pastel doce recheado com banana frita, queijo e doce de leite

12. Lica Cordeiro
Chef: Lica Cordeiro
Prato: Cookies
Receita: Cupuaçu com castanhas. Amendoim e chocolate. Paçoca e nozes

13. Emily Cake
Chef: Emily Côrtes
Prato: Milk shake fantasia
Receita: Milk shake de chocolate meio amargo com chantilly

14. Cunha’s Bolos E Doces
Chef: Caroline de Oliveira Cunha
Prato: Doce Pastel
Receita: Massa de leite ninho com um toque de leite de moça e recheio de brigadeiro; prestígio; nutella e ovomaltine

15. Panificadora Carol
Chef: Rogério da Costa
Prato: Empadas recheadas com vatapá e maniçoba.
Receita: Massa de empada recheada com maniçoba e vatapá com camarão

16. Madame Boleira
Chef: Carolina Jucá
Prato: Manjar da madame
Receita: Brigadeiro de canela com doce da moça, morangos e brownie

17. Ohana
Chef: Synthia Ohana
Prato: Combo Ohana
Receita: Pão, queijo, alface, bacon, carne moída e cebola roxa, e chopps de iogurte

Serviço:

Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800

Restaurante Bom Preço conquista bicampeonato no Festival do Melhor Camarão no Bafo

O cozinheiro Lourival Gomes conquistou o bicampeonato e levou para o Restaurante Bom Preço o título de Melhor Camarão no Bafo da Fazendinha, na 6ª edição do concurso que já é tradição dentro da programação do Macapá Verão. Além do título, o empreendimento ganhou um freezer vertical.

Organizado pelo Instituto Municipal de Turismo (Macapatur), o concurso teve seis restaurantes na disputa. Eles tiveram que preparar o prato na frente de cinco jurados, que avaliaram técnicas de preparo, apresentação do prato, paladar e inovação.

“Nosso ingrediente principal é o amor, pois buscamos levar comida de qualidade, bom atendimento e muito, muito amor. Ganhar pela segunda vez esse título é o reconhecimento do nosso trabalho”, comentou Lourival Gomes.

De acordo com o diretor-presidente do Macapatur, Paulo Brito, o concurso busca fomentar a gastronomia local e atrair o público para valorizar o produto que é da região. “O camarão no bafo é um dos pratos típicos mais procurados pelos turistas que vêm ao Amapá. O concurso, além de valorizar nosso prato tradicional, incentiva os restaurantes a mostrar o que há de melhor”.

A programação, que iniciou com a apresentação da cantora Ágda, fez o público que assistia à disputa ficar com água na boca. Mas, para que não ficassem só na vontade, após os competidores servirem os avaliadores, uma degustação era servida para a plateia.

O segundo lugar do concurso ficou com o Restaurante Marujo, que levou uma TV de LED. Já a terceira colocação foi para o Vereda Tropical, que faturou um fogão industrial.

Jamile Moreira
Assessora de comunicação/PMM
Fotos: Max Renê

Festival do Melhor Camarão no Bafo ocorrerá neste sábado, 27

Organizado pelo Instituto Municipal de Turismo (Macapatur), o Concurso do Melhor Camarão no Bafo, que aconteceria nesta quinta-feira, 25, na Estação Lunar, foi adiado para sábado, 27, a partir das 19h, no balneário da Fazendinha. Sete restaurantes participarão da edição deste ano.

Uma estrutura foi montada do outro lado do balneário, com uma banca para cinco jurados, que irão analisar os pratos baseados nos seguintes critérios: técnicas de preparo, apresentação do prato, paladar e inovação. O concurso busca fomentar a gastronomia local e atrair o público. A programação iniciará com a participação especial da cantora Ágda.

De acordo com o diretor-presidente do Macapatur, Paulo Brito, o concurso é mais uma oportunidade da prefeitura valorizar um produto que é da região. “O camarão no bafo é um prato típico amapaense, um produto da Fazendinha, onde as pessoas que visitam a nossa cidade podem apreciar esse delicioso alimento”, disse.

Serviço:

Cássia Lima
Assessora de comunicação/Macapatur
Contato: 98103-9355
Fotos: Max Renê

Hoje rola Estação Lunar

Hoje (25), a partir das 20h, no no balneário da Fazendinha, vai rolar mais uma edição da Estação Lunar. O evento, quem integra a programação do Macapá Verão 2019, contará com shows musicais, exposição de arte e Marabaixo.

Confira a programação da Estação Lunar quinta-feira:

Ariel Moura – 20h

Nonato Leal – 20h30

Oneide Bastos – 21h

Grupo Guá – Marabaixo estilizado – 21h30

Grupo Pilão – 22h

Zé Miguel – 22h30

Banda Placa – 23h

Exposição com o TudoNoTudo – Afrane Tavorá – 20h à 0h

Burger Fest Rock e 1ª Exposição de Economia Criativa inicia nesta sexta (12)

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), promove a 2ª edição do Burger Fest Rock com 22 expositores, com degustação a R$ 12 reais e a 1ª Exposição de Economia Criativa com 17 expositores. Os eventos acontecem no estacionamento da sede da instituição e no Salão de Eventos Macapá, nos dias 12 e 13 de julho, nesta sexta e sábado, respectivamente, das 18h às 23h.

Sebrae

“O Burger Fest Rock, apresenta-se como um convite tentador aos que apreciam os sabores da gastronomia amapaense. Foi planejado para a participação dos principais hamburguerias e cervejarias artesanais do Amapá, atendidas pelo Sebrae. Verdadeiramente, uma ideia de dar água na boca, que se propõe a provocar sensações e experiências diferenciadas de consumo, firmando-se como uma alternativa de movimentação financeira aos pequenos negócios”, disse a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo.

O Burger Fest Rock, é um evento que integra o calendário de festivais no Sebrae. A coordenação é da Unidade de Atendimento Coletivo – Comércio e Serviço do Sebrae (UAC-CS/Sebrae), com o Projeto Alimentação Fora do Lar em Macapá e Santana e com a parceria da Unidade de Inovação e Competitividade do Sebrae no Amapá (Unic/Sebrae/AP) e da Unidade de Marketing e Comunicação do Sebrae no Amapá (UMC/Sebrae/AP).

Atividades

O evento apresenta produções exclusivas com Chefs no cenário nacional e local; Desafio Devoradores – concurso de quem come mais hambúrguer em menos tempo (5 minutos); Oficina de Boas Práticas de Alimentação; Atendimento ao Cliente; comercialização de hambúrgueres, steak e cerveja artesanal; Cozinha do Chef – Aula Show comandadas por chefs burger amapaense e convidado nacional; Espaço Burger Experience; Show de Rock; e Exposição Economia Criativa; Espaço Tatoo; Espaço Men (barbearias), piercing e camisarias; e ambientação da carros.

Programação Técnica

Data: 12 de julho – Sexta-Feira

Cozinha Show: Espaço Burger Experience

Evento: Oficina de Harmonização com Cervejas Especiais e Coquetéis Clássicos

Metodologia: Interação com o público

Palestrante: Maurício Lobo – Natural de Porto Alegre/RS – Formado em Mixologia pela IBA e ABB – Sommelier de Vinhos e de Cervejas

Hora: 18h40 e 19h20

Público: Aberto aos visitantes no Burger Fest Rock

 

Data: 13 de julho – Sábado

Cozinha Show: Espaço Burger Experience

Oficina: BBQ em Alta – Execução Defumados e Super Cortes

Palestrantes: Chefs: Rafael Salviano – Empresa Salviano Churrascaria Artesanal e Fábio Cosme – Empresa Mr. Urbano e Station 57

Hora: 18h40 e 19h20

Público: Visitantes no Burger Fest Rock.

Prato

Chopp da Vovó – Chef: Gabriel Morais (Prato: Callebaut); Delivery Burguer – Chef: Márcio Góes (Prato: Woodstock Burguer); Homemade – Chef: Marcelo Souza (Prato: Elvis não morreu); Kings Chef – Chef: Melissa Corrêa (Prato: Gladiador); Mr. Urbano (Prato: Nápoles); Rustic Burguer Beer – Chef: Thiago Marques Santiago (Prato: Provo Stones); Salviano Churrascaria Artesanal – Chef: Rafael Salviano (Prato: Smoker ‘n’ Roll); – Station 57 – (Prato: Pork Station); Wanted Food Master – Chef: Leandro Pereira
(Prato: Wyatt Earp); Restaurante Shekinah – Chef: Aldaleia Costa (Prato: No Meio do Mundo); Nagano – Chef: Yukio Nagano (Prato: Steak Tucuju); Soul Bistrô – Chef: Aline Lobo (Prato: Hambúrguer do Soul); Flora Restaurante – Chef: Olivia e Flora (Prato: Deep Blue); Fruitmix (Prato: Cone de Frutas).

Programação Cultural

Data: 12 de Julho – Sexta-Feira
Local: Estacionamento da Sede do Sebrae em Macapá
Palco Burger Fest Rock

Atração: Artemis
Hora: 18h40 às 20h20
Patrocínio Empresa Rustic Gurguer Beer

 

Atração: Tia Biló
Hora: 20h40 às 22h20
Patrocínio: Empresa Haus Bier

Data: 13 de Julho – Sábado – Dia Mundial do Rock

Atração: Ivan Dias e Banda e Raquel
Hora: 18h40 às 20h20
Patrocínio: Empresa Medprime – Aparelho Auditivo

Atração: Hanna Paulino
Hora: 20h40 às 22h20
Patrocínio: Empresa Klobe – Boutique de Carne.

Economia Criativa

O Sebrae promove a 1ª Exposição de Economia Criativa, com tipos de negócios gerado a partir da criatividade, o pilar na nova economia. Os negócios criativos precisam gerar algum tipo de valor, seja para quem o produz ou para o público do produto gerado.

“A Economia Criativa percorre uma lógica contrária ao do consumo de massa, expansão dos investimentos, da produtividade e da competitividade. No oposto desse fluxo, a ideia é estimular o consumo inteligente, comprar menos e melhor e até mesmo habituar-se a reutilizar materiais em vez de descartá-los”, finaliza a diretora técnica do Sebrae, Marciane Santo.

Expositores

Casa Colab – Loja Colaborativa que comercializa produtos diversificados que vão de objetos para decoração, artesanato, artigos para presente e produtos orgânicos;

Grupo GUÁ – Grupo do Igarapé do Lago, no Distrito de Santana. O produto é o Marabaixo Estilizado, tem a proposta de enriquecer a musicalidade incluindo instrumentos de corda (violão, baixo, cavaquinho), reco reco e o instrumento de sopro (flauta), além das caixas de Marabaixo (que é o principal instrumento);

Zwanga African Fashion – Proprietária Rejane Soares, designer de moda com ênfase na moda afro. Trabalha com #turbantes, acessórios afro, roupas, oficinas de turbantes, palestras sobre empreendedorismo feminino e AFronegocio;

Amapanime – Voltada ao entretenimento pop cultural alternativo e geek do estado, faz parte de um grupo e evento denominado Amapanime, que já tem 14 anos de atividade na cena local, e desde 2014, possui loja física, o Amapanime Space;

Literamigas – Canal em You Tube que no evento irá realizar bazar de livros novos e seminovos e comercialização de produtos geeks;

Canal Açaí Geek – Canal nas redes sociais You Tube, Facebook e Instagram que divulga pautas do segmento geek e realiza cobertura de eventos deste segmento no Amapá;

Estilo Artesanal Biju – brincos artesanais de papelão e tecido feito por Paula Rabelo;

Lado B Discos – Loja, exposição e comercialização de discos de vinil e toca-discos;

Wagner Ribeiro – Artista plástico da Galeria Samaúma. Apresenta na exposição o lançamento de dois trabalhos inéditos;

Amazoom Coworking – Nós oferecemos espaços compartilhados como: Estações de trabalho individuais, Sala de reunião (15 pessoas) e Sala de cursos (30 pessoas) com valores acessíveis e negociáveis para empreendedores que queiram alavancar o seu negócio investindo pouco em estrutura física e focando na produtividade do seu negócio principal;

Ninja Box – Loja geek, almofadas, camisas, canecas, bottons, nécessaire, boné, porta chave, cordão, pulseira, flâmulas, carteira, chaveiros e pôsters;

CK Produtos Artesanais – Cadernos, agendas, material de escritório personalizados por Camila Karina;

Doces da Nana – Cookies e pipoca doce com sabores regionais e tradicionais;

Swordplay Macapá – Grupo de Swordplay em Macapá que simula luta medieval, onde os combatentes são equipados com réplicas de espadas, lanças, bastões ou outros instrumentos de combate revestidos com espuma que garantam a segurança dos participantes envolvidos;

Nando Moto – Loja de artigos para motos. Apresenta como entretenimento uma moto invertida para desafio dos visitantes e divulgação da marca;

Cartunista Honoráto – Comercialização de caricatura em tempo real dos visitantes. Honorato Junior é artista visual, cartunista, caricaturista, chargista e professor. Produz trabalhos em aquarela, oléo sobre tela, nanquim, quadrinhos e arte digital.

Celebração

O dia 13 de julho, é reconhecido no Brasil como o Dia Mundial do Rock. A data celebra anualmente o rock e foi escolhida em homenagem ao Live Aid, megaevento que aconteceu nesse dia em 1985. A celebração é uma referência a um desejo expressado por Phil Collins, participante do evento, que gostaria que aquele fosse considerado o “Dia Mundial do Rock”. O evento também ficou conhecido por contar com grandes artistas do gênero, como Queen, Mick Jagger, Keith Richards, Ronnie Wood, Elton John, Paul McCartney, David Bowie, U2.

Parceiros

O Sebrae conta com a alguns apoiadores oficiais, entre eles, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Amapá (Abrasel), Casa do Sorveteiro, Haus Bier, Salviano Charcutaria Artesanal, Rustic Burguer Beer, Mr Urbano; Station 57, Klobe, Med Prime Aparelhos Auditivos e Claro.

Serviço:

Denyse Quintas
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832

Hoje é o Dia Nacional da Pizza (calórica publicação para a nossa sessão “Datas Curiosas”)

173xx7
Esse pessoal inventa cada coisa, inclusive dias comemorativos, se é que se pode chamá-los assim. E este site possui uma sessão “datas curiosas”. Bom, hoje, 10 de julho, é celebrado o Dia Nacional da Pizza, uma das comidas mais amadas e consumidas pela população mundial.

A data foi instituída pelo então secretário de turismo de São Paulo, Caio Luís de Carvalho, em 1985. Naquele ano, foi realizado um concurso estadual que elegeria as 10 melhores receitas de mussarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, o titular da pasta do Turismo em Sampa escolheu o dia de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração.

A data homenageia uma das invenções culinárias mais apreciadas por diversas pessoas ao redor do mundo, em especial os brasileiros.

No Brasil, São Paulo é conhecida como a capital nacional da pizza. Neste dia, as pizzarias costumam fazer festas, promoções ou descontos para os clientes.

A pizza é um tipo de comida que é preparada com massa fermentada de farinha de trigo, molho de tomate e outros diferentes ingredientes, variando de acordo com o sabor escolhido.

Estudos indicam que há mais de seis mil anos, hebreus e egípcios já produziam pães que tinham como base a receita da pizza contemporânea, mas existem outros que acreditam que os gregos foram os primeiros a cozinhar o prato, pois eles faziam massas a base de farinha de trigo, arroz, ou grão-de-bico, e as assavam em tijolos quentes.

Essa prática chegou à Itália por causa das cruzadas, e foi lá que ela foi incrementada e se tornou a pizza que conhecemos hoje. Atualmente, encontrada na maioria das cidades brasileiras, e foi por meio dos imigrantes italianos que ela chegou ao país.

A primeira vez que comi pizza foi em 1986. Eu tinha 10 anos (sim, comi muito tarde) e foi da padaria Cometa, em Macapá. De lá pra cá, virei uma criatura devoradora desse tipo de massa. E pela silhueta deste jornalista, vocês devem saber que amo issaê.

O problema é quando crimes de políticos acabam em pizza (expressão pra dizer que crimes de colarinho branco não são punidos).

Enfim, este texto foi somente pra “encher linguiça” (ou calabresa, minha pizza favorita) para a sessão “datas curiosas” deste site. Obviamente, vou comemorar a data comendo muitas fatias de pizza. Afinal, gordo é um praga (risos). E fim de papo!

Fontes: Calendarr Brasil e CalendárioBR

Hoje é Dia/Noite de São João! (sobre o santo e a festa junina)

SÃO-JOÃO-BATISTA

Hoje é o Dia de São João. De acordo com a história, João Batista (Judeia, 2 a.C. — 27 d.C.) foi um pregador judeu do início do século I, citado pelo nos Evangelhos da Bíblia. Ele é considerado o santo maissao-joao-batistajpg3572012133138 próximo de Cristo, pois além de ser seu parente de sangue, Jesus foi batizado por João nas margens do rio Jordão.

O Evangelho de Lucas (Lucas 1:36, 56-57) afirma que João nasceu cerca de seis meses antes de Jesus; portanto, a festa de São João Batista foi fixada em 24 de junho, seis meses antes da véspera de Natal. Este dia de festa é um dos poucos dias santos que comemora o aniversário do nascimento, ao invés da morte, do santo homenageado.

Segundo a narração do Evangelho de Lucas, João Batista era filho do sacerdote Zacarias e Is8537sao_joao_batistaabel, prima de Maria, mãe de Jesus. Foi profeta e é considerado, principalmente pelos cristãos, como o “precursor” do prometido Messias.

Em sua missão de adulto, ele pregou a conversão e o arrependimento dos pecados manifestos através do batismo. João batizava o povo. Daí o nome João Batista, ou seja, João, aquele que batiza.

Aliás, ele batizou muitos judeus, incluindo Jesus, no rio Jordão, e introduziu o batismo d13535958_1216500701736292_110298172_ne gentios nos rituais de conversão judaicos, que mais tarde foram adaptados pelo cristianismo.

São João Batista é muito importante no Novo Testamento, pois ele foi o precursor de Jesus, anunciou sua vinda e a salvação que o Messias traria para todos. Ele era a voz que gritava no deserto e anunciava a chegada do Salvador. Ele é também o último dos profetas. Depois dele, não houve mais nenhum profeta em Israel.

Outras religiões

Para alguns Espíritas, Elias reencarnou como João Batista. Mais tarde, teve outras experiências reencarnatórias como sacerdote druida entre o povo celta, na Bretanha. Depois como o reformador Jan Hus (1369-1415), na Boêmia. Na França foi Hippolyte Léon Denizard Rivail (1804-1869), o qual utilizava o pseudônimo Allan Kardec como codificador do Espiritismo. Sua última existência corpórea se deu no Brasil, nascido dia 23 de Fevereiro de 1911 com o nome de Oceano de Sá, mais tarde chamado de Yokaanam:. (fundador da Fraternidade Eclética Espiritualista Universal), reconhecido como tal por diversas escolas sérias e reconhecidas mundialmente, embora o mesmo não assumisse publicamente pois nunca achou necessário e não queria tirar proveito algum de tal reconhecimento.

xan

João Baptista é venerado como messias pelo mandeísmo, também considerado pelos muçulmanos como um dos grandes profetas do Islão. Na Umbanda, este santo é sincretizado como uma das manifestações do orixá Xangô, responsável por um agrupamento de espíritos que trabalha para a saúde e o conhecimento, que congrega médicos e cientistas. Já no Islamismo, é reverenciado pelos muçulmanos sunitas como sendo um dos seus profetas. O santo também é o padroeiro da Maçonaria (por conta da criação da entidade, em 24 de junho de 1717).

Euemano-3

Sobre a festa junina de São João

A festa se originou na Idade Média na celebração dos chamados Santos Populares (Santo António, São Pedro e imagesSão João. Os primeiros países a comemorá-las foram França, Itália, Espanha e Portugal. Anteriormente os festejos ocorriam por conta do solstício de verão, as quais marcavam o início da colheita. Nelas, ofereciam-se comidas, bebidas e animais aos vários deuses em que o povo acreditava. Um deles era Juno, esposa de Júpiter, que era considerada a deusa da fecundida. Nessas festas, chamadas “junônias”, as pessoas dançavam e faziam fogueiras para espantar os maus espíritos.

Os jesuítas portugueses trouxeram os festejos joaninos para o Brasil. As festas de Santo Antônio e de São Pedro só cimages (3)começaram a ser comemoradas mais tarde, mas como também aconteciam em junho, passaram a ser chamadas de juninas.

Nunca gostei de festas juninas, mas sei da importância delas na cultura brasileira. Gosto de algumas comidas típicas do período (vatapá então…nossa!), assim como adorava as bombas. Na época de moleque, era obrigado a dançar quadrilha. Aí ficava mais puto ainda com o mês de junho. Na foto, ali em cima, tô com meu irmão, Emerson Tavares, alegre por ter acabado a tortura infantil do “taran ran ran, taran ranIMG_20150624_022305 ran”.Hoje em dia, até vou, mas só se for a trabalho, para cobrir o evento.

Bom, o Dia de São João é celebrado com festas recheadas de muita dança, comida e alegria. Neste sábado, nas cidades nordestinas, onde a tradição é mais forte, as quadras ferverão ao som do forró (For All). Aqui no Norte, as fogueiras serão acesas também, com quadrilha e brocas legais. Enfim, para quem curte, é onda bacana.

Portanto, minhas homenagens ao santo e uma ótima festa aos amantes da quadra junina. Viva São João!

Elton Tavares
Fontes: Wikipédia, CruzTerraSanta e Calendarr Brasil.

Exibição de filmes marca Semana Mundial Sem Carne em Macapá

Campanha nacional é organizada pela Greenpeace, Sociedade Vegetariana Brasileira e Mercy for Animals.

Por Jorge Abreu

Como parte da campanha Semana Mundial Sem Carne, uma programação com exibições de curtas-metragens, debates e degustações de comidas veganas será realizada na sexta-feira (21), em Macapá.

O evento nacional é promovido pelas ONGs Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), Mercy for Animals e Greenpeace, com objetivo de discutir e divulgar os principais pontos abordados pelo veganismo.

Além disso, a programação busca levar reflexões voltadas para meio ambiente, como os impactos negativos provocados pela pecuária, desmatamento de florestas, poluição, aquecimento global, entre outros.

Na capital amapaense, o evento acontece entre 15h45 até 17h45, na escola de idiomas Yázigi, que fica localizado na Avenida Clodóvio Coelho, nº 222 – bairro Trem. A entrada é gratuita e qualquer pessoa pode participar.

Semana Mundial Sem Carne

Apesar do nome, a proposta da campanha não é focada somente na restrição alimentar e sim no veganismo, que um movimento social e político a respeito dos direitos animais, por questões éticas e também pela sustentabilidade.

É a primeira vez que a SVB, Mercy for Animals e Greenpeace se juntam para realizar um programação para abordar a causa. Eventos similares acontecem em vários estados do Brasil.

Profissionais alergologistas oferecem curso de gastronomia para pacientes com alergias e intolerâncias, em Macapá

Conhecendo as dificuldades da alimentação de pacientes com alergias e intolerâncias foi criado o 1º curso de Gastronomia para alérgicos e intolerantes, organizado por médicos especializados na área de alergologia e imunologia, surgindo com a proposta de unir gastronomia e saúde. Com duração de 60h, o curso será realizado na Estácio Macapá, com início no dia 10 de junho e duração de oito semanas.

Sua ementa contempla assuntos de como se dá as alergias alimentares, substituições hipoalergênicas, o que ler no rótulo e preparação de diversos pratos, o evento terá aulas teóricas das 18h às 22h e as aulas práticas serão no final de semana em período diurno.

O evento tem como objetivo incluir pessoas que possuem alergias e intolerâncias à cozinha, com dicas de receitas e substituições de potenciais alergênicos nas receitas. O curso dará os fundamentos da culinária para pessoas alérgicas a diferentes tipos de alimentos sem perder a qualidade e o sabor. Como acompanhamento didático do curso, os participantes receberão apostilas com os conteúdos e as receitas que serão ensinadas.

Divididos em módulos e com receitas que contemplam desde a alimentação de bebês com APVL (Alergia à proteína do leite de vaca), crianças, jovens e adultos com alergias alimentares e determinados alérgenos, o curso proporcionará uma nova forma de interação com os alimentos.

Público-alvo: Interessados em técnicas e receitas isentas de potenciais alergênicos (leite, ovos e glúten), pessoas com alergias alimentares e intolerâncias, assim como profissionais do setor alimentício e de saúde.

Valores, inscrições e outras informações: 88 99632-7520 Dr. Matheus Lima/ 96 98106-4240.

Neste final de semana acontece a maior vitrine gastronômica do Amapá, o Festival Brasil Sabor

O evento traz o tema “Original do Brasil e a gastronomia das cinco regiões do país: norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul, reunidas no meio do mundo, com uma variada programação”.

A 14ª edição do Festival Brasil Sabor acontece de 31 de maio a 2 de junho, das 18h às 23h, no Sebrae. O evento é realizado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Amapá e os parceiros Sebrae, Prefeitura Municipal de Macapá e Governo do Estado do Amapá. Os pratos em forma de degustação serão servidos ao preço de R$ 12 reais.

Com a temática original do Brasil e a valorização da culinária nacional, os promotores do evento propõem um ‘tour gastronômico’ por meio da degustação de pratos com receitas inovadoras, utilizando insumos e ingredientes das cinco regiões do país: norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul, ao preço de R$12,00 e divididos em 20 receitas que vão desde os burguers às sobremesas e aos pratos sofisticados. Nesta edição, outra novidade é o livro ‘Segredos dos Chefs’, com distribuição gratuita, contendo as receitas dos pratos do festival; a feirinha de artesanato voltada para gastronomia, com louças Maraca e Cunani e do Maruanum, além de produtos artesanais do Amapá como a gengibirra e os derivados do chocolate produzidos na região; a feira de produtos do campo com os principais insumos da região; a final do Concurso que seleciona o melhor chef de cozinha de 2019, o ‘Chef de Talento’; a participação de chefs de cozinha renomados nacionalmente com apresentações de aulas shows e degustações gratuitas; uma variada programação cultural com música e a entrega do ‘Prêmio Alcilene Cavalcante’, melhores da gastronomia, no Palco Tucupi.

Abrasel no Amapá

Em 2019, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Amapá, entidade de utilidade pública, comemora o desenvolvimento da gastronomia no estado, com a segmentação do setor, a diversificação e inovação na culinária local, criação de empresas e empregos, além do crescimento do percentual de consumo de alimentos prontos fora do lar, fruto das parcerias entre instituições, dirigentes e profissionais.

Restaurantes

Os restaurantes que participam do Festival Brasil Sabor representando a região norte são: Restaurante Divina Arte, Restaurante Bom Sabor, Restaurante e Churrascaria Sarney, Soul Bistrô, Mayumi Sushi delivery e Delivery Burger. Pela região nordeste: Restaurante Dom Garcia, Restaurante Cantinho Baiano, Rustic Hamburgueria Artesanal e Kátia Buffet. Pela região centro-oeste: Wanted food Master, Salviano Charcutaria, Chopp da Vovó e Japan Restaurante. Já pela região sudeste: Sakaya Poker Bar, Royal Hotel & Gastronomia e Vó Katia. E pela região sul: Haus Bier – chopp artesanal e costelão gaúcho, 313 Restaurante e Kings Chef Hamburgueria.

Programação

1° dia – 31/05 (sexta-feira)
Cozinha Show
18:30h no Palco Tucupi
Chefs André Barros (GO) e Flora Santana (AP)
Cozinha Caipira na Amazônia: arroz de suã com açafrão da terra, tucupi e chicória do norte.

Mini Chefs
18h Oficina de culinária para crianças – Sala Laranjal do Jari

19h Cerimonial de abertura do Festival Brasil Sabor;
19:45h foto oficial com empresários e chefs de cozinha;
20h Prêmio Alcilene Cavalcante – melhores da gastronomia 2018;

18h às 23h Tour gastronômico em 20 stands, feirinha de artesanato e feira de produtos do campo.

2° dia – 01/06 (sábado)
Mini Chefs
18h Oficina de culinária para crianças – Sala Laranjal do Jari

Cozinha Show
19h no Palco Tucupi
Chef Valadares (PE): Sabores do Nordeste
20h Apresentação cultural com MPA e MPB;
18h às 23h Tour gastronômico em 20 stands, feirinha de artesanato e feira de produtos do campo.

3º dia (02/06 – domingo)
17h Concurso Chef de Talento no Palco Tucupi
18h Oficina de culinária para crianças (Mini Chefs) – Sala Laranjal do Jari

Cozinha Show
19h no Palco Tucupi
Sommeliers Isadora Fornari (SP) e Maurício Maia(SP):
Sabores Locais na coquetelaria e Café fora da xícara: utilização e preparo.

20h no Palco Tucupi
Chef Solange Sussuarana e José Bogea (enófilo):
Harmonização da culinária de raiz amapaense com bebidas: uma busca pela valorização de sabores.

21h Apresentação musical (Sertanejo e Pop Rock nacional);
18h às 23h Tour gastronômico em 20 stands, feirinha de artesanato e feira de produtos do campo.
22h Cerimonial de encerramento e Premiação Chef de Talento
23h encerramento.

Abrasel no Amapá
(96) 981357900

Hoje é o Dia Mundial do Hambúrguer (gordice na nossa Sessão Datas Curiosas)

divulgacao

Esse pessoal inventa cada coisa, inclusive dias comemorativos, se é que se pode chamá-los assim. E este site possui uma sessão “datas curiosas”. Bom, hoje, 28 de maio, é celebrado o Dia Mundial do Hambúrguer. uma das comidas mais amadas e consumidas pela população mundial. Principal símbolo do Fast Food, é encontrado no mercado de várias maneiras, desde um simples com pão, carne e queijo, até os mais especiais feitos com filé, picanha e molhos mais trabalhados. No Brasil, o hambúrguer chegou em meados dos anos 1952 e rapidamente ganhou o paladar de toda a população.

Ao contrário do que eu imaginava, apesar de ser um símbolo da culinária americana, o hambúrguer não foi inventado nos EUA. No século XIII, uma tribo chamada Tártaros levou para um açougueiro alemão, da cidade de Hamburgo, seus hábitos alimentares. Eles invadiram a Europa com o costume de transportar, entre a sela e o lombo do cavalo, um bolo de carne moldado em forma de bolas achatadas. Essa carne parecia uma pasta e nem precisava ser temperada pois absorvia o sal do suor do animal.

BLOG-011

O açougueiro europeu havia gostado da ideia, e requintou os bifes usando uma carne bem moída com temperos especiais. Como o resultado era extremamente saboroso e de baixo custo, o prato acabou popularizado em toda a região.

Um pouco depois, no século XVII, quando as pessoas começaram a migrar de Hamburgo para os EUA, o “bife de carne moída” foi adotado com carinho pelos americanos, que passaram a grelhar os discos de carne e colocar no meio do pão, chamando a iguaria de HAMBURGUER. Nascia assim, um dos maiores ícones alimentares da cultura americana, que contribuíram ao adicionar o pão e tornando-o sanduíche.

Pouco tempo depois de sua criação, o hambúrguer foi preparado com todas as guarnições que hoje em dia lhe são tipicamente características—com cebolas, alface e os picles cortados.

Hamburguer

A necessidade de se otimizar tempo, ingerindo pratos rápidos aliado aos diversos sabores e ingredientes, impulsionam este consumo. As pessoas estão ficando com o paladar mais exigente, e por isso o mercado dos “Hambúrgueres Gourmet” se faz cada dia mais presente, levando iguarias e ingredientes especiais aos mais exigentes consumidores.

Com grande popularidade internacional e sua fama mundial certamente representa o maior tipo de globalização do consumo de comida humano, ao lado de outros pratos como o döner kebab turco, a pizza italiana, e o sushi japonês. Espalhou-se facilmente por continentes de diferentes culturas e culinárias devido, segundo alguns, à sua fácil maneira de preparo e entendimento.

Dia-do-Hamburguer-600x467

A cultura global culinária em torno do hambúrguer deu-se pelo conceito de venda de alimentos processados, imaginado de maneira notável na década de 1920 pela cadeia de restaurantes White Castle e que foi posteriormente aperfeiçoado na década de 1940 pelo McDonald’s e por Ray Kroc. Essa expansão mundial tem proporcionado comparações econômicas como o Índice Big Mac que permite a comparação do poder de compra dos diversos países onde o hambúrguer Big Mac é vendido hoje em dia.

