Corrida do MP-AP movimentou praticantes da modalidade neste domingo

12371046_1015177368504732_7574591673781322002_o (1)

Na foto, meu primo Pedro Aurélio Júnior, ultrapassa outro corredor. Orgulho!

A 5ª edição da Corrida do Ministério Público do Amapá (MP-AP) com o tema: “Corrupção: corra desse mal” aconteceu neste domingo (13), com os cadeirantes e deficientes visuais largando às 6h30, e em seguida a geral. O percurso de 7 km foi mantido, com largada e chegada na av. FAB, em frente ao Complexo Cidadão Centro do MP-AP.

Mais de mil pessoas participaram do evento, dentre competidores inscritos e não inscritos, além das equipes que trabalharam em diversos setores. Todas as mil vagas disponibilizadas foram preenchidas com antecedência de um mês e os competidores tiveram dois dias, sexta-feira (11) e sábado (12), no Supercenter Santa Lúcia, para recebimento dos kits com as camisas e chips, que servem para cronometrar e dar mais transparência ao resultado final.

O coordenador da Corrida do MP-AP, promotor de Justiça Flávio Cavalcante, falou da novidade deste ano que foi a participação das assessorias esportivas e grupos de corrida com seus espaços distribuídos pela Praça da Bandeira para dar apoio às suas equipes e que contribuíram para engrandecer o evento. “Essas equipes organizam e motivam a prática da corrida de rua e por isso é muito importante a participação de todas. O crescimento dessa prática no Amapá é muito em função do trabalho desses grupos e assessorias”, destacou Flávio Cavalcante.

Nesta edição, a idade mínima para participantes foi de 15 anos, divididos em nove categorias, sendo uma para cadeirante e uma para deficiente visual completo, e sete por faixa etária, iniciada de 15 a 19 anos e indo até a idade acima de 60, diferenciando-se entre o sexo masculino e feminino, profissionais e amadores.

O atleta José Maria de Almeida, 34 anos, bateu o recorde da competição com o tempo de 22 minutos cravados e foi o grande vencedor da V Corrida do MP-AP, na categoria geral masculino, e no feminino a campeã foi Risonete Moura, com tempo de 25min57. Ficaram em 2º e 3º lugares, no masculino, Antonio Reginaldo Silva e Aluisio Conceição, respectivamente, e no feminino, Elaine Gomes, em 2º lugar, e Gleiciane Pereira, em 3º.

Na categoria para membros e servidores do MP-AP, respectivamente, a promotora de Justiça, Gisa Veiga, foi a campeã pelo terceiro ano consecutivo e Verônica dos Santos subiu no lugar mais alto do pódio em todas as edições da Corrida do MP-AP. A promotora Clarisse Alcântara ficou em 2º lugar e em 3º a procuradora de Justiça, Estela Sá.

No masculino, o promotor de Justiça Ricardo Crispino, venceu por uma fração de segundo do promotor David Zerbini, que ficou em 2º e o promotor Manuel Felipe, em 3º lugar. Na disputa dos servidores, Johanes Chagas foi tri-campeão, com Pracídio Vasconcelos Filho e Raimundo Régio, em 2º e 3º lugares, respectivamente.

Os ganhadores nas categorias geral, por idade, deficientes físicos e cadeirantes receberam prêmios em dinheiro e troféus. As demais categorias receberam apenas troféus.

Há 5 anos o MP-AP, a Associação dos Membros do Ministério Público (AMPAP) e a Associação dos Servidores do Ministério Público (ASSEMP) realizam a competição que vem sendo aprimorada a cada edição, tendo sido a primeira no Estado a utilizar chip para auxiliar na cronometragem do tempo dos competidores e dar transparência ao resultado final. O objetivo é estimular a prática de atividade física e promover a inclusão social através do esporte, assim como a integração de membros e servidores da instituição com a sociedade.

O procurador geral de Justiça, Roberto Álvares, disse que com esse projeto de inclusões sociais e benefícios coletivos a instituição está mantendo a tradição e dando continuidade ao Programa de Qualidade de Vida para membros, servidores do MP-AP e a comunidade em geral.

“Quando a então procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, com o promotor de Justiça, Flávio Cavalcante, iniciaram essa parte social do Ministério Púbico eles tinham a visão de trazer às pessoas a felicidade de volta, e com o esporte você promove esse estado de felicidade. É um ganho coletivo porque você agrega pessoas, confraterniza com elas e atinge um melhoramento humano… Essa é uma competição que melhora a cada ano e promove o engrandecimento de todos os participantes”, destacou o PGJ que encerrou parabenizando todos os que trabalharam na organização do tradicional evento.

Esta 5ª edição da Corrida do MP-AP contou com o patrocínio do Supermercado Santa Lúcia e da Monte Casa e Construção. Apoio da Polícia Militar do Amapá, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal de Macapá, 34º Batalhão de Infantaria e Selva do Exército, Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), Companhia de Trânsito de Macapá (CTMAC), Federação de Atletismo e as equipes de ciclistas: URBE, Trilha e Elite Avante, com 45 bicicletas no percurso.

Acesse álbum de fotos da V Corrida

Assessoria de Comunicação do MP/AP

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*