Amapaense Sandro Malk faz sucesso lá fora: O indierock brasileiro do One Sky Two Visions


Eu já postei aqui uma matéria legal sobre a banda do meu amigo Sandro Malk, a One Sky Two Visions. O grande Lúcio Ribeiro, um dos figuras que mais saca de rock no Brasil, também deu valor. Ontem, li outra. Esse brother é só orgulho. Leiam: 

O indierock brasileiro do One Sky Two Visions

Por Daniel Bonfim, do site Simplista na Pista
Coloquei One Sky Two Visions para tocar aqui no meu quarto e perguntei para a minha roommate de que lugar do mundo ela achava que aquela banda era, ao que ela me olhou com uma cara de “como você quer que eu saiba seu idiota?” e respondeu: “Inglaterra?”. Errou, errou feio, errou rude. Correto seria dizer Curitiba, Brasil. Mas a resposta dela é justificável: talvez pelo inglês afiadíssimo ou pelas intensas referências internacionais, já nomeadas Two Doors Cinema Club e Phoenix.

Fato é que One Sky Two Visions não parece ser daqui, e ao mesmo tempo que essa constatação me agrada muitíssimo, por outro lado me deixa na esperança de que a banda encontre veias criativas para compor também em português. Ou arriscar mais nas sonoridades brasileiras, por mais desafiante que isso seja. De qualquer maneira, é revigorante ver banda local fazendo música foda, dessas com instrumentais bem elaborados, apostando em interferências eletrônicas para estruturar o ritmo. Um caminho alternativo ao qual o SnP deseja muito sucesso.

A seguir, o videoclipe divertido gravado à bonita luz do dia de Curitiba:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *