Feliz aniversário, Marcinha! – @carmomarcia

Também aniversaria nesta quarta-feira (18), a filha zelosa, tia amorosa, amiga prestativa, melhor fotógrafa com quem já trabalhei, fotojornalista de olhar aguçado, cineasta, publicitária, empresária, trabalhadora e batalhadora, além de broda deste editor, Márcia do Carmo.

Hiper competente, braba e intrépida, Marcinha é uma pessoa pequena, mas de um talento imenso e um coração gigante. Uma mulher honesta e de caráter, coisa que não podemos dizer de muitos. Ela é uma mulher do bem e uma das grandes amigas que fiz nessa profissão.

Minha amizade com Márcia do Carmo foi forjada debaixo de sol e chuva, durante anos de trampo. Já contei aqui e repito que: com ela já fiz viagens malucas em que cobrimos diversos tipos de pautas e em condições adversas. Nós caminhamos na lama, dividimos comida e cervejas pelas estradas e bares do Amapá. Dormimos em carros, barcos e hotéis de qualidade duvidosa. E acreditem, isso são lembranças lindas.

A gente se respeita, se gosta e se ajuda. Sei que posso contar a Marcinha, pois ela já deu provas disso diversas vezes. Essa “retrateira” boçal mora no coração deste gordo e acredito ser recíproco.

Do Carmo, tu sabes o quanto te admiro e respeito. Que tu sigas com saúde sempre e congelando momentos com esse teu feitiço fotográfico. Que a gente ria e beba muito juntos nessa vida, por pelo menos mais uns 50 anos. Tu és foda e considerada.

Obrigado por tudo. Te amo. Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

Rita Freire gira a roda da vida. Feliz aniversário, querida amiga!

Sabem, querido leitorado deste site, já disse e repito: tenho amigos longevos. São caras e meninas com quem dividi momentos felizes de minha existência. Uma entre estes afetos gira a roda da vida hoje, a Rita Freire.

A filha do Barata e da dona Maria José, irmã da Simone, Lourdes e Patrícia é uma pessoa linda, de grande coração e caráter e fé inabaláveis. Conheci a Rita em 1995 ou 1996, não consigo precisar. Mas essa data é só desta vida, pois o amor que sinto por ela é coisa de outra passagem.

Falando em outras vidas, a Rita é uma dessas pessoas iluminadas. Além de boa filha, ela coordena grupos de trabalho na União Espírita do Pará, ajuda uma porrada de gente.

Arquiteta apaixonada por gatos, boa gastronomia e Rock and Roll, ela é também minha confidente, conselheira e parceira. Pois mesmo ela morando há mais de duas décadas “Em Belém do Pará Longe, longe, longe, aqui ao lado, nada nos separa”.

A Rita sempre me apoiou em tudo, mesmo distante. Com ela, vivi coisas totalmente impublicáveis, dos tempos que éramos doideira. A broda já segurou algumas de minhas barras mais pesadas. Enfim, trata-se de uma amiga de quem sempre sinto saudades do convívio e que está o tempo todo na minha memória afetiva e no meu coração.

Na semana passada, Rita passou alguns dias em Macapá. Deu pra matar um pouquinho das saudades, mas espero que o próximo encontro não demore.

Rita, querida amiga, tu és muito importante, perto ou longe. Agradeço sempre o fato da tua existência orbitar a minha e vice-versa.

Que tu tenhas sempre saúde, sucesso e sabedoria junto aos teus amores. Que tudo que caiba no teu conceito de felicidade se realize. Te amo!

Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!!

Elton Tavares

Feliz aniversário, Vitória Machado!

Eu e Vitória, em um ecocentro de trampo no início deste ano.

Quem lê este site, sabe: gosto de parabenizar amigos em seus natalícios, pois declarações públicas de amor, amizade e carinho são importantes pra mim. Quem gira a roda da vida nesta segunda-feira (16), é o servidora pública, humanista, fotógrafa amadora, viajante e muito querida amiga deste editor, Vitória Machado.

Trata-se de uma mulher demais porreta, prestativa, bem-humorada, tranquila e gente da melhor qualidade.

Ela é uma daquelas pessoas inteligentes e sem frescura. Adoro gente assim, cheia de paideguice e desprovida de boçalidade. Vitória é uma das pessoas que pouco vejo e tenho contato menos ainda, mas a conheço. Convivemos por um tempo, quando trabalhei no TRE-AP. Ela é muito paid’égua! Sobretudo, uma mulher do bem.

Enfim, querida Vitória, sabes que o gordão aqui dá muito valor em você, que tenhas sempre saúde e sucesso junto dos teus amores. Que tua vida seja longa e que tu sigas sempre nesse alto astral. Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

Frases, contos e histórias do Cleomar (Parte V)

Sempre digo que meu amigo Cleomar Almeida é um cara competente engenheiro. O figura também é a personificação da pavulagem e gentebonisse, presepeiro e boçal como poucos que conheço. Um maluco divertido, inteligente, gaiato, espirituoso e de bem com a vida. Dono de célebres frases como “ajeitando, todo mundo se dá bem” e do “ei!” mais conhecido dos botecos da cidade. Quem conhece, sabe. Na mesma linha da PRIMEIRA, SEGUNDA, TERCEIRA e QUARTA edições sobre seus papos no Facebook, mais uma vez selecionei alguns de seus relatos hilários na referida rede social.

Boa leitura (e risos):

Casamento

Se tua mulher não te ameaça semanalmente, dizendo que vai botar azeite quente no teu ouvido, ou que vai mandar fazer um porrete pra te dar umas cacetadas, sinto te informar, mas teu casamento caiu na rotina parceiro.

Bons modos

Definitivamente não sei comer em quilão, “amodo” que eu incorporo um estivador. Pense num prejuízo!

Pirsiguição

Aí tu ganhas uma camisa de presente do dia dos pais e tua mulher vem reclamar pq tu estás usando a dita camisa já tem três dias. Como dizia minha avó, égua da “pirsiguição”, tá nem fedendo ainda.

Vegetariana

Aí no almoço minha filha me diz: Pai, vou virar vegetariana!
Eu: Aproveita, larga esse bife e começa comendo esses carás roxos e esse jerimum que estão na geladeira.
Ela: Acho que vou virar vegetariana só semana que vem!

Doido

Toda família tem um doido, se tu achas que na tua não tem, presta atenção que o doido és tu.

Novela

O cara casa com a Maria da Paz e de lambuja, ganha uma loja de birita. Esse mundo é muito injusto mesmo.

Espanhol

Pareço normal, mas sou o tipo de pessoa que assiste La Casa de Papel e passa o dia inteiro falando sozinho em espanhol.

Circo

Circo Ramito esqueceu os funcionários aqui em Macapá. Toda esquina tem um malabarista, um equilibrista ou um Homem Aranhista.

Aprendizado

Conversando mais cedo com um amigo, ele indignado com uma situação me diz:
Negão, o homem não aprende com o cérebro, aprende com o cu, cada vez que toma no cu, ele aprende algo. Vivendo e aprendendo!

Mega-Sena

Sentado na pracinha em Laranjal do Jari, esperando meu sanduba, ouço o cara da mesa ao lado expressar seus desejos a um outro que o acompanha, em relação a Mega-Sena acumulada.
Dizia ele: Bicho, se eu ganho, compro um barco, encho de puta, contrato o Wanderley Andrade e vou fazer onda no Festival do Camarão.
O cara que o acompanha, eufórico diz: Bicho, vai ser muita onda, eu vou contigo.
Pena que os planos falharam, ia ser muita onda mesmo.

Ser pai

Quando se tem filhos a gente a gente se enquadra em três níveis de bestidade. O besta propriamente dito, o abestado e o abestalhado. Nesse último, me enquadro perfeitamente.

Nem Deus perdoa

Nunca ouvi alguém dizer “que Deus me perdoe” e na mesma frase, desejar algo de bom pra alguém.

Calendário falho

Tendo como base, uma análise minuciosa na geladeira e no armário aqui de casa, vejo que o mês já deveria ter acabado a dez dias.

Hoje é o Dia do Irmão e eu tenho o melhor de todos os irmãos. Obrigado por tudo, Merson!

14269749_1300180000035028_1315738455_n

Este site possui a seção “Datas curiosas”. Para essa coluna escrevo sobre curiosidades dos dias do ano. Na cultura Nepali, 5 de setembro (hoje) é o “Dia do Irmão”. A celebração faz parte de uma série de comemorações de festivais hindu. Lá, este é um dia de reconciliação, perdão e reencontro.

No Brasil, o dia surgiu por iniciativa da Igreja Católica, que homenageia o aniversário de morte da missionária Madre Teresa de Calcutá, desde 2007 – data que completou 11 anos de sua morte, também 5 de setembro. No entanto, não há um registro que oficialize a data no país.

Sim, eu sei, todos os dias é dia do irmão. Além de irmãos de sangue, todas àquelas pessoas especiais, consideradas grandes amigos e que também são como irmãos. Tenho tantos que não vou nomeá-los neste texto, pra não correr o risco de cometer injustiças. Aos meus queridos companheiros de vida, meu muito obrigado. Mas vou me ater ao meu irmão de fato, o Emerson Tavares.


Admiro quem é bom irmão, mas a coisa é mais rara do que parece. São tantos casos de pilantragens, traições e falta de amor entre irmãos que, só de saber, lamento. Conheço muita gente que não dá valor aos seus e acho isso lamentável.

Eu tenho muita sorte de ser irmão de Emerson Tavares. O cara é gente boa, espirituoso, inteligente, bom caráter, bom pai, bom marido, bom filho, bom neto e irmão perfeito. Sim, perfeito pra mim. Tenho tanto orgulho dele que não cabe em mim.

Se alguém me perguntasse quem eu gostaria de ter ao meu lado para atravessar qualquer tipo de situação adversa, seria ele. Eu e Merson já enfrentamos muitas barras juntos e sempre vencemos tudo.

EmersonMeuIrmão
Emerson é o meu melhor amigo. Cara que sempre contei, conto e sempre contarei na vida. Ele me apoia, me aconselha, me ajuda, compra minha briga e, se preciso, me critica para que eu possa melhorar. Ele é sensacional!

Deus foi muito bom comigo. Merson é um cara fantástico. Uma pessoa sensacional que irradia positividade. Ele e minha mãe são pessoas que sempre me apoiaram e sempre apoiarão nesta vida.

12241666_908011252585240_4680578762328197033_n1 (1)
Se você não é tão amigo de seu irmão ou irmã, ainda é tempo de fazer essa relação virar um laço de amor, pois é para sempre.

A canção diz “o amor é um grande laço”. Entre irmãos, ele é mais forte e para sempre. Te amo, Merson! Obrigado por tudo, meu irmão maravilhoso!

Seja legal com seus irmãos. Eles são a melhor ponte com o seu passado e certamente quem vai sempre te apoiar no futuro” – Trecho do poema Filtro Solar.

Elton Tavares

Feliz aniversário, Max Góes!

Quem lê este site, sabe: gosto de parabenizar amigos em seus natalícios, pois declarações públicas de amor, amizade e carinho são importantes pra mim. Quem gira a roda da vida nesta quinta-feira (5), é o marido da Kátia, pai do Iago e Lívia, administrador e servidor público, além de brother muito querido e considerado da galera, Max Góes.

Trata-se de um cara demais porreta, prestativo, parceiro, bem-humorado, tranquilo e gente da melhor qualidade. O Max é uma daquelas pessoas sem frescura e de bem com a vida. Ele está sempre com um sorrisão no rosto e uma palavra amiga. Um cara cheio de paideguice e desprovido de boçalidade. Sobretudo, um home de bem.

O brother que muda de idade hoje era, anteriormente, amigo do Cleomar Almeida, mas o Negão me fez o favor de apresentar essa sensacional figura humana que Gós é. Max gira a roda da vida pela 41ª vez hoje e eu torço para que essa festiva data se repita por pelo menos mais uns 100 setembros.

Max, mano velho, tu sabes que és do coração. Que tu sigas pisando firme no teu batalho, talento e boa vontade não lhe faltam. Que tenhas sempre saúde e sucesso junto aos seus amores, meu amigo.

Meus parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

Hoje é o Dia do Repórter Fotográfico

10421492_791808257538874_7858907637340938208_n
Eu entre os amigos e repórteres fotográficos, Márcia do Carmo e Sal Lima. Além de excelentes profissionais, irmãos de vida!

Por Jussara de Barros, graduada em Pedagogia e integra a equipe Brasil Escola.

Hoje, 02 de setembro, é o Dia do Repórter Fotográfico, o profissional registra imagens de fatos e acontecimentos, no momento em que os mesmos acontecem.A história da fotografia surgiu através do físico francês Joseph Nicéphore Niépce, em 1816, por meio da “transformação de compostos químicos sob a ação da luz”. É fundamental para o jornalismo, pois serve para complementar a ideia do texto, bem como comprovar a veracidade dos fatos.

Ao longo dos anos, a fotojornalismo tornou-se um estilo de trabalho que se baseia no uso das imagens fotográficas para se veicular às notícias. O surgimento dessa área se deu através do britânico Roger Fenton, que fotografou a Guerra de Crimeia, no período de 1853 a 1856.Mas a primeira publicação de uma imagem em um veículo de comunicação aconteceu em 1880, através do jornal Daily Herald, de Nova Iorque, com a finalidade de inovar seu estilo de publicação, buscando chamar mais a atenção dos leitores.

Porém, a genialidade da ideia somente se tornou popular com a chegada do século XX, sendo possível devido à invenção da primeira máquina fotográfica portátil, a Kodak, que podia ser facilmente carregada por todos os lados.As primeiras máquinas fotografavam em preto e branco. Mais adiante, o homem inventou o filme, que possibilitava a revelação em cores, chegando aos modelos da atualidade, os digitais, que capturam as imagens através da memorização das mesmas.

Dia-do-Repórter-Fotográfico-g

Um estilo jornalístico que tem chamado grande atenção do público nos últimos anos são os paparazzi (no singular, paparazzo).Os mesmos fotografam celebridades do cinema e da televisão, expondo suas imagens em momentos mais descontraídos ou comprometedores. Essas matérias são alvo das revistas de fofoca, pois atingem grande sucesso nas vendas das mesmas. A ideia desse trabalho fotográfico foi proposto no filme de Frederico Fellini, La Dolce Vita (1960), que teve o nome do fotógrafo Signore Paparazzo baseado no nome de um mosquito siciliano “paparaceo”. A atuação do fotógrafo era de Walter Santesso, que trabalhava com Marcello Mastroiani, interpretando o jornalista Marcello Rubini.

Mas independente da forma de atuação do repórter fotográfico, seu trabalho é muito importante para a população, pois registra os fatos como eles realmente acontecem, trazendo-nos a possibilidade de tomar conhecimento dos mesmos.

Dia-do-Repórter-Fotográfico-–-2-de-setembro

Meu comentário: é por meio das lentes desse profissional que conseguimos ver o que acontece em nossa cidade, país e mundo. Eu particularmente, me encanto com uma bela foto, seja artística ou jornalística. Já trabalhei com muitos fotógrafos, a maioria deles muito bons e uma minoria nem tanto. Admiro muitos pelo talento, outros pelo profissionalismo e, sobretudo, os que possuem as duas virtudes. Portanto, meus parabéns a estes profissionais, que são fundamentais para o jornalismo.

Esta postagem é dedicada aos amigos com quem já trabalhei, todos repórteres fotográficos de primeira linha: Sal Lima, Márcia do Carmo, Max Renê, Jorge Junior, Aog Rocha, Ewerton França, Edivaldo Chaves (Didi), Chico Terra, Cleito Souza, Rui Brandão e Antônio Sena (in memorian). E também os parceiros, que vira e mexe, quebram o galho de conseguir fotos, como o Márcio Pinheiro e Maksuel Martins, Em nome deles, parabenizo todos os que atuam neste nobre ofício no Amapá e Brasil.

A fotografia, cujos progressos são imensos e que está, a nosso ver, muito bem classificada entre os materiais das artes liberais, fala aos olhos e detém cativa os curiosos fatigados” – Eça de Queirós.

Elton Tavares

Turmas das décadas de 80/90 do Colégio Amapaense celebram amizade em uma noite incrível

Ontem (30), fui a uma festa realizada nos fundos da academia de judô do mestre Saulo, velho amigo da época do Colégio Amapaense, o saudoso “C.A.”. Só que não foi um festejo comum. Longe disso. A noite foi marcada por um grande reencontro de velhos amigos do C.A. Tudo muito bem organizado e porreta, pois quase todas as “peças raras” estavam lá. Foi muito paid’égua encontrar com aqueles caras.

Só quem viveu ou sacava a gente sabe do quanto aprontamos na época do Colégio. Juntos, bebemos cervejas e outras biritas para, no mínimo, umas quatro encarnações. Se fosse para brigar, mesmo se soubéssemos que íamos apanhar, entrávamos pra cair batendo. Foram incontáveis situações irresponsáveis, curtição da vida e ajuda mútua, que ia desde a coleta para o goró a chegar numa menina.

Nós éramos descomprometidos, subvertemos regras, a feliz juventude irresponsável. Mas a maioria se deu bem, trabalha e tem família. Essa rapaziada topava qualquer parada. Volto a usar as palavras do grande Fernando Canto: “De um tempo que fomos para sermos o que somos”.

A ideia da festa surgiu em um grupo de whatsapp formado há pouco tempo, onde dezenas de “sobreviventes” dos anos 80 e 90 trocam mensagens, brincadeiras e tiradas de barato durante todos os dias. Afinal, novamente como diz o meu amigo Fernando Canto : “Lembrar também é celebrar. E quando se celebra se rememora“.

Na música “Teatro dos Vampiros”, da banda Legião Urbana, tem um trecho que diz: “esperamos que um dia nossas vidas possam se encontrar”. E depois de décadas, nos reencontramos. Firmão!

Falando em som, o velho brother Rico mandou muito bem na discotecagem, com músicas da época que éramos jovens. E o Ewerton, outro amigo dos tempos do C.A. arrebentou com sua banda, a “Além do Rádio”, com um repertório repleto de canções que marcaram a trajetória de cada um ali. Ah, churrasco e gelada no bandão, graças à perfeita organização. Foi sensacional!

No Colégio Amapaense fiz amigos que me acompanham até hoje e vivi aventuras inesquecíveis. Estes dias felizes foram lembrados e revividos ontem. A festa cumpriu com o que prometeu. Quem não foi, perdeu. Meus parabéns aos amigos Maurício, Gil, Saulo e André por realizar o encontro. Foi paid’égua demais, realmente uma noite incrível de som, amigos e diversão!!

Assistam o vídeo do encontro. Edição de Dênis Rainer. 

Viva a gente. C.A. sempre!

Elton Tavares

Hoje é o Dia Nacional do Psicólogo (meus parabéns aos profissionais que analisam o comportamento humano)

27-agosto-dia-do-psicologo

Hoje é o Dia Nacional do Psicólogo. A data é celebrada por ser o mesmo dia da regulamentação da Lei N° 4.119, de 27 de agosto de 1962, que oficializou a profissão no território brasileiro.

O conceito de psicólogo diz: profissional da área da saúde que analisa o comportamento do ser humano, e assim, pode ajudá-lo a enfrentar seus problemas emocionais. Ele deve ser cauteloso e muito compreensivo, está sempre lidando com pessoas, seus sentimentos, problemas, e anseios.foto1_1440678572

Já a palavra psicologia vem do grego e significa psyche (mente ou alma) e logos (conhecimento), ou seja, “ciência da alma”: sua definição mais antiga.

Certa vez, a querida amiga e psicóloga Janisse Carvalho, explicou: “a reforma pessoal é o que acontece num processo terapêutico. Daí a importância do trabalho do psicólogo. O psicólogo deve atuar antes de tudo pela libertação do homem (mesmo que isso seja uma fantasia) e a significação de sua existência“.

Já que este é o profissional que desata “nós cegos” de nossas mentes, por meio de análises de comportamento e assim nos ajuda a entende e resolver neuras emocionais que somente Freud deve explica, reconheço que preciso deste tipo de atendimento. Vou procurar a ajuda profissional logo.

14169486_1289922781060750_2001527761_n
Minha cunhada Andresa e minhas amigas Adriana e Janisse. As minhas queridas psicólogas.

De volta ao festivo dia, meus parabéns aos psicólogos que dedicam grande parte da vida a ajudar as pessoas a encarar e superar suas dificuldades. Principalmente as “psicoloucas” amigas: Janisse Carvalho, Adriana Ribeiro e minha querida cunhada, Andresa Ferreira.

Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana” – Carl Jung.

Elton Tavares

Patrick Bitencourt gira a roda da vida. Feliz aniversário, mano velho!

Sabem, querido leitorado deste site, sempre me gabo de ter amigos longevos. São caras e meninas com quem dividi momentos felizes de minha existência. Um desses figuras gira a roda da vida hoje, o Patrick Bitencourt. Ele chega aos 40 anos. Sim, até que enfim essa limpeza é “enta”.

Trata-se do pai da linda Manu, mestre-jedi/sith do João, sociólogo, professor, ex- patrulheiro das ruas, roqueiro das antigas, fã de cinema, apreciador de quadrinhos e desenhos animados, velho aliado da batalha anual chamada de “A Banda”, e antigo parceiro de vitoriosas batalhas contra pregos.

O sacana também é sócio fundador da Cúpula do Trovão, flamenguista convicto, maçom, praticante de artes marciais, assíduo frequentador de missas dominicais, boêmio, bicolor, pirata da batucada, filho do Bode e da Conceição, irmão do Frank, Boca e Najara, namorado da Karinny, amigo “demais” considerado dos malucos da cidade e irmão de vida deste jornalista.

Paulinho Boca-Mole e Patrick-Urso-Polar (codinomes usados desde a época do Star Night Clube) são irmãos, mas também são irmãos meus e do Emerson (meu irmão). Tá, eu sei que tem muitas palavras “irmão” nessa frase, mas é pra reforçar o que somos, de fato. Conheci os Bitencourt’s em outros tempos, outra vida e a gente fez uma pá de ondas nessa jornada. Temos muitas aventuras e desventuras pra contar – mas a maioria é impublicável, fazem parte das “Guerras Secretas” (risos).

Já contei e repito: com o Patrick, vivi centenas de situações felizes. Muitas delas inusitadas e inesquecíveis. Nosso arquivo dava um filme dos anos 90, violento e muito doido, mas com uma ótima trilha sonora.

Patrick é inteligente, malandro, divertido, bem-humorado, espirituoso, coerente, sensato, irreverente, viajado, dono de vasta cultura geral, impetuoso, criativo (vocês precisam ouvir quando a gente se junta pra falar merda, rs), competente profissional da educação, pai exemplar e amigo prestativo. Gosto de ter o “Urso” por perto.

Resumo da ópera (rock): Patrick Bitencourt está entre as minhas mais sólidas, afetuosas e inseparáveis amizades. Não à toa, eu, Emerson (meu irmão que também é irmão dele), The Clash, Boca, outros amigos e familiares do Urso, amamos esse cara.

Urso, que tenhamos ainda muitos anos de incursões boêmias pelos bares de Macapá, São Paulo ou qualquer lugar do mundo onde tenha cerveja, Rock and Roll e amigos. Saúde, sabedoria e sucesso, sempre, mano velho. Que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que o vigésimo dia de agosto chegue sempre com você por aqui, saudável e com a alegria que lhe é peculiar. Que tudo que caiba no seu conceito de felicidade se realize.

Meus parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

Eu lembro, pai. Muito obrigado! – Texto atualizado e republicado por motivo de saudades. 

papapapa (1)
Papai, eu e Emerson (no meio, sentado)

Lembro da minha infância com alegria. Eu e meu irmão fomos agraciados com excelentes pais, que nos proporcionaram tudo de melhor possível (e muitas vezes impossível, mas eles fizeram mesmo assim). Graças a Deus, minha mãe continua aqui e é meu anjo da guarda.

Lembro todos os dias do meu pai, José Penha Tavares. Ele faz muita falta. Não só hoje, que é Dia dos Pais, mas sempre. E sempre fará. Difícil compreender as indecifráveis razões de Deus para algumas despedidas.

tumblr_n03jon7LIX1rc8ucwo1_500-289x300

Lembro que nós nunca fizemos a primeira comunhão, nem eu e nem Emerson, pois fugíamos das aulas de catecismo para ir com o papai pra AABB. Ele ia jogar bola e nós curtíamos a piscina. Apesar de não ter sido um frequentador de igrejas, Zé Penha tinha muito mais Deus no coração do que a maioria dos carolas que conheço.

Lembro-me de quando ele me levava para ver seus jogos de futebol. Era goleiro dos bons. Lembro quando tinha mais ou menos uns quatro anos ele me chamava de “Zôk”, apelido dado por causa da risada que eu dava quando ouvia o nome da moto Suzuki.

Lembro que sempre foi nosso herói, meu e do meu irmão Emerson. Depois, também virou ídolo de muitos amigos, por conta do nível caralístico de paideguice que ele tinha. Lembro que poucas vezes vi meu pai triste ou irritado.

Lembro-me das poucas broncas, de algumas porradas, de poucas discussões. Disso mais lembro de esquecer. Lembro muito mais das viagens, da parceria, da amizade, da proteção, da admiração que tinha e tenho por ele.

Lembro-me de papai nos levar para jogar bola, ao cinema, circo, arraial ou qualquer lugar em que ficássemos felizes. Éramos moleques exigentes, mas lembro que ele e mamãe sempre davam um jeito, mesmo com pouca grana. Lembro dos ensinamentos e sei que uma porção grande de bondade que trago em mim herdei de meu pai.

Lembro que conviver com meu pai era viver no paraíso. Lembro-me de como todos o amavam e até hoje, todos sentimos saudades. Lembro que já são 21 anos sem você. Lembro, Zé Penha, de o quanto fomos parceiros, confidentes e grandes amigos. Aliás, pai, fostes o melhor de todos. Lembro de como eras sensacional, cara. Incrível, mesmo!
paiprasempre
Lembro de tudo amorosamente, pouquíssimas vezes com lágrimas nos olhos, mas a maioria com sorrisos. Pois o que mais lembro é que tu, pai, era a personificação da alegria e bom humor. Enfim, de vida. Lembro de ti, Zé Penha, todos os dias. E amo lembrar o que fostes e o que representas. Obrigado por todo o amor. Um beijo em ti. Estejas tu nas estrelas ou em qualquer lugar além do meu coração. Amo-te, pra sempre. Feliz Dia dos Pais!

Elton Tavares

*Texto atualizado e republicado por motivo de saudades. 

Blues e Rock: Ricardo Pereira se apresenta no Rustic Burguer Beer, neste domingo (11)

Neste domingo (11), a partir das 20h30, o músico Ricardo Pereira (da Manoblues Band) se apresentará no Rustic Burguer Beer. O artista tocará sucessos do blues como: Willie Dixon, Muddy Waters, Howlin’ Wolf, Sonny Boy Williamson II, Sonny Terry & Brownie McGhee, Buddy Guy & Junior Wells, Little Walter, B.B. King, entre outros. Além disso, o canto e violonista tocar canções clássicas do Rock and Roll, de The Door a Raul Seixas. Sem falar nas inserções sobre a história do Blues, costumeiras de Rico.

Ricardo Pereira, o “Ricobluesman” é excelente vocalista e exímio instrumentista, com astral sempre lá em cima. Acreditem, o cara é talentoso demais, carismático e com atitude.

Nem sei quantos shows dele já tive o prazer de assistir, mas garanto que cada apresentação valeu a pena. Portanto, irei e recomendo!

Serviço:

Apresentação musical de Ricardo Pereira
Local: Rustic Burguer Beer
Localizado na Avenida Almirante Barroso, 746, centro de Macapá.
Hora: a partir das 20h30
Data: 11 de agosto 2019

Elton Tavares

Hoje é o Dia dos Pais – Minha homenagem aos que amam e zelam por seus filhos

dia-dos-pais-1
Hoje (9) é o Dia dos Pais. A data tem origem na antiga Babilônia, há mais de 4 mil anos, por conta do jovem chamado Elmesu, que moldou em argila o primeiro cartão. Nele, o rapaz desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai. Para alguns, é somente mais uma data inventada pelo comércio para promover suas vendas. Quem idealizou a data para o segundo domingo de agosto foi o jornalista Roberto Marinho, em 1953, justamente para aquecer as vendas do comércio e, consequentemente, o faturamento de seu jornal, O Globo.
473163-Cartões-com-mensagens-para-o-dia-dos-pais-1
O Dia dos Pais é muito mais que isso, é dia de reverenciar nossos heróis. A paternidade é uma dádiva, nem me imagino como pai, mas admiro quem cria, cuida, protege e educa sua prole. Sempre digo aos meus amigos: “cuidem e amem seus pais enquanto eles estão por aqui”. Ah, diga “eu te amo, pai!”. Acredite, esse é o melhor presente.

14017665_1269882333064795_1531731002_n
Meu irmão Emerson, pai da nossa Maitê.

O dia de hoje mexe comigo, me traz muitas saudades do meu pai, José Penha Tavares, do patriarca de nossa família, meu avô João Espíndola Tavares e do meu tio, Itacimar Costa Simões (que também foi um pai para mim). Os três já partiram para outro plano, mas que fique registrado, eles foram homens valorosos, com quem aprendi coisas fundamentais para a vida como dignidade, honra e respeito às pessoas.
EupapaieMano
Dedico este texto a todos os meus amigos e parentes que foram abençoados com a paternidade, aos filhos que ainda tem o privilégio de terem seus pais por perto e aos pais que fazem tudo pelos seus filhos, cada um a sua maneira. Em especial ao meu irmão Emerson, meus primos Adriano Silva e Marcelo Tavares, meus tios Pedro Tavares e Paulo Tavares. Alguns são mais dedicados e amorosos, outros mais práticos e de poucos chamegos, mas o importante é o papel que vocês cumprem. Feliz Dia dos Pais!

Dedique-se a conhecer seus pais. É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez” – Frase do poema Filtro Solar.

Elton Tavares

Feliz aniversário, Clara Santos!

Clara Santos.

Hoje aniversaria a mãe, avó e filha amorosa, autônoma e velha amiga minha (antiga é só a nossa amizade, ela é jovem), Clara Santos.

Uma pessoa inteligente e gente fina. Uma amiga que pouco vejo e gosto muito. A gente tem esse negócio de empatia por pessoas de alto astral e de bem com a vida. Ela é uma dessas figuras.

Clara namorou o meu saudoso pai, Zé Penha, anos 90.  Bons tempos aqueles, pois nos divertimos muito. Clarinha sempre está presente na minha memória afetiva no que diz respeito ao meu velho.

Papai, Clara, eu (de pé e camisa quadriculada) e meu irmão Emerson (sentado de camisa branca). 1997

Ela também esteve conosco no momento mais difícil da vida, quando fez a passagem e sou grato pela dedicação dela naqueles tempos. É como dizia meu amigo Tãgaha Luz: “gente do bem é outra coisa, passa e deixa rastros”.

Em resumo, Clara Santos é uma mulher do bem, que já enfrentou várias dificuldades com altivez e sempre batalhou pelos seus filhos. Admiro isso nela, entre outras qualidades.

Eu e Clara, em algum lugar do passado.

Clara, querida, que tu tenhas sempre saúde plena e sucesso juntos aos seus amores. Parabéns pelo seu dia. Feliz aniversário!

Elton Tavares

*Texto republicado, mas de coração.