Cooperação entre Justiça do Amapá e Parque Zoobotânico oferecerá educação ambiental a socioeducandos

ZOOBOTANICO (26)

Em uma cerimônia ocorrida no Parque Zoobotânico, a Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude do TJAP firmou parceria com o Município de Macapá e a Fundação Parque Zoobotânico para oferecer aos adolescentes cumpridores de medidas socioeducativas um programa de educação ambiental, qualificação profissional e oportunidades de trabalho.

O objetivo do programa é desenvolver atividades educativas junto aos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas de prestação de serviço à comunidade e, em alguns casos, também a jovens que tem medida acumulada com liberdade assistida.

O programa está previsto para iniciar no mês de agosto e vai atender 180 adolescentes no período de um ano, sendo 90 socioeducandos a cada semestre. Os investimentos a cargo do TJAP serão provenientes do Fundo de Apoio ao Juizado da Infância e Juventude (FAJIJ), e garantirão aos jovens camisas, calças e equipamentos de proteção individual para a garantia da proteção durante a execução das tarefas.

De acordo com a Coordenadora da CEIJ, Desembargadora Stella Ramos, a intenção do programa também é auxiliar, na medida do possível, a reabertura do Parque, que está fechado há mais de 10 anos.

“O Judiciário quer participar da reabertura do Parque Zoobotânico e dessa maneira vamos aproveitar os jovens que devem cumprir medida de prestação de serviço à comunidade e montar frentes de estudo e aperfeiçoamento aqui dentro. Essa é uma forma de devolvermos para Macapá o trabalho desses jovens e também do Judicário se voltar ainda mais à sociedade”, enfatizou a magistrada.

ZOOBOTANICO (1)

Segundo dados da Coordenadoria, no período de janeiro de 2015 a fevereiro desse ano 368 adolescentes foram encaminhados para cumprimento de medidas, destes, 308 são de prestação de serviço à comunidade.

Os adolescentes serão encaminhados ao Parque por técnicos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), órgão vinculado à Prefeitura de Macapá. Os jovens participarão de palestras sobre educação ambiental e receberão orientações dos monitores e guardas do Parque para o desenvolvimento de suas atividades.

Os jovens serão treinados para dar orientações aos visitantes em geral, atuando como guias e prestando informações importantes sobre a fauna e flora existente no parque. Também participação de cursos para o uso do GPS, métodos de medição e de inventário, e, ainda, curso de guarda-parque mirim.

Assessoria de Comunicação Social do Tjap

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*