Com o desenvolvimento da Gastronomia, foram criados muitos hambúrgueres “sofisticados”, feitos com outros tipos de carne, com queijos especiais, molhos diferentes, saindo um pouco do tradicional fast food. As pessoas estão ficando com o paladar mais exigente, e por isso esse mercado dos “Hambúrgueres gourmet” se abriu.

hamburger-suculento

Enfim, este texto foi somente pra “encher linguiça” (ou hambúrguer) para a sessão “datas curiosas” deste site. E pela silhueta deste jornalista, vocês devem saber: amo hambúrgueres. Quando moleques, eu e meu irmão, Emerson, éramos pior que o personagem “Dudu”, do desenho animado Popeye, grande devorador de sandubas da ficção. Dependendo do bolso e horário, como no pé sujo de rua ou praça, até as hamburguerias requintadas e gourmetzadas. Afinal, gordo é um praga (risos). E fim de papo!

Fontes: General Peppers; Petit Gastrô; Wikipédia e QG Jeitinho.

Com 20 pratos no AP, 14º Brasil Sabor tem ‘tour’ inspirado na gastronomia de cinco regiões

14º Festival Brasil Sabor tem ‘tour’ inspirado na gastronomia de cinco regiões do país — Foto: Abrasel/Divulgação

Por Fabiana Figueiredo

Um dos maiores festivais gastronômicos do país vai apresentar no Amapá 20 pratos inéditos de empreendimentos locais. O 14º Festival Brasil Sabor acontecerá de 31 de maio a 2 de junho, na sede do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no bairro Laguinho, no Centro de Macapá.

A degustação de cada prato será no valor de R$ 12. A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Amapá (Abrasel-AP), organizadora do festival, divulgou as atrações gastronômicas e o G1 fez um “menu digital”, reunindo fotos e descrição de cada prato.

Com o tema “Original do Brasil – as cinco regiões do país no meio do mundo”, a 14ª edição do festival propõe um tour gastronômico, com degustações de pratos inspirados na culinária de cada região brasileira. Espécies de peixes e camarões, macaxeira, diferentes versões de carne e queijos são alguns dos ingredientes que aparecem nos pratos.

Além das degustações dos 20 pratos, o festival também terá atividades como feiras de artesanato e produtos do campo, concurso que elege o melhor chef de cozinha de 2019, “Cozinha Show” com oficinas de chefs de cozinha renomados nacionalmente, e o lançamento do livro “Segredos dos Chefs”, com as receitas dos pratos do festival.

O evento é realizado em parceria com o Sebrae, a Prefeitura Municipal de Macapá e o Governo do Estado do Amapá.

Programação:

14º Festival Brasil Sabor
Horário: das 18h às 23h
Local: Sebrae (Av. Ernestino Borges, nº 740, bairro Laguinho)
Entrada gratuita
Degustação: R$ 12 por prato

1° dia – 31 de maio (sexta-feira)

18h – “Mini Chefs” – Oficina de culinária para crianças – Sala Laranjal do Jari
18h30h – Cozinha Show: “Cozinha Caipira na Amazônia: arroz de suã com açafrão da terra, tucupi e chicória do norte”, com chefs André Barros e Floraci Dias, no Palco Tucupi
19h – Abertura do Festival Brasil Sabor
19h45 – foto oficial com empresários e chefs de cozinha
20h – entrega do Prêmio Alcilene Cavalcante – melhores da gastronomia 2018
18h às 23h – tour gastronômico em 20 stands, feirinha de artesanato e feira de produtos do campo
2° dia – 1º de junho (sábado)

Festival Brasil Sabor acontece no estacionamento do Sebrae, em Macapá — Foto: Rita Torrinha/G1

18h – “Mini Chefs” – Oficina de culinária para crianças – Sala Laranjal do Jari
19h – Cozinha Show: “Cozinhando e educando”, com chef Renato Valadares, no Palco Tucupi
20h – Cozinha Show: “A arte de empreender na equipe”, com chef Danielle Dahoui, no Palco Tucupi
20h – Apresentação cultural com Osmar Jr e Mauro Cotta
18h às 23h – tour gastronômico, feirinha de artesanato e feira de produtos do campo
3º dia – 2 de junho (domingo)

17h – Concurso ‘Chef de Talento’, no Palco Tucupi
18h – “Mini Chefs” – Oficina de culinária para crianças – Sala Laranjal do Jari
19h – Cozinha Show: “Harmonização da culinária de raiz amapaense com bebidas: uma busca pela valorização de sabores”, com chef Solange Sussuarana e enófilo José Bogea, no Palco Tucupi
20h – Cozinha Show: “Sabores Locais na coquetelaria e café fora da xícara: utilização e preparo”, com sommeliers Isadora Fornari e Maurício Maia, no Palco Tucupi
21h – Apresentação musical (sertanejo e pop rock nacional);
18h às 23h – tour gastronômico, feirinha de artesanato e feira de produtos do campo
22h – Resultado final e premiação do concurso “Chef de Talento”
23h – encerramento

Fonte: G1 Amapá