Hoje é o Dia de Finados

Hoje (2), é o Dia de Finados. Data dos que se foram,mas ainda estão vivas em meu coração. Aprendi que após as perdas, sempre devemos superar e começar de novo. E foi o que aconteceu. 
O conceito do Dia de Finados diz que:
Desde o século II, alguns cristãos rezavam pelos falecidos, visitando os túmulos dos mártires para rezar pelos que morreram. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém lembrava. Também o abade de Cluny, santo Odilon, em 998 pedia aos monges que orassem pelos mortos. Desde o século XI os Papas Silvestre II (1009), João XVII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia aos mortos.
No século XIII, esse dia anual passou a ser comemorado em 2 de novembro, porque 1 de novembro é a Festa de Todos os Santos. A doutrina católica evoca algumas passagens bíblicas para fundamentar sua posição (cf. Tobias 12,12; Jó 1,18-20; Mt 12,32 e II Macabeus 12,43-46), e se apóia em uma prática de quase dois mil anos.
Esse é o grande lance, temos que amar as pessoas importantes para nós agora, enquanto ainda temos chance. Renato Russo cantou, há muitos anos atrás, o velho papo de Camões: “é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã“. 

Falando em citações, lembrei do poema “Filtro Solar”, que tem um trecho que diz: “Dedique-se a conhecer seus pais. É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *