AS DOMÉSTICAS (em férias) é a atração no Teatro das Bacabeiras


Depois da excelente receptividade do público no ano de 2011,  onde grupo e elenco conseguiram emplacar no cenário teatral no estado do Amapá, a Cia Teatro do Riso, inicia  o ano com sua nova temporada  no Teatro das Bacabeiras, AS DOMÉSTICAS (EM FÉRIAS). O espetáculo vem chegando com novas performances, novos quadros e novas piadas. O espetáculo criou uma empatia direta com os atores, personagens e plateia. O reflexo disso foi o retorno dos emals, bate-papos e mensagens do publico no geral, solicitando a volta do espetáculo. Trata-se de uma comedia aberta, onde atores, apropriando-se de seus talentos e criatividades se despojam provocando uma relação frontal com o publico que embarca imediatamente. Fruto do trabalho executado em todo ano passado, os atores envolvidos no processo, foram convidados para abrir vários eventos em Macapá. Um ano produtivo que reforçou a responsabilidade de prosseguir com o processo.

DO ESPETÁCULO
Inspirada no universo das empregadas domesticas, a comédia AS DOMÉSTICAS, revelam os bastidores do cotidiano de quatro mulheres, ligadas ao trabalho e a suas patroas: Dalvinha, a mais jovem, apresenta-se como a dondoca, a mais rebelde das empregadas e seguidora das novas tendências do mundo contemporâneo. A sua principal reclamação contra a sua patroa, a Dona Cristofálica, está na sua remuneração. Sua patroa lhe paga dobrado, ou seja, de dois em dois meses; A Fatinha, tem um espírito de liderança. Está sempre aprontando para cima das amigas. É metida a intelectual, mas vive decorando tudo errado. Com um português mal conjugado na ponta da língua, ela, vive assassinando as concordâncias e parafraseando citações populares completamente às avessas; A Maguinha, é a metida a socialista do grupo. Decorou todas as citações do Karl Marx, por compartilhar diariamente com sua patroa, Sonia Gafrom, socióloga e admiradora do Marx. Em função disso, a Maguinha, incorporou em seu discurso, de qualquer conteúdo, as citações do Marx. Vive cuidando dos três filhos da patroa. Por fim a Doidinha, a mais deslocada do mundo real, é a atração das amigas, Vive de longas aventuras, sendo  mais desbocada, avessa a qualquer tipo de opressão, mas é completamente despolitizada. Também vive em pé de guerra com sua patroa, a japonesa radicada no Brasil, dona  KarahDKur Tunashi que nutre uma vaidade excessiva por tratamentos de beleza, bem como cirurgias plásticas.

As Domésticas, além dos conflitos que a cercam, como reivindicações salariais, conflitos entre namorados e familiares, tentam, ao longo da trama, revelar os bastidores das patroas, denunciando-as através de suas atitudes, mas ao mesmo tempo revelando suas virtudes. Na cena final  do espetáculo, as patroas invadem o palco, para dar seus recados, onde reforçam a importância de suas empregadas em suas vidas e no cotidiano.
DO ELENCO/DIRETOR
O grande encontro se deu no espetáculo As domésticas através do seu elenco composto por cinco atores com excelentes bagagem  de teatro:  Rafael Nunes, Francisco Ribeiro, Tom Rodrigues, Junior Storck  e Paulo Alfaia. São atores compromissados com a cena teatral do estado e militantes ligados a politica cultural, a exemplo do Tom Rodrigues que participou em 2011 do projeto SESC AMAZÔNIA DAS ARTES, maior projeto de circulação de espetáculos nas artes cênicas, que difundiu o teatro amapaense em 10 estados da Amazônia Legal como diretor do espetáculo Cordel do Amor Sem Fim, pelo Grupo Cores na Rotunda. Assim como Paulo Alfaia a frente do Grupo Desclassificáveis que através do espetáculo DESCLASSIFICÁVEIS, veiculou por vários festivais nacionais, trazendo inclusive várias menções honrosas pelo trabalho de pesquisa na área teatral. Por fim  As Domésticas traz em sua pesquisa de texto e direção Genário Dunas, que acumula mais de vinte anos de caminhada em prol do teatro, perpassando por várias experiências em grandes festivais como São Jose do Rio Preto-SP, Blumenau-SC, Guaramiranga-CE, Salvador-BA, Brasilia-DF entre outros. No Amapá, dirigiu os espetáculos: Retratos de uma atriz, Damas de Paus, Jogo da Máscara, As encalhadas e recentemente A solteirona, que estreou  em dezembro do ano passado.
FICHA TÉCNICA
ELENCO
Junior Storck – Dalvinha
Rafael Nunes – Maguinha
Francisco Ribeiro – Fatinha
Tom Rodrigues – Doidinha
Ator Convidado – Paulo alfaia como KarahDKur
Texto e Concepção de Luz – Genário Dunas
Figurinos e Maguiagem – Cia. Teatro do Riso
Execução de luz – Antonio Carlos
Sonoplastia – Abraão Barros
Fotografias: Andre Fernandes
Produção: Santos Publicidade
Direção Geral – Genário Dunas
Serviço:
Espetáculo: As Domésticas (em férias)
Grupo: Cia. Teatro do Riso
Dias: 20/21/22  de janeiro (sex/sab/dom.)
Local: Teatro das Bacabeiras
Hora: 21 h
Ingresso: R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 estudante
Contatos:
Genário Dunas
9173-4093 – 8127-4065
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*