É hoje => Cine Rock: Control – A história de Ian Curtis (firme demais)

“Existência.. bem,o que ela significa? Eu existo nas melhores condições que posso. O passado é agora parte do meu futuro. O presente está bem fora de controle.” ♪


No dia 01 de junho acontece na Praça da Bandeira, a partir das 19 horas, mais uma edição do Cine Rock, e o filme escolhido para exibição foi Control, filme de 2007 de Anton Corbijn rodado em preto e branco. É um filme biográfico sobre a vida e a morte de Ian Curtis (1956— 1980), vocalista da banda inglesa de pós-punk Joy Division. O roteiro foi escrito por Matt Greenhalgh e baseia-se no livro Touching from a Distance, escrito pela esposa de Ian Curtis, Deborah, que também co-produziu o filme.
O filme relata desde o trabalho de Ian em uma agência de empregos e sua banda Warsaw, seu casamento precoce com Debbie, a mudança da banda para Joy Division, o declínio de seu casamento após a gravidez da esposa e sua pulada de cerca, com a Belga Annik, que conheceu após um dos shows. Depois disso Ian surtou e nunca mais parou em casa. Com problemas de epilepsia, sem uma medicação adequada para o tratamento, dúvidas quanto a seus sentimentos por Debbie e Annik e a pressão da popularidade do Joy Division foram os possíveis motivos para que se matasse, enforcado, com apenas 23 anos de idade, em 1980. 

O roteiro do filme foi escrito em forma de flash back, mas o diretor alterou a ordem, pois acreditava que a história seria mais emocionante cronologicamente. O filme é denso e poético, conseguindo retratar o músico solitário, introspectivo, confuso, cheio de crises não só epiléticas mais existenciais.
Todos os atores que interpretaram os integrantes da banda aprenderam a tocar as músicas do Joy Division, sendo que eles mesmos cantam e tocam nas cenas do filme, o que mostra que o Sam Riley não é só parecido fisicamente com o Ian, mas até o timbre de voz baixo-barítono é semelhante.

Joy Division
Joy Division foi uma banda pós-punk formada no ano de 1976, em Manchester, Inglaterra. A banda acabou em 18 de Maio de 1980 após o suicídio do vocalista e guitarrista ocasional, Ian Curtis. A banda também tinha como integrantes Bernard Sumner (guitarrista e tecladista, à época chamado Bernard Albrecht), Peter Hook (baixista e vocalista) e Stephen Morris (percussionista e baterista). Após o termino da banda, os três integrantes remanescentes formaram o New Order, alcançando maior sucesso crítico e comercial.
A característica mais marcante do Joy Division é sua sonoridade melancólica acompanhada de melodias com temas depressivos e cotidianos. Os artistas que mais influenciaram o grupo foram The Doors, Velvet Underground, David Bowie, Sex Pistols e Iggy Pop. Vale destacar também que o grupo tinha um pouco de influência de Kraftwerk, banda que se tornou uma influência enorme para o New Order.

Assista o Trailer:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *