43 anos. Obrigado, Deus!

“Batidas na porta da frente… É o tempo. Eu bebo um pouquinho pra ter argumento…”. É não é que aquele moleque doido chegou aos 43 anos? O filho do Zé Penha e da Lucinha. Um cara que só deu certo por conta dos pais e Deus, claro.

Quem me conhece sabe que tenho personalidade forte, sou sincero em minhas opiniões, mas boa praça, divertido e desbocado. E que também possuo tendências ao extremismo com relação a gênero musical. Deixei de ser tão crítico. Passei a elogiar mais. Tento ser estimulador do que é bom nos outros. A tal leveza do ser, mesmo, às vezes, insustentável.

Foram 40 anos de intensidade em tudo. Loucura, trabalho e relacionamentos afetivos, tudo ligado no 220w. Por isso rolaram amores fortes, amizades reais, afetos profundos. E, algumas vezes, o inverso dessa equação. Muita gente me ama e também muita gente me odeia, mas estes por serem quem são, prefiro assim. Mas isso, nem de longe, pesa na minha matemática como ser humano, pois bote fé, sou um cara legal. É isso!

São quatro décadas e três anos com poucos arrependimentos, muitas bênçãos, amores e amigos. Sobretudo, amor e suporte familiar.Sou muito grato aos meus e a Deus. Valeu!!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *