Algo assim como memória

Crônica de Ronaldo Rodrigues

Me levanto decidido da c10866799_4928482907480_309457484_nama e me sento no sofá imundo, cheio de garrafas vazias e pontas de cigarro. Depois, pego um papel velho e passo a escrever. Já fui queimado na Idade Média, sabia? Por que isso sempre me vem à mente? Também já fui roubado em Las Vegas, num daqueles cassinos superluxuosos. É outra coisa que sempre me vem à cabeça. Por que essa insistência de uma possível memória? Será que já vivi outras vidas? Será que estou realmente vivendo está vida aqui? Ou será só uma condenação se repetindo à exaustão, com o único propósito de me deixar cada vez mais pra baixo?

Sei que estou sendo obervado. Sei que há câmeras por toda parte. É como se eu fosse um micróbio observado através de um microscópio. Mas não vou dar a quem me observa o prazer de ler estas palavras. A não ser que uma câmera tenha sido instalada em meus olhos. Eles são capazes de tudo e, agora, a tecnologia permite mais coisas, mais formas de você ficar exposto.10866919_4928483947506_257949853_n

Me levanto do sofá, tusso, disfarço, passo a mão nos cabelos. Me olho no espelho tentando descobrir algo novo, além das rugas e da barba cada vez mais branca. Sei que tem um sinal escondido no meu olhar, esse olhar que minha imagem me lança do espelho. Constato, tardiamente e para sempre, que não sou mais um menino e jamais voltarei a ser.10866649_4928484347516_1913451682_n

Olho para a ampulheta. Ela ainda vai demorar muito a completar o ciclo. Sinto a areia me sufocando, soterrando os meus dias, sem redenção para as minhas noites. Não vou ficar aqui lamentando ou deixando pra lá, dando de ombros, num autodesprezo que não convence ninguém.

Quebro a vidraça da janela, pulo, saio correndo. Não sou mais ágil, talvez nunca tenha sido, e eles me capturam. Eles estão encapuzados. Eles me levam novamente para o quarto, para a fogueira. A ampulheta é virada e começa uma nova/velha contagem. Estou outra vez em Las Vegas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *