ATEUS, PAREM DE ENCHER O SACO!


Sou ateu, não faço disso uma bandeira e acho cafona e até mesmo idiota quem o faça. Mas, ok, cada um faz o que quer, fico na minha. A parte realmente chata disso tudo é que, com as redes sociais, o ateísmo se tornou uma espécie de “culto”, usando exatamente todos os métodos de qualquer religião, sem o detalhe de acreditar num deus.

Por que diabos incomoda tanto a esses ateus que alguém tenha sua fé? A raiva da fé alheia é prima-irmã da raiva da sexualidade alheia; são dois temas íntimos que dizem respeito – entre alguns outros – apenas a quem os professa, pratica, gosta, acredita etc. Se você se incomoda com a escolha íntima do outro, então é VOCÊ que não está preparado para a vida em sociedade.

Condenar alguém pelo que acredita espiritualmente é o mesmo que condenar quem tenha prazer sexual desta ou daquela forma; é, antes e acima de tudo, uma invasão à liberdade individual e, nesse sentido, também uma forma autoritária e egoísta de ver o mundo.

Dá tanto trabalho assim cada um cuidar da própria vida? Os ateus 2.0 deveriam ao menos perceber que fazem papel de torquemadinhas internéticos em vez de pregar algo como liberdade. Os ateus que enchem o saco de todo mundo que não partilha do ateísmo se comportam como uma espécie de “vegan” da fé alheia.

É chato pra caralho!

Salvo exceções, o ateísmo internético causa vergonha nos próprios ateus. Dá vontade de inventar alguma religião só para não ser confundido com essa turminha “rebelde” que espalha imagenzinha antirreligiosa pelo Facebook – entre outras formas super ultra radicais de protesto.

Um pedido: parem. É sério.

Fonte: 
http://www.interney.net/blogs/gravataimerengue/2012/03/20/ateus_parem_de_encher_o_saco/#comments
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

Commentários
  1. Orion*

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*