Hoje é o Dia Nacional das Comunicações


Hoje, 5 de maio, é o Dia Nacional das Comunicações. A data é celebrada por conta do  nascimento, neste dia em 1865, do marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, patrono das comunicações do Brasil. Uma justa homenagem, já que ele que foi responsável pela criação de linhas telegráficas importantes, integrando regiões do centro-oeste e norte ao sudeste do Brasil, além de “defensor dos índios” brasileiros. 

Rondon viveu na época em que o principal meio de comunicação à distância era o telégrafo elétrico, inventado por Samuel Morse e instalado pela primeira vez no Brasil em 1852. Para que ele funcionasse, postes e fios tinham que ser instalados por milhares de quilômetros.

Em 1876, Graham Bell obteve a patente da invenção do telefone. Em 1877, dom Pedro 2º solicitou a instalação das primeiras linhas telefônicas no Rio de Janeiro. Em 1896 os primeiros sinais radiofônicos foram transmitidos pelo físico italiano Marconi. No Brasil, a primeira transmissão aconteceu em 1922, mas o rádio só foi ao ar comercialmente em 1923. 

O Brasil se tornou o primeiro país da América a emitir selos postais, os olhos-de-bois, em 1843. Em 1921 começou o transporte de malas postais por via aérea no país.

Na primeira metade do século 20, centrais telefônicas foram instaladas em todo o país. Foram criados o Departamento de Correios e Telégrafos (DCT) e o Correio Aéreo Militar, que deu origem ao Correio Aéreo Nacional.

O sistema de discagem direta à distância (DDD) data de 1958 e, em 1965, foi criada a Empresa Brasileira de Telecomunicações (Embratel). Dois anos depois, criou-se Ministério das Comunicações, o que dá a uma idéia da dimensão que o setor atingia para o país.

Em 1969 o Departamento de Correios e Telégrafos foi transformado na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). No mesmo ano, o Brasil inaugurou a primeira estação de comunicação com satélites em Itaboraí, RJ. Em 1972 foi criada a Telebrás (Telecomunicações Brasileiras S/A) e os primeiros “orelhões” foram instalados no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Três anos mais tarde, o Brasil se integrou ao sistema de discagem direta internacional (DDI). Nos anos 1980 chegaram ao país os cabos de fibra óptica e, uma década depois, os celulares. Em 1995 foi implantada a internet comercial no Brasil e em 1997 foi criada a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Se fosse vivo, Rondon poderia apreciar sua obra em casa, numa tela de plasma, simplesmente apertando alguns botões. Gastaria para isso apenas alguns minutos, na internet. Em termos históricos, é uma velocidade comparável à da evolução dos meios de comunicação nos últimos 120 anos.

Meu comentário: Comunicar-se é essencial para todos nós, claro. Sobretudo para um profissional da área. Neste maravilhoso mundo novo, a tecnologia facilita a transmissão de informações, com velocidade, seja via telefone, e-mail, mídias sociais, televisão ou rádio,  mas para passar uma notícia com eficiência é preciso apurá-la sempre. Uma fórmula básica que nem todos os que se intitulam comunicólogos  aprenderam.

Como jornalista, assessor de comunicação e blogueiro, destaco a importância da data e saúdo os bons comunicadores, que trabalham a informação com responsabilidade.  Enfim, é isso. Bora trabalhar e boa semana pra gente! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *