Equipe do documentário sobre Mazagão Velho retorna a Macapá após filmar no Marrocos

Os protagonistas e o diretor Gavin

Depois de uma longa viagem até Marrocos, a equipe de produção e protagonistas do documentário “Mazagão: mito, memória e migração”, retornou ao Brasil na última semana. Aprovado no edital do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) da Agencia Nacional de Cinema – ANCINE, o vídeo relata a história do município de Mazagão, através do olhar de dois personagens, vividos pelos mazaganenses Jozué Videira e Joseane Brito.

O projeto do documentário vem sendo desenvolvido desde 2002, e está em sua segunda etapa, a primeira foi em janeiro, em Mazagão Velho, durante a festa de São Gonçalo, e após esta segunda fase, volta a ser gravado na programação da festa de São Thiago, também na vila mazaganense. Realizado em parceria da Castanha Filmes, do Amapá, e Espaço Cinema, de Porto Velho (RO), o documentário será apresentando primeiramente em TVs públicas e educativas, com previsão de lançamento até dezembro deste ano.

O roteiro aborda a origem desse povo em Marrocos, até a fundação da vila de Mazagão Velho. Os dois personagens farão uma viagem no tempo até a terra de seus ancestrais, no continente africano, e refletem sobre suas origens, mitos da fundação da vila e o futuro. Jozué Videira, tem 48 anos, é autônomo, mestre artesão de instrumentos de percussão, mobilizador cultural e administra um ponto de cultura que fica no quintal da sua casa, e Joseane Brito, 29 anos, é professora de historia e historiadora.

Em Marrocos, a equipe capturou imagens em diversos pontos de El Jadida e Azemmour. Mas também estabeleceram relações diplomáticas, como durante um evento com a presença do vice-prefeito e outros parlamentares de El Jadida, e o embaixador do Brasil José Humberto de Brito, quando foi firmado um intercâmbio social e cultural entre El Jadida e Mazagão Velho. Os mazagansenses Joseane e Jozué Videira presentearam a cidade de El Jadida com uma bandeira de Mazagão como símbolo de fraternidade e cantaram e tocaram marabaixo ao toque de caixa.

O roteiro e direção é do cineasta canadense Gavin Andrews, os amapaenses Cassandra Oliveira, Ana Vidigal, Aron Miranda e Thomé Azevedo assinam a co-direção, direção de produção, som direto e assistência de produção, respectivamente.

Mariléia Maciel – Jornalista

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*