Oração – Crônica de @KiaraGuedes

Crônica de Kiara Guedes

Eu saía do banho, quando no aleatório tocou Amor meu Grande Amor. A voz da Ângela Rô Rô sempre me convida para um cigarro, mas como eu não fumo eu apenas paro para escutar, é melhor eu me deitar. Eu deito, presto atenção desde o fim ate o começo.

Penso que se não fosse esse tom de quase súplica que a gente canta junto, muito porque a letra já é memória celular, Amor, meu grande amor, não chegue na hora marcada…. Ah, ele era capaz de chegar. Acredito mesmo que seria capaz de ligar, até usar palavras. Dar a hora exata com minutos quebrados, assim meio que de sorrisinho de canto da boca, mas sem cinismo, o Amor não é cínico. “Chegarei na terça, as 11:17”. Sabe ele que concluiríamos ser tudo brincadeira?—?de mal gosto de alguém que não sabe o que é o Amor, claro!?—?e então nenhum minuto a mais nem a menos, chegar.

Hora marcada. Eu mesma não sei se estaria lá. Então a gente suplica o óbvio, deixa assim como está!

Eu já atrasada, volto a me vestir, sorrio porque lembro do conselho que está tanto em todas as mal faladas (com razão) revistas femininas, quanto também no já pueril imaginário da mulher mais segura, que diz que devemos estar sempre arrumadas, afinal nunca se sabe quando o Amor vai chegar, e pode ser em qualquer lugar. Faço então o trajeto mental: ir até o cartório, mas antes de chegar ao escritório, passar no banco, na farmácia e se der tempo, pagar a escola do filho, talvez seja melhor ir mesmo hoje e pagar adiantado, vai que a o Amor também estará lá, e Me veja nos seus olhos, na minha cara lavada. Deitar na cama para escutar com atenção pode ter sido presságio. Eu sorrio porque estou atrasada.

O Amor se atrasa?

Porém, Que tudo o que ofereço é meu calor, meu endereço. A superprodução, essa não vai rolar. É muito calor no meu endereço. E quando me quiser que seja de qualquer maneira vai ter que valer. Por favor me reconheça.

Já no carro o ultimo pedido Amor meu grande Amor, só dure o tempo que mereça!

Eu já agradeço antecipado. Pois temos aqui uma saudável e madura oração, e oração eu aprendi, é assim, a gente faz, agradece e espera. Esperança. “Ora a esperança que se vê não é esperança, porque o que alguém vê como o esperará?”. Com fé não costuma falhar.

Quem diria…, que a essa altura, ainda insistiríamos em não acreditar em poesia?!

É mesmo sempre tudo sobre o Tempo:

Não chegue na hora…
Enquanto me tiver…
Quando eu te encontrar, me reconheça.
Que Assim Seja.

Amém!

Fonte: Medium

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *